1. Spirit Fanfics >
  2. Promise To My Precious Treasure - Park Seonghwa >
  3. Capítulo 9

História Promise To My Precious Treasure - Park Seonghwa - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Olá
Meus amores, minha net está uma bosta.
Com muita dificuldade estou aqui para postar mais um capítulo.
Espero que gostem e me desculpem pelos erros.

Capítulo 10 - Capítulo 9


Park Seonghwa

13 de Dezembro de 2020

21:40

 

Talvez ficar sozinho no meu apartamento não foi a melhor das ideias, não estou literalmente sozinho, Jongho está na sala assistindo filmes, mas eu resolvi me isolar no meu quarto, a escuridão do quarto se mistura com o frio e isso me deixa aconchegado, fico repassando cada momento do meu relacionamento com Jisoo, não me lembro de ter a tratado mal nenhuma vez, muito pelo contrário sempre a tratei como princesa, estava sempre a apoiando, incentivando, nunca a deixei sozinha... Nosso namoro durou um ano e nove meses, já estava preparando a surpresa para os dois anos de namoro e ontem vi ela aos beijos com outro, hoje descubro que ela estava perseguindo o mesmo e de tanta insistência dela ele acabou a beijando sem saber que ela tinha namorado. Eu sou um trouxa. Em meio aos meus pensamentos acabo me lembrando de Luna, por que me lembrei dela? Acabo por sorrir olhando para o teto, lembro-me de seus olhos verdes, seus cabelos roxos, será que refizeram seus curativos? Ela parece ser tão forte... o sorriso dela é tão brilhante, mas uma coisa me perturba, tio Kang realmente aceitou a filha de volta? Por todos esses anos ele falava dela como se a mesma fosse um animal ou algo que só atrapalhava e ele havia conseguido se livrar. Fico pensando nisso até ouvir a música do toque do meu celular, vejo quem é e fico um pouco surpreso. Yeosang?

Ligação On

- Alo?

Yeosang

- A Luna sumiu e eu não sei o que fazer – disse rápido e eu me assutei.

- Como assim? Ela não tá em algum lugar da casa? Ela saiu sozinha?

Yeosang

- Papai chegou bêbado e meio que pôs ela contra a parede e disse para não usar seus poderes – ele deu uma pousa parecia desesperado – Depois que ele foi pro quarto ela parecia estar com tanto medo, eu tentei falar com ela, mas ela abriu um portal e passou por ele, eu vi ela na frente da nossa casa e fui chamar ela, mas quando me percebeu ela saiu correndo e sumiu... eu já procurei pelas ruas aqui perto de casa mas ela sumiu a mais de uma hora... – terminou de dizer e soltou um suspiro pesado.

- Ela sumiu a mais de uma hora e agora que você pede ajuda? Por que demorou tanto Yeosang – olhei para o relógio na parede do meu quarto – Estou indo para sua casa vamos procurar ela com calma – ele falou um ok e eu finalizei a ligação.

 

Ligação Off

Ao desligar procurei um casaco e peguei meu sapatos, fui para sala rápido e acabei assustando Jongho que me olhou enquanto eu procurava a chave do carro e vi ele levantar a mão com a chave entre elas, tentei pegar e ele não deixou e me olhou curioso, queria saber para onde eu estava indo.

- Luna sumiu e Yeosang esta me chamando para ajudar a procurá-la – disse rápido e ele ficou surpreso com minhas palavras – Bora peste me dá logo essa chave – ele desligou a tv e pegou seu casaco.

- Vou com você, Yeosang deve estar desesperado – disse o mesmo e eu concordei com a cabeça.

Saímos rápido do apartamento e logo fomos em direção onde o carro estava o caminho demorou uns 30 minutos por causa do transito desnecessário a essa hora e foi o mais silencioso possível. Pelo caminho todo eu pensei em tantas possibilidades do que poderia acontecer com Luna, pois ela é só uma mutante que mal voltou de um inferno e se alguém sequestrou ela? Ela é bonita e tem muito maníaco perseguidor de mutantes. Chegamos na casa de Yeosang e o mesmo estava sentado na calçada, ele estava bem abalado.

