1. Spirit Fanfics >
  2. Procura-se babá que goste de criança >
  3. Capítulo 26

História Procura-se babá que goste de criança - Capítulo 26


Escrita por:


Capítulo 26 - Capítulo 26


Fanfic / Fanfiction Procura-se babá que goste de criança - Capítulo 26 - Capítulo 26

- Eu não queria falar isso para você ainda, mas eu tenho que tirar esse peso, você tem todo o direito de ficar com raiva e tudo mais. - Ele me encarou confuso, esperando que eu continuasse.- Eu... eu sou o loirinho da festa de máscara.

Fechei os olhos esperando pelo pior, mas nada veio, pelo ao contrário, escutei uma risadinha vindo de sua parte, fiquei confuso e abrir lentamente os olhos, fitando-o.

- Do que você está rindo? - Pergunto, seu sorriso se largou mais ainda.

- Eu não vou dizer que sabia, porque é mentira, mas eu estava desconfiando.- Itachi estava calmo, muito calmo, o que era realmente estranho. - Na verdade, eu não sabia, nem cheguei a suspeitar, mas nossos amigos, não são tão discretos, Deidara. - Amigos?... Será que foi o Kakuzu? não, ele não conversa com o Itachi e ele é super discreto. A Konan? também não, ela está na casa do Pain. Sasori? ele não contaria isso para o Itachi... ou contaria? - Não precisa ficar confuso, você sabe que o Hidan e Sasori não são nada discretos.

Então foi eles, maldição! aqueles dois fofoqueiros, se eu os pego, quebro cada um na porrada!

- Uma vez, o Hidan me perguntou uma coisa, que me deixou inquieto a semana inteira. - Quebrou o silêncio que se instalou no local, me tirando também do meu transe interno. - Ele me perguntou; O que você iria fazer, se caso o loirinho da festa fosse o Deidara? digo é uma possibilidade, não?

- Aquele Jashinista de merda! 

- Ele ainda me perguntou; Você é tão caidinho pelos dois, não duvidaria se fosse a mesma pessoa. - completou. - Isso me deixou inquieto. Por que daquela pergunta tão de repente? Ele sabia que você era o loiro da festa? Eu fiquei tão confuso. - Suspirou, passando as mãos pelos fios negros. - Deidara?

- Oi? 

- Como você descobriu? - Me encarou, com aquelas orbes negras como a noite. - Como soube que eu era o moreno da festa?

- Pela chamada que fizemos, quando estava Los Angeles, se lembra? - Ele ficou um pouco pensativo, mas logo se lembrou, pois acenou com a cabeça positivamente.- Quando o Hidan disse "Santo Jashin, fuinha!"  lembrei que conhecia alguém que falava isso, na hora eu não lembrei, então eu tentei descobrir o quem era, mesmo tendo uma noção.

- Entendi. - Ele fechou os olhos novamente, relaxando sobre a poltrona. Ficamos alguns minutos em silêncio, curtindo a brisa fria e a companhia um dia outro, isto até o moreno quebrar o silêncio. - Isso parece loucura...

- O que? 

- Ah, nos conhecemos na rua, tomamos sorvete juntos, quase nos beijamos hahaha, no mesmo dia fomos em uma festa de máscara, onde fizemos amor no banheiro.- sorriu bobo. - aquilo não foi bem uma transa. Depois você virou a babá do Sasuke...

- Você me viu dançando de vestido de maid, que sua mãe disse que era de empregada... - gargalhamos - você foi lá em casa, cozinhamos junto, e você cozinha muito bem em, aquela sobremesa ficou uma delícia.

- Devemos cozinhar mais vezes. - Concordei, Itachi seria um ótimo cozinheiro.- Se eu pudesse, eu abria um restaurante! e você ia ser o especial da noite. - O encarei confuso. - Eu comeria você depois que todos fossem embora, ou melhor, quando o restaurante estivesse lotado.

- Seu idiota!! - Distribuir vários tapas em seu braço.

- Hahaha é brincadeira!

- Hum! seu pervertido! - cruzei os braços fazendo bico.

- Que biquinho mais fofo! - Mordeu de leve minha boca, me fazendo corar. - Eu te amo, Deidara.

Ele disse que me ama? 

- S-serio? - Eu estava inseguro com isso, talvez ele só estivesse dito sem querer.

- Sim! eu amo você! - Sorriu, se aproximando de mim, me sentando em seu colo, selou nossos lábios em um selinho demorado, demostrando todo o seu amor. - Estou perdidamente apaixonado pela baba do meu irmão. - Riu. - Pelo loirinho da festa de máscaras hahaha

- Eu pensei que você reagiria de outra forma, fiquei com medo... - Sussurro baixinho. 

- Hahaha eu teria reagido se já não estivesse suspeitado, mas não tem motivo algum para ter raiva de você ou mandar você embora.

Não consegui dizer nada. Deitei a cabeça em seu ombro, aproveitando o carinho que ele fazia no meu cabelo.

- Eu amo você também, Itachi. - sussurro quase inaudível.

°°°°

Shisui on

Faltava três dias para o casamento, eu estava tão ansioso, finalmente, vou me casar com o amor da minha vida!

Estava organizando os últimos preparativos para a cerimônia. Íamos nos casar no Jardim da minha casa. Sim, em minha casa, ela é grande o suficiente para podemos nos casar aqui. 

O jardim tinha sua decoração com flores favoritas do Itachi, girassóis e narcisos. As cadeiras brancas, também estavam decoradas, a grama verde, deixava o ambiente mais calmo e alegre.

Tudo indo de acordo com o planejado, ia ser o melhor dia da minha vida! 

- Obito? - O chamei, ele andou até mim, segurando algumas cestas. - Você sabe o que deve fazer, não sabe?

- Sim, no dia da cerimônia, eles não vão está aqui. - Confirmou. - Vou dar um jeito de sumi com eles.

- Ótimo! nenhum deles podem paracer aqui, dá um jeito e leva todos para longe, se vira! - Dou as costas, saindo do jardim e entrando dentro de casa.- Você não vai atrapalhar meu casamento com o Itachi, loira.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...