História Produtos Uchiha - Capítulo 30


Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Karin, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Moda, Naruto, Sasusaku
Visualizações 675
Palavras 5.724
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Então, né... Atrasamos de novo, acontece... Afinal temos vida u.u

Enjoy ;**

Capítulo 30 - Deus me livre, mas quem me dera...


Fanfic / Fanfiction Produtos Uchiha - Capítulo 30 - Deus me livre, mas quem me dera...

Boy, a festa está linda. Preciso dizer que estou morrendo de orgulho do meu namorado? E ainda tem quatro mesas de doces, dá pra ser melhor?

Ino contou que dessa vez o Sasuke pediu o mínimo de ajuda possível, ele pensou em quase tudo sozinho. Sim, meu amor tem o dom pra coisa.

Ah, e vale ressaltar que foi ele quem pensou no tema! Antes eu pensei que fosse por influência do Naruto, talvez o loiro tivesse sugerido usar os signos, mas foi surpresa até para ele. Tenho uma sutil impressão de que Sasuke se inspirou num certo anime para esse tema... Ele diz que não, mas meu instinto de namorada diz que sim.

― Vai, amor, outro boomerang. ― Pedi, dando o celular para Sasuke. Ele revirou os olhos.

Estamos há mais ou menos cinco minutos próximos à mesa de doces dos signos de fogo, onde o meu signo e o do Sasuke estão enquadrados. Já passei por todas as outras, vale ressaltar.

― Mais um?

― É. Faz um boomerang meu, olhando pro brigadeiro com cara de apaixonada.

Ai, eu não resisto. Legenda: Amor à primeira vista.

― Tenho minhas dúvidas sobre quem você ama mais, os doces ou eu. ― Dramatizou enquanto me entregava o celular.

― Amor, que dúvida é essa? ― Beijei seu rosto. ― Amo vocês na mesma proporção.

Sasuke soltou um riso anasalado.

Peguei mais um brigadeiro, esse tem morango no meio. Boy, que coisa mais perfeita! Ainda tem fruta no meio, super saudável.

― Quantas vezes já viemos até aqui? ― Sasuke questionou pensativo.

Bem, a cada oportunidade eu dou uma passada em alguma das mesas de doces. O que eu posso fazer se é mais forte do que eu? Doce é vida.

― Não estou contando. ― Murmurei. ― Acho que é a segunda vez nessa mesa. ― Peguei outro doce para provar. ― Boy, esse bombom de licor está divino!

― Tem alguma comida que você ame tanto quanto doce? ― Sasuke questionou risonho.

― Comida de festa junina! Melhor época do ano! ― Falei empolgada. ― Paçoca, canjica, bolo de tapioca, tapioca, bolo de milho, pamonha, pé-de-moleque... ― Suspirei. ― Água na boca só de pensar...

Sasuke riu.

Se bem que natal também é uma época ótima para comidas, mas vem depois da época junina, claro.

― Ano que vem vai cair em época de copa do mundo... ― Ele disse pensativo.

― Tem coisa melhor? Festa junina e Brasil ganhando o hexa!

― Desanimei depois do 7×1...

― Pessimista! ― Revirei os olhos, pegando um brigadeiro de paçoca. ― Brasil vai ser hexa, fé no Pai!

― Só acredito depois que Os Simpsons previrem. ― Deu de ombros.

Nossa, que pessimismo.

Ok, foi muita humilhação o jogo contra a Alemanha, eu até chorei e disse que não torceria mais pela seleção, mas já me imagino no ano que vem com a cara pintada de verde e amarelo.

Fora que a copa vai ser na Rússia, a Alemanha certamente não vai se dar muito bem lá.

― Acho que poderíamos programar uma viagem! ― Comentei. ― Morro de vontade de conhecer a Rússia, foi onde gravaram Amaterasu!

― É um caso a se pensar. ― Sasuke coçou o queixo. ― Viajar pra Rússia na época da copa?

― Sim, amor! ― Dei um selinho nele. ― Vai ser maravilhoso!

― Olha só, que casal mais lindo. ― Uma voz feminina me fez petrificar. Meu sangue gelou nas veias, juro.

― Mãe... ― Sasuke cumprimentou a mulher.

Boy, não é a primeira vez que falo com ela só essa noite, mas ainda assim me dá um nervoso.

Mikoto é minha diva!

Será que meu rosto não está sujo de doce? Meu Deus, seria muito ridículo se minha diva me visse toda suja feito uma criança!

― Vi vocês conversando tão apaixonados... ― Ela disse, me olhando encantada. ― Meu filho é mesmo muito sortudo.