- Hyung – disse ao me ver sair do carro e viu Jongho comigo – Será que chamo os outros para nos ajudar também?

- Calma nós vamos achá-la Yeosang – disse para o mesmo e ele concordou com a cabeça.

- Acho melhor chamar os outros – disse Jongho e olhamos para ele – Está ficando tarde e a temperatura está caindo rápido esta noite – ele estava certo e logo sacou seu celular mandando mensagem no nosso grupo de amigos.

Eu consegui depois de muita insistência convencer Yeosang a entrar um pouco na sua casa para se esquentar, ficamos dentro da casa esperando os outros chegarem. Demorou cerca de 20 minutos para maioria chegar, só faltava Mingi.

- Eu já a procurei por três quadras – disse Yeosang – Demorei a pedir ajuda porque pensei que ela iria voltar, mas até agora ela não voltou.

- Está tudo bem nós vamos acha-la – eu disse para acalmá-lo.

- Temos que ser rápidos – disse San – A temperatura é de 19 graus já.

- E ainda está caindo – disse Yunho.

- Para falar a verdade essa noite é para chegar a três negativo de temperatura – disse Honjoong.

- Ela estava com roupas quentes? – perguntou Wooyoung para Yeosang.

- Ela só estava com um moletom e uma calça moletom – disse ele com uma entonação de preocupação – Era lilás o conjunto todo – Mingi chegou.

- Achei que estava com a _____ - disse San quando o viu.

- Estava mas ela recebeu uma ligação do irmão e teve que ir para casa – disse o mesmo – Notícias da Luna?

- Nenhuma – eu disse.

- Vamos logo procurá-la – disse Yunho e tia Kang apareceu.

- Meninos? – ela estava surpresa de nos ver ali – Cadê a Luna? – perguntou por sua filha e ai entendemos que Yeosang ainda não havia contado de seu sumiço.

- Mãe... – ele parecia procurar as palavras certas – Ela sumiu... Estamos indo atrás dela agora, não se preocupe e fique aqui – disse ele e a senhora parecia assustada e somente concordou com a cabeça.

- Ache ela Yeosang – disse tia Kang – Não posso perdê-la mais uma vez – ela disse e nós saímos.

Acabamos por nos dividir em dois grupos e cada grupo foi em uma direção, fiquei com Yeosang, Mingi e Honjoong, procuramos por ruas, lojas de conveniência que estavam abertas, perguntamos de pessoas que passavam, mas ninguém havia visto a mesma, passamos por um beco que estava escuro e até entramos nele, algo me dizia que ela havia passado por ali, percebemos que havia um pouco de sangue fresco no chão e isso nos assustou. Ela foi mesmo sequestrada? Estava ficando mais frio e não a achávamos, será que os outros acharam algo? Olhei para uma parte do chão do beco e acabei por ver alguns fios de cabelos e eles eram roxos... Luna esteve aqui?

- Yeosang – chamei sua atenção e apontei para o chão e ele ficou espantado.

- São dela? – perguntou Honjoong.

- Não sei – disse Yeosang – Espero que não seja – olhei meu celular e já estávamos procurando a mesma a mais de uma hora e meia.

- Estamos procurando a muito tempo – falei um pouco desanimado – Acho que devemos voltar.

- Não podemos – falou Yeosang – Preciso encontrar minha irmã.

- Precisamos voltar! – falei sério para o mesmo – Olha já esta fazendo quize graus se continuarmos vamos morrer de hipotermia seu idiota – falei para o mesmo que pareceu voltar.

- Vamos voltar e marcar aonde já procuramos para quando sairmos de novo checarmos outros lugares – todos concordamos e voltamos rápido para a casa dele no caminho ligamos para os outros para eles voltarem também, já era quase meia noite... Ao chegarmos na casa de Yeosang tomamos café quente e pegamos lençóis para nos esquentar mais.

- Será que ela está em um lugar quente? – Yeosang perguntou enquanto olhava para o nada.

- Ela deve star bem Yeosang – eu disse – Ela já passou por muita coisa pode ser sua irmãzinha, mas ela é forte, deve ter arranjado um jeito de se aquecer – nem eu acreditava em minhas palavras, ficamos todos quietos e um celular que estava na mesa começa a tocar.

