História Prisoner - Imagine Jeon Jungkook ABO - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, TWICE
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Kris Wu, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Tzuyu
Tags Imagine, Jungkook, Prisioneira, Riqueza, Traficante
Visualizações 320
Palavras 1.810
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem pela demorinha, hehehe. Sei que queriam mais, porém, eu estava sem vontade de escrever recentemente, por isso, espero que entendam meu lado. Espero que gostem, tchauzinho <3

Capítulo 3 - "Festa"


Fanfic / Fanfiction Prisoner - Imagine Jeon Jungkook ABO - Capítulo 3 - "Festa"

________ P.O.V On

Eu estava nervosa. Afinal, eu estava indo para um festa com o Jungkook, mesmo depois de tudo que estava acontecendo comigo, ainda não havia caído a fixa de que isso estava acontecendo. Eu com o cara mais rico de toda a Coreia do Sul, e ainda é um tremendo pervertido! Bem... Isso eu já imaginava, afinal, qualquer homem é pervertido. Pelo menos a maioria, eles pensam sempre em sexo, sexo e mais sexo. Aff. Não tem nenhum pingo de respeito com as mulheres. Tenho mais ódio de caras como o Jungkook, que tratam as mulheres como simples objetos sexuais.

Acabo tirando esses pensamentos de lado, olho para o Jungkook que se mantinha com sua expressão séria. Ele parecia perdido em seus pensamentos, mesmo que não era evidente minha hipótese. O que será que ele vai fazer comigo nessa festa? Ou pior, o que ele vai fazer comigo depois dessa festa?! Ah.. Nem quero pensar, não quero perder minha virgindade com um homem desse. Um homem tão imundo desse, nem acredito que talvez meu cérebro esteja dizendo o contrário, ele até pode ser bonito, mas a personalidade é a mesma que eu imagino. Não muda nada!

Tentava não ficar com o ódio, parece que qualquer momento minha vontade dar um murro na cara do mesmo estava aumentando, não queria ter que fazer isso. Sabia que teria consequências. Ele me dá cada vez mais ódio e nojo. Argh, quero logo que esse sofrimento acabe, quero logo que esse inferno acabe... Pelo menos acho que tenho a Tzuyu do meu lado, ela é a única pessoa boa que conheci em meio a tudo isso até agora. Mesmo que por incrível que pareça.

Tenho uma ideia, que tal eu começar a fingir ser a boazinha? Será que isso vai funcionar, será que ele vai cair em meu truque?... Não acho que isso aconteça. Melhor continuar assim mesmo, não gosto de imaginar a ideia de ter que agir em uma pessoa que não sou eu. Isso não faz meu tipo, eu me abaixaria para o nível dele. Sou uma boa pessoa, tenho que colocar isso na cabeça, não posso me rebaixar a pessoas desse nível de classe.

Caminhamos pelo longo corredor, quando chegamos ao salão principal, percebo várias pessoas de classes altas. Pareciam todos ricos, mas tinham algo em comum, o roubo. O Presidente estava no local, assim como outros deputados e ministros. O Jungkook deve ser bem conhecido mesmo. Jungkook se aproximava do Presidente ainda segurando minha mão.

- Vossa Excelência, é uma surpresa estas aqui. - Jungkook falava de um jeito formal. Ele estava com um sorriso que eu nunca tinha visto antes. Era evidente que era falso, afinal, se não fosse, já teria visto. O Jungkook é uma pessoa fria que não parece se importar com ninguém além de si mesmo. Isso é... Estranho. Como uma pessoa pode ser assim? O que será que aconteceu para ele se tornar assim.

- Não precisa de tanta formalidade Jungkook, afinal, sou seu tio. Somos da mesma família, basta me chamar de senhor. - O Presidente dizia com um sorriso antes de olhar para mim. Logo ficando curioso sobre mim. - Quem é essa Jungkook? - Ele falava com seriedade. - É mais uma das suas parceiras sexuais? Está a venda? - Logo sua seriedade se transformam em um sorriso malicioso. Como imaginava, ele é nojento assim como Jungkook.

