1. Spirit Fanfics >
  2. Promised in the Blood >
  3. Dancing In The Dark.

História Promised in the Blood - Capítulo 8


Escrita por:


Capítulo 8 - Dancing In The Dark.




— Devagar! — Dizia a de cabelos ruivos curtos. Tiveram alguns... Pequenos problema antes de sair. Que incluíram uma troca drástica de visual em Crazy por conta de uma certa briga com um pássaro. A garota agora usava um tipo de terno parecido com o de Ghost, com a excessão de ser inteiramente negro e no final ter um degradê esverdeado. Agora, eles estavam voando em cima de um pássaro sendo que absolutamente ninguém... Sabe pilotar aquela coisa. 

— Olha a árvore! Olha a árvore! — Exclamou Blue que estava bem atrás da piloto Crazy, abaixando e desviando de galhos e dentre outras coisas junto do restante. 

— Eu acho que eu engoli uma daquelas plantas... — Reclamou Autor, parecendo enjoado com a altura e a velocidade do pássaro. Já Willy e Nogitsune, estavam agarrados no pássaro como se fosse a última salvação de suas vidas. Ghost, estava bem atrás de Autor e parecia ser a única sem estar enjoada, nervosa, preocupada ou morrendo. 

— Tô vendo a tribo! — Disse Willy com lágrimas de felicidade nos olhos, quase caindo para fora de Kiki' por um instante e segundo segurado pelos ombros pelo de cabelos negros até que chegassem no chão.

 

— యువకులు! — Disse Brunna, Notoriamente, ninguém entendeu aquilo que a mulher disse mas a mesma, traduziu logo em seguida. — Jovens! Como conseguiram pilotar tão rápido? Esperava vê-los aqui apenas em algumas horas. — Ditou, fazendo Kiki receber um olhar feroz de Nogitsune, Crazy e Willy. 

— Pergunte ao Kiki. — Falaram em uníssono os três irritados. Após uma série de cumprimentos, todos seguiram para um lado diferente da tribo, vendo todas as decorações inusitadas e repletas de cores. Era como um carnaval. Haviam diversas pessoas que deveriam vir de outras tribo, já que desta vez, tinham homens e a tribo de Brunna era composto apenas por mulheres com a mesma falou. 

— Todos! Hora de distribuir as pulseiras de Lótus. Cada um irá receber uma para entregar a seu parceiro e então os desafios irão começar. — Anunciou Brunna. Todos receberam pulseiras feitas de plantas, com uma flor de Lótus no centro das mesmas. Bem, A partir daí começou o plano das três.

— Certo... Crazy vai ter que ir com o Blue. Eu vou com a Ghost e eles vão ser obrigados a ir juntos. — Disse Nogitsune, que já estava usando uma pulseira em cada pulso, uma sua e outra que havia recebido de Nogitsune. O mais velho de cabelos azuis, não era burro, se aproximou do trio para ouvir a conversa. 

— Eu vou ajudar, vocês vão acabar estragando tudo. Willtor é meu OTP. — Disse o próprio que escutava escondido, recebendo suspiros animados e alguns olhares desgostosos, mas acabaram iniciando o plano. 


— Ehn? ATÉ O SENPAI?! — Disse Willy, Que acabava de chegar do local das comidas e acompanhado de Autor que havia ido junto de algumas onças pintadas para o campo de treinamento. 

— Sim, Sim. Só sobrou você e o Autor, Vão ter que ir juntos. — Disse Blue, se fingindo de desinteressado. Ambos os dois se encararam com as sombrancelhas arqueadas e depois de algumas discussões, acabaram trocando pulseiras e indo para o centro aonde todas as duplas estavam organizadas.


— O primeiro desafio é Culinária. Vocês irão se aventurar pela floresta e procurar ingredientes para cozinhar algumas refeições. — Anunciaram. Rapidamente, após serem dadas todas as instruções, as duplas se jogaram no meio da floresta. Claro, com alguns querendo invadir a cozinha e pegar as refeições já prontas. 


— Isso é comestível? — Perguntou Ghost, Que estava segurando algumas frutas que julgou comestíveis e mostrando as mesmas para Nogitsune, que tinha alguns livros que talvez pudessem ajudar. 

— Hm... Aparentemente sim. Qual o gosto? — Questionou, pegando uma das frutas e pegando um pequeno pedaço, logo levando aos lábios e... Jogando uma tigela de água na boca. — Picante! — Disse com a língua ardendo. Ghost soltou uma risada leve e entregou uma fruta de tonalidade azul clara florescente, que Nogitsune mordeu e sentiu um frescor em sua boca, dando um sorriso alegre. — Essa é boa. — falou, percebendo outra rodada vaga saindo dos lábios de Ghost. — O que foi? 

