História Problems - Luke Hemmings. - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Luke Hemmings
Tags 5sos, Ashton Irwin, Calum Hood, Fanfic, Luke Hemmings, Michael Clifford, Romance
Visualizações 22
Palavras 1.920
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


desculpa a demora! tive alguns testes na escola e não tive muito tempo de atualizar ):
bom, fiquem com o capítulo, até!

Capítulo 18 - 17. maniac


Sexta-feira. 
15:15 - 01:01.

   Beber café no starbucks era algo que eu não fazia a muito tempo, e haviam motivos para isso: primeiro, Yousef disse uma vez que eu parecia uma hipster com o copo do starbucks. Segundo, Louise nunca mais me chamou para vim aqui. Por fim, terceiro, eu esqueci que esse lugar existe. 

   Estava ali sentada na frente da janela olhando para o meu celular, ao invés de apreciar a vista lá fora... ver gatinhos no instagram era o melhor que eu podia fazer. Ao mesmo tempo que lia as mensagens, resolvi que estava mais que na hora de mandar uma mensagem para o meu pai... afinal, não falava com ele a meses. 

mensagem.

me:

"oi, pai. eu estou namorando um rapaz. sei que pediu para que eu não namorasse ninguém porque na sua cultura eu devia me casar por alguém que você escolhesse... não briga comigo por ser feliz. desculpa se isso te deixa triste. 

abraço, eva."

 

    E a mensagem estava enviada... eu nunca tremi tanto na minha vida em mandar uma mensagem. Quero dizer, mudar pensamentos de gatinhos para algo demasiado profundo é um tanto... estranho, certo? E eu não estava preparada para tal coisa. 
Uma mensagem chegou no celular, suei ao pensar que fosse meu pai, mas afinal era a Sierra. Por que diabos ela está me mandando mensagem?

sierra:
oi, eva, é a sierra do luke, me liga quando não estiver com ele. é importante.

   Ótimo, como se não bastasse o assunto do meu pai, agora tenho a Sierra me perseguindo.

   Antes mesmo de prosseguir meus pensamentos, ouvi algumas batidas na janela a minha frente, assim que levantei meu olhar vi aqueles olhos azuis que eu nunca iria esquecer. Era Luke.
Eu sorri assim que coloquei meus pensamentos no lugar, ele estava lindo. Nunca pensei que uma touca fosse cair tão bem em alguém. Ele embaçou o vidro e desenhou um coração com o seu indicador, me fazendo soltar uma risada baixa.

   De imediato, eu saí de dentro do Starbucks e fui ter de encontro com ele. Hemmings me recebeu com um abraço e um beijo na testa, aquela foi a melhor coisa do meu dia até agora. 

— Ei... — Disse com um sorriso tímido no lábio. 

— Está tudo bem? — Ele perguntou acariciando o meu rosto. — Por que estava sozinha no starbucks? 

— Ah... eu precisava espairecer meus pensamentos, essas coisas sabe? — Dei de ombros. — Ahn... quer ir lá para casa? 

— Não, não quero. — Assim que Luke me respondeu, eu arregalei os olhos. Um sorriso ainda era mantido em seu rosto e seus olhos minuto se quer se afastaram dos meus. 

— Ok... — Assenti passando a língua entre os lábios. — O que quer fazer então?

— Eu quero... — Ele pausou e começou a olhar para os lados. — Ir fazer check-in... — Check-in? O que Luke estava inventando? — Em uma suíte! — Não, ele devia está brincando. 

— Uma suíte?

— Sim! — Assim que terminou de falar, soltou um último sorriso e virou de costas andando.

   Eu fiquei parada por alguns segundos tentando raciocinar aquele diálogo. Uma suíte? Luke Hemmings é o homem mais imprevisível que eu conheço, e Jesus... eu adoro isso. Corri atrás dele que já estava pouco a frente, Luke estendeu seu braço para que eu segurasse em sua mão e assim o fiz. 

   Ele estava guiando o caminho todo, afinal não sabia onde queria ir. Sua mão era quente, constantemente ele apertava os seus dedos contra minha pele me fazendo ter arrepios. 
Não queria assumir isso mas... eu estou apaixonada por Luke Hemmings, porque até as mínimas coisas me fazem explodir de amor. 

   Nós chegamos em um hotel, ele aproximou meu corpo ao dele e segurou minha cintura, assim fomos em direção ao balcão. 

