História Procura-se uma Namorada - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Taehyung (V), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Adolescência, Amizades, Amor, Anti-clichê, Aprendizado, Aventura, Bts, Bullying, Colegial, Comedia, Consequencias, Cultura Geek, Drama, Drama Adolescente, Elychanx, Ensino Medio, Gravidez Na Adolescência, Inimizades, Jungkook, Lição De Vida, Maturidade, Misterios, Romance, Segredos, Traumas, Vinganças
Visualizações 1.446
Palavras 3.607
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Preparados para tretas, amizades falsas, segredos descobertos, romance, sexo(͡° ͜ʖ ͡°), namoro, festas e muito drama? Isso vocês verão aqui mesmo.

Boa leitura! ♡

Capítulo 6 - Hierarquia da Popularidade


Fanfic / Fanfiction Procura-se uma Namorada - Capítulo 6 - Hierarquia da Popularidade

          Megan Point of View

Honestamente, eu não sei onde é que eu estava com a cabeça quando decidi dar uma de nerd vingativa e aceitar a proposta de Jeon Jungkook em ser a sua namorada — não de verdade — e seguir com aquele típico clichê que você encontra em livros de romance. Mas de uma coisa eu estava certa, eu me vingaria sim de Summer Stewart e acabaria com toda a liderança dela em um só estalar de dedos, e para isso eu precisaria de toda a ajuda possível, pois Summer não era nada fraca e estava protegida por mais de dez muros dos quais eu planejava sair derrubando um por um e para começar ouviria tudo que precisaria saber em relação a ela.

A única tarefa fácil desse plano seria fazer tudo isso sem que Logan descobrisse e eu sabia muito bem como fazer. Caso ele me visse andando com as Pattys da escola, eu inventaria a mentira mais bem trabalhada. E afinal de contas, Logan era aquele tipo perfeito de garotinho nerd, fofo e gentil como Berry era — ou ainda deve ser, eu espero — do tipo que acredita em tudo que as pessoas dizem. Esse lado eu não curtia muito nele por ele ser ingênuo demais para quem tem um cérebro eficiente e uma inteligência invejável. Porém, num momento como esse eu dou graças a Deus por ele ser assim, desse jeito não vou ter que me esforçar muito.

Mas por um lado eu me sentia mal em estar planejando mentir para o meu melhor amigo e destruir a sua amada Summer. Mas ela merecia isso, e eu a ensinaria a nunca mais ousar tentar humilhar um dos meus amigos.

— Tô adorando essa sua cara. — Saí de meus devaneios em razão do comentário de Jungkook penetrando a minha mente e me fazendo olhar para ele. Este sorria incansavelmente, exibindo todo o seu lado Bad Boy num sorriso maldoso e frio desenhando os seus lábios.

Estávamos eu e ele reunidos em sua casa. Não me sentia nem um pouco confortável com o luxo daquela grande sala de estar. A casa de Jungkook mais parecia um palácio de tão luxuosa e só as cortinas da sala de estar deveriam custar mais do que toda a minha própria casa. Não era surpresa que o cara mais lindo, popular e galinha de High Victory fosse também o mais rico do colégio, não só rico e sim milionário. Na casa de Jungkook eu me sentia mais como se estivesse na casa branca do presidente dos Estados Unidos. Só no jardim haviam diversos seguranças rondando ali e na entrada mais cinco. Eu sabia perfeitamente que o pai do Jeon era um homem rico e dono de inúmeras empresas espalhadas por todo o país e um renomado político.

Mas Jungkook era uma das poucas pessoas ricas da escola que não gostava de se gabar pela a sua riqueza. Ele parecia não está nem aí pra ela se tivesse sexo para curtir e o masso de cigarro em sua boca como tinha naquele momento (exceto o sexo). Na sala de estar além de eu estar presente, também havia Park Jimin e James Anderson; os dois idiotas que não paravam de me fulminar com os seus olhares ameaçadores. Eles deveriam está com remorso pelo o chute em seus sacos e os socos na cara que lhes dei — vulgo não me arrependo nada. Esses dois idiotas estavam mesmo merecendo. Aliás, todos os babacas do The Attackers mereciam por se acharem demais e serem muito galinhas.

— Cadê a porra do Taehyung que não chega? — Jungkook perguntou com raiva enquanto encarava a tela do celular, soprando da boca uma nuvem de fumaça efetuada pelo o cigarro que fumava. — Finalmente esse puto chegou. — Disse devido ao som da campainha da porta tocando que logo foi atendida por uma das empregadas da casa.