— S-Sua boca... — Respondeu, tentando conter a risada. 

— ... EU VIREI UM SMURF! — Exclamou, percebendo que sua boca estava brilhosa e manchada em azul. Ambas continuaram provando as frutas até que já tivessem pegado o suficiente e voltaram para a tribo. 


— Peguei! — Disse Crazy, Arrastando um ser parecido com um Boi, porém branco e com diversas borboletas na mesma tonalidade brilhosas o rodeando. 

— Vamo, quero comer logo. — Disse Blue, Limpando suas armas e então seguindo com a mesma devolta para a tribo. 


— Porque... VOCÊ CAÇOU TANTOS?! — Indagou e Exclamou ao mesmo tempo, batendo na cabeça do de cabelos negros que estava com as mãos cheias de sangue e um pouco no canto dos lábios.

— Você disse; " Caça que eu cozinho, Escravo. " eu cacei, você não disse em qual quantidade você queria! — Disse, rosnando um pouco no final da frase. Estava levando diversos Bois do mesmo tipo que Crazy havia pegado e estava comendo algumas das borboletas e matando e guardando outras, que tinham o sangue parecido com leite e suas asas parecidas com queijo. Em

— Mas– CUIDADO! — Gritou Willy, Se jogando para trás. Um ser feito de sombras e olhos brilhantes azuis saltou na garganta de Autor, mordendo sua jugular e o arrastando para dentro das plantas. O sangue do próprio ficou espalhado por todo o chão... — SOLTA ELE! — Exclamou enfurecido, correndo para entre as árvores e então se deparando com... Autor, comendo o ser feito de sombras apenas o inspirando por sua boca.

— A gente podia encontrar mais desses, Me lembram creme. — Falou o mesmo. Sua Jugular pouco a pouco estava se Regenerando e Willy apenas fez o encarar com uma cara de; "Wtf?"

— Porque tá me olhando assim? — Questionou e o azulado apenas fez apontar para o mesmo, que se auto olhou e percebeu... Estava com uma calda de lobo, orelhas caninas e... Seus caninos estavam mais pontiagudos e salientes. — Merda...


— Como isso aconteceu? Ele conseguiu comer um espírito dos animais ancestrais? — Disse Brunna, com os dedos dentro da boca do "Lobinho" que foi imediatamente jogado dentro de uma cabana quando chegou junto de Willy. 

— Awwwn que foi cachorrinho? — Willy já por sua vez, estava ocupado demais irritando o recém transformado que apenas não tinha avançado nele pois Brunna disse que talvez fosse perigoso uma mordida do mesmo em alguém, mais do que antes. 

— Se ele ficar com mais raiva e voar no seu pescoço eu não vou impedir. — Disse Brunna, Encarando Willy que deu um passo para trás quando a mesma finalmente tirou os dedos da boca do canino. 

— Nós podemos voltar prós desafios? — Perguntou, Enquanto movia sua mandíbula que estava a longos vinte minutos aberta.

— Sim,sim. Mas tente não morder ninguém... Não está preocupado que isso acabe sendo permanente? — perguntou a mulher, limpando duas mãos em uma tigela cheia de água misturada com um líquido branco pegajoso. 

— Não, também não é como se me incomodasse... MEUS BOIS! — Gritou o próprio, saindo de dentro da cabana e arrastando Willy junto. Começaram a cozinhar bem atrasados mas conseguiram alcançar os outros depois de um tempo.


— As ganhadoras são Ghost e Nogitsune! — Disse uma panda, com um sorriso largo em seus lábios.

— AEEEEE! — Comemoraram ambas as duas e logo começaram os outros jogos que foram vencidos a maioria pelo grupo. Quando chegou no fim ocorreu um empate entre as duplas de; Chess e Vicktor, Autor e Willy, Blue e Crazy e Ghost e Nogitsune. 


— Já que houve esse empate, iremos dissolver as duplas restantes! Vocês poderão escolher seu parceiro ou outra pessoa para uma dança, Os mais votados serão escolhidos como ganhadores. — O último anúncio daquela longa noite. Com as duplas dissolvidas, as novas foram formadas; Nogitsune e Chess, Crazy e Vicktor, Blue e Ghost e Autor e Willy. Os últimos não tiveram muita escolha já que todos armaram para que ficassem juntos. Vicktor era um homem de uma tribo vizinha, possuidor de uma pele negra, cabelos negros e olhos verde menta. Era alto e bastante atraente, Possuindo de uma aura simpática e amigável. 

