História Promiscuous Angel - Imagine Taemin - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias EXO, Lee Taemin, Neo Culture Technology (NCT), SHINee, SuperM, WayV
Personagens Lee Taemin
Tags Taemin, Ten
Visualizações 51
Palavras 2.320
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii leitoras!!! Estou animadíssima pelo Comeback do Exo com Obsession (eles estão muito perfeitos AAAH!!), sem mais delongas, apresento um capítulo longo e feito com muito carinho para vocês ❤❤ espero que gostem, boa leitura!

Capítulo 11 - Capítulo 11


Fanfic / Fanfiction Promiscuous Angel - Imagine Taemin - Capítulo 11 - Capítulo 11

Taemin sai no quintal da minha casa e fica à minha espera enquanto tiro o carro da garagem, feito isso, o mesmo embarca e seguimos o rumo da estrada.

- Então... Gostaria de agradecer mais uma vez por me proporcionar essa noite maravilhosa, Taemin, você é incrível. - dou uma rápida olhada para o mesmo, que me retribui naquele instante um sorriso tão maravilhoso quanto ele.

- S/N, eu é que agradeço por tudo, sou muito grato por você ter demonstrado todo o seu carinho por mim, saiba que você já está no meu coração. - ele vira de lado no banco do carro e leva suas mãos ao peito, demonstrando uma alegria fofa e até infantil.

- Ai que brega gostosão- respondo rindo - porém amei, você é tudo de bom.

- Nós somos minha princesa.

(...)

- É aqui, chegamos. - Diz Taemin com um semblante sério e misterioso.

- Está entregue meu amor. - olho-o com um pouco de tristeza em deixá-lo, a presença daquele homem me fez muito bem desde que o conheci, e agora estamos aqui, nos separando dolorosamente sem saber o que o futuro reserva para nós.

Taemin tira o cinto, desligo o carro e tiro o meu também, desembarcamos do veículo e corremos um em direção ao outro e nos abraçamos fortemente, trata-se de um abraço único e cheio de emoção.
Após o abraço, Taemin segura meu rosto e me encara profundamente com aqueles olhos claros penetrantes, nos beijamos ferozmente em seguida, ao recuperar o fôlego, nos abraçamos novamente.

- Diz que vamos nos ver novamente S/N, por favor, já estou com saudade de você. - Taemin sussurra em meu ouvido com sua voz suave e doce enquanto acaricia minha nuca.

- Nós vamos sim meu lindo, a saudade é recíproca. - Dou um leve beijo em seu pescoço e sinto-o se arrepiar.

Após trocarmos nossos números de celular, Taemin lança-me mais um beijo intenso e ao terminar, dou selinhos nele sem parar.

- S/N... preciso... ir... - ele diz entre os selinhos.

- Que peninha... - falo dengosa.

- Que tal nos vermos amanhã? Dou aulas durante a manhã, mas à tarde estou livre, o que acha princesa?

- Perfeito gostosão, nos vemos amanhã. - trocamos mais um beijos e nos despedimos calorosamente. 


(...)


Chego em casa, me jogo no sofá e solto um longo suspiro, o cômodo parece estar mais vazio que o normal sem o Taemin aqui comigo, a lembrança do seu sorriso puro e daquele seu maldito olhar malicioso ainda permanecem vivíssimas em minha mente.

- O que está acontecendo com você S/N? - sussurro para mim mesma enquanto procuro um filme qualquer na Netflix, apenas para espantar o silêncio frio do ambiente e tentar fugir um pouco dos meus pensamentos. Quando o filme se inicia, ouço a campainha tocar freneticamente, como se alguém estivesse desesperado para entrar.

- JÁ VAI! - saio do sofá rapidamente e abro a porta.

- Aposto que não esperava minha visita, né dona S/N!

- Oi Jennie! - abraço-a - Que honra sua visita, vem cá assistir comigo.

- Mas é pra já amiga, já vou avisando que estou com sede e essa sede é dos seus drinks, vê se capricha em uma mistura pra nós!

(...)


Jennie é minha vizinha, mas mais que isso, é outro anjo em minha vida, desde que me mudei para o bairro ela tem me ajudado de maneira absurda, além de ouvir meus desabafos e ser minha companheira em todos os momentos.

Atualmente Jennie namora Kai, e juntos vivem um relacionamento lindo e divertido, lindo pela questão de serem estupidamente perfeitos e sensuais juntos, e divertido pela questão de gostarem de brincadeiras à três. Nota-se que eles se amam muito do jeito que vivem e eu simplesmente tenho muito carinho e afeto pelo meu casal.

(...)
- Aqui está seu drink minha amada. - sirvo-a e sento ao lado de Jennie no sofá com o mesmo drink que o dela.

- Ai S/N Você é um anjo... Está divino! - Ela diz depois de degustar a bebida com prazer.

- Você sabe que eu preparo com carinho - falo dengosa, Jennie aperta minhas bochechas e sorri em resposta.