Sortuda sou eu. Sasuke é perfeito, Mikoto é minha sogra, e ainda por cima ela me adora!

― Estamos programando uma viagem. ― Comentei.

― Espero que já seja de lua de mel. ― Mikoto brincou e notei que Sasuke quase engasgou com a própria saliva, ficou até um pouco vermelho.

Será que Sasuke pensa em lua de mel? Será que comentou com a mãe que quer me pedir em casamento? Nosso relacionamento tá tão recente, e eu sou tão nova pra casar ainda.

Deus me livre, mas quem me dera.

Se bem que hoje ele me pediu em casamento de brincadeira, né...

― Pra Rússia, ano que vem. ― Contei. ― Pra ver os jogos da seleção brasileira.

― Ah, você vai amar a Rússia! ― Disse Mikoto. ― Eu conheci tantos pontos turísticos maravilhosos.

― Ai, só de ver os cenários de Amaterasu! ― Falei empolgada. ― A cidade fictícia de Toská foi feita aonde?

― Um pouco em Moscou, mas a maioria das cenas foram feitas em São Petersburgo.

― Boy, vai ser incrível!

― Vale muito a pena mesmo. ― Mikoto assentiu. ― O turismo até aumentou nesses pontos depois da série.

― Nem sei se eu aguento até a copa do mundo. ― Falei empolgada. ― Eu amo viajar!

Dinheiro bem gasto é dinheiro gasto com viagem e comida. Maior sonho da vida é viajar por vários países e conhecer a culinária desses diferentes lugares...

Sentirei falta de brigadeiro e tapioca? Sim... Mas nem só disso eu vivo.

― Ah, melhor coisa. ― Minha sogra diva concordou. ― Ando fazendo muito isso agora que me aposentei, já que não tenho netos pra mimar... ― Disse com falso tom de desgosto.

― Mãe. ― Sasuke pigarreou. Ah, o Sasuke está aqui. ― Por favor. O Itachi namora há mais tempo e ainda não lhe deu netos.

― Ah, sim... ― Mikoto meneou a cabeça. ― Meus filhos estão muito devagar... ― Suspirou. ― Vou indo, queridos. Só queria me despedir mesmo.

Ela me abraçou, em seguida abraçou seu bebê.

Mikoto me abraçou primeiro, alguém mais notou isso? Pois vou tornar a dizer: Ela me abraçou primeiro.

― Já, mãe? ― Sasuke questionou.

― Seu pai já está me chamando pra ir, ele não gosta muito de festas. ― Riu. ― Sakura, precisamos sair qualquer dia desses, a Izumi já concordou.

― Será um prazer.

Boy, minha sogra é a melhor sogra do mundo. Minha diva!

Sasuke suspirou pesadamente, me dando um beijo na bochecha em seguida.

― Vejo a hora de você me trocar pela minha mãe. ― Dramático! Ah, aí é dramático!

Bom, ela também pode trocá-lo por mim, afinal me abraçou primeiro!

― Não, não... Você sabe muito bem qual é a fruta que eu curto. ― Sorri de lado.

― Ah, safada! ― Ele sussurrou no meu ouvido. Adoro quando ele faz isso, confesso.

― Eu sou mesmo, você sabe. ― Mordi o lábio inferior, fazendo um sorriso de canto se formar no rosto de Sasuke... Ah, esse sorriso que me faz molhar a calcinha!

― Me mostra mais tarde então...

― Vai ser um prazer.

Eu sou do tipo de pessoa que ama um carinho fofo, mas que na hora certa ama uma safadeza. Sasuke sabe equilibrar bem as duas coisas, até nisso ele é perfeito.

Será que a Mikoto não se importaria em saber que eu transo com o bebê dela?

Voltei novamente minha atenção para os doces. Coisa maravilhosa! Sasuke caprichou muito. E a melhor coisa foi que serviram pratos com camarão, meu moreninho estava se acabando há alguns minutos. Eu provei o camarão, estava divino, inclusive comi mais do que o Sasuke, mas preciso deixar espaço para os doces.

― Olá, casal. ― Uma garota extrovertida chamou nossa atenção. Hanabi, irmã caçula de Hinata, ela tem um dos blogs mais famosos do país. ― Se importariam de eu fazer uma live com vocês?

― Uma entrevista? ― Questionei, então Hanabi assentiu. ― Vamos lá.

Eu nem perguntei se o Sasuke queria também, mas com certeza ele quer. No fim eu acho que quem vai acabar respondendo tudo sou eu.

Hanabi colocou seu celular na câmera frontal para começar a live.

