1. Spirit Fanfics >
  2. Projeto Sovereign >
  3. Occurrens Tuo Aemulus

História Projeto Sovereign - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oi galera. Quem me acompanha sabe que eu já tenho outra fanfic. Bem, eu demorei para atualizar a outra, porque estava escrevendo essa. Espero que me desculpem. O sistema de títulos vai ser o mesmo que a outra, escrito em outras línguas, principalmente latim, e aqui nas notas vai estar a tradução. Eu faço isso meio que por capricho, não gosto de como soa o nome em português.

Tradução do título: encontrando seu rival.

Espero que gostem. Boa leitura!

Capítulo 1 - Occurrens Tuo Aemulus


Fanfic / Fanfiction Projeto Sovereign - Capítulo 1 - Occurrens Tuo Aemulus

A escola se preparava para mais um festival esportivo, como todos os anos. O enorme evento trazia pessoas de todo país e era transmitido para todo o mundo, sendo considerada uma ocasião mais importante que as Olimpíadas. Além disso, ele servia para arrecadar dinheiro e expor a todos as maiores pérolas da U.A. Onde os futuros heróis se tornariam conhecidos, e consequentemente, populares. Era o assunto mais comentado desde o início do ano letivo.

Ou deveria ser. Recentemente, a algumas semanas, houve um acidente na USJ, onde vilões invadiram um treinamento, na intenção de matar All Might, o Símbolo da Paz, o que causou certas dúvidas em relação a segurança da U.A. para a população. Apesar desse escândalo, havia outro assunto que se espalhava pela boca do povo em uma velocidade impressionante. Desde o início do ano letivo, diferente da U.A., nenhuma das outras escolas do Japão divulgaram as listas de alunos aprovados do primeiro ano no curso de heroísmo. Fora que, havia uma estranha e misteriosa construção de um prédio, idêntico a uma escola, mas que ninguém possuía ou conseguia informações.

E então, há poucos dias do festival esportivo, uma reportagem da mídia anuncia que as escolas de todo país, cansadas da supremacia da U.A., criaram um novo projeto, selecionando os melhores de cada escola para formar uma classe com os mais fortes jovens do país. O projeto, claramente, era uma indireta e afronta para a U.A., visto que eles prometiam que a turma prodigiosa, composta por apenas onze membros, era capaz de superar a tão querida e amada Classe 1-A.

Incapaz de se manter calada perante isso, a U.A. logo procurou mais informações sobre essa turma, o que não foi difícil, esse era o assunto mais falado da internet. Com uma facilidade assustadora, Nezu achou uma ficha completa de cada um dos onze alunos.

Yo Shindo

Aniversário: treze de maio.

Idade: dezesseis anos.

Gênero: masculino.

Altura: um metro e setenta e seis centímetros.

Quirk: Vibrate - Sua quirk lhe concede a capacidade de vibrar qualquer coisa que tocar. Sua quirk é forte o suficiente para que ele possa até mesmo criar tremores violentos usando seu poder no solo. Porém, os tremores secundários de seus ataques podem deixá-lo imóvel. Possui resistência natural contra as vibrações devido aos efeitos colaterais de sua quirk que sujeita seu cérebro a tremores constantes.

Makabe Shikkui

Aniversário: trinta de março.

Idade: dezesseis anos.

Gênero: masculino.

Altura: um metro e oitenta centímetros.

Quirk: Stiffening - Sua quirk lhe concede a habilidade de endurecer qualquer coisa que ele tocar com as mãos. Seu poder não funciona em coisas vivas.

Toteki Itejiro

Aniversário: vinte de dezembro.

Idade: quinze anos.

Gênero: masculino.

Altura: um metro e setenta e um centímetros.

Quirk: Boomerang - Sua quirk lhe concede a habilidade de lançar objetos com incrível precisão e mudar sua trajetória no ar.

Intelli Saiko

Aniversário: dois de janeiro.

Idade: dezesseis anos.

Gênero: feminino.

Altura: um e sessenta e seis.

Quirk: QI - Sua quirk lhe concede a capacidade de aumentar temporariamente seu intelecto após beber chá e fechar os olhos. O nível de aumento de sua inteligência depende da marca de chá que ela bebe. Seus planos não são necessariamente perfeitos, pois não se aplicam à previsão de ações espontâneas ou impulsionadas pela emoção.

Yoarashi Inasa

Aniversário: vinte e seis de setembro.

Idade: quinze anos.

Gênero: masculino.

Altura: um metro e noventa centímetros.

Quirk: Whirlwind - Sua quirk lhe concede a habilidade de manipular livremente o ar ao seu redor em uma área muito ampla. Ele pode criar rajadas de vento fortes e tem um controle extremamente preciso sobre elas, sendo capaz de lidar com as pessoas com delicadeza enquanto remove entulho usando vários tipos diferentes de ventos. Ele também pode usar o vento para aumentar sua própria mobilidade, podendo até voar. 

Shishikura Seiji

Aniversário: nove de fevereiro.

Idade: quinze anos.

Gênero: masculino.

Altura: um metro e setenta e dois centímetros.

