História Problemas da vida-Temporada 2 - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 177
Palavras 1.172
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu tô feliz, a prova valia 5, achava que ia tirar nota ruim, tirei 4 :3
Parabéns adiantado Dominic (se você lê essa fanfic) ❤❤

Capítulo 15 - Desabafo, treino, ah Jackson...


Fanfic / Fanfiction Problemas da vida-Temporada 2 - Capítulo 15 - Desabafo, treino, ah Jackson...

ANTERIORMENTE

Eu sabia que...

👽👽👽

Ele ainda estava nervoso. Essa era uma das características de Jackson, não conseguir esconder o nervosismo. Me deitei do lado dele e ele se virou de costas pra mim. Coloquei minha perna em cima do quadril dele

JS: que isso?

Eu: quero dormir abraçadinha a você

Se eu não conseguia fazer ele se acalmar só conversando, eu teria de usar minhas técnicas de sedução

JS: desculpa... não consigo...

Eu: o quê?

JS: encarar isso como algo simples

Eu: eu não tive escolha

JS: mas ele teve

Eu: também não, se eu não cumprisse, seria pior

JS: verdade...

Eu: sentar no colo de outro não significa trair entende? Ainda mais quando é seu amigo e no meio de um desafio. Tipo o Yugyeom, é seu amigo e sentou no meu colo, eu não te traí

JS: nós homens...

Ele segurou minha perna e se virou pra mim, em seguida, ele colocou minha perna na cintura dele denovo

JS: nós homens, temos uma coisa louca em nossa cabeça que quando a garota senta no nosso colo, é como se ela provasse que é nossa, a gente sente uma possessão, sente vontades, o pau fica totalmente duro, a vontade de arrancar a roupa da garota e fazer de tudo ali mesmo é grande.. e quando ele colocou a mão na sua cintura, eu me senti um lixo, senti que estava perdendo a minha garota, e eu não podia fazer nada, eu odeio quando sinto que perdi você

Eu: você não vai me perder tão fácil, isso é coisa boba entende?

Dei um selinho nele e fiquei olhando pra ele

JS: entendo... que bom, amo você

Eu: te amo mais

Alguém bateu na porta e eu puxei a coberta, cobrindo nós dois

JS: pode entrar

Era o JB

JB: posso falar com você agora?

JS: sim, precisa ser em particular?

JB: sim

Jackson se levantou e me olhou

Eu: boa noite pros dois

JS: dorme não, já volto

Eu: vou tentar

Os dois saíram do quarto e eu tentei ficar acordada. Tava quase cochilando quando Jackson voltou

Eu: o que era?

JS: nada não

Ele se deitou denovo e me abraçou dessa vez

Eu: fizeram as pazes?

JS: sim

Eu: fico feliz

JS: fico feliz que você não tenha dormido

Eu: quis te esperar

JS: amanhã é domingo, vamos passar o dia juntinhos? Por favor

Eu: vamos

Sorrio toda boba com a carinha fofa que ele fez. Ele sabia como me conquistar e isso era ruim, se ele fizesse algo de errado, eu o perdoaria fácil por causa disso.

JS: boa noite, tenha bons sonhos

Eu: você também, durma bem

JS: posso te fazer uma pergunta?

Eu: pode

JS: como você lidava com sua mãe se prostituindo no mesmo quarto que você dormia?

Eu: como eu cresci com isso, eu me acostumei a não ouvir, não ver, então eu simplesmente ignorava sabe? Eu via os caras entrando e já deitava no chão pra dormir, e nisso meu sono se tornou pesado

JS: tadinha da minha bebê

Comecei a chorar e Jackson me abraçou algumas vezes

Eu: tinham caras péssimos.. que me viam no quarto e queriam me usar. Minha mãe não deixava, ela apanhou muitas vezes simplesmente pra me proteger. Ela já levou uma facada na barriga por causa disso. Ela não tem culpa da vida que tem, ela cuidou tão bem de mim, mas aí chegou num ponto que eu cresci, os caras começaram a querer a mim e batiam muito nela, mas ela sempre impedia. As despesas aumentaram, agora não era uma criança mais. Por isso, ela me fez escolher entende? Ela pode parecer uma pessoa horrível, mas ela fez de tudo pra me ajudar

Jackson me abraçou

JS: shhh, fica calma, a gente vai tirar ela de lá tá? A gente vai trazer ela pra perto de você, ou pra qualquer outro lugar, ok?