― Olá, amores, estou aqui com o casal mais falado do ano, Sasuke e Sakura! O Brasil inteiro shippou, agora eles estão em um relacionamento sério! ― Hanabi se aproximou mais de nós. ― Como vocês começaram esse relacionamento? De uma hora pra outra apareceram juntos e todo mundo começou a shippar!

Eu pensava que Sasuke fosse gay e tentei juntá-lo com o Naruto... Nem acredito em como as coisas se desenrolaram a partir daí.

― Sasuke virou presidente da empresa, acabamos ficando próximos. ― Respondi, olhando para a câmera.

― O Brasil inteiro comenta sobre a mudança de Sasuke Uchiha, ele passou a se vestir melhor e parece até cuidar mais da aparência. ― Comentou Hanabi. ― Teria algo a ver com uma certa diva nordestina?

― A gente se ajuda. ― Falei com um sorriso.

― É, não dá pra namorar modelo e se vestir mal. ― Hanabi disse descontraidamente. Eu ri, mas Sasuke permaneceu sério, acho que ele não gostou. ― E aí, quem é que dita as normas, quem manda na relação?

― Ela é mandona. ― Sasuke respondeu antes que eu pudesse dizer qualquer coisa.

Que absurdo! Mandona, eu? Jamais...

― Sério? ― Hanabi arregalou seus olhos. ― Sakura, o Sasuke tem cara de dominador... ele é mesmo?

Não domina nem o gato dele.

― Ah... ― Sorri de canto. ― Em alguns momentos, né? Em outros quem domina sou eu.

― Hum... ― Hanabi fez uma cara pervertida, olhando para a câmera. ― Ficwriters, já sabem, hein? Quero fanfics na minha mesa pra ontem!

Sasuke empalideceu na hora.

― Nossa... eu não domino nem a fome dela. ― Sasuke comentou baixinho, mas acho que seu comentário não vai ser nem escutado, porque numa hora dessa o fandom SasuSaku deve estar meio histérico como a Hanabi.

Sim, nós temos um fandom, não é bonitinho isso?

E quem o Sasuke pensa que é pra dizer que não domina nem a minha fome? Quem vê assim até pensa que eu como feito um animal esfomeado. Credo.

― Então... ― Hanabi se recompôs. ― Sakura, vemos muitas postagens de você com a sua cachorr...

― Não chame ela assim. ― Eu a cortei. ― Cherry é uma lady! ― Peguei meu celular e abri algumas fotos da minha bebê, mostrando em seguida para a câmera. ― Rainha do palácio! Vocês podem com tanta fofura? E ela é um doce.

Sim, sou uma mãe babona.

― Ah, é linda mesmo. ― Hanabi concordou. ― E o Sasuke, tem algum pet também?

 ― Sim. ― Respondi. ― E o bilotinho dele é a coisa mais linda do mundo, sabia? Eu amo o bilotinho dele!

Hanabi pareceu um pouco confusa.

― Bilotinho de quem você ama, do pet ou do Sasuke? ― Questionou com estranheza.

― Ah, dos dois. ― Falei.

― Podemos ir pra próxima pergunta? ― Sasuke me cortou.

Nossa... Por que ele parece constrangido?

Tá, eu acho que me empolguei um pouquinho.

― Tá, mas o que é bilotinho? ― Hanabi questionou.

― Não vem ao caso. ― Sasuke disse antes que eu pudesse responder.

Nossa, ele corta o meu barato.

Qual é o problema de eu falar para o Brasil inteiro sobre o bilotinho do meu namorado e o do gato dele? Coisa mais normal do mundo, gente.

― Então, nós temos um casal de signos de fogo... Uma ariana e um leonino. ― A blogueira riu. ― Então, Sasuke, o que você acha da Sakura nesse fogo todo?

Ah, ele apaga meu fogo numa facilidade que eu não vou nem comentar.

― Ela está muito linda. ― Sasuke me olhou todo apaixonado e Hanabi deu um gritinho histérico.

Não tem nada mais lindo do que o olhar apaixonado que Sasuke direciona a mim. Ele é um príncipe.

― Olha só, todo mundo diz que Áries é um signo bem difícil. ― Ela prosseguiu. ― É mesmo, Sasuke?

Ele sorriu sem graça.

― Às vezes.

Como ele ousa?

― Tô vendo essa sua gravata dourada... ― Comentou. ― Leonino gosta mesmo de brilho, né, Sasuke?

― Quem? ― Sasuke questionou... Às vezes ele é bem distraído. ― Ah, sim... sim... eu acho... sim, pode ser.

Hanabi riu.

― Enquanto isso nossa diva é ariana! ― Hanabi olhou para mim. ― Agora que eu parei pra pensar mesmo, deve ser complicada a convivência entre dois signos de fogo, né?

