História .pro bebê ficar feliz - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Kai, Sehun
Tags Ageplay Não-sexual, Miss-psycho, Sekai
Visualizações 161
Palavras 713
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fluffy, Shonen-Ai
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


sei de nada, mas tá bonzinho

Capítulo 1 - Único


 

 

 

       Jongin pensava em vários modos de fazer seu bebê feliz todos os dias. Coisas carinhosas que tiravam de Sehun aquele sorrisão; desde que havia descoberto sobre a personalidade infantilista do mais novo, Jongin era quem se responsabilizava por ele, cuidava e dava amor, claro que os outros meninos ajudavam o pequeno Sehun também, mas Jongin era quem tinha mais cuidado.  E fazer o bebê sorrir, havia se tornado a prioridade de Jongin.

 

  Mas não só sorrir, ele tinha que ser feliz mesmo. Sehun vinha sentindo medo das fãs descobrirem sobre o que ele era, e também sentia frustração por não ser ele mesmo o tempo todo, um bebê carente de amor e atenção. E por esse motivo, Jongin estava ficando cada vez mais preocupado e super-protetor.

 

   Agora, Jongin  buscava na internet o que fazer para seu bebê ser mais feliz. Acabou encontrando um site onde havia “papais” como ele, que também tinham seus bebês infantilistas como Sehun, não haviam muitos Coreanos, por isso, usou do google tradutor para se comunicar, e claro, do pouco de inglês que aprendia - ou tentaram aprender - na empresa. Recebeu boas dicas, como: Fazer viagens só os dois para um lugar onde não eram tão conhecidos, comprar tudo que Sehun mais gosta, levá-lo para sair, dar brinquedos, assistir desenhos juntos.  Jongin sabia que faltava mais brinquedos no dormitório, e que saia pouco com Sehun, bem pouco mesmo.

 

  Eles não saíam nada juntos. Nem quando Sehun era apenas seu namorado rabugento, eles saíam juntos. E pior do que saber que era um péssimo papai, era saber que também fora um péssimo namorado.  Tomando uma decisão, ele iria dar ao mais novo um dia de príncipe. O levaria para o cinema, é claro que compraria todos os ingressos de uma sessão, pra ficarem mais à vontade e Sehun pudesse ser ele mesmo. Depois o levaria a uma loja de brinquedos, e o deixaria comprar o que quiser, por fim, voltariam para casa, e juntos no quarto do moreno, fariam uma maratona agradável de “O poderoso chefinho” e depois “Avengers Assemble”.

 

  E Jongin realmente o fez, levou Sehun para o cinema, onde o mais novo se aconchegou em seus braços e assistiram Abelhinha Maya. Em seguida, depois de alimentar o menino com comidas saudáveis de um restaurante no shopping, foram pra loja de brinquedo, onde Sehun animado se jogou na piscina de pelúcias, quase deixando a máscara rosinha com coelhinhos cair de seu rosto.

 

     “ Olha appa, esse se parece com você” Sehun havia dito animado, a voz abafada por causa da máscara, e os olhos brilhando enquanto apertava o pequeno leãozinho em seus braços. Jongin, sorriu por baixo da máscara comum, mas Sehun sabia disso.

 

     Por fim, eles voltaram pra casa, contaram tudo para seus companheiros de grupo, e Sehun animado mostrou seus brinquedos novos aos outros mais velhos, mostrando que cada pelúcia era um dos meninos, e sendo paparicado por todos. E então, eles subiram para o quarto com chocolates e refrigerantes para uma madrugada toda.

 

    Deitado entre as pernas de Jongin, e quase dormindo, Sehun se forçava a assistir mais um episódio de Avengers Assemble, mas Jongin notando o estado do pequeno, beijou sua testa e desligou a TV, escutando os resmungos manhosos de Sehun.

 

        “É hora de dormir, baby Hun” sussurrou, ajeitando o mais novo na cama, e tirando a bagunça que havia feito, jogando-a no chão. Sehun apertou o leãozinho contra os braços e fez um beicinho para Jongin, o moreno entendeu o pedido e buscou pela chupeta azul que Sehun tanto gostava, enfiando na boca do menino. “Seus dentinhos vão ficar todos, bebê.”

 

         “Só hoje, appa, só hoje”. A sonolência era tanta, que logo o mais novo apagou, com uma expressão de pura felicidade.

 

         Jongin até pensou em ir para site agradecer a ajuda dos outros pais, mas ver Sehun ali deitadinho e todo feliz, fez com que o mais velho se deitasse ao lado dele e o abraçasse de forma segura e confortável. Sehun se entregou ao abraço ressonando tranquilamente, e Jongin abriu o maior sorriso de todos.

 

        Sabia que Sehun estava feliz, ele havia se divertido tanto, e sempre que pudesse faria ele se divertir mais ainda. Jongin também estava feliz, ter Sehun ao seu lado sempre, já era sua maior felicidade.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...