- Não está, tire seus olhos de minha futura Noiva. - Ele dizia com seriedade. Que história é essa de noiva?!! - Acho que nunca deve ter visto eu trazer uma das minhas parceiras sexuais para as festas, elas sempre ficam trancadas nos seus quartos sem poder sair antes que eu mande.

- Uau... É uma surpresa ver a sua " noiva ". Me chamo Chin-Hwa, é um prazer conhecê-la. - Ele beija minha mão. Disfarço minha cara de nojo, limpando a mão minha discretamente em meu vestido. Quanto tempo terei que aguentar isso?! Não me importa... Portanto que não me atrapalhe, mesmo que seja difícil. Agora eu tenho que descobrir essa confusão de eu ser noiva do Jungkook, o que ele tem na cabeça em dizer isso?!

- Hunf, acho que você devia comer algumas coisas. Afinal, tem bastante comida sobrando, ninguém parece estar com fome aqui. - Jungkook falava com seriedade. - Tenho que conversar um pouco com minha querida futura noiva. Então, nos dê privacidade.

- Tudo bem, nem sei o que tenho mais a falar com você mesmo Jungkook. Ah, caso mude de ideia sobre me vender sua " noiva", estarei de portas abertas, ando com tédio ultimamente. Preciso de algo, ou especificamente alguém para me animar. - O Mesmo, vai embora com um sorriso malicioso no rosto.

Antes que se quer eu fale uma palavra, Jungkook me rouba um beijo sem ao menos me deixar respirar antes. O Beijo foi se aprofundando, era um beijo calmo, mas ao mesmo tempo era quente que tirava o fôlego. Não sei porque mas, parece um beijo típico do Jungkook. Nem tão gentil, nem tão agressivo. Logo após de terminanos o beijo, ele sussurra algo em meu ouvido:

- Espero que não eu não precise ouvir você dizendo algo sobre a história que você é minha noiva. Isso foi só para despistar o meu tio, ou você iria querer ser abusada por um velho? Imagino que não. - Ele solta risadas pervertidas antes de morder o lóbulo da minha orelha direita. Seguro fortemente o gemido. Por que isso me faz querer mais? Eu não posso aceitar isso, não mesmo! Logo esse pensamento, empurro o Jungkook fortemente assim como a última vez na banheira.

- Não posso permitir isso, não vai me ganhar facilmente Jungkook, terá que fazer mais do que isso para me conquistar. Nunca vou me apaixonar por um idiota pervertido como você. Nunca! - Digo com um ódio no meu coração, mesmo que uma parte do meu corpo parecia discordar de minhas palavras. 

- Ha, é o que vamos ver. Logo, logo, você estará aos meus pais, só espere minha querida prisioneira. - Ele sussurra a última parte em meu ouvido. Fico bastante arrepiada, até que o mesmo resolve buscar alguma bebida para nós 2, ou talvez só para ele... Olhava para os lados tentando vizualizar o que acontecia em meu redor, várias pessoas conversavam sobre assuntos aleatórios, não estava interessada em saber quais eram. Ainda mais quando são conversas de ricos, já até imagino sobre o que deve ser. Roupas caras, carros, dinheiro, tudo relacionado a isso...

Enquanto olhava para os lados, acaba avistando uma pessoa que me fez abrir um sorriso em minha boca. Era a Tzuyu, rapidamente vou até a mesma. A Abraço alegremente, ela parecia bastante surpresa e tentava se afastar de mim antes que alguém nos vê-se.

- S-Senhora, você tem que me largar antes que alguém nos veja. Pode arranjar encrenca para nós 2, já que pessoas de classe alta não podem ter contato com pessoas como eu. Ainda mais alguém como você. - Ela me empurra levemente. A mesma começa a disfarçar como se estivesse limpando algo em meu vestido, enquanto recebíamos olhares de outras pessoas de " classe alta " como a Tzuyu disse.

