1. Spirit Fanfics >
  2. Promessas de um Amor >
  3. O astro mais lindo.

História Promessas de um Amor - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Oii, então gente, o cap foi mais pra contar sobre a vida dela e para embasar alguns acontecimentos futuros, estava bem animada enquanto escrevia esse capítulo, espero que vocês gostem ♥

Capítulo 4 - O astro mais lindo.


Fanfic / Fanfiction Promessas de um Amor - Capítulo 4 - O astro mais lindo.

A viagem de Tóquio até a casa do meus pais é bem longa, quase 5h viajando de trem, quando desembarguei na estação quase não senti minhas pernas depois de tanto tempo sentada, assim que consigo levantar pego minha mala saio a procura dos meus pais que disseram que estariam me esperando, e assim que eu os vejo, sinto uma alegria muito grande, tinha quase seis meses que eu não os via, saio correndo para abraçar os dois 

-EU SENTI TANTA SAUDADEEEE ~ Falo gritando enquanto corro~ 

-Nós também filha!! ~ responderam me abraçando 

-Como vocês estão? Já faz tanto tempo  

-Melhor agora, filha. É muito difícil ter sua única filha distante ~ disse minha mãe com os olhos marejados de lágrimas 

- Ah mãe, desse jeito vou acabar chorando. 

~Nesse momento meu pai pegou minha mala e indicou com a mão para irmos andando, e fomos até o carro enquanto conversávamos sobre a minha viagem até ali, chegando em casa arrumei minhas coisas no quarto e passei toda aquela semana naquele ritmo bem lentinho de casa, conversando com meu pais, ajudando minha mãe nas compras e essas coisas, por mais que eu estivesse muito ansiosa para o final da semana que vem, essa semana passou muito rápido, até que na terça feira, da segunda semana minha mãe bateu na porta do quarto. 

-Chihiro, está acordada? ~perguntou 

-Sim, pode entrar. 

-Filha, me desculpe, mas uma amiga minha e do seu pai está passando muito mal e foi internada no hospital e nós iremos visitá-la, você se importa de passar alguns dias aqui sozinha? ~ minha mãe estava claramente muito triste por causa do estado de saúde da sua amiga, e sem hesitar respondi 

-Claro que não, mãe. Pode ir, ela com certeza está precisando da senhora  

-Obrigada filha, nós iremos voltar daqui a alguns dias, ok? Se precisar de alguma coisa tem dinheiro no meu quarto e você também pode nos ligar. Não se esqueça de se alimentar e tranque as portas antes de dormir  

-Tudo bem, não vou me esquecer, faça uma boa viagem e deseje melhoras a ela. 

-Pode deixar ~ minha mãe beijou minha testa e saiu, logo depois de alguns minutos ouvi o barulho do carro partindo~ 

Você já ouviu falar na expressão " Mente vazia oficina do diabo"? Pois bem. 

Fiquei pensando no que faria no tempo em que meus pais estivessem longe, levantei da cama, tomei banho e fui tomar café da manhã, e enquanto tomava café tive a brilhante ideia 

-E se eu for lá no túnel? ~ pensei, e fiquei realmente muito animada com a ideia, e comecei a me preparar para ir, coloquei uma blusa um pouco mais leve e um short e tênis me olhei no espelho e pensei  

- Essa roupa é estranhamente familiar~ arrumei uma pequena bolsa, com um bloquinho e uma blusa de flanela, para caso fizesse frio, me olhei no espelho de novo e até estranhei em como estava bonita nesse dia. Sorri por estar satisfeita com a minha aparência e sai de casa, tranquei as portas e pus a chave na minha bolsa. 

Ao ir andando para o túnel comecei a sentir minha barriga doer de nervosismo, fazia muito tempo que não tinha essa sensação, estava muito nervosa, conseguia sentir meu coração pulsando forte dentro do meu peito e quando estava próximo da entrada do túnel vi alguém sentado numa pequena estátua de cimento, com a cabeça jogada para trás enquanto o sol batia em seu lindo rosto, fiquei paralisada assim que eu o vi, simplesmente não conseguia mais andar, era como se meus olhos estivessem me enganando ou que minhas pernas tivessem se esquecido como é que se anda. Tentei me acalmar, mas mesmo assim senti meus olhos se enxerem d'água e depois de muito esforço consegui dar um passo, e como se não fosse clichê fez um barulho de galho quebrando, fazendo a pessoa olhar para mim 

-Chihiro? CHIHIRO? É VOCÊ? - Disse Haku, - Pelos céus, que isso não seja só mais um sonho 

~ ele veio correndo em minha direção e eu na dele e quando eu percebi estava rodando no ar, dentro do abraço dele, senti nossos rostos molhados, de lágrimas de alegria. Quando o abraço terminou e ele me colocou no chão pude ver aquele rosto, aquele lindo rosto no qual eu esperei dez longos anos para ver, e nossa, ele estava mais lindo do que qualquer coisa que eu já tivesse visto antes, seu cabelo tinhas crescido e seus olhos estavam verdes e cintilantes de alegria e ele estava com um sorriso mais brilhante do que o sol. 

-Você não sabe o quanto eu esperei por esse momento ~ disse abraçando-o novamente, e sinceramente, não queria sair daquele abraço nunca. 

-Eu também, Chihiro, nem consigo acreditar que estou tendo você nos meus braços de novo. 

~ Depois de longos minutos abraçados eu resolvi perguntar algo que não saia da minha cabeça ~ 

-Haku, posso te perguntar algo? 

-Claro 

- O que você estava fazendo aqui fora sentado sozinho? ~ e assim que terminei de perguntar, seu rosto corou de vergonha e ele respondeu com um jeito tímido ~ 

- Sabe, você é muito teimosa, e imprevisível, ~ dou uma risadinha enquanto falava~ Venho aqui todos os dias desde semana passada, na esperança de você vir antes do fim dessa semana, queria muito te ver, mas não podia roubar você dos seus pais, por isso pedi pra você vir depois de duas semanas, para você aproveitar parte das férias com eles  

- Meu deus, você é muito fofo! ~ disse rindo para implicar com ele~ -bom, você não vai me convidar para entrar? ~ Disse já entrando no túnel 

~ Haku pegou na minha mão e me puxou carinhosamente para a frente dele 

-Chi, preciso te dizer que algumas coisas mudaram depois que você foi embora, na verdade, muitas coisas mudaram ~ disse com uma voz extremamente suave ~ 

~ Fiquei nervosa com o tom da voz dele, acho que estou muito emocionada 

-Muitas coisas? como o que por exemplo? ~perguntei, com um pouco de medo com o que pudesse ter acontecido 

-Vamos andando e durante o caminho eu te conto 

~ Fomos andando para dentro do túnel ainda de mãos dadas, quando eu percebi olhei para as nossas mãos e o Haku na mesma hora perguntou 

- Você se incomoda? Se você não se importar, não quero soltar sua mão nunca mais ~ele disse com um sorriso realmente sincero em seu rosto 

- Então não solte, nunca. ~ Respondi retribuindo o sorriso. 


Notas Finais


Gente, fala sério, dez anos é tempo pra caramba, imagina como ficou o coração deles?

Espero que vocês tenham gostado dos cap dessa semana, e que vocês estejam se cuidando, isso é muito importante, se cuidem e se alimentem bem, ok?

Beijos e te vejo no próx capítulo ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...