1. Spirit Fanfics >
  2. Problemas Para Os Black >
  3. 35: -Black, Lupin E Medeiros

História Problemas Para Os Black - Capítulo 36


Escrita por:


Notas do Autor


(LUMUS)
Boa Leitura Potterheads :3

Capítulo 36 - 35: -Black, Lupin E Medeiros


O domingo havia chegado, e como haviam combinado, os Black, Lupin e Medeiros iriam se encontrar na casa de Sirius e Eliza. Rose estava ansiosa para conhecer Emma e planejando o que poderiam fazer quando chegasse. Andrômeda também iria pois também tinha vontade de ver a família, já que também era amiga deles desde antes mesmo do nascimento da gêmeas.

Eliza iria cuidar da comida junto com Sirius dessa vez, já que o próprio havia se voluntariado. A casa havia sido limpa por Monstro na sexta e Régulos havia feito as compras no sábado junto com Rose.

Falando em Rose, ela havia conversado com seus pais e eles decidiram que, ao invés de ir para a escola trouxa, ela iria estudar as matérias bruxas em casa com a ajuda deles e de Drômeda. Porém Sirius ficou extremamente irritado com o que a pequena havia dito, Eliza o impediu de fazer alguma besteira.

[...]

Rose: -Mamãe, que horas eles vão chegar? - Perguntou pela terceira vez dentro de uma hora... Ou menos.

Elizabeth: -Pela terceira vez Rose, eu não sei. - Respondeu calmamente.

Rose: -Mas está demorando muito! - Exclamou ansiosa.

Elizabeth: -Rose meu bem, por que não vai procurar seu pai? Estou precisando dele. - Sugeriu para evitar perder a paciência, embora soubesse o quanto Rose era ansiosa com essas coisas.

Nymphadora: -Acho que ela esta ansiosa para conhecer a nova amiga! - Chegou na cozinha com um sorriso no rosto.

Elizabeth: -Ela mal dormiu ontem... - Disse suspirando, ergueu o olhar para a irmã. 

Nymphadora: -Você também era assim!

Elizabeth: -E você! - Exclamou risonha. Deu a volta no balcão e se encostou ao lado da irmã, Régulos entrou nesse mesmo instante. -Régulos? Não estava na casa de um amigo?

Régulos: -Sim, mas aconteceu algumas coisas e tive que voltar. - Se aproximou e sorriu, deu um abraço em Dora e um demorado em Eliza. -Os Medeiros ainda não chegaram?

Elizabeth: -Não...

Nymphadora: -...estão meio atrasados.

A campainha tocou quando Régulos abriu a boca para falar, alguém correu para o hall de entrada.

Régulos: -Acho que chegaram...

Rose: -Eu atendo! - Informou animada e meio ofegante.

Ela destrancou a porta e abriu.

Jean: -Hey olha só, você é a Rose certo? - Ela assentiu rapidamente com a cabeça.

Andrômeda: -Rose, não se deixa as visitas esperando na porta! - Veio do andar de cima. -Entrem! - Convidou com um sorriso.

Os três que estavam a porta entraram. Rose logo viu Emma, ela era parecida com a mãe, Lucy, tinha os cabelos lisos e negros até os ombros, a pele morena e olhos negros, seu rosto era bem desenhado e bonito. Ela sorriu para Rose, e Rose corou mas correspondeu. Drômeda desceu o restante dos degraus da escada e foi direto abraçar Jean.

Andrômeda: -Quanto tempo em! - Sorriu de orelha a orelha, Jean a segurou pelos ombros e a observou.

Jean: -Você não mudou nada em? Parece que a juventude eterna dos Black's é real! - Comentou risonho.

A mais velha passou para Lucy, a mulher não parecia tão diferente da última vez que a havia visto, parecia que nem o tempo, nem os filhos a haviam mudado.

Andrômeda: -Temos muito que conversar sra. Medeiros! - Deu um abraço apertado na morena.

Lucy: -Devo me preocupar com isso? Ironizou.

Sirius: -Vindo de Drômeda claro que é motivo pra se preocupar! - Chegou já sorrindo lá da sala, junto dele veio Remus.

Lucy: -Pads, Moony! - Exclamou animada, e correu para os Marotos abraçando os dois.

