História Procura-se Minha Verdadeira Mãe - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Bickslow, Carla (Charle), Elfman Strauss, Erza Scarlet, Evergreen, Frosch, Gajeel Redfox, Gildartz, Grandeeney, Gray Fullbuster, Happy, Igneel, Jellal Fernandes, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Layla Heartfilia, Lector, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Minerva Orland, Mirajane Strauss, Mystogan, Nashi Dragneel, Natsu Dragneel, Personagens Originais, Rogue Cheney, Sting Eucliffe, Ultear Milkovich, Virgo, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Gale, Gruvia, Jerza, Nalu
Visualizações 171
Palavras 934
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Depois de um bilhão de anos, o capítulo saiu!!! YEY!!!
Mas eu não tou feliz... Minhas férias acabaram ;-;
Aulas voltaram...
Desgraça chamada boletim foi entregue...

Deixamos de enrolar e vamos ler!!! :3

Capítulo 3 - A Verdadeira História Por Trás de Tudo... Part 1


~☆~☆~☆~☆~♡~☆~☆~☆~☆~

Natsu on.

Fazia três meses que eu e Lissana tentávamos ter um filho. Fizemos de tudo. Até inseminação artificial. Mesmo assim não deu certo. Ela fez um exame, que confirmou uma as minhas expectativas. Lissana não podia engravidar.

Quando recebemos a notícia, ela chorou muito, esse dia foi um dos piores que já tive. Depois disso, nossa relação ficou muito estranha. Eu chegava às vezes bêbado em casa, com marcas de batom pelo pescoço. Isso era um dos motivos das nossas brigas.

Até que em um dia, meu pai chega em meu escritório para uma conversa séria:

A batida da porta me fez despertar dos meus pensamentos.

-Entre! - falei com a voz um pouco elevada, o suficiente para a pessoa do outro lado escutar.

A porta abriu, passando por ela, um homem idêntico a mim, só que com a aparência mais velha e o cabelo mais  escuro e  curto.

-Natsu... - Aquelas voz grossa e fria pque me dava arrepios quando era um moleque, me chamou - Precisamos conversar...

-Certo - apontei para a cadeira em minha frente - Pode se sentar.

Nós dois, sentados um de frente pro outro, se encarando. O silêncio foi quebrado pelo suspiro de Igneel.

-Natsu... Eu sei que você está casado com a Lissana, mas mesmo assim, você precisa rapidamente de um herdeiro!

-Eu compreendo

-Sério?!? - Igneel se surpreendeu - Pensava que seria mais difícil, mas se entende - o ruivo tirou um papel dobrado, junto com um pequeno cartão de seu bolso - Isso aqui é uma das possibilidades de você conseguir seu filho - lhe deu o cartão. 

-Barriga de aluguel? Sério pai? Isso não é proibido por lei? - Natsu perguntou assustado. 

-Quando você tem muito dinheiro você pode fazer tudo - Piscou - E se você decidir para fazer isso mesmo, eu marquei uma consulta para a Pregnant Corpy. Eles são especializadosem inseminação artificial. 

-Vou pensar pai, vou pensar - Sorriu para Igneel.

-Ótimo! Então até depois filho - Se levantou da cadeira e saiu da sala.

Quando a porta bateu, o rosado olhou denovo para o cartão.

-Barriga de Aluguel... Hum... 

~☆~☆~☆~☆~♡~☆~☆~☆~☆~

??? Pov

Lá estava eu, caminhando sozinha pelas ruas. Já era acostumada a sentir aquele cheiro azedo e podre dos sacos de lixo que vasculhava atrás de comida. Até que sinto uma pessoa tocar meu ombro, por impulso, me levantei e olhei para o ser que me tocou.

Era um homem muito alto, cabelos estranhamente rosados, olhos ônix verde musgo, pele morena e usava um terno. Ele estava sorrindo como se me conhecesse a muito tempo.

Eu estava sem entender. Que ele pensa que é?. Até que ele chamou minha atenção denovo: 

-E aí Princess, nós reencontramos mais uma vez, não? - Estendeu a mão para que eu a aperte. 

-Eu te conheço? Pelo oque me lembre nunca tinha visto você em toda minha vida - Meus pés me levaram pra trás, mas mesmo assim ele continuo vindo em minha direção. 

-Tsc - Me prendeu na parede de tijolos atrás de mim - Você está sendo uma garotinha muito má... 

-Mas oque eu fiz de mal?! - Falei sentindo seu nariz em meu pescoço.

-Você não se lembra de mim... - Cheirou o meu cabelo. Como ele pode fazer isso se a última vez que tomei banho foi a 4 dias atrás?!

-E eu deveria?

-Sim, deveria saber que uma dia eu ia voltar, Princess... - Senti seus lábios quentes contra os meus. 

~☆~☆~☆~☆~☆~☆~

Sentia os raios de sol entrando pela enorme janela daquele quarto de hotel. Ao meu lado, estava aquele homem, que me fez ter uma das noites mais loucas da minha vida.

Tentei me levantar, mas a dor entre minhas pernas estava incomodando muito. Esse desgraçado!!! 

Fui até o banheiro e lavei meu rosto, me olhei no espelho e quase gritei. Eu estava cheia de marcas de chupão pelo corpo e algumas mordidas nas pernas. 

Deixei isso de lado e vesti meu simples short encardido e rasgado, a blusa regata também rasgada e suja e meu tennis rosa, que mais parecia marrom. Olhei pela última vez para O Homem e saí.

~♡~♡~♡~♡~♡~♡~♡~

Já fazia um mês que eu me encontrei com aquele rosado. Eu já o vi passar andando de mãos dadas com uma albina. Eles formavam um lindo casal, mas meu coração não aceitava isso. 

Alguns dias atrás, senti enjoos e tonturas. Suspeitava de gravidez, pois eu lembrava que nós não usamos proteção. Eu não queria contar para ele, se estivesse grávida, iria cuidar da criança, mesmo que eu tenha apenas 14 anos.

As minhas coletas esse mês me renderam um bom dinheiro, o suficiente para comprar um teste. Já fui na farmácia e agora estou no banheiro do metrô, estou esperando o resultado.


Positivo...

O teste avia dado positivo. Eu sei um sorriso largo e saí gargalhando do metrô. As pessoas que passavam me olhavam como se perguntassem oque aconteceu, mas não sei atenção. 

Andava pelas ruas, sem destino. Também eu não tinha para onde ir né?. Até que passei por um restaurante muito chique.

Minha barriga roncou só de sentir o cheiro da comida. Fiquei de ponta de pé, para tentar ver alguma coisa lá dentro, eu já era baixinha e eles fazem essas janelas altas pra caceta!!!

Em uma mesa, um pouco longe da janela onde eu me localizava. Estava ele. Com sua bela e delicada noiva, ou sei lá! Também podia ser uma namorada não? 

Senti uma tontura percorrer pela meu corpo, mas continuaria naquela posição. Queria saber, quem era aquele homem que tirou minha pureza?

Só durei por mais 2 minutos, caí de bunda no chão, logo me deitando, tentando controlar a tortura. Olhei para o céu, notando o alaranjado do mesmo. 

A última coisa a sentir foi meu nome sendo chamado:

-MICHELLE!!!





Notas Finais


Então? Ganho favorito ou vaco? KSKSKSKSKS 😅😅😅


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...