Quirk: Meatball - Sua lhe concede a habilidade de manipular carne crua. Ele pode amassar os corpos de outras pessoas em bolas de carne desfiguradas, deixando-as incapacitadas. Sua própria carne é mais versátil; ele pode ser destacado, expandido e controlado remotamente para fins ofensivos e defensivos.

Mora Nagamasa

Aniversário: treze de novembro.

Idade: dezesseis anos.

Gênero: masculino.

Altura: um metro e oitenta centímetros.

Quirk: Extend-o-hair - Sua quirk lhe concede a capacidade de cobrir todo o seu corpo com pelos grossos e espessos. Ele é capaz de alongar e manipular todos os pelos do seu corpo.

Utsushimi Camie

Aniversário: quinze de agosto.

Idade: quinze anos.

Gênero: feminino.

Altura: um metro e sessenta e um centímetros.

Quirk: Glamour - Sua quirk faz com que ela possa criar ilusões a partir de uma "fumaça" que sai da boca ou da própria respiração durante um certo período de tempo, sendo auditivas e/ou visuais. As únicas desvantagens evidentes são o limite de duração e o fato de que a ilusão não possui o conhecimento ou personalidade do indivíduo real, o que pode fazer com que se perceba facilmente a farsa.

Fujimi Romero

Aniversário: quatro de junho.

Idade: dezesseis anos.

Gênero: masculino.

Altura: um metro e setenta centímetros.

Quirk: Zumbi vírus - Sua quirk permite que ele libere um gás rosa de seu corpo. Qualquer pessoa que respirar terá a aparência e a capacidade mental de um zumbi. Quem for mordido por um desses zumbis também será transformado. Ele não é imune ao poder transformador de seu gás e tem que usar uma máscara de respiração como proteção para não ser afetado por sua própria quirk. 

Sekigai Kashiko

Aniversário: dezessete de abril.

Idade: quinze anos.

Gênero: feminino.

Altura: um metro e sessenta e quatro.

Quirk: Chart - Sua quirk lhe dá a capacidade de criar um mapa holográfico da área circundante. Isso permite que ela localize e monitore outras pessoas.

Midoriya Izuku

Aniversário: quinze de julho.

Idade: dezesseis anos.

Gênero: masculino.

Altura: um metro e setenta centímetros.

Quirk: Mystical Physiology - Sua quirk lhe concede a habilidade de se transformar em uma criatura de qualquer mitologia, como, tritões, minotauros, vampiros, deuses, entre outros seres míticos, bem como, consequentemente, obter suas características e habilidades. Ele só pode se transformar em seres do gênero masculino.

Nezu tinha que admitir, todos os alunos tinham habilidades excepcionais e extremamente fortes. Da mesma forma que o sentimento de admiração surgia, a frustração em pensar que esses jovens poderiam estar na sua escola também crescia. Veja bem, Nezu era alguém que gostava de sempre ter as melhores cartas do jogo, e ele pensava tê-las ao conseguir alunos como Lida Tenya, Katsuki Bakugou e Shoto Todoroki. Mas de repente, surgem jovens que, apenas dando uma rápida analisada em suas quirks, era fácil de constatar que eles eram fortes o suficiente para igualar-se com os seus melhores alunos.

Além disso, havia o irritante e afrontoso nome do projeto, "Sovereign", que do inglês, significa soberanos. Não era necessário ser a criatura mais inteligente do mundo para entender o que estava acontecendo. As outras escolas do Japão, finalmente, haviam se levantado e buscavam reinvindicar um lugar no topo. Nezu sentia, mesmo que figuradamente, o trono da U.A. começar a balançar, como um minúsculo indício da sua queda. Ele não poderia deixar as coisas assim, uma afronta como essa deveria ser respondida a altura.

Sem absolutamente nada a perder e tudo a ganhar, Nezu garantiria que seus planos dessem certo. Saindo de sua luxuosa sala na diretoria da U.A., o animal se direcionou a saída, entrando em um carro, com um único objetivo em mente. Depois de vários minutos dentro do carro, ele chegou em frente a um modesto prédio. A estrutura, toda em branco e cinza, tinha três andares e havia um enorme campo de treinamento a sua direita. Na entrada, um portão de ferro redondo era coberto por plantas, tornando quase impossível ver a cor original dele. Apesar disso, as plantas eram muito bem cuidadas e devidamente podadas.

Logo após o portão, duas fileira de majestosas árvores de cerejeiras rodeavam o caminho de pedras que seguia até o prédio principal. A características mais marcante da escola, além da simplicidade, era o enorme número de plantas e árvores, todas extremamente belas e exuberante. Nezu sentia-se numa floricultura, tamanha era a quantidade de vegetação do lugar. Próximo ao prédio da escola, era possível ver um garoto abaixado, cuidando de algumas flores.

O garoto era, minimamente, estranho. Ele estava sem camisa, mostrando um porte físico excepcional e usava calças azuis escuro, com um tecido cobrindo a parte de trás, em uma espécie de cauda. Ele estava descalço e uma cobra roxa - provavelmente falsa - subia por seu tornozelo esquerdo, parando no meio de sua coxa. Combinando com os olhos, seus cabelos eram médios e verdes, e possuíam uma coroa com os mais variados tipos de flores. Além disso, traços do que seria uma barba nasciam em seu rosto, principalmente em seu cavanhaque. Mas o mais notável em sua aparência eram os arrendondados chifres e orelhas de carneiro que saiam de sua cabeça. Com certo receio, Nezu aproximou-se do garoto.

