História Proibido revelar? - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ficção, Homossexualidade
Visualizações 15
Palavras 317
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Suspense, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Aqui a minha primeira fanfic começa. Ela se baseia em fatos reais e ficção pura.
Tenha uma boa leitura!

Capítulo 1 - O início


Olá, meu nome é Daniel. Tenho 17 anos e curso o 3o ano do Ensino Médio. Eu moro no Amazonas, um estado que vem evoluindo bastante durante os anos. Nestes tempos venho me descobrindo, me aproveitando, descansando mais, enfim, aproveitando o fim da minha adolescência. Com tudo isso descobri minha atração por homens, o que fez eu  me soltar mais. Me descobri bissexual

Desde meus 12 anos já olhava homens com um outro olhar. Atualmente, somente os meus amigos mais íntimos sabem da minha sexualidade e vida,  e eu da deles. O meu problema é a falta de coragem pra me assumir com meus pais!

Uma da minhas melhores amigas é a Ândrea (é isso mesmo, deixa o nome dela). Confidente, xente! Temos uma amizade de 6 anos -- e sem brigas, pqp. Ela é lésbica, e  a única a saber que gosto de um menino da nossa sala. Guarda segredo ela, produção!

O nome dele também é estranho, mas ele é gatinho: Andrew. Ele é hétero (lá vem) e um cara que deixou de ser machista por minha causa (aqueeele né, doutrinador). Tem a mesma idade que eu.

Há dois anos atrás (quando estávamos no 1o ano), ELE QUASE ME BEIJOU. Desde então, passei a amá-lo (sim, eu tenho coração). Ao longo dos anos, venho transformando-o e quase tornando ele gay.  Não tenho coragem de me abrir com ele por medo de ele se afastar de mim. É fato que uma hora ou outra essa "porra" vai sair, mas não vai ser agora. Isso não vai sair da minha boca enquanto eu não criar coragem.

Falamos de assuntos masculinos com a maior naturalidade, tipo masturbação, sexo etc. É RIDÍCULO, eu sei, mas, tenho que interagir né?!

Somos vizinhos. Vamos juntos pra casa. Nesse percurso eu deixo ele. Um belo dia quando estávamos saindo da escola, quando chegamos à porta da casa dele, criei coragem e BEIJEI ELE. Será um grande passo?


Notas Finais


Sintam-se à vontade para críticas, sugestões e etc. Espero que gostem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...