1. Spirit Fanfics >
  2. Problems - Sehun (EXO) >
  3. Pensamentos.

História Problems - Sehun (EXO) - Capítulo 1


Escrita por: kris1

Notas do Autor


Hey, Welcome.
Boa leitura.☀️

Capítulo 1 - Pensamentos.


Fanfic / Fanfiction Problems - Sehun (EXO) - Capítulo 1 - Pensamentos.


Segunda-feira, um ótimo dia para coisas ruins acontecerem, começando pelo fato de eu ter acordado, era isso o que meus pensamentos me diziam e eu tentava contrariar os mesmos, segundo minha psicóloga era isso o que devemos fazer para não tentar matar eles, o que resultaria de alguma forma no meu enterro. 

Até porque, o que seria de um ser humano sem os seus inseparáveis pensamentos, certo?!

Quer mais um motivo para a minha vida levemente depressiva? Ensino médio. Último ano. 

Passos, batidas na porta, vovó

- Ei vamos acordando? Hoje tem escola. 

Hoje tem escola, como se fosse possível esquecer, existe palavras piores que essas? Um “eu não te amo” talvez seja bem pior, mas, existe diferença entres tais frases? 

-Ja tô indo... - Respondi com alguma força que saiu de mim, não sei de onde, mas saiu. 

Levantei-me da cama, deixei uma parte dos meus pensamentos no travesseiro, tentei,  muitos pensamentos fazem minha mente incendiar, resultando em uma dor de cabeça daquelas. 

Imersão, água e eles de novo. 

O banho que antes era tão bom e relaxante, hoje me faz pensar mais do que quando estou na belíssima sala de aula. Raiva. 

Acabou, vesti uma calça, um moletom e calcei os tênis, desci as escadas, a mesma rotina de sempre. 

-Bom dia. - Vovó me cumprimentava sorridente. 

-Só dia, porque se fosse bom mesmo, a senhora me deixaria ficar em casa.- Dramática. Nem tanto. 

-Bom sim dona Ayla, você tem que agradecer por estar aqui mais um dia, vamos lá meu bem, não é tão difícil. - Nunca é para quem não entende. Óbvio que não é tão complicado assim né. 

Torrada com geleia, felicidade, uma vez no dia faz bem, mais de uma vez pode te deixar como eu , então cuidado para não exceder o limite. 

-Seu aniversário tá chegando, quer fazer algo? Chamar seus amigos?- Eu ri de verdade pela primeira vez no início de uma segunda-feira. 

Amigos, é algo bom ou ruim? 

Bom dependendo do seu estado mental, pode ser bom, mas também pode ser os dois, bom e ruim, experiência própria. 

-Não vovó, eu não quero chamar meus amigos, até porque eu não tenho, mas se a senhora quiser, pode fazer um bolo, eu gostaria.- Sorrio simples para a mesma. 

-Ok, ok senhorita sem amigos, eu vou preparar um bolo para você, mas voltando, sobre o fato de você não ter amigos, o que aconteceu com o... - Mantenha-se preparada, não surte, é só um nome. Lá vem...

Toque, música, celular fixo, suspiros. 

-Já tô indo vovó, até mais tarde. - Dou um beijo em sua bochecha e saio vendo a mesma me olhar meio desconfiada, enquanto andava até o celular. 

De volta ao meu quarto, pego minha mochila, meu celular e quem disse que eu não tenho amigos? Eu tenho sim, meus fones. 

Voltando, passei pela porta e fui em direção ao ponto de ônibus.

Capuz azul na cabeça, fones no ouvido, mãos nos bolsos. 

Queria que essas fossem minhas descrições, mas não era, não poderia ser, não tem como. 

Meu moletom não tinha capuz e era amarelo, ainda não estava de fones e minhas mãos segurava os mesmos. 

Quem eu tanto escondi de mim mesma, agora estava na minha frente, o nome que eu tanto relutei em ouvir, agora estava lá de novo, ecoando neles. 

Pensamentos. 

 Agora sim é o momento mais certo para eu por meus fones e fingir que estou sozinha no mundo, não estou? Não, não estou. 

Não posso perder minha mente de novo. Controle. 

Terminei meu caminho até o ponto de ônibus, lá sentei-me e lá fiquei, não olhava, não falava, só respirava, quase. 

Ele voltou. Pensei, não. 

Malditos pensamentos. Controle-se. 

Se não fosse pelo barulho do ônibus, teria sido ouvido algo, mas não foi, não dessa vez, calma. 

De forma quase que automática, eu subi no ônibus, sentei-me novamente, nos bancos do meio. 

Passos eram ouvidos, pararam ao meu lado. Continuaram. Tá tudo certo. Eu acho. Óbvio que não.

Dois anos já se passaram desde aquilo, será possível que tudo vai vir de novo. Será que algum dia se foi? 

Pensamentos, imagens, dor, medo, problemas.




Notas Finais


Enigmas....
Enfim, nos próximos capítulos vai estar tudo bem mais explicado, obviamente.
Quem será ele?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...