1. Spirit Fanfics >
  2. Promiscuous >
  3. 02

História Promiscuous - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - 02


Rolo na cama diversas vezes, impaciente. Não havia se quer um pingo de sono em mim, então decido ir a cozinha preparar um chá ou um copo de leite quente para beber já que o sono não chegaria tão cedo. Ao passar por meu quarto noto a luz acesa, provavelmente Hoseok esqueceu de apaga-la antes de dormir.


Com cautela abro a porta na intenção de apagar a luz, mas acabo me deparando com o quarto vazio. Minha camisa que Hoseok estava vestindo quando foi jantar estava jogada pelo chão do quarto, sua mochila estava aberta, ao lado da cama que estava organizada, do mesmo jeito em que deixei antes do ruivo chegar, apenas com o celular esquecido ali.


-Hoseok? - chamo não obtenho resposta.


O celular ilumina, anunciando a chegada de uma nova mensagem. Logo trato de pega-lo, vendo a notificação:


Jin❤️

| Conseguiu fugir?


- o quê?! Aquele pirralho me paga! -exclamo surpreso. Não acredito que Hoseok foi capaz disso.


O celular estava bloqueado, entretanto sei muito bem que o mais novo era péssimo guardando senhas e me lembro muito bem quando me disse que costumava colocar sua data de aniversário em tudo.


Quando a tela é desbloqueada, já estava aberta em um conversa que me pareceu suspeita, era com Taehyung, um amigo de Hoseok


Tae❤️🤠👻

| Você vem, né?


Estou na casa do Yoon, não sei se vai dar |


Tae❤️🤠👻

| Chama ele também


Okay |

Merda! Yoongi é um saco, pqp |

Vem com aquele papinho de "ah, seu irmão me mataria", cansei desse idiota me tratando como uma criança |


Tae❤️🤠👻

| Mostre que não é oras!


Eu vou esperar ele dormir Tae, e então vou sair escondido |


Tae❤️🤠👻

| Bora sorte, hyung!


E você vai vir me buscar |


Tae❤️🤠👻

| ª

| Manda o endereço né 



[Localização] |


- mas que filho da puta!


Me apronto rapidamente e depois de trinta minutos eu já estava na porta do boate que tinha "Lost Poison" escrita em uma letra cursiva neon, um tanto exagerada. Depois de passar pela revista obrigatória adentrei finalmente ao ambiente pouco iluminado e com uma música alta.


Apesar do horário o lugar não estava de fato lotado, o que me permitiu começar a procurar Hoseok com a cabeça, não muito distante de onde eu estava, encontrei o ruivo junto com outros três caras e mais duas garotas.


Um dos homens no quais eu não conhecia, aproxima mais seu corpo do de Hoseok com uma intimidade absurda, aquilo me causou uma espécie de raiva e queimação no estômago, mas prefiro ignorar.


Resolvi me aproximar lentamente do grupo, especificamente de Jung Hoseok e quando estava bem próximo de seu corpo, passo meu braço em volta de seus ombros de modo que minha boca fique próxima o suficiente para roçar próxima do lóbulo de sua orelha esquerda


- o que você está fazendo aqui, Hope? - vi seus pêlos da nuca se arrepiarem conforme as palavras deixavam meus lábios 


- y-yoon? - perguntou vacilante


- vamos para casa, sim? Se seu irmão imaginar que você esteve aqui ele nos mata


- Suga, esquece do meu irmão só por hoje, hm? Meu irmão deve estar fodendo pela quarta vez nesse exato momento, e é o que eu deveria estar fazendo agora.


- Hoseok, não seja tão promíscuo! 


- por que não, yoon? - falou com um tom de voz sensual enquanto tirava meus braços de seus ombros e colocava seus braços em volta do meu pescoço


- por que você é uma criança, Hope


- porra Yoon, o que eu tenho que fazer pra você começar a me ver como um homem? 


- primeiro, você poderia deixar de ser tão imaturo, fugir da minha casa para beber? É sério isso, Hoseok? 


- mas eu não bebi uma gota de álcool se quer saber, Yoon, eu estou sóbrio, não sou idiota


- é sim! E quer saber, nós vamos embora agora! 


- nós vamos uma vírgula, não vamos embora, se quiser pode ir, mas eu só saio daqui depois de conseguir pelo menos uma foda.


- eu já pedi pra você não ser tão promíscuo desse jeito, você ainda é só um garotinho mimado e fútil


- e você é um babaca, vai se foder e me deixa viver Yoongi.


O ruivo foi em direção a pista de dança que agora já se encontrava mais cheia que minutos atrás, Hoseok foi de encontro aos seus amigos que eu nem ao menos percebi que haviam se distanciando de nós e nos deixado a sós


Eu de fato não sei de onde Jungguk consegue arranjar tanta paciência para suportar Hoseok. 

Sigo em direção ao bar da boate e decido pedir algo para beber e quem sabe assim distrair um pouco a cabeça. Peço uma garrafa de sujo e não demora muito para que eu seja servido, procuro por Hoseok na pista de dança enquanto me sento em uma das cadeiras vagas do bar.

Hoseok dançava animado com um de seus amigos.

Esse amigo aparentemente disse algo em seu ouvido que o fez sorrir ladino.


Conforme o ritmo sensual da música, vejo Hoseok dançar insinuante com outro cara. Hoseok ficou de costas para o cara que logo tratou de juntar seus corpos, eles seguiam perfeitamente a batida de skin.

Eu já sentia meu corpo ferver, por que aquele cara está com as mãos no quadril do Hoseok, eles realmente precisam ficar tão próximos? Aquele sentimento veio novamente e dessa vez ao invés de ignorar resolvi seguir meus instintos, fui andando em direção da pista mas parei estático no começo dela por um segundo até um rapaz de cabelos aparentemente lilás vir dançar junto ao meu corpo em um ritmo sexy e lento no estilo da música


- Oi, meu nome é Taemin, Lee Taemin - sorriu simples


- Min Yoongi, como vai? - perguntei sem saber bem o que falar 


- eu estou bem, incomodo? - perguntou referente a nossa dança um tanto quanto invasiva - não, sem problemas.


- tá vendo aquele ali - apontou para um homem de cabelo castanho - ele é o meu noivo e ele vai nos observar enquanto dançamos, okay? 


- ok. - respondi um pouco atordoado


Depois de alguns minutos dançando o noivo de Taemin ( que descobri chamar-se Minho) se juntou a nós e ficamos os três conversando sobre assuntos variados




Notas Finais


não esqueçam de votar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...