História Professor - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Babyboy, Daddy, Professor
Visualizações 28
Palavras 3.002
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, LGBT, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Essa fanfic e um pouco da minha vida misturado com meus sonhos mais loucos, espero que gostem.

Capítulo 1 - Hello daddy


Fanfic / Fanfiction Professor - Capítulo 1 - Hello daddy

- d-daddy - disse ofegante no seu ouvido enquanto descia devagar no seu pau e rebolava depois de estar todo dentro de mim. - me fode.

- oh baby...não fala essas coisas se não vou perde o controle. - recebi um tapa na bunda. - você é um menino muito levado. - ele me levantou ate quase sair do seu pau e me  fez descer com força...

Acordei assustado com o barulho do despertador marcando 6:00. Levantei me esticando e lembrando desse sonho vergonhoso. Saio da cama e sbro a janela recebendo um vento frio no rosto, me encolhi começando a passar as mãos nos braços com a intenção de me aquecer.

- TAAAAAEEEEEEE!!!!! ACORDA JA SÃO 7 HORAS VOCÊ TA ATRASADO LEVANTA LOGO! - ouço minha mãe aos berros no andar de baixo e solto um riso baixo ao reparar na mentira descarada da mesma.

Me levantei ainda me tremendo pelo frio da manhã pensando sinceramente se 20 chineladas da minha mão e 10 socos de Goo Jae valem uma manhã de sono.

- eu ja estou acordado mãe. E são só 06:10 nem vem me enganar não hein - ri após terminar a frase ao olhar a cara dela do tipo "foda-se"

- hump, se eu não fala-se isso você não ia acordar. - falou fazendo uma pose que quase me fez racha de rir - vai logo tomar café se não você vai se atrasar - sorriu apos terminar a frase.

Me sentei e meus olhos brilharam após ver a mesa farta graças ao meu bom deus. Notei que tinha um prato com uma tampa de ferro em cima, curioso levantei e me deparei com kimchi, levantei correndo abraçar minha mãe.

- me soltaaaaa - disse rindo enquanto eu a apertava em meus braços.

- valeu mãe! Aaaaa a senhora sabe que eu amo kimchi, eu te amo mãe - lhe dei um beijo na bochecha - AI - logo depois recebi um tapa na cabeça.

- VAI LOGO SE ARRUMAR CACETE VAI SE ATRASAR PORRA - corri pra sala so de ouvir o vai, em certos momentos sinto como se estivesse no inferno ao ver minha mãe brava. 

Devorei o café principalmente o kimchi, tomei banho e me despedi dela, desde que meu pai morreu a mais de 5 anos atrás tem sido só eu e ela, eu a amo e ela me ama, e também eu tenho a Goo Jae-Yi. Minha melhor amiga, ela me ajudou nesse momento difícil junto com a minha mãe. Minha mãe nunca tem muito tempo pra fazer coisas desse tipo pra mim por conta do trabalho, e apesar de hoje ser a folga dela tem coisas que so ela pode resolver la fora. Mas mesmo sim fez questão de fazer meu lindo kimchi e uma mesa farta.

- thau Suu - e tambem tenho o Suu meu cachorro de estimação, me agacho e afundo meu rosto em seus pelos macios.

- CARALHO TAE TA BATENDO UMA PUNHETA CACETE!? VAMOS LOGO EU JA TO QUASE ME DEITANDO NO MEIO DA ESTRADA ESPERANDO UM CARRO PASSAR POR CIMA DE MIM! - ouvi Goo Jae gritar e ri ao ouvir o que acabou de dizer. Goo Jae Yi e a minha amiga digamos que de infância. Nos conhecemos a 5 anos, nossa amizade se formou no ensino fundamental. 

Ela tem um gênio forte, é muito tarada e não tem vergonha de certas coisas como o que acabou de dizer em voz alta, não tem medo de uma briga e muito menos de apanhar, digamos que eu seja a mesma coisa mas prefiro evitar chamar a atenção das pessoas, ela e muito educada e sabe a hora de falar as coisas, mas educação não existe no dicionário dela quando ela ta puta.

- JA VOU! THAU MÃE BEIJOS! QUAILQUER COISA ME LIGA,E NÃO PRECISA ME BUSCAR EU VOU VOLTAR COM A JAE - gritei e sai correndo pela porta.

- cheguei viado - corri para abraça-la e logo recebi um soco no ombro.

- que demora, tu tava batendo uma punheta né? Aposto que tava pensando no Kim... - tapei sua boca na hora.

- SHHHHHH e se alguem ouvir!? - a vi rir alto. 

- SABIA! - disse com um sorriso malicioso.

- é é quando você demora eu não fico dizendo que você ta enfiando uma piroca de Borracha enquanto pensa no seu namorado. - disse recebendo um riso e um dedo do meio.