- Amiga, não vá pensar que eu sou o tipo de vizinha bisbilhoteira, mas queria dizer que eu vi o Deus Grego que estava no seu quintal essa manhã, me explique tudo sobre ele, você sabe que eu sou curiosa.- Minha amiga me olha com malícia esperando minha resposta.

- Ai Jennie, já te conto todos os detalhes, mas antes de tudo tenho que te dizer - tomo um gole da minha bebida antes de continuar- esse homem que você viu é simplesmente divino em todos os quesitos - suspiro lembrando da noite quente que tive com o Taemin enquanto encaro a bebida em meu copo. - mas já vou avisando a senhorita que sou ciumenta, viu! - uso um tom de ameaça, mas Jennie percebe que não estou falando tão sério, ok, talvez eu esteja sendo um pouco séria.

- Relaxa amiga, você sabe que eu sou fiel ao meu Kai e que envolvemos apenas mulheres em nossas brincadeiras adultas. - percebo que Jennie é sincera em seu comentário.

- Ah, eu amo meu casal. - sorrio a ela de maneira manhosa, Jennie sorri fraco em resposta, mas logo muda sua expressão, utilizando um semblante extremamente sério em seguida. - Iiih... Não gosto quando você faz essa carinha.

- Ai S/N... Hoje de manhã estávamos tão felizes juntos, ele até viu o seu misterioso Deus Grego junto comigo, mas logo teve que sair para mais uma de suas rápidas viagens misteriosas, segundo ele, essa era de extrema urgência. - Jennie encara o filme sem prestar a atenção nesse e suspira enquanto toma um bom gole do seu drink.

- Para de ser paranoica Jennie, você sabe que a vida de advogado não é nada fácil e que o Kai é muito empenhado no que faz. - Digo convicta enquanto afago uma de minhas mãos em seus cabelos para consolá-la.

- É, pode ser amiga... espero que você esteja certa, mas tenho que te confessar uma coisa, ultimamente ele anda me rejeitando na cama.

- O QUE?? AH NÃO, EU VOU MATAR O SR. JONGIN QUANDO ELE VOLTAR! - falo indignada, pois é a primeira vez que a Jennie desabafa algo assim comigo.

- S/N, vamos esperar mais um tempo, caso o Kai continue assim, eu vou ter uma conversa bem séria com ele. - Jennie diz isso tristemente, porém tenta parecer esperançosa em seu comentário.

- Acho bom mesmo meu amor, senão eu mesma vou tomar essa atitude. - Termino de tomar a bebida em meu copo e encaro-a.

- Preciso de um abraço - ela diz enquanto deixa sua bebida na mesa ao lado do sofá e vem em minha direção toda fofa e suplicante.

- Vem cá minha linda, está tudo bem. - Dou um abraço apertado nela.

Após o abraço demorado, Jennie senta no meu colo e começa a passar seus braços pelo meu pescoço carinhosamente, logo sinto-a acariciar a minha nuca de maneira lenta e sedutora, o toque suave de sua mãozinha provoca arrepios profundos em minha pele, e ela, ao perceber que estava provocando essas reações, pega uma das minhas mãos e coloca-a em sua coxa.

Comecei a alisar e apertar aquela parte do seu corpo esbelto instintivamente, o que faz despertar um desejo deliciosamente desconhecido dentro de mim nesse momento. Jennie senta no meu colo de frente para mim e começa a massagear meus ombros, o que acaba me provocando um relaxamento instantâneo, agarro sua cintura e puxo-a para mais perto de mim, ambas estão quentes e ofegantes por aquela excitação intensa e repentina. 


- Ai Jennie, suas mãos são tão habilidosas. - sussurro a ela de olhos fechados enquanto sinto o calor de sua intimidade em meu colo.

- Se tornarão mais habilidosas ainda quando eu estiver massageando outra coisinha, meu amor... - ela sussurra maliciosa em meu ouvindo, deixando-me em chamas.

Quando estamos prestes a nos beijar e nos entregar àquela aventura, meu celular começa a tocar, um sinal que me leva a perceber que o que estamos fazendo nesse momento não é nada certo.

- Jen...Eu... preciso atender. - Interrompo nosso ato instintivo e irracional.

- Droga! - ela revira os olhos enquanto sai de cima do meu colo.

Era o Ten novamente.

- Oi Ten... Não esqueci... Ok, eu vou! Tchau.

Desligo o celular e dou um suspiro. Jennie ignora totalmente a ligação e começa a desafar.

- Primeiro o Jongin, e agora você S/N? O que eu tenho de errado pra vocês? - Jennie diz enquanto me encara "furiosa".

- Primeiro de tudo a senhorita deve lembrar que, diferentemente do Kai, eu nunca tive experiência com mulheres. - olho-a seriamente enquanto pronuncio cada palavra.

- Tem razão amiga - Jennie suspira - desculpa, eu ando muito carente ultimamente.

