História Prisoner - (Min Yoongi) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Kris Wu, Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Suho
Tags Blackpink, Bts, Exo, Jennie, Jeon Jungkook, Jisoo, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Lisa, Min Yoongi, Park Chanyeol, Park Jimin, Romance, Rose
Visualizações 69
Palavras 783
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Lemon, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais uma :) celular descarregando...ㄱㄱ

Boa leitura. 💙🐤

Capítulo 2 - Stress.


Fanfic / Fanfiction Prisoner - (Min Yoongi) - Capítulo 2 - Stress.

Ana On]

Florianópolis - Sábado, 9 AM.

Acordo com uma luz forte em meu rosto, dei por mim que tinha esquecido de fechar as cortinas antes de dormir, que chato.

Levanto, e olho para o meu criado mudo, observo em meu despertador, 09:02 vejo que já era um pouco tarde. Mas não queria perder o noticiário. Já de pé, vou em direção ao banheiro, faço as minhas higienes, tiro meu pijama e logo adentro ao box, fico olhando para água que descia do chuveiro, quando a água já estava quente, entro debaixo do chuveiro, nada como um banho quente para despertar, por mais que o dia estivesse quente, estava sentindo um friozinho meio estranho.

Minutos depois...

Saio do banheiro enrolada em minha toalha azul bebê bordada com floquinhos de neve, muito infantil? Meu pai havia me comprado o mesmo a uns meses atrás, nunca havia usado, então resolvi usá-lo agora.

Vou direto para meu closet, fico em pé na frente do mesmo procurando uma roupa confortável, pois não iria sair, meu pai avisou que chegaria logo, ele iria trabalhar por meio período, às 14 ele já estaria chagando.

       - Hmmm... -- Murmuro com o dedo indicador em meu queixo. - Ok. -- falo por fim.

Pego um moletom cinza, com uma blusa longa preta. Calço um par de meias brancas. E desço para sala.

A casa estava bem silênciosa naquela manhã. Ando em direção a sala de estar para ver o passava na Televisão, fiquei passando os canais, pensei em me informar um pouco, até que achei um noticiário, passava sobre diversos tópicos desses como investigação policial, política de segurança, saúde e etc, não que eu seja nerd, eu só gostava desses tipos de assuntos, investigação era uma das minhas grandes paixões assim como os livros de romance, que eu lia quando menor.

[...]

Passei toda a tarde tempo assistindo, já estava anoitecendo. até que começou a falar sobre os dados da bolsa de valores, então, quase que correndo, foi até a cozinha, pequei um copo de água junto com uma maçã, e voltei para a sala novamente, peguei o controle da televisão e logo aumento o volume da mesma. sim, eu gostava bastante desse tópico assim como romance, só que um pouco mais.

       - Muitas das nossas empresas então aumentando assim como as ações, serviços e investimentos. -- Anunciava o apresentador contente. - Uau, isso deve render um bom dinheiro, hein, e assim ajudar as pessoas, quanta tecnologi- como assim? -- não pera quê? - Entretanto nem todas as empresas estão felizes ou satisfeitos, alguns dessas estavam um tanto quanto preocupadas pois alguns estavam a beira da falência, sim, é lamentável, que algo disso esteja acontecendo, não é mesmo? -- Fala tristemente. - Bom, pessoal por hoje é só, logo traremos novas informações sobre o mundo e nossa querida cidade, obrigado pela a audiência, Bom noite. -- Completa o apresentador, dando por fim as informações.

       - Isso é realmente muito triste, como será que estão as pessoas nesse momento? Muitos pessoas precisam de emprego para sustentar as suas- -- Sou interrompida por um estrondo na porta. - Ai minha nossa que susto, papai. -- Falo após o mesmo abrir a porta de uma só vez. - Quase tive um infarto. -- falo segurando meu peito por impulso.

   
       - Por quê estava falando sozinha, Ana? -- Questionou. - Papai, eu estava assistindo e o senhor chegou de uma vez, eu não estava esperand-. - Hum, ok, eu vou subir agora, quero você na cama daqui a dez minutos, me ouvir bem? - Diz ríspido. - Mas papai, ainda é cedo, queria ficar assistindo e... - E mais nada, quero que você vá se deitar agora, vamos, huh! -- pela segunda vez sou interrompida naquela noite. - Tudo bem, papai. -- Falo já convencida. Não queria brigar com ele, mas vez ele grita eu não ser uma filha ruim ou rebelde, quero ser uma filha boa a qual ele merece.

[...]

     

- Terminou seu banho, querida? -- Perguntou. - Terminei sim, papai. -- Sussurro. 

- Não vai dar um beijo no papai, filha? -- perguntou doce. Será que papai era maluco? Como é o nome daquele doença, oh sim, bipolaridade, sim, desconfio de que papai seja bipolar, às vezes ele muda do nada, às vezes ele briga comigo mas logo após me pedi um abraço, sem nexo. -- penso em quanto ando em direção ao homem a pouco metros a frente.

    
       - Está tudo bem, papai? -- Destino abraçada ao mesmo. - Claro que está, agora já pra cama, já esta tarde! Não falei. - Ta bom, papai, boa noite. -- Falo indo em direção a minha cama novamente. Ouço passos atrás de mim, logo uma porta se fecha, assim como os meus olhos também.



Notas Finais


Por hj é isso, irei atualizar assim que possível, qualquer coisa me perturbem kkjk @BabyW 🐤

Obrigado(a). 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...