Todas as duplas tiveram um intervalo e uma hora para armarem as coreografias e ninguém soube da coreografia de mais ninguém, até que chegou a hora das apresentações. Crazy e Vicktor dançaram uma dança animada e divertida, levantando alguns que dançaram no fundo. Blue e Ghost, Dançaram uma música mais séria e bonita, fazendo alguns se surpreenderem por terem conseguido realmente dançar algo juntos. Chess e Nogitsune, Dançaram uma música que extasiou todos que assistiram, não por ter passos complicados mas por realmente ter algum sentimento, mesmo que pequeno, era um sentimento. Já Autor e Willy ... Escontraram uma coisa que sabiam fazer, Mesmo que tivessem odiado a ideia, Acabaram se divertido no final.



— DÊS DE QUANDO VOCÊS SABEM TANGO?! — Questionou Nogitsune eufórica depois que ambos os dois acabaram. Estavam com suas pernas doendo depois daquilo que fizeram e apenas se jogaram em um lugar confortável com várias bebidas.

— Você tá de brincadeira? Dês de quando você consegue levantar alguém no ar daquele jeito?! — Disse Autor, Que também estava meio eufórico já que a apresentação das duas haviam sido um pouco antes das dos dois.

— Gostei mais da do Senpai. — Disse Willy, Já na segunda garrafa de licor.

— Claro, Eu fui perfeito. E a Ghost deu pro gasto... — Murmurou a última parte, não queria admitir que a mesma havia dançado bem, mas por sorte haviam três seres com super audição naquele local. 

— Ui. — Disse Autor, Recebendo duas risadas abafadas de Crazy e Nogitsune. 

— Sua apresentação com o Vicktor também foi perfeita, Crazy. — Finalmente, Chess se pronunciou. Todo o grupo que havia se apresentado estavam ali, mas os únicos bebendo eram Willy, Autor, Nogitsune e Chess. 

— Obrigado... Eu acho. — Disse a mesma, com as bochechas meio avermelhadas pela vergonha alheia. 


— Ah, Já vão dizer quem ganhou. — Disse Chess, Indo junto dos outros para perto do restante da tribo. Logo, Brunna apareceu com um sorriso, já sabendo aqueles que ganharam.

— É com muita alegria que digo... que os ganhadores foram... Nogitsune e Chess! — Disse Brunna, E logo ambas as duas foram cercadas de colares, tiaras e dentre outros enfeites feitos de flores. Além de abraços vindos principalmente de Willy e Crazy. No final daquela noite, todos foram para casa alegres. Não era sempre que se poderia ir e dançar em uma festa no "fim do mundo'. Aquilo fez bem para eles. 

Depois de algum tempo, eles foram para casa e a maioria entrou e foi dormir com excessão de... Nogitsune. A mesma ainda estava na frente do prédio, junto de Chess.

— Bem... Acho que é mais um até mais ver... — Disse Nogitsune, Meio sem graça. Foi surpreendida por um abraço da outra.

— Eu me diverti muito! Obrigado... — Disse. Pela primeira vez naquela noite, tirando a sua máscara e encarando a de cabelos ruivos com seus olhos azuis brilhantes. Ambas se encararam por um tempo e se despediram novamente. 






— Ric! Idiota... — Bem, quase todos haviam ido dormir naquela noite. Tiveram certos dois que roubaram algumas bebidas e levaram para casa, agora, sentados em uma varanda que o próprio Autor fez um um soco e algumas substâncias que serviam como cola de Willy. 

— Idiota você... Ric! — Agora ambos estavam bêbados olhando para as estrelas no céu azulado. Até mesmo os restos dos prédios que deveriam existir ali eram bonitos. Lentamente, acabou que Willy dormiu ali, largado junto das inúmeras garrafas de Licor. O de cabelos negros só fez suspirar e levantar o outro, passando o braço dele em volta de seu pescoço e então seguindo para dentro, apenas conseguindo chegar na ala médica aonde haviam algumas camas antes de começar a ficar com sono. 

— Willy... Você tá quentinho... — Resmungou, soltando um bocejo logo após. Ele simplesmente encarou uma cama ali e jogou Willy em cima, se deitando do lado e abraçando o mesmo. 














“ Good Night, Blue Teddy Bear.... “ 







Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...