Sirius: -E ai como você esta? 

Remus: -Sentimos tanta a falta de vocês.

Lucy: -Também sentimos, mas o senhor cabeça dura não quis vir antes! - Olhou de lado para Jean e o mesmo deu de ombros. 

Sirius: -É ainda não o perdoei por isso! 

Jean: -Qual é falando de mim na minha cara? - Brincou risonho.

Elizabeth: -Ah ele é craque nisso! 

Depois de todos terem se cumprimentado, todos foram para a sala, com exceção das meninas e de Régulos, que preferiu ficar e cuidar do que faltava ser feito na cozinha. Mas ele também não demorou lá, fez com que alguns copos flutuassem atrás de si e passou na dispensa fazendo com que algumas garrafas flutuassem atrás de si, duas de vinho, uma de Fire Whisky e outras de cerveja amanteigada, chegou na sala e deu três batidas na porta aberta antes de entrar, todos estavam rindo na hora mais um a um a atenção foi atraída para o Black.

Jean: -Pera... Isso é algum fantasma ou o que? - Questionou olhando de Sirius para Régulos.

Régulos: -Eu tenho cara de fantasma, Medeiros? - Respondeu com certa frieza, não gostava de muito gente mas poderia dizer que detestava o Medeiros, assim como o próprio Jean o detestava.

Jean: -Não, esta mais para assombração... - Falou com certo tom de ameaça.

Lucy: -Jean, menos. - Repreendeu o marido. -Ele trouxe cerveja amanteigada!

Sirius: -E Whisky! - Exclamou animado.

Elizabeth: -Anda Régulos, senta aqui com a gente! - Convidou para quebrar o clima entre eles.

Ele aceitou o convite de bom grado, se aproximou e sentou-se no tapete ao lado de Eliza. Colocou os copos e as bebidas em cima da mesa, depois que cada um se serviu do que queria, recomeçaram as conversas animadas de novo, Jean e Régulos vez ou outra soltavam farpas um para o outro, mas ou eram cortados ou repreendidos por algum dos presentes.

Depois de almoçarem, eles foram para o quintal, as meninas foram as primeiras a pular na piscina, os adultos também se trocaram e um a um foram entrando também, só Régulos e Drômeda ficaram de fora, então ficaram conversando enquanto os demais brincavam e bebiam na piscina. Era inevitável para o Black mais novo vez ou outra desviar o olhar para Eliza.

No final da tarde, incrivelmente todos ainda estavam sóbrios, porém muito mais animados que o normal, até Remus tinha bebido mais do que se permitia. 

Remus: -Hoje foi realmente incrível! 

Sirius: -Foi? - Trocou um olhar malicioso com Jean.

Jean: -A noite é uma criança Remus...

Sirius: -...estamos apenas começando! 

Elizabeth: -O que vocês estão armando em?

Lucy: -Coisa boa que não é! - Completou a fala da mais nova com um sorriso ladino.

Sirius: -Ora não estamos armando nada!

Jean: -Só afirmando que vamos curtir a noite.

Elizabeth: -E como acham que vamos fazer isso? - Ergueu a sobrancelha e cruzou os braços sobre o peito.

Sirius: -Vamos dar uma volta ué.

Lucy: -E as meninas? - Questionou ficando da mesma forma que Eliza.

Jean: -Estão dormindo. 

Elizabeth: -Como sabem?

Nesse exato momento Drômeda voltou do quarto onde estava com as meninas.

Andrômeda: -As meninas capotaram, estavam exaustas!

Sirius e Jean olharam para as mulheres com a sobrancelha erguida e com cara de desdém.

Sirius: -O que diz Moony? 

Remus: -Por mim tudo bem, mas não iremos mais beber. - Olhou para Dora e ela fez um bico.

Jean: -Qual é Moony! Deixa ela se divertir!

Remus: -Só mais um pouco esta bem? 

Sirius: -Esta ótimo meu querido Moony! 

Logo os três casais foram para fora e do jardim aparataram em um pub trouxa mais próximo e menos lotado. Pegaram uma mesa só para eles e logo pediram as bebidas e os petiscos, Dora e Remus maneiraram, tomaram apenas alguns copos de cerveja, já os outros tomaram bebidas mais fortes, principalmente Sirius e Jean. Mas os dois eram resistentes a bebida então mesmo bebendo vários copos de Whisky, conhaque e outras bebidas, eles não pareciam estar bêbados, exato pela alegria e palhaçadas que começaram a fazer no meio das pessoas.

