1. Spirit Fanfics >
  2. Profecia Entre Um Alfa e um Ômega Lúpus - JiKook (ABO) >
  3. Capítulo 60

História Profecia Entre Um Alfa e um Ômega Lúpus - JiKook (ABO) - Capítulo 62


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura e espero que gostem. 💜

Leiam as notas finais. 💜

Capítulo 62 - Capítulo 60


Fanfic / Fanfiction Profecia Entre Um Alfa e um Ômega Lúpus - JiKook (ABO) - Capítulo 62 - Capítulo 60

Jimin On

Bom, se passaram quase três meses desde aquela semana tão conturbada para mim e Jungkook, atualmente estou com seis meses, minha barriga já está bem gradinha, o que posso dizer sobre mim agora? Estou um pouco melhor, por fora na verdade pois por dentro ainda estou completamemte acabado, todo dia me vem a mente aquelas palavras amargas e dolorosas "perdemos nossa garotinha", e então as lágrimas brotam em meus olhos. Eu procuro não chorar na frente de Jungkook pois prometi ao mesmo que iria ser forte por nossos filhos que viriam. Mas mesmo com essa promessa eu não posso deixar de derramar lágrimas todas as noites por minha filhinha.

Jungkook - Jimin?

Jimin - Sim?

Jungkook - Está pensando em quê?

Jimin - Na nossa filha.

Jungkook sorriu fraco e me abraçou apertado. Estávamos na sala de espera do hospital, hoje eu teria ultrasson, já poderia ver meus bebês formados.

Jungkook - Não tem um minuto qualquer que eu também não pense nela.

Sorri sem mostrar os dentes e me levantei para esticar as pernas.

? - Park Jimin?

Jungkook - Vamos lá, chegou sua vez.

Jungkook se levantou rapidamente e seguimos para a sala de ultrason.

Dtr - Pode se deitar aqui.

Me deitei sobre a cama e esperei o médico passar o gel na minha barriga, em seguida pegou o aparelho e começou a passear por ali.

Dtr - Hoje podemos ver se são alfas, betas ou ômegas.

Jungkook - Isso é muito bom.

Sorri feliz pela primeira vez em tanto tempo, o médico continuou com os movimentos e então foi se formando a imagem na telinha a nossa frente.

Dtr - Essas são as cabeças e esse os corpos.

Meus olhos se encheram de lágrimas ao ver os meus bebês, era um sentimento tão gostoso, por um momento diminuiu minha tristeza.

Jungkook - Nossos bebês...

Gargalhei baixo quando vi o rosto de Jungkook todo molhado.

Dtr - Querem saber o que são?

Jimin - Sim, vamos lá!

Exclamei animado. O médico mexeu o aparelho mais um pouco e por fim parou, limpou minha barriga e eu arrumei a blusa.

Jungkook - E então...

Dtr - A menina é alfa e o menino é ômega.

Jimin - Aii que gracinha, um garotinha ômega e uma alfinha.

Jungkook - Estou tendo uma overdose de fofura aqui, socorro.

Eu e o médico gargalhamos de Jungkook, eu estava alegre por saber que meus bebês estavam bem. Pelo menos isso está me alegrando.

Jungkook - Depois que sairmos daqui, o que acha de caminhar um pouco? - Indagou sorrindo.

Jimin - Vamos sim amor - Sorri de volta.

.

.

.

Estava uma tarde linda, o sol estava presente ali, Jungkook e eu resolvemos caminhar um pouco pela grande praça central da cidade enquanto tomamos sorvete, não havia nada para fazer em casa mesmo, nada melhor que caminhar ao ar livre, tomar um pouco de ar puro.

Jungkook - Esta gostando bae?

Jimin - Estou sim Jungkookie, obrigado.

Jungkook - Não precisa agradecer Jimin, ver você feliz é tudo para mim.

Sorri grande e dei um selinho demorado em Jungkook.

Jimin - Eu te amo tanto Jungkook - Ditei sério enquanto olhava em seus olhos, escuros e calmos como um oceano profundo.

Jungkook - Tem certeza?

Jimin - Nunca duvide disso Jungkook, a única certeza que tenho nesse mundo é que quero passar o resto de minha vida ao seu lado.

Jungkook - Era isso que eu precisava ouvir, agora é só agir.

Sussurrou algo que não entendi.

Jimin - O que disse amor?

Jungkook - Que te amo, me espere aqui só um momento?

Jimin - Uh? Onde vai?

Jungkook - Vou comprar um refrigerante - Me deu um selinho e saiu andando apressado.

Jimin - MAS DO OUTRO LADO DA RUA VENDE REFRIGERANTE.

Jungkook apenas acenou e saiu correndo, o que esse garoto está aprontando? Me sentei em um dos bancos da praça, estava bem no meio dela. Havia uma passarela de árvores, no meio havia flores que caíam dos pés, estava um verdadeiro festival de flores, o chão completamente colorido pelas pétalas, muito lindo.

Depois que terminei de tomar o sorvete fui até um lixinho e joguei fora o potinho, bebi um pouco de água e me sentei no banquinho novamente, Jungkook estava demorando.

Jimin - Onde será que esse alfa se meteu?

Tentei contatar Jungkook por pensamentos e nada, um completo silêncio, é como se ele não tivesse acordado. Comecei a ficar preocupado, iria levantar para ir atrás de Jungkook mas parei ao ouvir algumas vozes unidas em uma música, parecia um coral, ignorei e levantei do banquinho mas tive que parar novamente quando vi cerca de vinte pessoas vindo em minha direção, me surpreendi quando vi meus amigos naquele meio, o que aqueles garotos estavam aprontando?

