1. Spirit Fanfics >
  2. Projeto Cupido - Jikook (Hiatus) >
  3. Cap-34

História Projeto Cupido - Jikook (Hiatus) - Capítulo 34


Escrita por: e Sour_Sugar02


Notas do Autor


Oi seres! Como vão?

Espero que bem.

Onde vocês moram teve as aulas encerradas porque do coronavírus?

Bom, boa leitura ❤️

Capítulo 34 - Cap-34


Mesmo contra gosto, abriu um dos olhos e desligou o despertador, o fechando em seguida ao sentir uma grande agonia causada pela claridade.

Se sentou na cama enquanto alongava a coluna, fazendo um barulho estranho com a boca, a mesma que era pressionada com força. Suspirou e levantou do meio dos lençóis quentes, podendo sentir a diferença de temperatura do quarto que mesmo com o aquecedor ligado parecia estar frio em comparação a suas cobertas grossas.

Arrumou a sua cama deixando os travesseiros organizados sobre os lençóis antes de ir em direção a seu closet para pegar alguma roupa pra vestir. Acabou pegando uma calça moletom preta levemente folgada e uma camisa simples pra usar por debaixo do casaco moletom.

Foi pro banheiro e se despiu, seu corpo todo se arrepiou quando o frio atingiu sua pele descoberta e sem uma fonte que fizesse seu corpo se aquecer adequadamente. Entrou dentro do box e ligou o chuveiro, deixando as gotas grossas da água morna escorre-se pela sua pele pálida pela falta de sol.

Se sentia estranho. Rápidos flashbacks de seu sonho se passava em sua mente, tendo uma atenção principal na parte que mostrava uma espada e um líquido rosado que parecia surgir do objeto.

Não sabia o significado daquilo, mas se sentia inquieto.

Suspirando, saiu do box, indo em direção ao quarto onde terminaria de se arrumar para ir mais a instituição onde continuava o sua graduação.

...

Fechou a porta do carro um pouco mais de força que o necessário, jogando a mochila em um dos ombros enquanto caminhava até os grandes portões do prédio branco e preto.

Caminhou calmamente até sua sala enquanto mexia em algo no celular de maneira distraída, prestando atenção na letra da música que escutava com os fones de ouvido.

Entrou na sala – que faltava somente mais dois alunos para concluir – indo até seu lugar, onde colocou sua mochila na cadeira e se sentou. Tirou os fones do ouvido, guardando os mesmo na mochila, se passando dois minutos até que a professor entrasse na sala de aula, desejando bom dia aos alunos.

Os segundos se pareciam horas, os minutos pareciam anos e às horas pareciam décadas.

Estava mais uma vez entediado e irritado, sem motivo algum ou aparente ele ficava assim, a falta de sono podia ser uma boa justificativa mas tinha algo mais, ele sabia que tinha algo mais além da falta de sono e fome.

Estava tão distraído, viajando em meio aos seus pensamentos que nem mesmo percebeu que uma aluna nova tinha chegado á sala.

A garota que tinha um sorriso no rosto depois de se apresentar para a sala, andou em direção ao moreno perdido, se sentando ao seu lado e se virando para si em seguida, ainda sorrindo.

— Oi! Eu me chamo Yoshi. – Falou sorrindo.

Sem ter a certeza que aquela garota estava realmente falando consigo seu rosto ficou com uma expressão confusa e de dúvida. Olhou para os lados e voltou a olhar para a garota que leh olhava sorridente.

— Eu acho que você não prestou muita atenção no que aconteceu ali na frente. – Deu uma risadinha. — Eu sou uma nova aluna. Fui transferida do exterior.

— Ah. Certo. – Olhou para suas mãos sobre a mesa. — Hã... Seja bem vinda?

Rindo, respondeu enquanto se ajeitava para que ficasse melhor de olhar para o outro ao seu lado.

— Acho que sim. Mas... Qual seu nome?

— Jimin.

— Belo nome.

— Obrigado.

Depois daquilo eles se calaram, Jimin se virou para frente sem saber mais o que falar e também não tinha vontade de falar algo, tinha perdido o interesse de conversar com alguém a muito tempo atrás. Mas isso não pareceu incomodar a garota que continuava sorrindo enquanto arrumava seu material sobre a sua mesa.

Realmente ela parecia estranha.

No recreio, ela lhe gritou animada pedindo para que lhe esperasse. Ele não queria, mas não teve como fugir quando a garota correu até si e enlaçou seu braço ao dela enquanto começava a falar sobre algo que não conseguiu compreender muito bem.

Ele se sentia inquieto e envergonhado ao lado dela, pois ela já sentia que tinha uma intimidade muito grande consigo e o motivo da inquietude era o fato de ela ser muito animada e parecer muito alegre. Mas ele acabou se sentindo confortável ao lado dela, rindo algumas vezes quando contava algo engraçado ou fazia alguma piada com as coisas ao redor.

E isso passou a se seguir durante muito tempo, e acabaram se tornando amigos, tendo a Yoshi cada vez mais interessada em saber sobre sua vida e sobre as coisas que acontecia. Ele não se questionava muito sobre isso, pois ele conseguia sentir que ela era confiável e poderia contar algumas coisas que nunca tinham contado para ninguém.

— Eu tive mais um sonho estranho. – Falou enquanto olhava para o teto, deixando sua mão direita sobre a esquerda que estava sobre seu peito.

— Como foi esse sonho? – Olhou curiosa para o mais novo tendo algo estranho refletindo em seus olhos.

— O mesmo de sempre. – Suspirou cansado. — O cadeado se corrompendo e a espada que mina um líquido rosa. Mas parecia que tinha algo estranho hoje...

— Como assim? – Se deitou de lado, deixando sua cabeça apoiada em um dos braços enquanto olhava o Park deitado de barriga pra cima sobre a cama levemente desforrada.

— Parecia que dá espada não surgia somente o líquido rosa. – Parou por alguns segundos. — Parecia que tinha algo avermelhado. Mas não era um vermelho intenso. Era somente um rosa misturado com vermelho, mas dava pra ver as duas cores. E elas escorriam pelo punhado.

Yoshi olhou para os lençóis á baixo de seu corpo, deixando um leve sorriso em seu rosto, mas que logo foi desmanchado para uma expressão um pouco mais séria.

— Jimin?

— Hum?

— Você já pensou na possibilidade de toda a resposta está bem em sua frente e todos estão a escondendo de você? – Perguntou de maneira inocente.

— Já. Mas as vezes eu chego a duvidar disso.

— Mas eu acho que você tem razão.

— Como assim? – Olhou curioso para a garota.

— Eu sei que eles estão mentindo, Jimin-ah. – Sorriu.

— M-mas.. Como?

— Eu sei a verdade, Jimin-ah. E eu posso lhe mostrar se quiser. Mas tem algumas condições.


Notas Finais


.

.

.

Oi, oi! 🙃

O que acharam do capítulo?

Espero que tenham gostado.

Deixem seu voto e comentário pra me incentivar a escrever mais e ser menos preguiçoso. (・∀・)❣

Beijos e até a próxima att ( ˘ ³˘)♥

Amo vocês (◍•ᴗ•◍)💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...