História Professor - Park Jimin - Capítulo 10


Escrita por: e park_yuna_army

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jimin, Park Jimin
Visualizações 829
Palavras 1.314
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá \0/

Bora para mais um capitulo

Boa leitura

Capítulo 10 - X- As vezes nada e o que parece ser


Fanfic / Fanfiction Professor - Park Jimin - Capítulo 10 - X- As vezes nada e o que parece ser

S/n pov


 - O que tem o Jungkook Park Jimin?

- S/n?... porque esta com o celular da Yukki?

- Porque a encontrei passando mal e a trouxe para o hospital. E liguei para que venha

- Certo. Estou indo.

Antes de eu contestar sobre o Jungkook Jimin desligou e eu bufei. Ainda queria saber o que o meu amigo tinha haver com esses dois.

E se Jimin não me contasse o Jungkook iria fazer isso.

Sentei novamente e quando uma enfermeira passou eu a chamei.

- Poderia me falar como esta a paciente Min Yukki.

- Eu não tenho essa informação mas o médico já estará vindo para lhe informar.

- Obrigado.

Suspirei fundo e olhando o celular de Yukki e desbloqueie vendo a foto do meu professor. Aquele Cretino estava sem camisa enquanto lia alguns papeis. Ela deve ter tirado sem ele perceber.

Olhei por um momento a hora e quase cai. 01: 15 da manha. Meu pai , se ele viu que eu não estava em casa ira me matar.

Disquei o número do meu pai

- Alô?

- Pai

- Ai meu deus menina! Você quer me matar do coração aonde você esta?!

- No hospital a...

- NO HOSPITAL!! O QUE ACONTECEU? ALGUÉM TE MACHUCOU? FOI ASSALTADA OU...

- Calma pai eu estou bem a Yukki passou mal e pediu a minha ajuda

Claro que eu não contei da parte que fugi para encontrar o Taehyung. Não era preciso certo?

Escutei um suspiro aliviado do outro lado da linha

- Filha não faça mas isso. Me fale quando for sair. Pensei o pior.

- Me desculpe

- Em qual hospital você esta?

- No central

- Estou indo.

Desliguei e um médico saiu da sala e eu me levantei

- Como ela esta?

- Ela ingeriu uma grande quantidade de calmantes sendo que por estar gravida não poderia.

Com certeza Yukki não tem juízo.

- Mas agora ela esta bem? Digo e o bebe também  esta bem?

- Sim ela e o bebe estão bem, fizemos uma lavagem mas ela ficara aqui por uns dias em observação.

- Quando ela vai poder receber visitas?

- Apenas amanha, mas ela poderá ter um acompanhante. Agora preciso ir com licença.

- Claro. Obrigado.

O médico saiu e tive um pequena susto quando escutei a vos de Jimin atrás de mim e  bem próximo.

- E a Yukki?

- Ela esta bem agora. Ela tomou muitos calmantes e passou mal, como você não sabia disso Park Jimin! 

Me virei de frente para o mesmo.

- Eu não vivo com ela para saber o que toma ou deixa de tomar senhorita S/n

- Ela não esta morando com você?

- Não. Você acha mesmo que eu iria botar uma mulher para morar na minha casa?. Ele disse com um sorrisinho sínico.

Mas onde a Yukki estava morando esse tempo todo?

- Eu achei que você não estava mas falando com ela.

- Não estou. Virei o rosto para o outro lado e cruzei os braços

- E qual o motivo?

- Não te interessa! Falei ríspida ouvindo -o rir nasal.

Me veio a mente o que ele falou do Jungkook

- Park  o que você disse no telefone , sobre o Jungkook... de ele ficar com a Yukki porque disse isso?

Ele riu

- Você não sabe o que eles dois faziam a tanto tempo?

Franzi o senho ainda sem entender o que ele queria dizer.

- A sua amiga e o Jungkook tem um caso escondido.

- Como... como você pode saber disso?

- Eu vi. Peguei os dois juntos muitas vezes no Colégio na última sala do terceiro andar que como você sabe não há aulas...

- E o que você fazia lá?

Ele sorriu perversamente. Nojento. Com certeza com a mesma professora daquele dia ou outra.

