História Promiscuous Boy - Namjin - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Namjin, Namseok, Sugamon, Taejoon, Yaoi
Visualizações 26
Palavras 1.229
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa tarde bolinhos. Como estão?
Preparados pra outro capítulo? De tirar o fôlego?

Então bora lá ❤

Capítulo 4 - Tomou a decisão...


No dia seguinte, Namjoon ficou agitado o dia todo, não sabia o que responderia para Taehyung sobre sua proposta, mas de uma coisa ele tinha certeza. Independente da resposta ele sairia perdendo, se não aceitasse, ele ia continuar sendo esculachado pela mãe, pois emprego estava realmente muito difícil naquela época do ano, se aceitasse, ele poderia perder Jin caso o namorado descobrisse. Namjoon se viu mim beco sem saída, em que as duas alternativas que ele tinha o levava a perda de algo.

- Mas se eu aceitar, posso fazer bem escondido, Jin nunca saberia e teríamos o nosso cantinho para morar sozinhos. – Ele falava consigo mesmo deitado em sua cama, rodopiando o cartão que Taehyung lhe dei em seus dedos. – Posso até pedir a guarda do Kook na justiça para cuidar dele. Eu teria condições pra isso.

O moreno suspirou fundo fechando os olhos, sua cabeça lhe pregava uma peça, o deixando confuso. – Mas se eu não aceitar, ela vai continuar me humilhando como sempre fez e nem a porra do meu pai me defende.

O garoto parecia estar maluco falando tantas coisas aleatórias, ele realmente não sabia o que fazer mas teria que dar a resposta a Taehyung naquela noite, seja positiva ou negativa.

O irmãozinho entrou em seu quarto, subindo na cama e sentou em seu abdômen, logo depois deitou a cabeça em seu peito. – O que o Kook tem hein? Fala pro Nam...

O bebê não falava, apenas acariciava o tórax do irmão quietinho, enquanto Namjoon acariciava as costas do bebê.      – Mamãe brigou com você de novo?

Jungkook balançou a cabeça afirmando que sim.

- Ela tá dodói?      - O moreno perguntou mas tal pergunta era que se ela estava bêbada de novo e com a afirmação de Jungkook, Namjoon deixou o irmão deitado em sua cama, lhe deu um beijinho na bochecha e foi até o quarto da mulher dizer algumas verdades.

- A senhora acha mesmo que ganha algo ferindo seus filhos? Acha que não nos magoa se matando dessa forma? Acha que meu pai a deixou por minha causa mesmo?

A mulher se levantou da cama cambaleando e irada indo até ele aos berros:

- Você foi a maior decepção da vida dele moleque! Por isso ele foi embora! A culpa é sua!

- Eu fui a decepção dele mãe? Tem certeza disso? Olha como a senhora está? Derrotada, mal consegue ficar de pé por que está bêbada e louca.

Ela então lhe desferiu um tapa no rosto e gritou:

- Vai embora da minha casa! Eu te odeio Namjoon! Eu odeio você!

O moreno pôs-se a chorar arrasado pelas palavras duras da mulher.     – Porque me odeia tanto mãe? O que eu fiz pra senhora me odiar tanto?

- Quer mesmo saber porque seu filho de uma puta? Quer mesmo saber porque?

- Quero sim. Diga porque me odeia! - Ele gritou alto secando o rosto enquanto ela ria feito louca.

- Ele não é seu pai!

- O... o que? Do que a senhora está falando?

A mulher se sentou na cama agora em prantos e falou:      - Ele não é o seu pai. Por isso nos deixou...

Namjoon não acreditava no que ouvia dela, se afastou lentamente até encostar nas parede, as lágrimas escorriam em seu rosto.    – Eu passei 20 anos da minha vida chamando um cara de pai sendo que ele não era?      - Ele gritou alto, a raiva alastrava em seu corpo, o garoto tinha os punhos cerrados e se afastou para não cometer uma loucura. A encarou pela última vez e saiu do quarto, pegou seu celular e ligou para Taehyung.