Complicada é a convivência com o Mr. Black Label e com as Crocs do Sasuke, isso sim é missão impossível.

― Ah, mas nós somos bem tranquilos. ― Contei. ― Nunca tivemos uma discussão muito séria.

Tirando as quase 24 horas de gelo que eu dei no meu namorado, mas a nossa reconciliação foi ma-ra-vi-lho-sa!

― Ela é um amor. ― Sasuke me deu um rápido beijinho na bochecha.

― Nossa, quem diria que uma ariana seria um amor! ― Hanabi deu uma risadinha. ― Arianos não são um caos, Brasil?

― Deus me livre de caos! ― Me afobei. ― Organização sempre!

― Hum... ― Hanabi arqueou uma sobrancelha, olhando para a câmera. ― Temos Virgem no mapa, sim ou claro, amores?

Nossa, mais uma achando que eu sou virgem. Que isso, produção?

― Amor, fala pra ela que eu não sou virgem. ― Falei para Sasuke e ele bateu na própria testa. Nem sei se Hanabi ouviu o que eu falei, mas talvez alguém que esteja assistindo ouça... Ah, dane-se!

― E aí, pra quando é o casório? ― Hanabi perguntou empolgada.

Boy, não temos nem dois meses de namoro e já querem nos casar? Socorro!

― Talvez lá pro ano que vem a gente comece a pensar nisso. ― Respondi toda simpática.

Hanabi finalizou a live e nos agradeceu pela entrevista. Foi divertido, confesso, mesmo que eu não entenda nada sobre signos.

Sasuke me encarou meio sério e com a testa franzida quando Hanabi nos deixou novamente à sós perto da mesa de doces.

― Que foi? ― Perguntei indiferente e peguei um brigadeiro de Ninho. Boy, isso é um pedaço do céu.

― Dá pra você parar de falar pra todo mundo que o “bilotinho”... ― Ele fez as aspas com os dedos. ― do meu gato é lindo?

Revirei os olhos.

Eu não sei lidar com o bilotinho do Mr. Black Label. É fofo, gente, o que eu posso fazer? Tiro altas fotos quando ele tá dormindo.

― Fica com ciúme não, amor, o seu também é lindo.

Sasuke me encarou meio atônito, mas logo deixou um riso escapar.

― Você vem com cada uma... ― Ele balançou a cabeça em sinal negativo.

― E é por isso que você me ama... ― Cantarolei, mandando em seguida um beijinho no ar.

Peguei outro brigadeiro com morango, esses também estão divinos.

― E essa história de planejar casamento no ano que vem? ― Ele perguntou sugestivamente.

― É uma possibilidade. ― Dei de ombros. ― Minha avó dizia que se você namora uma pessoa sem a intenção de casar, você está namorando a pessoa de outra pessoa...

Ok, não era bem assim que ela falava, mas deu para entender. O que vale é o que importa.

― Tudo bem... ― Ele assentiu com um sorriso.

― Ano que vem fazemos um ano de namoro. Se nosso relacionamento der certo até lá, e eu espero que dê, nós podemos começar a pensar em construir uma família.

O rosto do meu namorado se iluminou. Acho que Sasuke pensa mais nisso do que eu... só acho.

Ora, ele olhava anéis de noivado quando eu ainda achava que ele fosse gay!

Tadinho... Sasuke é meio iludido às vezes, mas tem um coração tão bom.

― É, podemos pensar nisso sim. ― Ele assentiu. ― Imagina só, a Cherry e o Mr. Black Label. ― Riu.

― Espero que seu gato não maltrate minha bebê.

― O que, uma cachorra daquele tamanho? Espero que ela não o coma.

Dei um tapa de leve no ombro dele.

― Sasuke, já falei pra não chamar a Condessa Cherry de cachorra. ― Briguei.

Sasuke suspirou.

― Espero que os dois se deem bem... um dia.

― Espero que o Mr. Black Label não implique com nossos filhos! Gato ciumento da porra!

Sasuke riu.

É a mais pura verdade. Imagino eu, chegando com um bebê lindo ― se não puxar para o Sasuke recém-nascido ― em casa, e o Mr. Black Label nos abordando na porta, julgando se aquele filhote de humano é digno de habitar seu reino.

― Espero que a Condessa não coma nossos filhos.

Ele só pode estar brincando! Condessa Cherry é um amor, ela jamais faria mal ao seu irmãozinho humano. Já o Mr. Black Label tentaria domesticar a criança, adestrá-la para obedecer somente aos seus comandos. Tenho medo daquele gato.

