História Proibido - Snape e Hermione - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Hermione Granger, Severo Snape
Tags Hogwarts, Romance, Severo Snape
Visualizações 77
Palavras 999
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção, Literatura Feminina, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Malfeito feito


Hermione não acreditou que Fred Weasley estaria ali em pé, a esperando para lhe dar um buquê de rosas vermelhas. Nem quando namoravam ele era assim. Nunca tinha ganhado sequer uma florzinha, mas isso era o menor de seus problemas.
Snape era pontual, e havia chego a tempo de presenciar a cena.

- Fred.. isso é pra mim? Eu não posso aceitar, eu já estou de saída. 

- Aceite. Tudo bem que está de saída, mas amanhã podemos nos encontrar? Depois do café? Eu quero falar com você.

- Tudo bem. Você pode deixar as flores no meu dormitório? Eu realmente estou atrasada. - os olhos de Hermione percorreram o salão em busca de Snape, mas ele havia sumido.

Hermione se despediu de Fred e saiu correndo em direção às masmorras. Se o encontro tinha se acabado ali, precisava pelo menos se desculpar.
Chegando em frente aos aposentos de Snape, ela bateu na porta, mas não ouviu resposta. 

Sua cabeça estava quase explodindo quando decidiu ir tomar um ar na Torre de Astronomia.

- Decidiu me seguir Granger? - era a voz rouca de Snape.

- Na..não, se..senhor.. Eu fui até seus aposentos te procurar, e como não te achei, vim aqui pensar um pouco.

- Pensar em quê? Naquele encantador Weasley que estava te esperando com flores? Você podia ter marcado para sair comigo em outro dia. Não preciso competir sua disponibilidade com aquele incompetente.

- Eu estava te procurando para esclarecer isso. Por favor, me dê uma chance e verá que não é nada disso que está pensando.

Snape passou a mão nos cabelos e pensou por alguns segundos.

- Tudo bem. Onde eu reservei para essa noite é um restaurante trouxa. Precisamos aparatar lá perto.

O caminho até os portões de Hogwarts foi silencioso. Hermione estava com medo de falar e ser interrompida, e a situação piorar. Snape estava muito nervoso para pensar em algum diálogo.

- Me dê a mão Hermione, vamos aparatar juntos. Acho que você não conhece o restaurante.

Quando deu as mãos para ele, ela sentiu um leve tremor. Ele estava nervoso. 

Ao chegarem no restaurante, Hermione percebeu como o lugar era lindo. 
A recepcionista os direcionou até seus lugares e Hermione suspirou em ver como Snape tinha sido cauteloso ao escolher um lugar tão lindo.

O lugar era iluminado com castiçais em todas as mesas e uma delicada música instrumental tocava ao fundo. Foi o lugar mais romântico que Hermione já esteve.

- Professor, primeiro de tudo...

- Primeiro de tudo, pode me chamar pelo primeiro nome. Severo.

- Tudo bem, Severo. Primeiro de tudo eu queria dizer que o que você viu não passou de um mal-entendido. Eu não marquei nada com Fred. Nós já namoramos sim. Quando ele ainda era aluno, mas ele foi estudar fora e simplesmente, esfriou... Nosso relacionamento não resistiu a distância, e eu já não sinto mais nada por ele.

- Ele já não pode dizer o mesmo.

- Sim. Desde que ele chegou, ele conta com a ajuda dos meus amigos para me reconquistar, mas eu não tenho mais olhos pra ninguém. - e o olhou nos olhos. - Tudo o que eu quero está bem aqui na minha frente.

- Você tem certeza? Ele é quase da sua idade, tem um passado limpo, seria um par perfeito para você.

- Não diga bobagens. - Hermione botou suas mãos por cima das mãos de Snape. - meu par perfeito é aquele que me faz feliz só de estar aqui. Me desculpe por parecer que eu tinha marcado com Fred, mas eu realmente não sabia.

- Eu é quem lhe devo desculpas. Você não teve culpa e eu fui um grosso.

- Vamos esquecer isso e focar nessa noite. - ela o fitou por inteiro, e ele ficou meio sem jeito. - Como você está bonito com roupas trouxas!

Ele estava com uma calça preta e uma blusa social branca. Estava muito diferente com roupas trouxas, mas não deixava de estar com o ar misterioso de sempre.

- Obrigado Hemione. Você está deslumbrante.

Um sorriso percorreu os lábios de Hermione.

- E fica mais linda ainda sorrindo.

- Obrigada, Severo! Você também tem um sorriso maravilhoso. Devia sorrir mais!

E ele sorriu. De uma forma pura, demonstrando como se sentia por dentro. Leve.

Olá, desculpe incomodá-los, posso anotar seus pedidos? - uma voz doce interrompeu o momento.

- Elisa! Quanto tempo! - Severo levantou e abraçou a bela loira que estava com um bloquinho na mão.

Hermione, sentada, só olhou para cima e deu um sorriso amarelo.

- Oi querida! Meu nome é Elisa Moore. Eu e Sev fomos da mesma época de Hogwarts, mas eu me casei com um trouxa e abri esse restaurante aqui. Quando vi quem era que estava sentado aqui, eu mesma vim atender.

Severo esperou Hermione responder sua velha amiga, mas ela não disse nada, então ele prosseguiu com a conversa.

- Elisa, essa é Hermione, uma colega. Foi um prazer te reencontrar. Faça uma visita um dia pra nós!

- Pode deixar! Morro de saudades dos velhos tempos!

Morre de saudades dos velhos tempos?

- Elisa, se você me dá licença, Hermione e eu escolhemos um Foie gras.

Tudo bem, logo logo o prato chega. Aproveitem.

Hermione tinha ficado incomodada com a intimidade de Severo e Elisa, mas decidiu não comentar com ele, não queria estragar o clima agradável do jantar.

Quando o prato chegou, eles comeram, beberam e conversaram mais, até perderem a hora e perceberem que já era tarde.

- Vamos, Hermione?

- Vamos! Estou satisfeita.

Após tentar pagar o jantar em vão, pois Elisa dissera que era um presente, Severo desaparatou de mãos dadas com Hermione nos terrenos de Hogwarts.

Ao andarem em direção ao dormitório de Severo, eles perceberam que a sala onde Snape dava aula estava aberta, mas estavam tão felizes e despreocupados, que adentraram no quarto e não repararam mais nada.

Dormiram abraçados, e conseguiram acordar mais felizes que foram dormir.


Notas Finais


Oiiii, desculpem o atraso para postar o capítulo, estava relendo umas fics e acabei sem tempo para escrever... Se você também escreve alguma fic, deixa aqui nos comentários para eu ler!

E aí, o que acharam do Fred e da Elisa? Será que eles terão um objetivo em comum? hihihihi
E a "invasão" na sala de Poções? O que será hein?!
Beijos e até os próximos capítulos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...