Jimin - Jin?

Sussurrei risonho. Os garotos vinham se aproximando junto ao pessoal desconhecido por mim, a música era linda, as vozes combinavam perfeitamente, estavam um pouco distantes de mim quando pararam de andar, apenas as vozes reinavam ali, várias pessoas que caminhavam no parque pararam para ver o que era aquilo, de repente aquelas pessoas se separaram e formaram uma fila de cada lado, um de frente para o outro, e quem estava ali mo fundo era....Jungkook, estou tendo um mini infarto aqui, me ajudem que eu vou desmaiar.

Surpresa amor!

Sorri grande ao ouvir o pensamento de Jungkook, o alfa caminhava lentamente até mim, Jungkook sibilou um "eu te amo" baixinho e sorriu, logo chegando a minha frente.

Jimin - O que é isso amor? - Gargalhei divertido.

Jungkook - Eu te amo muito Jimin - Sorriu largo me deixando derretido.

Jimin - Eu te amo mais Jungkook.

Após isso o alfa tirou uma caixinha do bolso e se ajoelhou a minha frente, meu sorriso diminuiu e meus olhos se arregalaram. Ai meu Deus, ele está fazendo o que eu estou pensando que ele está fazendo? Ele está fazendo "aquilo"? Não acredito que eu vivi para ver isso.

Jungkook - Jimin... - Começou ele com a caixinha fechada em mãos. - Não vou dizer que me apaixonei por você desde a primeira vez que te vi pois isso seria mentira pois nós só brigávamos e seria e acima de tudo muito clichê - Gargalhei junto a ele, até parece que isso não esta sendo extremamente clichê. - Mas desde que começamos a nos dar bem um sentimento começou a se desenvolver dentro de mim, algo maravilhoso estava crescendo, era aquilo que chamamos de amor. A coisa mais linda da vida para ser sentida e vivida, o amor é bom porém também nos faz sofrer, mas hoje eu estou aqui para dizer o que você fez bem para mim, o quanto você mudou minha vida para melhor. Eu nunca senti algo tão forte por alguém como sinto por você, essa marca que fizemos um no outro só comprova o quanto nos amamos, eu jamais teria coragem de te trocar por alguém, você é único para mim Jimin, nunca vai existir outro igual. Você é o cara que trouxe felicidade para o meu mundo, é o homem da minha vida, é o homem que vai me fazer ser papai - A essa altura eu já até soluçava de tanto chorar, Jungkook não estava muito diferente. - O que eu sinto por você é uma coisa fascinante, as vezes nem eu entendo, eu paro no tempo e penso "como pode eu amar tanto alguém?", esse amor que sinto por você passa é tão grande que eu iria ao fim do mundo por você, somente por você. E agora eu só quero saber a sua resposta para o pedido que fareim - Se ajeitou e abriu a caixinha, ali tinha um anel de prata grosso, e outro fino com uma pedra rosa em cima. - Park Jimin, aceita se casar comigo e ser meu por toda a eternidade e todas as nossas próximas eternidades?

Sorri largo e chorei muito antes de responder.

Jimin - Sim, é claro que sim Jungkook. Eu te amo.

O alfa levantou sorrindo e pegou minha mão esquerda, logo pondo o anel no dedo anelar, em seguida peguei a mão do alfa e fiz o mesmo, Jungkook retirou o anel de namoro de sua mão direita e da minha e logo guardando na caixinha.

Jungkook - Obrigado por fazer meu dia tão feliz.

Jimin - Eu que digo.

Me enterrei nos braços de Jungkook e selamos nossa união ali com um beijo, sendo aplaudidos por todos que passavam por ali e meus amigos. Eu estava tão feliz, Jungkook é realmente tudo para mim, eu não poderia ter um alfa melhor, estar junto de Jungkook é como ganhar na loteria, a felicidade é ainda maior. Esse alfa me fez tão feliz, nunca imaginei que fosse sentir as coisas que sinto por ele, é um sentimento tão puro e genuíno. Quando eu era criança minha mãe sempre dizia que eu iria achar o alfa dos sonhos, alguém que cuidasse de mim e me amasse muito, quando eu fui crescendo pensei que nada disso existia, me fechei para esse sentimento tão maravilhoso, sempre dizia que amor era para os fracos, isso não era real, ai vem a vida e me da um tapa na cara, aparece o Jungkook daquele jeitinho todo fofo. Ai não tem jeito queridos, apaixonei mesmo, hoje vejo que amor é algo invrível, impagável, algo realmente maravilhoso e que muitos tem a honra de conhecer tal sentimento.


Viver sem amor é como estar morto


Continua...❤


Notas Finais


CASAMENTO AAAAA NÓS SURTAMOS

NÃO QUERIAM MOMENTOS FELIZES? AI ESTÁ

SÓ PARA DAR UMA DESCONTRAÍDA NA TRISTEZA

QUEM AMOU RESPIRA CARALHOOUUU

https://www.spiritfanfiction.com/historia/entre-mafias-19395476

E VÃO LÁ NA FANFIC SE NÃO EU VOU CHORAR, VCS NÃO QUEREM A AUTORA DO CORAÇÃO TRISTE E INCAPACITADA DE ESCREVER CERTO? SEI QUE NÃO

ENTÃO VÃO LA ME MIMAR AAAAAA

AMO VOCÊS DOCINHOS ❤❤❤❤❤❤

https://chat.whatsapp.com/Dd5Fjx1gTIEIsOC4DUcpPD

Grupo pra quem gosta da Mamamoo ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...