― Boy, não vamos ficar programando nossa vida no meio da festa! ― Segurei nas mãos dele. ― Vamos dançar, amor.

― Não, não... Vamos programar nossa vida. Você já pode pedir pra Ino desenhar seu vestido de noiva, pode escolher uma igreja... Lua de mel, você prefere aonde?

― Eu prefiro ter uma prévia dela na minha casa mais tarde. ― Pisquei um olho e esbocei um sorriso safado. ― Vamos pensar no agora, amor... Vamos dançar.

Eu danço um pouco, aí volto para a mesa de doces, recarrego as energias, volto para a pista de dança, então o ciclo continua.

― Sakura, eu já passei muita vergonha na minha vida. ― Dramático! ― Eu não sei dançar, você sabe disso.

É triste você gostar de dançar e seu namorado ser um pedaço de pau!

― Amor... ― Insisti. ― Boy, é só saber mexer o quadril.

― Eu não sei mexer o quadril. ― Resmungou.

― Na cama você mexe direitinho. ― Provoquei, fazendo uma carranca se formar no rosto do meu namorado, então comecei a rir. ― Boy, você consegue!

― É muito vexame!

Meu namorado é um velho preso num corpo de novo. É um transvelho.

Cheguei mais perto de Sasuke e notei que a testa dele está suando um pouco. Ele transpira com facilidade, mesmo que no ambiente tenha ar condicionado, mas, claro, dependendo da temperatura.

― Amor... ― Passei a mão pela testa dele, tirando alguns fios de cabelo que caíam sobre ela. ― Você tá suando.

― É, um pouco. ― Suspirou.

No meio do salão está mais fresco, mas quem disse que ele quer ir dançar? Quer ficar pelas beiradas, onde quase ninguém o vê. Foi assim na Première também, Sasuke não gosta muito de aparecer, ele é meio tímido para algumas coisas.

― Sua maquiagem tá saindo. ― Falei rindo.

Eu deixo algumas maquiagens no apartamento de Sasuke, para o caso de estarmos lá e ele resolver sair para algum lugar. Mas o meu fixador de maquiagem que estava no apartamento dele acabou, até fiquei de comprar outro e deixar lá, mas era algo que ficaria para a semana que vem... Boy, nunca imaginei que Sasuke iria precisar do meu estojo de maquiagem!

― A intenção era ninguém perceber que eu estou maquiado. ― Murmurou.

O Naruto fez um trabalho excelente aqui. Sasuke estava com olheiras imensas, um pouco de corretivo e base fizeram um milagre, mas está precisando retocar.

― Seu cabelo cai por cima da testa... ― Expliquei. ― A maquiagem está começando a sair. Vamos lá, eu retoco para você.

Sasuke entortou os lábios.

― Ah, sim, vamos fazer como, você entra no banheiro masculino ou eu entro no feminino? ― Não gosto quando ele usa esse tom irônico.

― Vamos pra um canto reservado, perto dos banheiros, ninguém vai nem ver.

Que nóia essa do Sasuke! É claro que ninguém vai se importar por ele ter passado um pouco de maquiagem. Ele acha o que, que vão zoá-lo na Sasugay e outras páginas?

Sasuke acabou cedendo e me acompanhou para perto dos banheiros. O local é iluminado, então abri minha bolsa de mão e peguei meu pó compacto.

Enquanto isso meu namorado fica olhando para todos os lados, como se estivéssemos traficando drogas.

Boy, é só um pouquinho de pó! Compacto...

― Ainda bem que temos praticamente o mesmo tom de pele. ― Comentei enquanto passava o pó na testa dele.

― Só espero que não tenha ninguém fotografando isso... ― Murmurou.

― Sasuke, fica quieto! ― Briguei. ― E fecha os olhos.

― Isso aí não vai apagar minhas sobrancelhas?

Revirei os olhos.

Ah, homens...

― Não, amor, pó compacto não apaga as sobrancelhas.

― Já chega, né? ― Resmungou.

Gente, como reclama!

― Quieto! ― Mandei.

― Se algum viciado me vir, com certeza vai querer me cheirar. ― Bufou. ― Sakura, chega de pó!

― Eu digo quando chega. ― Guardei o pó na bolsa. ― Pronto. Doeu?

― Muito.

Cada uma tem o namorado que merece, né?

― Vamos voltar pra festa. ― Puxei o chato pelo braço.

Olha só quem conseguiu conquistar o DJ!

― Naruto não perde tempo... ― Comentei sorrindo.

― Hinata deve estar arrasada... ― Sasuke riu.

― Ah, quem liga? ― Olhei para os lados, em busca da minha amiga loira.