- quando você se apaixonar vou te gastar muito tambem. - la vem ela com suas profecias mais conhecidas por mim como pragas.

- meu amor meu negócio e da, se for pra me apaixonar por algo vai ser poe uma piroca beeem grande e grossa. - rimos juntos com meu comentário.

A caminho da escola conversamos sem nos preocupar com a hora e contei sobre o sonho o que resultou em eu ser gastado muito mais ainda.

Quando chegamos estava Kwan nos esperando fora da sala. Ele e meu amigo e tambem meu amigo colorido.

- isso e hora seus dois idiotas!? - disse ele apontando pro pulso indicando a hora. Shin Kwan, meu amigo tambem, ja faz uns 2 anos. Ele é sempre muito pontual, extrovertido mas as vezes muito quieto, o que faz ser muito fofo, ele tem umas manias engraçadas e ta sempre bem arrumado. Ele se preocupa muito com os amigos e é uma máquina de xingamento tanto quanto a gente, e ativo e assim como eu ja dei pra metade da escola ele ja comeu metade da escola e principalmente eu. 

- você tambem ta atrasado? - disse sorrindo.

- como se atraso existisse comigo bebê. Eu pedi pro professor gostosão pra beber água e fiquei esperando so pra ver a cara de vocês. Que é o que eu pensei dois filhas da puta despreocupados - começamos a rir e decidimos entrar logo.

- com licença...podemos entrar professor...? - ele para de explicar a matéria e olha pra nossa cara tipo "e isso é hora?". Ah seus cabelos lisos sobre os olhos, tão negro quanto eles, sua calça social apertada marcando suas lindas pernas, seu terno perfeito marcando bem seu peitoral, com os músculos não muito elevados mas bem desenhados, os óculos caindo sobro os olhos dando um chame a mais em si. Recebi uma cotovelada da Jae ao perceber que ja estsva fazendo uma possa de água. 

- ele disse que podemos entrar então vamos logo e para de babar nele - cochichou ela e me arrastando pra dentro.

Me sentei na minha cadeira que eu chamo de adorável pelo simples fato dela me pertencer na aula dele, pois ela e mapeada, sim, eu odeio ela pois eu sento longe da Jae mas em compensação Kwan senta atrás de mim.

- como vimos na aula passada, nos entramos na matéria aceleração, e hoje irei... - parei de ouvir no como, olhei para a janela pensando no sonho louco que tive e em como odeio essa matéria, eu so gosto do professor mesmo. Kwan começou a me cutucar perguntei o que era e o mesmo apontou pra frente, olhei e vi que o professor parou de explicar e estava olhando pra mim. - minha aula esta entediante pra você senhoe Taeyang? Que vir dar uma aula mas interessante no meu lugar? 

- n-não eu so estava - não acredito que você gaguejou TAEYANG você e uma merda vai se fuse puta que pariu.

- suas notas foram pessimas no bimestre passado, você acha que olhar para a janela pensando no nada vai recuperar elas? ' eu estava e pensando o quanto seria bom foder com você isso sim. 

- não professor... - ele continuou me encarando o que me causou um ataque cardíaco.

- na minha sala na hora do intervalo, precisamos conversar. - mandou de uma forma rigida o que me fez tremer, Kim Joon irritado é uma das melhores coisas que posso ver, mas eu tenho outros planos pro intervalo rs.

- ok professor - menti na cara de pau e ouvi os risos baixos de Kwan.

As aulas se passaram tranquilas, hoje não tinha mais nenhuma aula de mapeamento então fiquei perto de Goo Jae e Kwan. Prestei atenção nas aulas ao máximo para não ser chamado atenção de novo. Quando o sinal bateu indicando o intervalo abri um sorriso de ponta a ponta, arrumei meu material mais devagar e Kwan saiu cochichando em meu ouvido antes.

- te encontro na sala de química lindo. - o vi se afastando e Goo Jae me olha e fala.

- vocês vão se pegar de novo né? - disse me olhando esperando uma resposta.

- o que você acha? - respondi com um sorriso no rosto - óbvio né, parece até que o Kwan nunca te pegou antes de você namorar, você sabe o quanto ele fode bem, ja disse meu negócio é da se for pra me apaixonar vai se por uma piroca. - riu com o meu comentário.

- não posso afirma kkkkkk se não vou parar em mau lençóis. - a porta da sala se abre e vejo hyun Jiwon seu namorado. - oi nenê.

- oi meu anjo, eu não vi você no corredor então vim aqui, oi Taeyang. - me cumprimentou sorrindo, ele e muito gentil. Eu não gosto de segurar vela pra eles mas ele é muito legal.