Eu: eu quero muito fazer isso, ela me colocou no mundo, não me abortou e cuidou de mim, mesmo passando por dificuldades. Ela nunca quis me contar o porque de ir pra um lugar daqueles, ela dizia que me machucaria por dentro

JS: um dia a gente descobre, juntos, e a gente vai ajudar sua mãe

Eu: eu te amo tá?

JS: eu te amo mais

Me deitei no peito dele e fechei meus olhos

JS: tudo vai melhorar, é questão de tempo

Eu: obrigada

Ele ficou fazendo carinho em mim e eu acabei dormindo


_manhã seguinte_

Acordei com Jackson me chamando e ele segurava uma bandeja

JS: café da manhã... já é 3 da tarde

Me levantei rápido

Eu: sério?

JS: sim

Eu: eu dormi muito

JS: creio eu que é por causa do remédio pra dor que te dei de manhã

Eu: que remédio?

JS: você não viu?

Eu: meu sonâmbulismo tá voltando

JS: você é sonâmbula?

Eu: tinha passado

JS: nossa, você disse que tava doendo o braço

Eu: nossa

JS: mas você tá bem?

Eu: sim e você?

JS: sim

Passamos o dia juntos, e no quarto. Os meninos não encomodaram, achei bem estranho

Eu: amor... desculpa pelo desabafo de ontem

JS: você tem que fazer isso mais vezes, segurar pra si não é bom

Ficamos conversando sobre isso


_dia seguinte_

Acordei bem cedo e tomei banho sozinha. Voltei pro quarto só de toalha. Jackson já havia acordado mas ainda estava deitado

JS: melhor forma de acordar

Eu: *rio* levanta

JS: me dá um beijo primeiro

Seguro minha toalha e dou um selinho nele

JS: wow

Dava pra ele ver meus seios por eu ter abaixado

Eu: levanta

JS: ok

Ele se levantou e eu peguei uma roupa no guarda-roupa

JS: trancou a porta?

Eu: sim

JS: ok

Deixei a toalha cair no chão e levei um tapa na bunda

JS: vai pegar?

Eu: não, já vou vestir

Vesti as roupas íntimas e em seguida uma calça leggin e uma regata. Jackson já estava no banho dele. Retirei os plásticos e coloquei na janela pra secar. Jackson voltou e vestiu a roupa na minha frente

JS: você tá linda

Eu: você tá mais

JS: não quero ficar longe de você

Ele fez bico e eu sorri

Eu: se concentra o máximo ok?

JS: ok... depois que você sair, você vai vir pra cá ou vai pra minha sala?

Eu: vou lá ver vocês treinarem

JS: ok

Ele me pegou no colo e ficou me olhando

JS: vamos comer?

Eu: sim

JS: tá, vou pegar a camisinha

Eu: JACKSON

JS: tô zoando

Ele começou a rir e andar comigo no colo dele. Fomos pra cozinha, tomamos café da manhã e fomos pra empresa

JS: qualquer coisa me procura

Eu: ok

Ele me deu um selinho e iniciou um beijo. Eu retribuí e os meninos reclamaram

JS: não tenho culpa se eu tenho namorada e vocês não

JB: cala a boca otário, não tenho culpa se você quebra contratos e a gente não

Eu: quê?

JS: CALA A BOCA JAEBUM

JB: não

Eu: quero uma explicação

JS: depois te explico

Eu: ok

Estavamos em frente a empresa e denovo mais fãs. Entrei pelos fundos e os meninos pela frente. Fui pra minha primeira aula do dia, canto


_quebra de tempo_

Já estava na minha última aula, era inicialização musical, aprender a ler partituras e coisas do tipo. Acabei a aula e fui pra sala dos meninos. Ele estavam dançando. Entrei de fininho e eles não me viram. Me sentei e fiquei olhando. Eles dançam muito, e hoje estavam cantando junto. Jackson estava tão lindo, a voz dele era tão boa de se ouvir. Os sorrisos que ele dava enquanto cantava e o sorriso bobo que ele dava quando errava. Ah, aquele homem me encantava de um jeito único, eu realmente fiz a escolha certa. Eles pararam de dançar e...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...