A encontrei no bar e fui em sua direção.

― Parece que Naruto ganhou o DJ... ― Provoquei.

― Eu sei quando uma guerra está perdida... Estava em outra já. ― Deu de ombros. ― Taurino, super fofo... Tinha outro gatinho, mas era virginiano, não estava a fim de ouvi-lo colocar defeito em tudo. ― Ela estreitou os olhos e me encarou. Pela cara dela, sei que ela está um pouco alterada, mas é difícil deixar essa porca bêbada. ― Se bem que você não pôs defeito em nada...

― Ora, por que eu colocaria defeito em algo? ― Não sou disso.

― Porque você tem TOC...

― Não tenho... E não coloco defeito em nada, eu só comento. ― Bufei. ― Desistiu dos crushes? ― Mudei de assunto.

― Não, só ainda não decidi com qual quero sair daqui. ― Deu de ombros e pegou o drink que o barman entregou.

Ela não muda.

― Kiba tá por aí... ― Soltei no ar.

― Eu sei, ele está nas minhas alternativas... Mas, sei lá, ele é canceriano, não quero apego, longe de mim. ― Ela me encarou. ― Sabe que até o Sai está? Ele ficou mais gato depois que o rejeitei... E é sagitariano, rolaria uma ótima noite.

Revirei os olhos.

― Eu achei que o Naruto achava muito crush, mas você... ― Ah, nem vi que Sasuke tinha me seguido.

― Obrigada. ― Ino sorriu.

― Não foi elogio, mas ok... ― Sasuke riu.

― Ah, Sasuke, tira uma foto minha e da Ino! ― Entreguei meu celular.

― Sua câmera não tem preparo psicológico para captar toda a beleza presente em meu lindíssimo rosto... Tira do meu. ― Ela entregou o celular e Sasuke a olhou incrédulo. ― Anda!

Ele tirou a foto.

Revirei os olhos quando vi que a Ino fez careta e ficou mostrando o copo. Típico.

― Com licença, tenho uma decisão a tomar... ― Ela falou e saiu.

Não demorou para meu celular vibrar e ser a notificação da foto ridícula que a Ino postou. Mereço...

― Quem você acha que ela vai escolher? ― Sasuke perguntou rindo da minha amiga.

― Acho que o Kiba ou o Sai... ― Dei de ombros. ― O primeiro ela falou que deve ser apegado, a Ino tem pavor... O segundo parece que é reclamão, ela detesta.

― Sasuke, avisa ao Naruto que já estou indo... ― Karin apareceu agarrando o Sasuke e beijando a bochecha dele. ― Tchau, satanáries! ― Mandou um beijinho para mim no ar. ― Vocês dois não vão botar fogo nos lençóis, heim!

― Vai logo! ― Sasuke a empurrou e eu ri.

Naruto ainda estava lá na mesa do Gaara.

― Olha só, a Hinata conseguiu um crush... ― Sasuke apontou com o queixo.

Olhei para onde ele apontou e vi a morena dançando com um cara que não conheço.

― Deus o tenha... ― Murmurei.

― Quê? ― Sasuke me encarou.

― Nada... ― Sorri amarelo.

Quem é esse abençoado que teve a coragem de se aproximar da Hinata? Espero que ela não caia com ele no meio da festa, seria vexame.

― Aquele é o Shino... ― Sasuke comentou. ― Trabalha como braço direito do Sai.

― Não é bonito, mas pra Hinata até que tá bom. ― Dei de ombros.

― Amor, pare com isso... ― Ele me lançou um olhar reprovador e eu apenas dei de ombros.

Parece que todo mundo está encontrando um par nessa festa, fico feliz por isso... Menos pelo par da Hinata, pois ele não merece isso. Ela podia ser legal que nem a irmã, né?

― Eu acho que hoje o Naruto fisga o Gaara! ― Falei animada, agarrando o braço de Sasuke.

― E pensar que um tempo atrás você queria me juntar com ele. ― Sasuke bateu na própria testa.

Ora, não fiz errado. Eu lutei por um amor que eu acreditava... Não me arrependo de nada, mas é claro que prefiro infinitamente o Sasuke comigo.

― E aí, em quem você aposta pra terminar a noite com a Ino? ― Indaguei divertida e com um ar malicioso.

Sasuke riu alto.

― O que a gente vai apostar?

― Não sei... O que você sugere?

― Hum... ― Ele me encarou de canto de olho e sorriu de lado... Ah, esse sorriso.

― Vai ser alguma safadeza!

― Um fetiche realizado! ― Sugeriu.

Isso favorece a ambos...

― Você nunca me contou que tem fetiches!