Tiveram a ideia de ver quem conseguia virar mais copos de bebidas, Lucy saiu primeiro pois sentiu enjoo, Eliza saiu depois quando começou a ficar com dor de cabeça, acabou que Jean ganhou tomando vinte e três copos de Whisky seguidos e ainda conseguiu ficar de pé... Ou quase.

Sirius: -Olha essa f-foi uma volta...triunfal! - Falou embargado e soluçando.

Jean: -A saideira! - Serviu outra rodada de Whisky para todos.

Remus: -Passo essa! - Declarou olhando enjoado para o copo de Whisky a sua frente.

Jean: -Qual é Remus! - Deitou a cabeça na mesa ao lado de Remus e ergueu o copo até quase bater em seu nariz. -A saideira... - Lupin continuou na mesma. -Please... - Afinou a voz e os demais riram, Remus cedeu, riu e apanhou o copo. -Ae!

Sirius se levantou, quase caiu, mas se segurou e ergueu seu copo.

Sirius: -Aos velhos tempos!

Todos: -Aos velhos tempos! - Ergueram os copos e brindaram, logo viraram todos de uma vez fazendo careta, menos Jean e Sirius.

Depois de dividirem a conta, caminharam cambaleando até a calçada e caminharam para um beco escuro, Jean e Sirius andavam na frente abraçados e cantando alto, os moradores que reclamavam e mandavam eles se calarem, eles mandavam educadamente pra casa do caralho ou qualquer outro lugar.

Lucy: -Eliza, não sei como te pedir mas... - Ergueu o olhar para o Medeiros e o Black lá na frente bem em tempo de ver os dois dar o dedo do meio para os moradores que os observavam pelas janelas. -...podemos dormir na casa de vocês hoje? Acho que nenhum de nós esta com condições de dirigir...

Lá na frente, Sirius tropeçou e caiu levando Jean junto, caíram em cima das latas de lixo, sorte que estavam vazias, e começaram a rir.

Elizabeth: -Sem problemas... 

Quando se aproximaram, Eliza ajudou Sirius a levantar e passou seu braço ao redor do seu pescoço, Lucy fez o mesmo com Jean, dali mesmo aparataram. Porém só o casal Medeiros e Black apareceram no jardim, Dora e Remus haviam aparatado em casa já. Eliza abriu a porta com certa dificuldade pois Sirius estava molenga e falando muita besteira.

Elizabeth: -Olha, tem um quarto no final desse corredor, já tem lençóis limpos e tudo mais, tem banheiro lá também, se precisar de algo é só chamar okay? 

Lucy: -Obrigada... - Agradeceu baixo e sorriu para a mais nova.

Eliza subiu as escadas na maior dificuldade com Sirius, já que ele estava praticamente adormecido e as vezes fazia ela dar um passo falso e quase cair da escada. Quando finalmente chegou no quarto, ela o deixou cair na cama e suspirou aliviada. Tirou suas botas e tudo que lhe apertava.

Sirius: -Eli... Chamou dengoso.

Elizabeth: -O que Pads? - Parou na porta do banheiro pois iria tomar um belo banho.

Sirius: -Qual a chance de ganhar algo hoje? - Ele claramente não tinha noção do que estava falando. Ela sorriu pequeno.

Elizabeth: -4,5. - Sirius choramingou e abraçou o travesseiro.

Ela tomou um banho rápido, tirou aquele cheiro de álcool e trocou de roupa, ao chegar no quarto, viu que Sirius já estava adormecido virado para o lado oposto da porta. Deitou-se ao lado dele e o abraçou, ele não estava tão adormecido assim pois segurou a mão dela entrelaçando seus dedos e a trazendo mais para si.

Sirius:  -Eu amo você meu bem... - Sussurrou, mesmo que não parecesse ter noção do que falava.

Elizabeth: -Também amo você meu amor... 

Depois disso, ele dormiu feito uma pedra, até roncava, Eliza dormiu logo depois. 


Notas Finais


(NOX)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...