Taehyung logo apareceu fazendo o meu coração bater mais forte e um sorriso brincar em minha boca. Olhando por cima do ombro dele visualizei Molly e Kennedy atrás, que se puseram a se sentarem no sofá, com Taehyung no meio. Um leve sentimento de ciúmes e inveja me corroeu por Kennedy está muito perto de Taehyung. Calma Megan, não há muitos motivos para ciúmes, dado que Kenny deixara claro que não queria nada com o Tae. Suspirei pensando nisso e parei de balançar a minha perna. Não fiquei muito surpresa pela a presença das meninas na Mansão de Jungkook, nós havíamos combinado de nos encontrar aqui.

Taehyung ficara bravo comigo e indignado pelo o tapa que eu lhei dei, mesmo depois de eu pedir inúmeras desculpas para ele. Por ser um amor de garoto ele aceitou facilmente as minhas desculpas como eu aceitei a dele e nos abraçamos, voltando para os nossos lugares. Jungkook bufou revirando os olhos e deu de ombros, tão no seu jeito sério quanto o normal. Kenny e Molly ficaram satisfeitas pelo o meu "sim" na proposta e como o esperado, combinaram os inúmeros planos para o primeiro passo da vingança contra a Summer. Ao contrário de minhas amigas, Jimin e James também fizeram planos, mas esses se tratavam do meu namoro falso sob aparências com o Jeon.

Era muita coisa envolvida para uma pessoa só com eu assimilar tudo e fazer direito, nada obstante, daria o meu melhor se nisso estava incluído em ver Summer destruída e em pedaços junto com as suas amiguinhas falsas.

— Megan você sabe que os populares da escola se destacam pela as suas categorias de grupos, não é? — Perguntou Jimin que apontava com um pincel para a pequena lousa branca na sala usada para fazer as anotações.

Neguei para ele não fazendo ideia do que ele estava dizendo. O loiro bufou e escreveu um grande nome na lousa com a sua caligrafia perfeita em um subtítulo: Hierarquia da Popularidade.

— Tá vendo esse nome aqui? — Apontou com o pincel para o nome escrito. Assenti. — Preste bem atenção na minha explicação. — Engoli em seco e sussurrei um "sim", de olhos bem atentos e ouvidos prontos. — No colégio existe no total dois grupos de populares e eles se chamam os jogadores de basquete e as líderes de torcida. — Fez uma pausa para escrever abaixo do título o nome dos dois grupos. — Eu vou resumir tudo para você com o seguinte: você terá que se tornar uma líder de torcida se quiser entrar de cabeça no acordo.

Estreitei os olhos expondo toda a minha surpresa em minhas expressões faciais e movi o pescoço, virando o meu rosto para Jungkook e cruzando o meu olhar com o dele. Ele permanecia com aquele mesmo sorriso maldoso e ele pareceu ganhar mais vida quando eu abri a minha boca que se formou em um grande “O” de perplexidade e enruguei a minha testa, unindo as sobrancelhas. Que tipo de absurdo era aquele que eu estava ouvindo? Me tornar uma líder de torcida? Puff! Que ideia absurda. Nem se eu tivesse mil anos de vida me imaginária usando aquele uniforme minúsculo de animadora de torcida, namorando um cara babaca e popular e balançando pompons na quadra de basquete para aqueles inúteis.

E se eu tinha alguma escolha pra prosseguir com o meu plano de vingança? Não, o único jeito seria esse.

— Certo. — Suspirei fechando os meus olhos. — Continue. — Ao abri-los, pisquei desacreditada no que eu havia acabado de dizer e dei de ombros.

As meninas e Taehyung selaram um high-five ali mesmo, comemorando por eu ter aceitado sem dar um chilique e pedindo silêncio para ambos, Jimin continuou escrevendo um segundo subtítulo destacado como, "Missão número Um".

— Ok, Megan. — Passou uma linha no nome, o destacando. — Pra iniciar o acordo de namoro com o meu amigo ali — Num curto movimento de cabeça, indicou Jungkook com os olhos. O Jeon ouvia tudo despreocupadamente, se distraindo com o cigarro que fumava. — Primeiro você vai precisar ser alguém popular e abandonar esse seu… Estilo. — Desceu e subiu os olhos para o meu corpo, mostrando um sorrisinho brincalhão.

Abaixei os olhos, olhando direto para uma das camisas que ganhei de presente de Logan no natal, onde tinha o desenho do Homer Simpson virado de costas e de bumbum empinado, vestida abaixo do moletom azul marinho de zíper aberto e exibindo a engraçada imagem de Homer. Não deixei de olhar também para a calça jeans folgada, cuja era uma das minhas favoritas, e eu me sentia confortável usando ela e os tênis brancos que eu usava no meu dia a dia. Fala sério, não tinha nada de errado com o modo que eu me vestia, esse era o estilo de me vestir — mesmo que Kenny odiasse — e não mudaria por ninguém.