― A gente conversa sobre isso depois.

― Tá, tá... ― Bufei. ― Aceito!

Juro que vi os olhos dele brilharem.

Sinceramente, mesmo que eu perca a aposta, não tenho problema nenhum com isso, vai ser até divertido.

― Eu acho que ela vai sair com o Kiba. ― Disse Sasuke.

Kiba? Não, ela disse que ele é grudento e apegado. Conheço minha amiga, não vai rolar.

É, provavelmente vou ter que pensar num fetiche amanhã.

― Pois é com o Sai que ela vai sair! ― Sorri vitoriosa.

― Se bem que ela não parece estar muito sóbria... ― Disse pensativo, coçando o queixo.

Ino? Ora, ela tem o fígado de aço, não é fácil de derrubar. Se bem que ela está numa situação meio tensa hoje, daqui a pouco eu colo uma placa de “inflamável” nela.

― A Porca é forte... Não é qualquer mistura de bebidas que a derruba.

― Eu ainda acho que ela vai terminar a noite vomitando e com alguém segurando o cabelo dela.

Nossa, ele viaja às vezes.

― Amor, você não conhece a Ino como eu conheço. Ela pode estar morrendo, mas morre sem descer do salto alto e com o nariz em pé.

― Então faz um pouco de sentido ela ser do mesmo signo que o Naruto... ― Brincou.

― Por falar nisso... ― Sakura olhou novamente na direção do Gaara e do Naruto. ― São tão bonitinhos. O Gaara é um gato, Naruto também. Eles combinam!

― Pode ser, mas, sabe de uma coisa? ― Ele me beijou no rosto. ― A gente combina mais...

Ele é tão fofo que às vezes acho que não mereço tanto.

Segurei em seu rosto e lhe dei um beijo rápido nos lábios, foi quando olhei em seus olhos, estão um pouco vermelhos... Ele está exausto, com certeza está.

― Tá com sono, amor?

― Um pouco...

Um pouco? Ele com certeza está lutando para manter os olhos abertos.

Peguei o celular e olhei a hora.

― Vai amanhecer daqui a pouco... ― Comentei divertida.

Nossa, para mim o tempo passou voando. Realmente o número de pessoas diminuiu significativamente na festa, a maioria foi embora. Eu nem tinha reparado até agora, minha atenção estava mais focada nos doces.

A quantidade de doces estando ok, dane-se a quantidade de pessoas.

― A festa foi boa, mas... ― Suspirou. ― É, tudo tem um fim. Estou satisfeito com o resultado.

― Eu também. E estou muito orgulhosa de você.

 

[...]

 

A festa foi ótima, mas cansativa. Nem precisei insistir muito para que Sasuke dormisse em minha casa.

Quando abri a porta, Condessa veio receber alegremente o meu namorado.

― Olha só, filha, seu papai chegou. ― Falei enquanto Sasuke se abaixava para acariciar a barriga de Cherry.

― Eu não era o crush dela? ― Sasuke questionou.

―  Ela não pode ter como crush o namorado da mãe dela.

O importante é que ela dá muito amor ao cachorro gigante de pelúcia que Sasuke deu a ela.

Tirei os saltos e caminhei rumo às escadas, sendo acompanhada por Sasuke... e por Cherry.

― Cacete, que cansaço. ― Sasuke resmungou enquanto tirava a gravata. ― Nossa prévia de lua de mel fica pra outro dia, viu?

Não contive um riso. Abri a porta de meu quarto e acendi a luz.

― Também não tenho disposição pra nada. ― Entrei em meu closet para guardar os sapatos no lugar, quando saí encontrei Sasuke já tirando a camisa. ― Amor, abre aqui pra mim.

Virei de costas para Sasuke, então ele abriu o meu vestido.

Sasuke sentou na cama para tirar os sapatos e Condessa sentou ao seu lado. Ela é muito apaixonada mesmo.

― Acho que não vou acordar antes do meio dia. ― Ele se esticou e eu ouvi sua coluna estralar. ― Ai... caramba, não tenho pique pra isso.

Vesti um pijama bem confortável, com estampa de unicórnio... Não tenho culpa se gosto dessas coisas. Sasuke sempre dorme só de cueca, não preciso me preocupar com pijama pra ele.

― Amor, vira de bruços, deixa eu te fazer uma massagem.

Nem precisei pedir duas vezes.

― Era tudo o que eu precisava. ― Suspirou.

Sasuke está bem tenso. Mas não é para menos, né? São tantas cobranças, várias noites sem dormir direito... Meu amor está exausto.

― É sério aquele negócio da viagem, né? ― Questionei.

― Hã?