Ligação On

- O senhor está em sua casa?

- Sim. Acredito que já tenha a minha resposta.

- Tenho sim senhor. Posso encontrá-lo agora?

- Claro. Venha.

Ligação Off


Namjoon estava de cabeça quente, chorava o tempo todo no trajeto até a casa de Taehyung e ao chegar lá, o moreno foi recebido pelo homem que trajava um hobe azul Royal e boxer. Entrou na casa do mais velho, sentou-se no sofá e Taehyung logo perguntou:

- Qual sua resposta Namjoon?

O moreno engoliu seco enquanto o encarava.    – Quanto o senhor me pagaria?

Taehyung sorriu quadrado se levantando do sofá e foi até seu cofre pessoal tirando do mesmo, a quantia de 5 mil, levando até a sala.    – Você pode me mostrar o que sabe fazer agora e terá 5 mil. Sou um homem muito rico garoto, porém solitário.

Namjoon o encarou sério se levantando, tirou seu casaco ainda o encarando enquanto o homem mordia seu lábio inferior analisando o corpo másculo do mais novo. O moreno desabotoou a camisa que usava deixando a mostra seu abdômen e o mais velho sussurrou:

- Porque essa musculatura tão linda fica escondida?      - Se levantou do sofá caminhando até Namjoon que se manteve sério, dedilhou seu tórax até o abdômen, deixando selares no local, Namjoon se mantinha de olhos fechados ainda incrédulo com o que se permitiu fazer mas a situação havia mudado, ele só tinha uma alternativa.

Namjoon então, pegou Taehyung puxando seu corpo contra o dele, sentindo o impacto, o mais velho sorriu com a audácia do moreno que logo atacou o seu pescoço deixando mordidas no local.     – Gostei disso....      – Taehyung sussurrou sentindo os dentes de Namjoon em seu pescoço, quando o mesmo o virou de costas tirando o hobe do mais velho ainda deslizando os lábios nos ombros dele. Taehyung arfava baixo em meio a sorrisos enterrando a mão nos cabelos do moreno.

Namjoon, por sua vez acariciava o corpo de Taehyung entrando com as mãos dentro de sua boxer, ali massageando seu membro, levando o mais velho a loucura.

Tirou completamente a peça que cobria a intimidade de Taehyung, logo depois tirou sua calça junto a boxer, colocando o mais velho de quatro para si e sem pensar muito, introduziu seu membro ereto sem muita cerimônia no homem que lhe pagava.

Namjoon tentou se esvair de todo sentimento de culpa pela traição contra o seu amor mas para ele, se não fizesse aquilo, sua vida estaria acabada.

O moreno então começou a estocar em Taehyung com toda a força que existia em seu corpo, Taehyung sentia os arrancos que eram proporcionados a ele, estava completamente arrepiado, o prazer estava no auge, Namjoon ainda não distinguia o que sentia naquele momento, apenas esperava acabar rápido para poder ir embora pra casa.

Acabaram por gozar juntos, Taehyung tentou dar um selar nos lábios de Namjoon que desviou o rosto.     – Meu corpo pode até pertencer a você mas não irei beija-lo.    – Justificou seus motivos para não beija-lo, para Namjoon o beijo era algo que só poderia ser dado se houvesse sentimento...

Naquele momento, Namjoon passou a ser o michê de Taehyung e logo, a esperança de ter uma vida melhor, acendeu em seu coração.

Aquele foi um segredo que Namjoon precisou guardar debaixo de 7 chaves se quisesse ainda ter Jin em sua vida e após transar com Taehyung, que ficou enlouquecido com os dotes sexuais do moreno, foi para casa com o dinheiro, o escondendo para que no dia seguinte, pudesse pensar melhor no que fazer com ele.

Dentou-se em sua cama suspirando fundo olhando para o teto do quarto, sua mãe e Jungkook já dormiam, Namjoon ficou então com seus pensamentos aleatórios deitado na cama, cansado da noite maluca que teve até o sono vir.


Notas Finais


Eu só acho que isso não vai prestar...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...