Por que pessoas ricas tem que ser desse jeito, tão mesquinhas e frescas. Elas tinham que ser pessoas com respeito e não tratar os outros seres humanos como meros animais. Isso é estranho, queria não estar aqui. Queria fugir daqui, claro que com a Tzuyu. Dou um longo suspiro antes de começar a falar.

- Isso é chato. Ter que conviver com isso... Queria que isso tudo acabasse logo. Bem, eu só queria dar um Oi, vou indo. - Me afasto da Tzuyu antes mesmo que ela pronuncie. Se é proibido ficar perto dela, acho melhor nem tentar fazer isso.

Jungkook P.O.V On

Eu caminhava em direção a mesa de ponche. Acho que apenas irei pegar o meu. Não tenho a obrigação de dar para minha escrava também. Ela tem braços justamente para isso. Estranho, por que estou sentindo a sensação de estar sendo observado? Acho que deve ser só impressão minha. Depois de um tempo ainda com a mesma sensação, vejo o Jimin olhando para mim com um olhar de raiva. Já imaginava o porquê. Acho que eu tenho um sexto sentido por causa que sempre quando eu acho que tem alguém me observando, sempre tem. 

Pega um ponche e fico tomando tranquilamente. Só esperando o Jimin tomar uma coragem para falar comigo, estava prevendo que isso iria demorar e não seria pouco. Por minha surpresa, ele toma a iniciativa de vir falar comigo, mesmo dando a perceber que o mesmo estava bem nervoso.

- Jungkook, quando você vai parar de fazer isso?! Você sabe que eu me preocupo com você. - Ele dizia com razão, é sempre a mesma coisa. Ele sempre vem me falar essas coisas, sempre. Dá até um ódio de me fazer querer dar um soco nele. Dou vários suspiros seguidos em tentativa de me acalmar.

- Tudo bem, Jimin. Isso já está cansativo, por que ainda tenta me ajudar mesmo sabendo da situação em que eu estou? Mesmo de tudo que eu já fiz? - Eu dizia em tentativa de que ele me deixasse finalmente em paz.

- Por que eu me importo com você! Você sabe muito bem disse Jungkook, quantas vezes eu te avisei? Mas mesmo assim, você continuou com a mesma ideia, mesmo que tenha se tornado rico, se tornou assim ilegalmente. Você parece ter se esquecido que mesmo depois de tudo isso eu estive no seu lado, parece que se esqueceu de mim, parece que... - Ele deu uma pequena pausa. - Esqueceu da nossa amizade... - Ele foi embora logo após eu ouvir isso, o que será que ele quer com isso?...

Tento voltar para onde estava em tentativa de encontrar a __________ , mas depois de um tempo eu finalmente consigo encontrá-la. Fico com raiva, não tenho a obrigação de estar procurando ela, espera... Eu não tenho a obrigação de procurar ela, então por que eu a procurei?... Que se foda isso, tanto faz. Eu pego agressivamente em seu braço.

- Ei! O que você está fazendo? - Ela dizia com sua voz irritante. Estou bastante cansado para ter que aguentar mais disso.

- Vamos ao meu quarto, preciso descansar um pouco, além de me divertir. - Digo com um sorriso pervertido. Quero fazê-la sentir meu ódio, pretendo me entreter um pouco. Não me importo mais com essa festa. Que ela continue... Não irá mudar nada. Eu a puxo com a mão com agressividade sem deixá-la ter opção. A Jogo agressivamente em sua cama, a mesma tentava se debater em esperança de escapar, mas eu sabia que era inútil. - Shhh... Isso irá se tornar um grande prazer para você que vai querer que nunca acabe.


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Próximo capítulo tem hentai, hehehe.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...