― Sasuke! Pra Rússia! Copa do mundo, amor...

― Você nem gosta de futebol.

Calúnia.

Eu só não entendo de futebol, mas não quer dizer que eu não goste. O importante é a adrenalina.

― Época de copa é outra coisa.

― Aham... Me diz o nome de três jogadores da seleção.

Sacanagem isso.

― Neymar...

Um silêncio se instalou entre nós por longos segundos.

― E aí, só ele?

― Sasuke, o que vale é torcer!

― Ai, porra! ― Ele reclamou quando apertei seus ombros com um pouco mais de força do que deveria.

― É pra você parar de falar bobagem! ― Resmunguei.

― She-Hulk... ― Sasuke disse baixinho, quase inaudível por ele estar com a cara praticamente enfiada no travesseiro, mas eu ouvi. ― Sakura, você sabia que lá na Rússia não tem brigadeiro?

É claro que eu sei que essa maravilha só tem no Brasil... Nossa, como esse povo vive? Deve ser uma vida muito triste, imagino eu. Sem tapioca, brigadeiro e cuscuz.

Acho mais fácil explicar o brigadeiro do que a goma de tapioca na imigração... Dá pra levar.

― Tá querendo me persuadir a não ir? ― Indaguei desconfiada. ― Não esqueça que na Rússia foi onde gravaram Amaterasu. Eu preciso ver os cenários da minha série favorita!

― Eu vou ficar muito puto se gastar dinheiro com essa viagem e o Brasil não ganhar o hexa... Pior ainda se vier outra humilhação que nem o 7x1.

Ah, ele não precisa me lembrar desse fatídico dia.

Meu namorado é fluente em alemão, até lá vou pedir para ele me ensinar alguns palavrões... Se eu xingar algum alemão durante os jogos da copa, quero garantir que eles me compreendam.

Aqui é BR, porra!

― Nós vamos e pronto!

― Relaxa, amor... Ano que vem a gente começa a ver isso, tá?

― Ai, que tudo, nós vamos pra Rússia!

― Sakura! ― Sasuke gritou. ― Não me aperta quando você se empolgar.

Que isso?

Sakura, se controla ou daqui a pouco seu namorado está todo marcado. A intenção da massagem é fazê-lo relaxar, não o agredir.

― Desculpa... ― Sorri sem graça. ― Boy, mal posso esperar por isso. Quero tirar foto com todos os mascotes.

― Amor, você sabe que nenhum de nós sabe nada de russo, né?

Quem tem boca vai à Roma, não é o que dizem?

― Amor, só você é fluente em inglês, espanhol e alemão. A gente se vira.

Sasuke aprendeu um idioma difícil pra caramba por causa de jogo... DE JOGO! Ele bem que podia aprender russo para levar a namorada para assistir aos jogos da copa, né?

 Inclusive notei que Sasuke tem uma extrema facilidade em aprender as coisas sozinho, admiro muito isso nele.

Ele parou de resmungar, até mesmo quando eu dava apertos mais fortes sobre sua pele. Notei que Sasuke dormiu rápido, feito uma pedra.

Nossa... Ele está muito cansado, geralmente demora para dormir. Enquanto isso, Cherry o está admirado.

Levantei para pegar um edredom e cobrir o Sasuke. Tudo num completo silêncio e com todo o cuidado do mundo. Eu sei que ele às vezes tem insônia, então é bom aproveitar os momentos nos quais ele consegue dormir pesado.

― Quer dormir com o papai e com a mamãe? ― Sussurrei para a Cherry e ela abanou o rabo. ― Vem cá, bebê, vem.

Dei duas batidinhas no colchão e Condessa rapidamente deitou entre Sasuke e eu.

Tão carinhosa... tão lady. Como pode ter gente que chama ela de cachorra? Absurdo isso!

― Você gosta do papai, né? ― Perguntei divertida enquanto Cherry olhava toda apaixonada para o meu namorado. ― Quem sabe um dia ele se torne seu papai mesmo, né? E aí você vai ganhar um irmãozinho felino... e sem pelos. Mas eu sei que ele, bem lá no fundo, tem um bom coração. ― Sorri. ― Talvez você ganhe até irmãozinhos humanos, o que acha?

Suspirei.

Eu sou muito trouxa por estar namorando o Sasuke há pouquíssimo tempo e já programar toda a minha vida com ele?

Talvez seja um pouquinho, principalmente do jeito que eu sou azarada, mas acho que dessa vez a vida está conspirando ao nosso favor.

Eu nunca fui tão feliz!


Notas Finais


Sabemos que o hexa é só em 2022, mas eles não u.u


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...