— Olá. — Luke disse a recepcionista. — Temos uma reserva no nome de Luke Robert Hemmings. — O nome do meio do Luke era Robert?

— Sim, bem-vindos! — A recepcionista sorriu e Luke agradeceu com a cabeça. — Posso ver a identidade? — Luke a tirou sua identidade do bolso e entregou para a senhora. 

— Você é francesa? — Hemmings cerrou os olhos ao perguntar.

— Sim! — A senhora respondeu. 

— Que incrível! — Um sorriso de orelha a orelha abriu em seu rosto, em espontâneo, um sorriso também abriu no meu. Eu amava ver Luke sorrir. — Sou um grande fã de franceses, filmes, pessoas... — A atendente riu da reação de Luke. O loiro se virou para mim e arqueeou as sobrancelhas. — Você gosta da França?

— Ahn... sim. — Respondi e Hemmings deu uma risada fraca. 

— Essa é a minha namorada, Eva. — Luke me puxou para mais perto, me "apresentando" para a senhora da recepção. 

— Que legal! — Sorriu gentilmente. 

— Sim, muito legal. — Luke sorriu. — Ela não é linda? — Eu sabia que naquele momento eu corei. — Como vocês dizem... n'est-elle pas belle? — Eu amo o fato de que Hemmings me surpreende todos os dias. 

— Oui! — Ela respondeu rindo me fazendo rir junto. — Bom, aqui está a sua identidade e a chave da suíte. — Estendeu ambos e Luke pegou. — Aproveitem a estadia!

— Obrigado. — Luke assentiu e seguiu caminho até o elevador, me levando junto consigo. 

   Nós entramos no elevador, que era gigante e não por sorte não tinha ninguém lá dentro. Eu nunca vi Luke carinhoso comigo como ele está hoje, ele me puxou ainda mais perto de si e me abraçou, passando seus braços a minha volta. Ele sussurou algo que eu não consegui ouvir, logo beijou o topo da minha cabeça.

   Assim que o elevador chegou andar do quarto, nos entramos. O loiro se deitou na cama e eu me aproximei dele, de imediato me puxou para cima dele e segurou minha cintura. 

— Eva, se você soubesse o quanto estou apaixonado por você... 

   E depois, tivemos um momento incrível juntos. Corpo contra corpo, lábios contra lábios. 

Sexta-feira, suíte do hotel. 
19:47 p.m.

— Quantos Lukes e quantas Evas você acha que estão assim agora? — Luke disse me tirando dos meus pensamentos. Levantei meu olhar a ele e percebi que sua boca estava suja com o molho do macarrão que pedimos, situação que me fez dar uma risada.

— Está bom o macarrão? — Perguntei rindo. 

— Experimenta. — Ele me entregou o prato com o garfo e eu comi, de fato aquilo era muito bom.

— Sabe, no nosso casamento só vamos servir macarrão. — Quando Luke disse isso, eu corei de imediato. Ele realmente pensava em casamento ou estava só brincando? 

— No nosso casamento? — Perguntei incrédula. 

— Não acha que vamos nos casar? — Ele arqueou sua sobrancelha rindo. — Nós vamos casar sim, Eva! Um puta de um casamento! — Luke riu e pegou o copo com champagne ao seu lado. — E vamos entrar vestidos de... demônio e zebra, igual no halloween, sabe?

— O que? — Ri. 

— Não, quer saber? Vamos entrar... — Ele deu um gole na bebida. — Totalmente pelados! Totalmente sem roupa. — Ah, sim... vale acrescentar. Estamos nus, juntos, em uma suíte do hotel. Nunca imaginei que iria ter esse nível de intimidade com Hemmings. — De agora em diante, faremos tudo pelados. 

— Ok. — Neguei com a cabeça rindo do que Luke dizia. 

— Vou te pedir em casamento numa varanda. — Ele me olhou com um sorriso de canto. — Imagina eu dirigindo uma limousine branca — Antes de continuar ele começou a rir. — Vou estar dirigindo e gritando "Princesa Vivian!".

— Princesa Vivian? — Perguntei confusa. 

— Seria incrível se essa fosse sua resposta! — Luke de fato estava se divertindo em seus pensamentos. — Porque aí o engraçado é você pensar que é uma referência á Romeu e Julieta. — Passou a mão no cabelo. — Mas aí você não entende até entrar na varanda. 