- Ô Mingi – San meio que gritou – Sua princesa está ligando – ele deu um sorriso sacana e apontou para o celular e Mingi veio correndo atender.

- Alô – disse Mingi – Eu sei seu irmão é um saco – não sei qual era o assunto mas percebo que alguém aqui não se dá bem com o cunhado – Humrum estou com os meninos... Colocar no viva-voz? Por que? Ta bom ta bom, vou colocar – olhou para a gente e mecheu no seu celular – Pronto está no viva-voz!

- Ai de você que esteja me enganando Son Mingi – disse a mesma e nós rimos – O Yeosang tá ai?

- Estou sim... – ele parecia desconfiado.

- Preta  atenção no que vou dizer e não me atrapalhem – todos falamos ok para a mesma – Eu estava com Mingi e meu irmão me ligou para ir para casa, ele foi me buscar perto da onde eu estava com Mingi, porém na volta para casa passamos em frente a um beco e tinha três caras lá – lembrei do beco que vimos mais cedo.

- Tá mais idaí? – perguntou Mingi e todos o olhamos com reprovação.

- Falei para não me atrapalhar – ele pediu desculpas – Meu irmão e eu iríamos passar direto, mas eu vi que eles estavam batendo em uma garota e acabei a reconhecendo... – ela deu uma pausa e um suspiro – Como a salvamos não importa – falou antes que qualquer um fizesse uma resposta – começou a nevar – ela falou aleatória mente olhamos para as janelas e realmente estava nevando – Bom... A garota... – ela voltou a falar – Yeosang a Luna está na minha casa... Está desacordada e ferida... – ela disse e eu me entrometi.

- As feridas do abdômen dela? – perguntei rápido.

- Essas estão sangrando também, mas ela está cheia de hematomas – ela disse – Eu e meu irmão estamos cuidando dela, mas estou preocupada, pois quando um dos homens nos viram ele bateu a cabeça dela com força na parede e desde lá está desacordada... não avisei antes pois estávamos cuidando dela.

- Ela está muito machucada? – perguntou Yeosang – Os homens estavam batendo nela? Por que?

- Yeosang... Ela está na base do possível, ela resmunga algumas coisas e fez varias luzes roxas ao redor dela... Sei que ela é mutante... Acho que aqueles homens queriam abusar dela, mas ela deve er tentado fugir e por isso bateram nela... – ela deu um suspiro longo – Ela está bem – falou firme – Acho que ela está despertando... Quando parar de nevar vocês podem vir, vou mandar a localização.

- Obrigada _____ você não imagina o quanto estou aliviado por pelo menos saber que ela está com alguém conhecido – disse Yeosang e eu estava aliviado, porém lembro que o irmão de _____ é o tal de Seungyoun e eu sinto um pontada de ciúmes(?). Por que senti isso?

- Que isso, não fizemos mais do que obrigação de ajudar alguém – ela disse – Não precisa se preocupar – ela soltou um riso – Ah! Meu irmão nem chegou perto da sua irmã direito ele me ajudou a cuidar dela de longe – disse ela com tom de zombação – Não fique com ciúmes do meu irmão – disse ela e Yeosang disse ok – Até por que talvez daqui a um tempo podemos ser da mesma família – ouvimos o irmão dela dizer para a mesma calar a boca e ela rir muito.

- Mesma o que? – perguntou Yeosang e eu estava meio chateado.

- Eu não podia perder esse momento – disse ela e parou de rir – Estava brincando seus sem graça... ou não – disse baixinho – Enfim... – ela iria finalizar – Luna esta segura, beijos para todos. Mingi beijo para você meu postizinho amado – finalizou a ligação.

- Huuum postizinho amado – repetiu San e todos rimos – Mas peraí, que capitulo eu perdi? Como assim mesma família?

- É o que eu quero saber – eu e Yeosang falamos ao mesmo tempo e nos olhamos.

- Opa  – disse San – Quero ver se livrar agora Seonghwa – gargalhou.

 

Continua...


Notas Finais


Espero realmente que tenham gostado e agradeço pelos comentários e favoritos que vocês deram na minha historia
Muito obrigada mesmo
beijinhos da TiaSuzy


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...