História Projeto YouTube - Capítulo 1


Visualizações 52
Palavras 1.042
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


TUCH TUCH, QUERO VER.

Vo nem falar nada, só vamo começar essa bagaça!

Capítulo 1 - Apresentaçao:Chloe Parker


Fanfic / Fanfiction Projeto YouTube - Capítulo 1 - Apresentaçao:Chloe Parker

POV:Chloe.

-ACORDA DISGRAÇAAAA-Ouvi a voz do meu irmão ecoar pelo quarto arrancando o doce silêncio a força, me fazendo, praticamente, entrar em fusão com o chão. 

-PORRA LUCAS-Gritei me levantando com cara de zumbi, pegando os meus óculos e olhando pro capeta mirim... por que eu sou o capeta mais velho, e minha mãe o capeta ancião.

-Anda logo, levanta, acorda pra vida, mamãe ta te chamando, hora de você ir pro quinto dos infernos e deixar seu precioso quarto só para mim.-Um estranho brilho enfeitou seus olhos azuis. 

-Também vou sentir saudades cabeção- Falei afagando seus cabelos e seguindo em direção ao banheiro do meu quarto.

-Olha só, se eu souber que algum desgraçado de pinto pequeno chegou perto da minha querida irmã, eu reencarno a buceta alada de três cabeças so pra acabar com a vida do arrombado e...-O interrompi.

-Hey, calma, des de quando você ficou super protetor?-Perguntei enquanto escovava os dentes.

-Não sou super protetor, mais se alguém tocar em você vai perder o pinto, simples assim.-Olhei pro meu maninho assustada... O que minha mãe tá colocando no Nescau dessa criatura?

-Então aconselha que eu não faça amigos Caralho?-

-Claro que pode fazer amigos, contanto que sejam meninas, sexo lésbico é sempre mais legal!-E nesse momento, eu me engasguei com a pasta.

-Que absurdo Lucas!-Olhei pra ele incrédula depois de quase ter vomitado na pia-É óbvio que sexo gay é melhor!

Andei até meu guarda-roupa sendo seguida pelo pequeno que se sentou em minha cama enquanto eu escolhia algo para vestir.-

Sabe como resolvemos isso?-Indagou e eu o olhei.

-Como?-Arquiei uma sombranselha. 

-UMA SURUBA FUDIDA!!-Gritou e eu me assustei.

Depois de uns minutos em silêncio, eu e eles começamos a rir feito dois idiotas até ouvi os berros da minha mãe dizendo para nós apressarmos. Lucas foi para o seu quarto se arrumar e eu entrei no Banho. 

Prazer, meu nome é Chloe! E esse doente de 12 anos é meu irmão mais novo. Hoje eu começo no inferno em formato de escola interna chamado Instituto Malaquias. Sim... Malaquias! (Não me perguntem qual foi a maconha que as escritoras usaram pra chamar essa disgraça de Malaquias, eu juro que não sei)

Eu acho que eu sou tão nerd que meus pais se cansaram de me ver com a cabeça enfiada num livro o dia todo e me puseram no internato.

Mal sabem eles que eu ainda vou ficar com a cabeça enfiada num livro, so que ao invés de ser no meu quarto, vai ser na biblioteca daquele inferno.

Como toda boa nerd eu sou uma anti social fudida, então não sei o que demônios eu vou fazer na caralha de um internato durante 10 preciosos meses da minha vida além de estudar e ler feito uma condenada.

Mas a gente releva essa parte.

-VOCÊ MORREU AI DENTRO SUA ARROMBADA?!- Parei de pensar na vida assim que o disgraçado do meu irmão gritou na porta do meu banheiro.

-PORRA LUCAS, VAI IRRITAR O CAPETA!- Berrei de volta

-JA TO IRRITANDO!- 

 E sim, eu juro, eu nasci em uma família normal!...

[........]

Finalmente havíamos chegado ao internato. Minha mãe saiu do carro junto com Lucas do Banco de trás.

-Bom, é isso, 5 meses até as férias-Falei arrumando a mochila nas minhas costas e olhando pros dois.