— Não vejo nada de errado nas minhas roupas. — Rebati cruzando os meus braços. Os sons de suas risadas não demoraram a chegar nos meus ouvidos e o que mais me doeu foi em ver Taehyung rindo de mim. Poxa, o meu crush estava rindo da minha forma de me vestir, em quê pesadelo eu fui parar?

— Tem tudo de errado em você, Peterson. — Jungkook apontou. — Olha essa sua blusa. — Riu. — Os Simpsons? É serio isso? Tá muito infantil e ridículo. E você tem quantos anos, 5?

Rolei os olhos.

— Escuta aqui, ô senhor perfeitinho. — Enfatizei não disfarçando o tom de ironia. — Ridículo é você e da próxima vez que ofender o desenho favorito do meu amigo, juro que arranco o seu pinto fora. Assim você controla esse seu desejo de transar com todas as líderes de torcida e gastar o dinheiro do seu pai fodendo prostitutas nos fins de semana.

Esperei que ele se irritasse ou revidasse mas tudo que escutei dele foi o som de sua risada ecoando e o seu semblante em divertimento, ao contrário dos demais que ficaram chocados com as minhas ameaças. Eu realmente não queria dizer nada daquilo na frente de Taehyung, só que Jungkook tinha o dom de me tirar do sério, me deixar irritada facilmente e me fazer perder o meu controle. Sinceramente, não fazia mais ideia como conseguiria continuar com esse plano de namoro e vingança ao lado de Jungkook, sendo que, eu mal conseguia me controlar em não mata-lo e aquele sorrisinho zombateiro em seu rosto era de explodir os meus neurônios.

O que Berry diria disso se estivesse aqui? Com certeza ele estaria me acalmando para não perder o controle e matar o maldito Jeon Estúpido Jungkook.

— Calma, calma… Sem assassinatos por enquanto. — James piscou pra mim, se aproveitando daquela oportunidade para se manifestar.

Inspirei e experei fechando e abrindo os meus olhos, tentando encontrar a calma que eu precisava para não sair desse sofá e ir cometer um crime de assassinato contra Jeon Jungkook agora mesmo, com um monte de testemunhas presentes.

— Você não mudou mesmo, hein Peterson. — Jungkook sussurrou soprando uma risada. Arqueei as sobrancelhas, estranhando a forma que ele disse, como se já me conhecesse. Esse grande idiota e babaca.

— Megan, se você quiser mesmo se vingar da Summer e se pôr em disposição pra oficializar esse acordo com o Jungkook, vai ter que mudar esse seu modo de se vestir. — Taehyung falou na maior calmaria do mundo – que me deixou mais tranquilizada, enquanto o via se sentar do meu lado.

— Está bem. — Aceitei decidida, muito mais calma e disposta a tudo.

— Se estamos resolvidos vamos começar com a missão número um. — Jimin chamou a minha atenção. — O primeiro passo será fazer uma repaginada em você.

Mudar não seria tão ruim assim como eu pensava, poderia até mesmo me fazer bem.

— Vai dar muito trabalho. — Jungkook abriu a boca para me provocar outra vez e quando eu estava prestes avançar nele que só ria da situação, Taehyung segurou a minha cintura, me parando.

Me via de novo perdida naquele sorriso quadrado, nos olhos indecifráveis e em tudo que existia nele.

— Tenta ficar calma. — Sussurrou segurando o dedo indicador abaixo do meu queixo e a palma da mão pousada em um lado do meu rosto. — Apenas o ignore, tá? — O tom carinhoso de voz grave e rouca que ele usava comigo me serviu de um belo calmante.

— Ninguém merece. — Ouvi Jungkook resmungar e vi Molly me lançar um sorriso malicioso, mas eu somente ignorei, deslumbrada pela a beleza natural e atrativa de Taehyung.

— Vamos as compras! — Kennedy cantarolou, dando pulinhos de alegria.

Eu estava literalmente ferrada, contudo, com Taehyung presente o difícil se tornava fácil pois absolutamente tudo que ele carregava consigo, desde aquele sorriso encantador e o modo carinhoso de me tratar e falar comigo, era mais que o suficiente pra mim.

— Então, voltando ao plano… — Jimin preferiu batendo a caneta na lousa branca, no que resultou em Taehyung se afastar e se jogar sentado no sofá. — Você entendeu, né Megan? A primeira parte do acordo será mudar essas suas roupas horrorosas — Revirei os olhos e ignorei o seu comentário ofensivo. — e adotar um novo estilo.