- Com licença. Você por um acaso pode me dizer onde encontro o responsável pelo Projeto Sovereign? - perguntou, educado.

Ele torcia para que o garoto o ajudasse, se não, ficaria alguns vários minutos rodeando o lugar, até achar o que procurava. Assustado com o chamado repentino, o garoto retirou os fones que estavam em seus ouvidos e encarou o animal a sua frente. Ele o conhecia: Nezu, o diretor da U.A.

- Boa tarde, senhor. Me foi informado que sua presença é aguardada. Por favor, me acompanhe. - falou o garoto, sua voz era rouca, grave e educada, diferente de muitos jovens da sua idade. Deixando suas plantas e ferramentas para trás, ele os guiou em direção ao campo de treinamento.

- Gostaria de ouvir uma música, senhor? - o garoto perguntou depois de um tempo de caminhada.

- Se não for um incômodo, gostaria sim. - respondeu Nezu, de forma prática. Ele estava em um lugar desconhecido, a última coisa que deveria apresentar era hostilidade. Pelo menos mais do que já existia.

O garoto tirou do bolso de sua calça uma flauta de sete tubos, ligados por um pedaço de madeira; a flauta de Pã. Levando o instrumento musical aos lábios, uma melodia logo tomou conta do lugar. O som era agradável, angelical e combinava perfeitamente com a natureza ao seu redor. Em segundos, o garoto começou a rodopiar e dar saltos, quase que em uma coreografia. Nezu se sentia completamente encantado, ele nunca tinha visto alguém tocar ou dançar como o garoto a sua frente. A melodia trazia uma tranquilidade que ele nunca tinha sentido e em pouco tempo seu corpo estava extremamente leve e relaxado. Olhando ao redor, até a vegetação parecia hipnotizada pela musica.

De forma quase cronometrada, a música acabou exatamente quando eles chegaram no campo. Em uma pista, os únicos alunos da escola corriam, sem usar suas quirks. Junto com eles, estava a professora responsável pelo projeto, Ms. Joke. Ela gritava e ria de seus alunos, mandando eles correrem mais rápido, mas quando avistou Nezu, imediatamente pediu que eles descansassem.

- O que o diretor da prestigiada U.A. deseja na nossa humilde e simples escola? - perguntou Ms. Joke, debochada, enquanto se aproximava de Nezu.

- Se possível, podemos conversar em um lugar mais reservado? - o animal desviou da pergunta, fazendo outra.

Nezu aproveitava o momento para analisar pessoalmente os tão falados jovens. Não eram muito diferentes dos seus alunos, mas a áurea deles dizia muito: não deveriam ser subestimados.

- Vamos para minha sala. Midoriya, por favor, tome conta da classe por mim. - falou a mulher, mandando um olhar sério para o estranho garoto, o tal de Midoriya.

Subitamente, fumaça preta começou a sair da pele de Midoriya, rodeando todo seu corpo e impedindo a visão dos outros do que estava acontecendo. Nezu se sentia ainda mais impressionado, aquele era considerado o garoto mais interessante da classe inteira e, agora ele estava fazendo algo minimamente estranho na sua frente, sem nenhum medo de expor seu poder para a sua nova escola rival. De onde estava Midoriya, surgiu uma versão dele mais baixa, sem chifres ou barba e com cabelos visivelmente mais curtos.

- Claro. Devo conduzir a aula normalmente ou deixá-los descansar, Ms. Joke? - questionou Midoriya. Agora, sua voz era suave, levemente afeminina e animada, mas com a mesma elegância e educação de antes.

- Os surpreenda. Dê uma aula produtiva, que eles gostem, mas os canse. Quero vê-los suados. Seja criativo. - a mulher esclareceu o questionamento, com um sorriso empolgado e sincero.

- Isso é um desafio? - perguntou novamente o garoto.

A interação entre os dois era muito singular. Não pareciam professora e aluno, mas amigos, mesmo que mantivessem uma conversa um tanto formal. Nezu observava tudo atentamente. O Midoriya parecia ser o representante de classe, para ter uma confiança tão grande de Ms. Joke, mas algo não se encaixava. Porque o garoto estava na entrada, cuidando das plantas, como um funcionário, quando a classe inteira estava treinando? Isso não fazia sentido e intrigava Nezu de uma forma assombrosa.

- Sempre é... Vamos, Nezu, você não queria conversar comigo? - disse diretamente com diretor da U.A. - Me siga, por favor. - falou e caminhou lentamente em direção ao prédio, esperando Nezu a seguir. 


Notas Finais


Então, a foto é a aparência do Izuku nesse capítulo, mas acrescentando os chifres e orelhas de carneiro. No próximo capítulo eu vou colocar uma foto com todos os integrantes do Projeto Sovereign, ou deixar os links para as fotos.

Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...