- Você não presta Park Jimin!

- Enfim quando eu digo que ela e uma vadia não estou mentindo. Além do mais o filho que ela espera não e meu e sim do Jeon.

- Eu não acredito em você Park ela te ama

- Você não conhece a sua amiga S/n.

Ele ia embora mas eu segurei o seu braço. Porque uma coisa não fazia sentido. Se ele não quer saber dela se pensa que ela e uma qualquer porque veio ve-la no hospital?

- Se não se importa com a Yukki porque veio ve-la?

Jimin me olhou serio

- Eu não vim por ela.

- Então por que?

- Filha?

Me virei e vi o meu pai.

- Senhor Park? O que faz aqui?

- Olá senhor N/P, eu vim porque a minha irmã esta hospitalizada aqui e encontrei a S/n

Mentiroso de uma figa. Não existe um cara tão cretino, falso e mentiroso como Park Jimin. Impressionante.

- Oh espero que ela melhore.

Jimin suspirou cansado e abaixou a cabeça pude perceber tristeza?

- E o que eu espero. Disse baixo. Ele falou de um jeito que parecia verdade. Ele merece um oscar.

- Eu tenho que ir. Park passou por nos e pela primeira vez nenhum sorrisinho ou provocações, ele apenas saiu.

- Como esta a Yukki?

- Esta bem.

- Que bom. Ela e uma boa garota

Nem sei se isso e realmente verdade. Porque agora Jimin conseguiu me implantar a dúvida, Jimin e ou não o pai do filho que ela esta esperando?

- Quando chegar em casa vamos conversar! Porque tem um garoto te mandando mensagens um tal de TaeTae. Ele pedindo desculpas por querer ir longe demais com você.

Porra so me meto em confusão. 

- Vou avisar a mãe da Yukki. Mudei de assunto. 

Mas a ligação  não deu muito certo porque a mãe dela disse que não se importa com a filha, e que ela poderia ter morrido que não fazia diferença, as vezes eu não acredito na frieza dessa mulher.

Como não tinha ninguém que quisesse ficar com a Yukki eu tive que ficar.

- Eu realmente preciso ter uma conversa seria com você, mas quando eu voltar, hoje eu viajo.

Ele tirou o celular do bolso e me deu

- Eu nunca mas vou tirar o seu celular, porque quase morro do coração sem saber nada de você. Não saia de perto desse celular quando eu chegar em casa vou ligar.

- Ta pai.

Ele me deu um abraço e um beijo no topo da minha cabeça.

Quando o mesmo saiu eu fui ate uma enfermeira e perguntei onde era o quarto da Yukki. Assim que a enfermeira disse onde ficava fui ate o mesmo mas uma vos me fez parar no meio do corredor.

- Sinto muito senhor Park não há mais esperanças

- Como não? Vocês tem que fazer algo! Falava com a vos fraca e tremula.

- O câncer que sua irmã tem já esta em fase terminal.

Senti um aperto forte no coração quando escutei tais palavras.

Era verdade a irmã de Park Jimin esta aqui , e ainda mais iria morrer.

Ele poderia ser um cretino o que fosse mais eu jamais desejaria que ele passasse por isso.

Quando vejo que não há mais vozes descido espiar e me deparo com Park Jimin sozinho sentado no chão encostado a parede abraçando a suas pernas e com o rosto enterrado nas mesmas. E então pude ouvir soluços. Jimin estava chorando, vendo ele assim nessa situação me destruiu de um jeito que nem eu sei explicar.

Eu estava em um confronto interno entre ir ate ele ou voltar e fazer o caminho que pretendia. Mas como se uma força me levasse a ele quando menos espero estou agachada perto dele. Com muito receio toco em seus ombros o fazendo levantar a cabeça. Seu rosto banhado em lágrimas junto a um olhar perdido e assustado. Esse olhar eu nunca tinha visto antes. Ele me olhou e por fim tomou uma atitude inesperada, ele me abraçou.


Notas Finais


Coitado do Jimin. ;-;
Vocês vão conhecer o outro lado do professor de história.

Yukki mentindo ou Jimin?

Jungkook e o pai dessa criança?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...