História Promiscuous Boy - Namjin - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Namjin, Namseok, Sugamon, Taejoon, Yaoi
Visualizações 96
Palavras 1.353
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite amores.
Bora ler?

Capítulo 5 - Mais uma vez


No dia seguinte, Namjoon tinha apenas uma coisa em mente: alugar uma casa mesmo que pequena para Jin e ele e nada o faria voltar atrás em sua decisão. Aproveitou a sobriedade da sua mãe para conversar sobre o assunto.

- Vou alugar uma casa e sair daqui mãe.

Ela o olhou parando imediatamente o almoço que comia, encarou o moreno ainda com a comida e o orgulho entalados na garganta e falou, ou pelo menos tentou falar:

- Vai mesmo abandonar sua mãe como seu pai fez?

- Ele não é meu pai.

O moreno se sentou na cadeira a sua frente, a encarando com toda certeza de que daria certo sair de casa e fez uma proposta. – Me deixe levar o Jungkook? Juro cuidar dele direitinho.

A mulher alterou no mesmo momento. – Cuidar dele? Você não sabe lavar suas cuecas moleque! Como vai cuidar de uma criança?

Namjoon respirou fundo tentando não dizer besteira. – Eu sei que posso cuidar dele mãe. O deixe vir comigo?

- Lógico que não retardado! A maconha que você anda fumando deve está estragada com certeza.

- A senhora ficou louca? Eu nunca usei drogas e nunca usaria.

A mulher transtornada se levantou da mesa jogando o prato no chão fazendo com que Namjoon se assustasse tanto quanto Jungkook que havia acabado de entrar na cozinha. A criança começou a chorar por causa do susto, Namjoon o pegou em seu colo tentando acalentar o bebê e encarou a mãe. – A senhora não tem condições psicológicas pra ficar com o Kook mãe. Eu tenho até medo de que a senhora possa até mata-lo se eu não estiver aqui.

A mulher então louca, partiu para cima de Namjoon não se importando se o filho mais velho estivesse com o mais novo nos braços.

- Mãe! A senhora vai derrubar o Jungkook! - Namjoon gritava tentando desvencilhar dos socos que ela dava nele, até que virou de costas, protegendo a criança com o seu corpo para que sua mãe não o acertasse. Com dificuldade e dores para todo o lado, Namjoon conseguiu colocar Jungkook no chão, mandando a criança correr, se virou segurando a mãe pelos braços fazendo força para conter a mulher transtornada. – A senhora está louca mesmo! Eu vou tirar o meu irmão daqui!

- Vai ter que me matar Namjoon! - Ela conseguiu soltar uma das mãos e desferiu tapas em seu rosto. Aquela situação já estava insustentável para Namjoon, ele a soltou a empurrando na cadeira e saiu da cozinha para seu quarto, em meio a lágrimas, colocou algumas roupas em sua mochila, viu Jungkook na porta encostado na guarnição batendo o pezinho olhando para baixo.

- Vai não, Nam! Fica!      - O bebê falou baixinho já sabendo que o irmão estava de partida. Ele pegou o pequeno no colo, o abraçando forte e falou em seus ouvidos:

- O Nam promete que vem te buscar tá bom.

Jungkook abriu um sorriso lindo para ele lhe dando um beijinho na bochecha, Namjoon o colocou no chão, pegou sua mochila e saiu sem se despedir da mãe que estava sentada no sofá da sala assistindo TV como se nada tivesse acontecido.

Parou no ponto de ônibus e ligou para seu namorado.


Ligação On

- Alô amor, onde você está?

- Em casa porque?

- Posso encontrar com você agora? - O moreno falou c a voz embargada e as lágrimas começaram a escorrer.

- Claro Nam. O que aconteceu?

Namjoon então pôs-se a chorar deixando Jin preocupado. – Eu saí de casa Jin, não aguentava mais.

- Ai meu Deus Nam! Onde você está?

- No ponto de ônibus. Vou ver uma casa pra alugar.

- Me espera aí. Vou com você, calma.

- Tá bom.

Ligação Off


Namjoon desligou o celular esperando por Jin no ponto de ônibus, e meia hora depois o namorado apareceu logo abraçando o moreno que chorava baixinho.   – O que ela fez amor?