- oi Hyun Jiwon, veio buscar sua princesa?  Podem ir eu tenho outros planos. - vi ele sorrindo bobo esses dois são muito fofos juntos, o engraçado e a diferença de personalidade, ele e tão genril quanto o Kwan e a Goo Jae tão rigida quanto o professor Jae Joon.

- eu vou indo então, qualquer coisa me chama no whatsapp. - falou balançando o celular.

- como se o celular funcionasse com vocês dois juntos - recebi riso de ambos e os vi ir embora,logo então saio pela sala me deparando com o professor Jae Joon. 

- aonde você esta indo? Achou que eu não vinha? Falei que tinha que conversar a sério com você - disse me olhando sério.

- m-mas professor eu tenho que sair - disse ja nervoso, eu não queria ficar aqui.

- eu ja disse que precisamos conversar 

- aish - reclamei e o vi olhar para cadeira e então me sentei. Quando ia lhe olhar meu telefone toca, vejo que é o Kwan e fico animado por me livrar dessa. - professor e a minha mãe tenho que atender pode ser algo sério, ja volto. - saio pela porta atendendo o telefone.

- oque ouve? Você esta demorando, me trocou por outra cara? 

- claro que não lindo. O Kim Joon queria me trancar na sala e me da sermão de duas horas, e você me livrou disso, agora vai ter uma recompensa especial.

- tanto eu quanto meu amigo estamos ansioso a sua espera rs.

- estou ai em 5 minutos.

Kim Joon.

Esse dia tem sido um saco. Cheio de prova pra corrigir, dever pra ensinar e alunos pra aturar, e alem do mais acabei de terminar com a minha namorada. Sim ela me chifrou, estou triste? Óbvio, acabado? Nunca. Segue o baile fazer o que, parti pra outra se assim tiver uma chance. As vezes fico muito irritado com o que meus alunos fazem eu os amo e amo dar aula, sempre foi meu sonho, mas tem alunos que parecem mais filhos do capeta que filhos de deus. Sem contar que meu pai decidiu se mudar pra me dar "privacidade" e agora todo dia e noite na ida e vinda do trabalho eu o visito, para ver como esta ele tem me deixado preocupado a cada dia necessito urgentemente beber e transa pra caralho. Estava explicando a nova matéria pra turma quando batem na porta, e entra 3 alunos,o que pediu para ir no banheiro e mais dois atrasados 40 minutos!? Eu mereço, deixei eles entrarem até por que manda pra diretoria so daria trabalho e chamariam pais aqui e viria pessoas achando que seus filhos são uns anjos e eu não to afim de mais estresse pra mim. Um desses era o aluno Min Taeyang, sempre me deu trabalho esse aluno. Tirou péssimas notas no bimestre passado, media 2. Sinto como se estivesse fazendo errado.

Depois de todos sentarem em seus ligares vi que estava cagando para minha aula, fiquei irritado pois alem de chegar atrasado e tirar uma nota pessima não estava prestando atenção na materia. Chamei sua atenção e pedi para que me encontra-se na sala na hora do recreio, sei que o dia foi irritante e meus alunos me tiram do sério as vezes mas não quero que passem mal na minha matéria. Acabei me atrasando pois esbarrei com a professora de história. Eu gosto dela, converso sempre, eu peguei ela uma vez,so não continuei por que ela queria "aprofundar" nossa relação.

E como eu estava gostando da namorada que me chifrou não pude, acabou que tomei no meu cu.

- tomara que ele ainda esteja lá - disse para mim mesmo desejando que o aluno Min Taeyang ainsa estivesse a minha espera. 

Quando chego aparentemente o mesmo estava de saida, nananinanão, não tão facil querido vamos conversa. Pedi para entrar pois queria saber o motivo de estar tão mal na minha matéria, ele me pergunta poucas veze algo e mal me olha então tinhamos que conversa.

Quando ia começar o celular do mesmo toca indicando uma chamada, disse que era de sua mãe e nem me deu chance de responder simplesmente saiu. Esperei 3,5,9,11 minutos e nada dele, então sai e ele não estava mais la.

O procurei pela escola toda e não o achei, perguntei para todos mas não o vi, decidi então desistir e preparar minha aula de quimica para a próxima turma.

- oe esta fechado? - mexi na maçaneta mas a mesma estava trancada,peguei minhas chaves e a abri, então me deparo com Min Taeyang no colo do aluno Shin Kwan.

O mesmo me olhou com os lábios inchados, ofegante, com a blusa escolar aberta e sem calças somente com uma boxe preta, seus cabelos negros estavam um pouco colados na testa seu pescoço marcado...ah quem dera eu ter feito essas marcas...sua boca semi aberta...era sem dúvida uma visão incrível fiquei paralisado os olhando, não sei se foi por eu ter achado incrivelmente sexy ou pela surpresa dessa cena.