— Luke, o que está acontecendo aqui? — Disse rindo. 

— E você me vê sentado pelado com uma gravata e aí você entende a referência. — Eu o encarava confusa, mas ele estava se divertindo tanto. — E depois que eu subir na varanda vou perguntar: — Pausou. — "O que acontece depois que eu te salvar?" — Se aproximou de mim e deu um selinho nos meus lábios. — E você responde: "Eu te salvo também".

— Você tem cada ideia, Luke... — Ri fraco negando com a cabeça. 

— Seria muito engraçado! — Voltou ao seu lugar sentado no chão. — É um dos meus sonhos na verdade. É um dos meus sonhos...

   Aquele momento com Hemmings além de divertido foi encantador. Ouvir que Luke quer se casar comigo foi uma das melhores coisas do meu ano, a pessoa qual eu estou apaixonada quer se casar comigo. Sei que somos jovens e tudo isso, que provavelmente o nosso para sempre vai durar pouco... mas Luke faz com que eu sinta que vai durar mesmo uma eternidade.

Sexta-feira, suíte do hotel. 
00:43 a.m.

   Eu acordei no meio da noite. Eu e Luke dormimos juntos, ele me perguntou mais uma vez antes de dormir quantas Evas e quantos Lukes estavam deitados juntos, e é claro que eu respondi infinitos. 

   Tateei a cama a sua procura, mas sem sucesso. Sentei-me na cama e comecei a olhar para os lados, o meu único pensamento foi que que ele possa ter ido ao banheiro, mas a luz estava apagada.  Esperei alguns segundos antes de fazer algo, mas assim que percebi que a situação estava estranha, me levantei logo. 

   Me enrolei no cobertor, fui até o corredor do hotel gritei pelo seu nome, mas ele não estava ali. Onde está Luke Hemmings? 
O mais rápido possível, voltei para o quarto e peguei minhas roupas, vestindo-as rapidamente. Por má sorte, percebi que suas roupas também estavam ali... não, não pode ser. Luke realmente saiu pelado? 

    Corri até o elevador e torci para que ele descesse o mais rápido possível. Assim que cheguei no térreo e a porta abriu, corri até a recepcionista que me olhou assustada.

— Onde ele está? — Ela estava tão assustada que demorou a responder. Eu bati a minha mão no balcão com força irritada. — Para onde ele foi, porra! — Ela apenas apontou para a saída do hotel e eu corri até lá. 

   Não, isso não pode está acontecendo... 
Tentava procurar ele pela rua, mas eu não o encontrava de jeito nenhum. Não sabia quando ele saiu, a essa hora poderia está muito longe. A primeira coisa que surgiu na minha cabeça foi ligar par Sierra, que de certeza sabia muito mais dele do que eu. 
Peguei meu celular no bolso e liguei para ela, que não me atendeu, assim caiu na caixa de mensagens. 

— Sierra, me ajuda por favor. — Entrei em desespero. — Está acontecendo algo com o Luke, quando ouvir essa mensagem me liga. 

   Estava perdida, no meio da rua escura. Só quero Luke de volta, quero ele comigo... nunca estive tão preocupada com alguém como estou com Hemmings.
De longe, vi um tanto de policiais e eu de imediato corri até lá, pensando que o pior poderia ter acontecido... quando cheguei perto, Sierra estava lá. 

— A polícia está com o Luke. — Ela disse guardando seu celular no bolso. Eu suspirei aliviada, porque mesmo preocupada, sabia que estava seguro. — Está seguro pelo menos. 

— O que aconteceu? — Passei a mão pelo cabelo em desespero. 

— Ele é maníaco, Eva. — Sierra gritou. — É isso que está acontecendo! — Porra. — Ele não está bem! Acha mesmo que ele está apaixonado por você? — Assim que ela disse, o meu coração partiu em mil pedaços. — Ele não está. É só uma ideia doentia que ele tem agora. 

— O que... 

— Ano passado ele decorou a porra do Alcorão em Árabe, porque achou que era uma boa ideia. — Suspirou. — Ele também não pode fumar. Porque não faz bem para ele, se é que me entende. — Ela passou a mão no rosto com raiva. — Então pode, por favor só... ficar longe disso?

   Eu causei isso em Luke Hemmings?

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...