História Procura-se um príncipe - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 103
Palavras 439
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


A história terá vários fatos relevantes quanto à dinastia Goryeo. Espero que gostem. Boa leitura!

Capítulo 1 - 918-1392 (Goryeo -1387)


Fanfic / Fanfiction Procura-se um príncipe - Capítulo 1 - 918-1392 (Goryeo -1387)

Goryeo -1387

S/n :

Eu nasci em um pequeno povoado aos redores de Goryeo. E aqui vivo com meus pais e meus dois irmãos mais novos. Atualmente tenho 17 anos. Minha irmã Baek In Ha tem 14 anos, e meu irmão Baek In Ho , 10 anos. Moramos em uma casa humilde e trabalhamos duro todos os dias. Minha mãe é costureira e meu pai trabalha no Palácio. Acho que não ia ter Príncipe na história né?

Os tempos em Goryeo estão realmente agitados ultimamente. Pois há outros Estados de olho na coroa de nosso Reino. Isso porque o Príncipe herdeiro foi raptado enquanto criança há alguns anos. E desde então o trono vem sendo cobiçado, já que a rainha não tem outros filhos homens e o rei foi morto enquanto praticava seu esporte preferido, a caça.

Está ficando cada vez mais constante a presença dos soldados da Guarda Real em nosso vilarejo.

Hoje, como de costume estou indo entregar as roupas que minha mãe faz para suas clientes. Todas elas são moças finas, educadas e bem-nascidas. Coisa que eu jamais serei. No caminho das entregas passo por um bar/taberna e escuto alguns homens falando sobre uma série de pequenos furtos que ocorreram em algumas casas da cidade. Coisas como frutas, verduras e roupas (que estavam estendidas no varal) estão sumindo. Fico pensando quem se estará se sujeitando por tão pouco. Entre meus pensamentos ainda escuto os homens planejando o que fariam com o suposto ladrão. Cruzes cada atrocidade foram ditas por aquelas pessoas.

Minha irmã Baek In Ha, como de costume, vai me infernizando no caminho. Ela faz perguntas sem lógica. Mas hoje ela me fez refletir.

In Ha:     -   s/n, quando você vai arrumar um namorado e casar?

Respondi imediatamente:

                - Nunca. Nunca vou deixar o quarto só para você. Kkkkk

In Ha:    - Unni! Não é por isso que estou perguntando.

Eu respondi com um sorriso e continuamos andando.

Ao chegar na casa de uma das senhoritas que encomendaram a roupa, ficamos deslumbrados com tanto luxo. As cortinas eram em linho e setim, em tons pastéis de amarelo e Rosa. A senhorita usava um vestido Branco e Rosa que combinava com a leveza das cortinas. E o perfume exalado do ambiente me remetia um campo florido. Creio que reparei em tudo, até mesmo na pele da senhorita, que era branca e delicada como uma porcelana nobre do Reino. Me senti um pouco envergonhada pois minha irmã e eu temos a pele escura e um pouco ressecada de tanto trabalhar no Sol.

Após terminar todas as entregas voltamos para casa, porque já era quase hora do jantar.


Notas Finais


Obrigada por ter lindo essa viagem doida aqui. kkkkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...