- Você é maravilhosa meu amor, logo as coisas irão se resolver.

- Eu espero - Ela suspira e logo volta a se animar. - ei, prepara mais uma dose pra gente e me conta onde é que você encontrou aquele boy maravilhoso de hoje cedo, estou curiosa pra saber TU-DO!

- É uma longa história amiga...

(...)
Depois te ter explicado todos os detalhes sobre o Taemin para a Jennie, ficamos jogadas no sofá assistindo filme e comendo pipoca, e mais tarde, quando ela foi para casa, olhei meu celular e vi uma mensagem do Taemin nele: 

Oi minha diabinha, saudades de você, mal posso esperar para te ver amanhã. ♡


Sorri instintivamente ao ler aquela mensagem fofinha e  trato de respondê-la em seguida de maneira calorosa. Ao voltar à tela de início do celular, noto que já são 18h, no momento que Ten me ligou, foi combinado de eu ir vê-lo às 19h, depois de pensar muito sobre a questão de ir ou não até a boate, decido começar a me arrumar e ir ver o que ele quer de uma vez por todas.

(...)
Chego na boate e, pela questão do horário, a mesma encontra-se praticamente vazia. Cumprimento alguns funcionários e me dirijo até a sala do meu chefe.
Abro a porta lentamente, meu coração palpita de ansiedade, pois pelo tom de sua voz a conversa iria ser muito séria.

- Com licença, Ten. - vejo-o sentado em sua cadeira com suas delicadas mãos em cima da mesa, seu olhar profundo e pensativo me penetra nesse momento.

- Que bom que veio S/N, estava ansioso em te ver. - o mesmo levanta -se devagarosamente e vem em minha direção, dando-me um leve beijo no rosto.

Ten encontra-se divinamente gostoso em seu blazer preto e sua camisa de seda lilás, apesar de eu estar estupidamente apaixonada por Taemin, não posso negar que meu chefe é um dos homens mais lindos e deliciosos desse mundo, seus olhos claros, seus cabelos pretos, sua pele branca e seu jeito sério e imperativo tornam-o o vilão perfeito da minha vida, aquele que me deixa em dúvida entre ser uma pessoa boa ou simplesmente me jogar nos prazeres do mau.

- O-o que você gostaria de falar comigo? - Querendo ou não, Ten me deixa nervosa, tanto pela curiosidade do assunto que estamos prestes a conversar quanto pelos efeitos que sua beleza afrodisíaca causa em minha pele nesse momento.

- Então S/N, primeiro de tudo, gostaria de dizer que eu percebo que você tem uma queda enorme por aquele tal de Lee Taemin... - Ten encosta-se em sua mesa de maneira sensual.

- Ah não... se for pra conversar sobre isso eu vou embora, achei que fosse alguma coisa sobre o trabalho e não essa sua loucura repentina de controlar minha vida. - viro-me para sair, porém Ten agarra meu braço e me puxa lentamente para seu campo de visão. - Me solta!!

- Desculpa S/N, não quero te machucar, só me peço que ouça, por favor, só ouça. - Seu olhar parece implorar por minha presença.

-Tudo bem, continue. - apesar de eu querer sair daquela sala, decido ficar e ouvir o que ele tem a me dizer de uma vez por todas.

- ... O fato é que, apesar de ser difícil admitir, percebi que ele é um cara legal e que te tratou muito bem, mas eu gostaria que você soubesse que tem alguém que te admira e é apaixonado por você, e que nesse momento percebe que não pode te perder para alguém praticamente desconhecido, o qual você conhece por apenas dois dias.

- Aonde você quer chegar? - Balanço a cabeça de maneira confusa tentando raciocinar o motivo de suas últimas palavras ditas.  

- Pois então, eu pensei muito essa noite S/N - Ten começa a andar nervoso de um lado para o outro com suas mãos cruzadas atrás do corpo. - e finalmente acho que agora é o momento certo de entrar em ação.

- Não estou entendendo. - meu coração acelera, sinto-me completamente nervosa e confusa nesse momento.

Ten vem até mim e coloca suas mãos em meus ombros, meu corpo arrepia-se com sua atitude, uma explosão de sentimentos que incluem medo e desejo tomam conta de mim, olhando em meus olhos de maneira profunda, séria e serena, ele profere as seguintes palavras:

- S/N, eu te amo, te amo muito, tenho escondido isso de você por pura burrice minha, ou talvez por medo de que não aceitasse ter algo sério comigo, mas agora eu não posso e nem consigo mais esconder todos esses sentimentos profundos que tenho por ti. - Ten suspira pesadamente, fecha os olhos e logo volta a abri-los, encarando-me novamente, permaneço totalmente parada e sem ter coragem de falar algo ou sequer me mexer, fico apenas aguardando o impacto das suas palavras seguintes. 

- S/N, gostaria de saber se você aceita ser minha namorada. 


Notas Finais


E agora? 😱


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...