— Sim. — Concordei e bufei pouco irritada.

                       ° ° °

— Megan, saía logo daí! — Gritou Kennedy.

Respirei o mais fundo que podia, fechei os meus olhos apertando fortemente as pálpebras e quando resolvi abri-los, toquei com as minhas mãos trêmulas na maçaneta da porta do provador da loja, colocando o primeiro pé pra fora e saindo de dentro do provador, resolvendo aparecer para as minhas amigas e Jungkook que só faltou ficar de queixo caído quando me viu. Seus olhos subiram e desceram para o meu corpo repetidas vezes e ele nem ao menos disfarçava o seu descaramento em olhar para mim com aqueles olhos cheios de desejo e perversão. Ainda por cima, eu estava me sentindo ridícula.

Bufei ignorando Jungkook me fitando e me equilibrando nos saltos altos, caminhei de encontro ao espelho. Assim que olhei para o meu reflexo vi uma imensa diferença em minha aparência, tudo em mim estava diferente. Os meus cabelos que haviam acabado de serem feitos no salão de beleza que Kennedy me obrigou a ir estavam soltos, batendo até a altura dos quadris, meu rosto estava coberto por uma maquiagem básica e um batom rosa claro que realçava a minha beleza e aquele vestido vermelho exibia todas as curvas do meu corpo que eu nem fazia ideia que tinha.

Eu não era mais a mesma desde que aceitei ir fazer compras no shopping com Kennedy, Molly e Jungkook que só veio para nos dar carona, servindo mais de motorista. Diante daquele espelho eu via uma nova pessoa, uma nova Megan muito diferente da Megan nerd anterior. Eu estava literalmente vestida e arrumada como se estivesse indo para um desfile de moda em Paris, a minha aparência, rosto e cabelo mudaram por completo e na frente daquele espelho eu via uma linda garota de cabelos loiros, olhos verdes e vestida para a moda. Absolutamente linda. Constatei isso vendo Kennedy atrás de mim, segurando-me pelos os ombros e sorrindo radiante.

Eu perto da garota não me sentia mais tão sem graça como antes, a verdade era que eu me sentia muito mais linda e parecia mais bonita que ela.

— Você está perfeita. — Disse Kennedy, que me tirou da frente do espelho, virou-me de frente para ela e para quem pudesse me admirar. — No quesito em beleza você com certeza ganha da Summer. — Opinou ela e logo em seguida limpou uma lágrima de emoção que caiu de seu olho, mais parecendo uma mãe orgulhosa.

— Tenho que concordar com a sua amiga. — Virei o rosto desviando o meu olhar de Kennedy e olhei para Jungkook encostado na parede de braços cruzados, só observando tudo. — Desse jeito vai acabar roubando o título da patricinha de mais bonita da escola. — Ele piscou pra mim e abriu um sorrisinho de cumplicidade.

Não resistir em acabar rindo e voltei com o meu olhar para Kennedy, voltando a me olhar no espelho. Eu parecia uma barbie ou deveria estar mais para uma bonequinha de luxo. Aproveitei os meus longos minutos que sobravam antes de ir para a escola, me visualizando no espelho. Quando deu a hora certa de irmos, retirei o vestido colocando uma roupa escolhida por Kennedy e Molly, que era uma calça jeans preta, uma blusa branca e uma jaqueta da mesma cor que a calça por cima da blusa. De calçados usei um salto alto de quase 10 cm e joguei a mochila nova e caríssima que Kennedy comprou pra mim nas costas.

Não foi só a mochila que ela havia me emprestado, também tinha o seu lindo ranger volver vermelho, que de acordo com a mesma, eu não chegaria chegando em High Victory dirigindo a minha lata-velha. O plano estava todo arquitetado perfeitamente e depois que saí do shopping carregando milhares de sacolas das compras que fiz, um dos empregados de Jungkook me ajudou a leva-las para a minha casa. Quando cheguei em meu quarto tomei um banho, me maquiei com a ajuda de Kennedy e vesti as roupas selecionadas. Retornei a me ver no espelho de novo, apreciando aquela nova Megan da moda e de estilo meio patricinha.

E quando a hora de ir para a escola deu, dirigi no carro de Kennedy.