- Eu disse que sairia de casa, pedi para que ela deixasse Jungkook morar comigo. Falei o que não devia eu sei, aí ela começou a me bater com o Kook no colo quase machucando ele. Eu não aguento mais essa merda de vida! - Sua voz saiu abafada no pescoço do mais novo que acariciava seus cabelos tentando acalentar seu coração.

- Vamos encontrar uma casa pra nós amor.

Ficaram abraçados um por tempo, entraram no ônibus e seguiram para uma imobiliária. O corretor os levou até uma casinha pequena com um bom preço e já mobiliada, Namjoon estava disposto a seguir como amante de Taehyung até encontrar um emprego de verdade. Ele ficou na casa, pagando uma entrada no aluguel enquanto Jin foi em sua casa conversar com os pais, que não fizeram objeção, impactados com a situação de Namjoon, eles até deram força aos dois que começariam uma vida nova.

A partir daquele dia, esperavam por uma vida melhor, mesmo que Namjoon sentisse falta do irmão, ele ainda tinha esperança de que a mãe abrisse mão do garoto para que ele pudesse cuidar.

Ele passava de 2 a 3 noites com Taehyung, enquanto Jin acreditava que esse suposto trabalho era na boate como segurança, o mais novo não entendia muito bem como um trabalho de segurança dava tanto dinheiro, mas preferiu não perguntar, afinal, Namjoon sabia o que estava fazendo. O moreno guardava parte do dinheiro numa conta bancária e a outra parte para as despesas da casa e com o aluguel. Realmente estavam felizes com a nova vida, de tempos em tempos Namjoon fazia compras para sua mãe, que mesmo tendo o maltratado por tanto tempo, não deixava de ser sua mãe, ela até permitia Jungkook ir para a casa do irmão mais velho às vezes para matarem a saudade.

Numa das noites de trabalho com Taehyung, Namjoon havia acabado de tomar banho depois do sexo, saiu enrolado na toalha até a sala para perguntar Taehyung onde estava sua camisa, então se deparou com um homem conversando com ele.

- Desculpa... Eu não sabia que tinha visita.

O homem o olhou de cima a baixo, mordendo o próprio lábio e Taehyung os apresentou.

- Esse é Jung Hoseok, meu sócio na boate.

Namjoon esticou a mão para cumprimenta-lo junto a um sorriso. – Prazer senhor.

- Pode ter certeza que o prazer é todo meu. – O homem sorriu ladino dando uma piscadela para ele que sorriu sem graça e olhou para Taehyung, que parecia não se importar. – Sua camisa está na lavanderia. Pegue uma minha.

- Sabe que não posso chegar com roupa diferente em casa. – O moreno falou e Hoseok sorria para ele como se fosse devora-lo dos pés a cabeça.

- Ela estava suada por isso a coloquei para lavar.

- Ela estava limpa Taehyung. – Namjoon acabou alterando a voz entendendo que Taehyung queria prejudica-lo. – Me de uma camisa de uniforme dos seguranças. Vai ser menos pior, invento alguma coisa se o Jin perguntar.

Taehyung o encarou sério indo até o escritório e Hoseok aproveitou para matar sua curiosidade.

- Casado?

- Sim há 4 anos.

- Por que se presta a isso?

- Porque não tive escolha.

- Sempre há uma escolha. – Hoseok sorriu tirando da carteira um cartão com o número do seu telefone lhe entregando. – Faz trabalhos por fora?

Namjoon o olhou confuso sem saber o que responder. – Acredito que Taehyung não irá se importar em me emprestar o seu michê.

Namjoon o olhou logo depois para o cartão, o escondendo na mão quando Taehyung apareceu lhe entregando a camisa, o moreno pediu licença e foi para o quarto se trocar.

Hoseok olhou para Taehyung com um sorriso e falou:

- Bem que você disse, ele é mesmo uma delícia.

- Vamos combinar que eu tenho bom gosto.

- Sabe que vou querer provar não é?

- Claro. Fique a vontade.

Riram brindando com uma taça de vinho e encerraram o assunto depois que Namjoon desceu já pronto para ir embora.

- Já vou Tae.

- Ah sim. Vamos até o escritório. Já volto Hoseok.

Saíram para que Taehyung fizesse o pagamento de Namjoon que estava louco para ir para casa.


Notas Finais


❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...