-Olha minha filha, só não volta grávida pra casa, o resto ta tudo liberado!-Ela se aproximou e sussurrou no meu ouvido-Até orgia!-

-MÃE!-Me senti corar dos pés a cabeça enquanto um sorriso malicioso tomava conta dos labios de minha progenitora. É oficial, eu to procurando uma nova família.

-Divirta-se filha!-Falou sorrindo e me dando um abraço. Me virei para Lucas depois que me despedi de minha mãe.

-Então...-Falei esperando ele falar alguma coisa.

-Entao...-Ele desviou o olhar envergonhado.

-Não vai dar nem um abraço na sua irmã filho?-Minha mãe indagou vendo que nenhum de nós dois dava o primeiro passo.

-Hump, claro que não, faz tempo que eu to tentando me livrar dessa praga!-Disse ele cruzando os braços e empinando o nariz.

-Okay então- Falei meio magoada. Poha ele é meu irmãozinho!

-MINTIRA QUERO NAO-Gritou ele se jogando nos meus braço com os olhos marejados-CHLOE VOLTA PRA CASA, EU VOU SER O MELHOR IRMAO DO MUNDO, EU JURO, A GENTE PODE FAZER MARATONA DE NARUTO DEPOIS DE TER JOGADO E ZERADO TODOS OS JOGUINHOS DO MÁRIO, EU DEIXO VOCÊ GANHAR, EU FAÇO SEU PARA CASA, EU TE AJUDO A MATAR O PROFESSOR DE MATEMATICA QUE VOCE TANTO ODEIA! SÓ NAO PASSA TANTO TEMPO LONGE DE MIM!-Eu o apertei em um abraço quase soluçando de tanto chorar.

-Ah maninho, eu juro que vou arrombar o portão do internato e ir te visitar assim que possivel!-

-Promete que vai me ligar quase todo dia via Skype, ou mandar mensagem, nem que seja telegrama ou aquela coisa de velho que mamãe chama de carta?- fungou controlando o choro.

-Prometo! E tu cuida da mamãe e do PC! Se sabe que a gente não vive sem eles!- Depois de quase morrer de tanto chorar, nos afastamos e olhamos pra nossa mãe que também chorava.

-Acho que a nossa TPM passou pro Lucas tadinho!-Falou ela enquanto secava as lágrimas.

-MÃE!-Gritamos em conjunto. Depois de uns minutos no mais profundo silêncio, começamos a rir feito doentes, até Lucas parar e fechar a cara, encarando algo atrás de mim.

Me virei, um menino loiro com a jaqueta do time de basquete me encarava. Ia dizer alguma coisa até meu irmão tomar a frente.

-QUE FOI SEU ARROMBADO? PERDEU ALGUMA COISA NA MINHA IRMÃ?! NAO SE PREOCUPE, EU TE AJUDO A ENCONTRAR ASSIM QUE EU DER NA SUA CARA SEU DESGRAÇADO!-Lucas ia avançar no menino mas consegui o impedir-MALDITO! VEM AQUI QUE EU VOU TIRAR ESSA SUA CARA DE RETARDADO E DAR PRO MEU CACHORRO COMER. QUERO VER VOCÊ OLHAR PRA MINHA IRMA SEM OS OLHOS SEU FILHA DA PUTA!- 

Uma dica pra quem não conhece meu irmão, essa porra virá o Jonh encapetado Cena quando ta irritado. O menino saiu correndo meio assustado. Depois de uns três anos eu consegui fazer meu maninho se acalmar.

-Bom gente, eu tenho que ir-Apertei os dois em um abraço e sussurrei proximo aos seus ouvidos;-Tchau, amo vocês!-

-Também te amamos- Eles entraram no carro e eu andei até o portão do internato, lendo claramente em letras claras na fachada daquele lugar enorme "Instituto Malaquias"

-É Chloe, você tá fudida!-Entrei nesse inferno a qual eu vou ter que passar meus próximos meses como estudante...



Notas Finais


BOM POVO, É ISSO.
Essa fic eu vou escrever com a minha velha amiga Raissa.
E acho que não demora muito para atualirzarmos!
Um beijo no cu do 6 e até o próximo cap


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...