Não demorou muito que eu chegasse na escola e arranjasse uma boa vaga para estacionar o carro de minha amiga. Logo que pus os pés pra fora do carro e saí do veículo, começando a entrar na escola, não custou que eu chamasse atenção por onde passava e a cada passo novo mais pares de olhos se direcionavam para mim. Por causa de todos aqueles olhares voltados diariamente para mim, me veio o frio na barriga e o nervosismo. Respirei fundo apertando os meus dedos entrelaçados na mochila e tirei dela o meu iPod e os fones de ouvidos, selecionando Bad Blood da Taylor Swift para ouvir. Encaixei os fones nos meus ouvidos e a música tocando no volume máximo me relaxou.

Assim eu pude voltar a andar segura de si e com muito mais confiança em caminhar pelos os corredores como se estivesse desfilando em uma passarela. De fato, aquela era a definição perfeita e os garotos comprometidos que pararam de dar atenção para as suas namoradas para me ver caminhar arrancou um riso meu pelo os olhares ameaçadores das garotas. Apenas as ignorei e jogando os meus cabelos para trás em câmera lenta, parei perto do meu armário, que o abri e guardei alguns livros que não precisaria agora. Mas eu não contava que durante aquele tempo guardando os livros as pessoas não parariam de olhar para mim, só aumentando mais o meu cem porcento de confiança.

— Quem é ela? — Perguntou uma garota perto de mim, que eu não me dei o trabalho de ver.

— Acho que é aluna nova. — Respondeu a outra garota. Ri anasalado. Que bando de idiotas.

— Sendo aluna nova ou não, ela é a maior gata. — Comentou uma voz masculina mais próxima, qual adivinhei ser a de Jordan – um dos babacas do time de basquete.

Escolhendo ignora-los, fechei a porta do armário, sendo pega de surpresa quando de repente, eu me deparei com ela e as suas amigas logo atrás, me fitando curiosas enquanto ela me olhava com um grande sorrisinho de confiança que eu tanto desprezo. Procurei esquecer todo o meu ódio nutrido por Summer Stewart que estava diante de mim naquele instante e mostrei para ela o sorriso mais falso e mais forçado que puxei de meus lábios, que se esticaram automaticamente. Controle e mais confiança para falar com ela, era tudo que eu precisava para manter o foco na vingança contra a filha perdida de Regina George.

— Gostei dos sapatos. — Ela olhou para baixo, mais em específico para os meus sapatos caríssimos.

— Obrigada. — Falei calma, suave e devagar, conseguindo controlar a minha raiva.

— Qual o seu nome? — Perguntou curiosa. Summer estava interessada em saber quem eu era, e isso era perceptível em suas expressões faciais e na de suas amigas também.

— Megan Roselie Peterson. — Estendi a minha mão para ela, que a apertou com delicadeza e elegância.

— Eu sou Summer Stewart e estas são as minhas amigas, Ashley Morgan e Christine Oliver. — As outras sorriram e acenaram com os dedos, aumentei o meu sorriso falso, acenando de volta para elas. — É aluna novata?

— Sim. — Menti na cara dura, cumprindo o combinado em mentir ser uma aluna caloura como Jimin me pediu.

— Quer sentar com a gente no refeitório? — Ela sorriu sugestiva, analisando a forma como eu estava vestida de acordo com o seu gosto.

— É claro. — O meu sorriso muito mais falso do que todas as mentiras que eu estava prestes a contar para ela sobre mim foi ganhando mais vida, conforme eu evidenciava maldade nele.

Não hesitei em seguir Summer como as amigas dela faziam, indo na direção do refeitório. No meio do caminho encontrei Jungkook encostado na parede, que assim que me viu sorriu e eu sorri para ele, confirmando em silenciar que o plano estava correndo como o combinado. Nunca e jamais eu imaginei que um dia sentaria na mesma mesa que Summer Stewart, cuja a garota mais popular de High School Victory, e nem que estava perto de fazer amizade com ela, pois de acordo com Kennedy e Jungkook, sentar com a abelha rainha da colmeia era um convite perfeito para eu andar com ela.

Esse sim seria um bom começo de aulas andando com Summer Stewart e namorando Jeon Jungkook, enquanto colocava a minha vingança contra a Stewart em ação.

Sem dúvidas, esse ano será mais que divertido por destruir ela e ter o Jeon sendo controlado em minhas mãos feito um bonequinho de fantoche.


Notas Finais


Não estranhem se algumas partes dessa fic for parecida com o filme Meninas Malvadas já que eu me inspirei no filme e em outros. Então, a Summer é a personificação da Regina e a Megan a da Cady, só que a Megan é mais ágil e habilidosa e a Summer é mais maldosa(se é que tem comparação a maldade de ambas).

Por hoje é só e não deixem de escrever as suas opiniões, é muito importante pra mim e me emotiva muito.

Meu perfil: @ElychanX

Nos vemos no próximo. ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...