História Problemas com o CEO - Chanyeol - Capítulo 9


Escrita por: e Rabbittae

Postado
Categorias EXO
Personagens Park Chan-yeol (Chanyeol), Personagens Originais
Tags Chanyeol, Exo, Exol, Kpop, Kyungsoo
Visualizações 144
Palavras 912
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Amar é igual a sofrer


Fanfic / Fanfiction Problemas com o CEO - Chanyeol - Capítulo 9 - Amar é igual a sofrer

— Repete o que você disse se você tem coragem? — Apareceu mais três seguranças segurando Chanyeol.

— Você tratar Ahyeong como sua fonte de dinheiro para sustentar aquele chinês! — Assim que disse Chanyeol praticamente voou em cima dele lhe dando socos.

Mas Baekhyun também não era tão fraco assim, seus dias na acadêmia de arte marcial para defesa pessoal lhe deram resultados. O mesmo estava enforcando Chanyeol com as pernas e quase quebrando o braço dele.

Aos pensamentos do segurança, deveriam te segurado Baekhyun e não Chanyeol. 

— Vejo que altura não é documento seu orelhudo. — Dizia com dificuldade.

— Vocês dois! — Ambos pararam quando escutaram uma voz feminina. — Se comportem, estão em um hospital! — Baekhyun levantou com uma expressão irritada e Chanyeol levantando com uma certa dificuldade respiratória.

— Me desculpa! — Baekhyun se curvou e Chanyeol tentava esticar o corpo para se curvar também.

— Eu que comecei, me desculpem. — Chanyeol olhava de canto para Baekhyun.

Dois seguranças ficaram no corredor do quarto de Ahyeong enquanto Chanyeol esperava Baekhyun voltar depois de falar com a polícia. Depois de longos minutos ele apareceu sentando um banco antes de Chanyeol.

— O que você é da Ahyeong? — Perguntou de cabeça baixa e Baekhyun olhou incrédulo para ele.

— Eu já disse que sou um amigo. — Respondeu ríspido e ele sorriu fraco. — Faz pouco tempo que começamos uma amizade.

— Entendi.

Baekhyun acabou adormecendo e Chanyeol ficou observando ele. Era bonito e seria um marido ideal para Ahyeong, ele se pergunta o por que Ahyeong escolheu ele como marido e não outro rapaz que valorizasse.

Com toda certeza se alguém disse que ele está com ciúmes ele negaria até a morte, mas não pode negar pra si mesmo que está com ciúmes dela com Baekhyun. Ele se pergunta se é porque está acostumado com a presença dela e se isso se tornou apenas mais uma coisa do seu cotidiano.

Pegou o celular do bolso ligando para empresa avisando que não trabalharia hoje, também enviou mensagem para Luhan dizendo que não visitaria ele hoje. Chanyeol está com a corda no pescoço desde que começou o namoro com o chinês e o casamento de fachada com Ahyeong.

— A visita tá liberada. — A médica parou ao lado de Chanyeol. — Ela já acordou, mas demostra ainda estar exausta.

— Obrigada! — Sorriu levantando e caminhou em direção a porta enquanto Baekhyun era acordado pela médica.

Pov's Ahyeong

A minha visão estava um pouco embaçada, Chanyeol segurava minha mão e falava algo que não entendi de primeira. Sorrir fraco me sentando com uma certa dificuldade.

— Deveria ficar deitada. — Chanyeol disse me ajudando. — Fez uma cirurgia recentemente.

— Sério? — Perguntei olhando para ele que deixou um beijo na minha testa.

— Você está bem?

Assenti bocejando e vendo Baekhyun entrar no quarto, eles dois se olharam como se fossem se matar, então caminhou rápido na minha direção e me deu um abraço fraco para evitar me machucar.

— Está tudo bem Ahyeong? — Senti um pouco de sarcasmo na sua voz, mas assenti lhe empurrando levemente. — O delegado disse que depois falaria com você e está cheio de repórteres na porta do hospital.

— Eu não vou sair daqui tão cedo Baek. — Digo fazendo um biquinho e vendo ele rir de uma forma calorosa.

— Vou ficar com você até melhorar. — Chanyeol disse acariciando meus cabelos e eu sorrir em resposta. — Seus pais ainda não deve saber que sofreu um acidente, eu vou dar uma ligada para eles, ok? — Perguntou e eu assenti apertando levemente sua mão que deslizava suavemente no meu rosto.

Quando Chanyeol saiu do quarto Baekhyun espero alguns minutos para começar a falar. Me contou tudo que aconteceu enquanto eu estava na emergência, talvez eu não esteja amando sozinha como imaginava, se Chanyeol estiver realmente com ciúmes, ele sente sim algo por mim.

— Altura não significa força e eu aprendi isso hoje. — Baekhyun dizia brincalhão. — O plano ainda está de pé?

— Mas é claro. — Respondi sorrindo de canto.

— Já ameacei ele dizendo sobre o namorado chinês dele.

— Fez muito bem, agora ele sabe que eu sei que ele está me traindo. Vou mandar preparar os papéis para anular o contrato. — Digo olhando por dentro da roupa e vendo a cirurgia que eu tinha no ombro. — Quando eu tiver provas concretas eu irei pedir divórcio e acabar com a reputação de Park Chanyeol.

— Ainda não entendo o motivo de ter escolhido Chanyeol como marido. — Balançou a cabeça negativamente olhando para o nada.

— Amor à primeira vista... — Murmurei brincando com meus próprios dedos. — … mesmo sabendo que não seria correspondida, eu pelo menos tentei.

— Ele só te vê como um banco de dinheiro. — Disse arqueado a sombrancelha e logo olhando pra mim.

— Meu pai estava me pressionando para arrumar um marido para ocupar seu lugar, alguém que realmente mereça aquela maldita cadeira de presidente. Quando eu vi Chanyeol no papel e sua foto, eu escolhi ele. Eu me arrependo amargamente de não ter fugido do país antes. — Senti as lágrimas escorrem sobre meu rosto.

— Amar é a mesma coisa que sofrer pequena Ahyeong. — Baekhyun tocou em meu rosto retirando as lágrimas que escorriam. — Eu sei bem o que está sentindo, porém a minha situação foi diferente. 


Notas Finais


O que vocês estão achando? Hm?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...