Senti minhas calças ficando apertadas, meu amigo estava se levantando, eu não acredito que eu estava ficando excitado por ter visto um aluno semi nu, NO MEU TRABALHO.

- d-desculpa com licença! - falei alto fechando a porta e saindo pro banheiro masculino.

Taeyang.

Sai disparado parado para a sala de química. Entrei me deparando com Kwan sentado numa cadeira.

- você veio mesmo bebê. - vi o sorriso malicioso nos seus lábios.

- claro lindo, desde quando eu deixo um trabalho inacabado? - disse sentando em seu colo e rebolando um pouco em cima. Sua mão apertou minha cintura enquanto a outra puxou meu pescoço me trazendo para um beijo quente e necessitado. Sua boca era incrivelmente habilidosa brigamos por espaço, ele não parava de morde meus lábios. Quando o ar se fez presente nos separamos ele então atacou meu pescoço fazendo eu suspirar.

- você gosta...mais da minha boca ou...do meu pescoço - perguntei ofegante.

- gosto da sua boca me chupando, e lamber seu pescoço,mas melhor que isso é você rebolando em cima do meu pau.

Senti uma pontada indicando seu membro ja disperto, retirei sua blusa e caminhei pelas suas costas as arranhando com minuas unhas curtas. Ele abriu minha blusa e retirou minhas calças adentrando suas mãos na minhas boxe agarrando minha bunda.

Rebolei em resposta o ouvindo suspirar, voltamos a nos beijar quando ouvi um barulho.

- acho que tem alguem aqui meu anjo - disse separando nosso beijo.

- então não fala barulho bebê, aqui esta trancado não se preocupe ninguem vai entrar.

Ele voltou a me beijar, quando a porta abre e me viro assustado, vejo Jae Joon paralisado me olhando, e eu tambem fico paralisado, quem eu queria dar me viu com um dos seus alunos na sua propia sala depois de mentir pra ti, e fugir se antes eu não tinha chance agora eu não tenho mesmo. Ele ficou me encarando um tempo e depois pediu desculpas e saiu correndo. Dou um soco no ombro de Kwan.

- VOCÊ DISSE QUE TAVA TRANCADO. - gritei contigo saindo do seu colo.

- mas estava! Eu tenho certeza que tranquei não sou louco. - disse ele tentando se explicar.

- Shin Kwan. De quem é essa sala de química? - no total a 2 salas de química e quem for usar hoje e quem fica com as chavez da sala, e claro existem cópias que foi uma das quais o Kwan pegou.

- eu não sei...- disse ele de cabeça baixa.

Vesti as calças e minha blusa e fui até a porta, quem for a usar tambem fica o nome para não se enganarem, é esta sala pertencia ao Jae Joon.

- SUA CAPIVARA ESSA ERA A SALA QUE O PROFESSOR JAE JOON IA PEGAR - lhe dei um chute na canela o ouvindo gritar - SEU ANIMAL PRÉ HISTÓRICO CARALHO VAI TOMA NO CU.

- DESCULPA - gritou ele tentando me acalmar sim ele GRITOU.

- CALMA E O CACETE SEU FILHA DA PUTA, CARALHO QUE ODIOOOO.

Me arrumei antes de sair e voltamos para as aulas, ainda bem que eu teria aula com o Kim Joon somente sexta. Não e muito longe mas tudo bem, vou orar para ele não chamar nossos pais.

Kim Joon

Corri para o banheiro e tranquei, fui no vaso e me sentei e olhei para minhas calças. Não acredito que fiquei excitado por um aluno de 17 anos! Lembrei de como o mesmo estava e parecia que quanto mais eu lembrava mais meu membro ficava duro e minhas calças apertavam. 

Abri as calças e comecei a tentar me aliviar, imagens dele com a boca semi aberta ofegante começaram a invadir minha mente sem permissão, sua boca...seus lábios pareciam deliciosos, comecei a apertar mais meu membro em minhas mãos imaginando sua boca quente me engolindo por completo. O imaginei no meu colo e de quatro pra mim, o estocando com força senti o pré gozo e comecei a acelerar os movimentos, gozei na porta. Terminei e fiquei pensando no que acabou de acontecer...



Notas Finais


Então gente esse foi meu primeiro capítulo, espero que gostem e me desculpem qualquer erro irei revisar amanha, por favor comentem se não entenderam algo ou não gostaram de algo.
Ae e caso queirem uma inspiração da cena do Kim Joon se mastubando clique neste link a seguir.
Confira o Tweet de @DaddyKinkAsian: https://twitter.com/DaddyKinkAsian/status/1025502246564446208?s=09
Eu vou demorar um pouco para postar outro capitulo pois ando muito ocupada, maa ainda esse mês eu posto, beijos gente, até.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...