História PROMISED..- vkook - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, IKON
Personagens B.I, Baekhyun, Bobby, Chanwoo, Chanyeol, Chen, D.O, Donghyuk, J-hope, Jimin, Jin, Jinhwan, Jungkook, Junhoe, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin, Yunhyeong
Tags A/o/b, Bts, Exo, Ikon
Visualizações 201
Palavras 1.481
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Lemon, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu fiz algumas mudanças, não muitas, mas fez alguma diferença para mim .

Aproveitei e juntei os capítulos 4 e 5.

Boa leitura....

Capítulo 4 - 4




- desculpa atrapalhar..mas tem uma pessoa no telefone, querendo falar com você jungkook. – junhoe estava bem serio, sem aquele sorriso que sempre demonstrava quando estava junto ao menor. 


Jeon se levantou serio, sem aquele humor que estava presente a minutos atrás. Tae continuou sentado no sofá, apenas ouvindo o timbre alto do alfa, que falava, ou melhor, gritava no telefone em seu escritório. Aquilo de certa forma deixou Kim intrigado e um pouco preocupado  com jeon, queria saber o motivo de ele ter se alterado. Mas aquele sentimento de não ser tão intimo do mais velho acendeu em sua mente. Eles conversavam, jeon sabia de seus problemas, mas tae  não sabia o quão íntimos estavam para perguntar algo, mesmo  que agora estejam juntos, ainda se sentia incomodado. Jeon entrou na sala, com um semblante nada bom.


- kook. – a voz do menor suou baixo, chamando a atenção do maior.


- sim.. – encarou tae. De alguma forma sentiu seu interior se tranqüilizar, o que era bom, não queria gritar ou o assustar. A final ele não tinha culpa.


- q-quem era..n-no telefone. – perguntou meio receoso.


- sobre isso. – suspirou. – coisas da empresa, não se preocupe com isso, já estão resolvendo. – o menor assentiu, logo voltando a encarar jeon, que tinha os olhos fixos em si.


- não me olhe assim. – pediu envergonhado, desviando o olhar. Tae sentindo seu corpo ser puxado, se chocando com o corpo do mais velho.
Sentindo a respiração de jeon em seu pescoço, fazendo seu corpo estremecer.


- eu gosto de você..- sussurrou em seu ouvido.


- e-eu...t-também gosto de você. –  disse baixo o suficiente para, que só jeon escutasse. 


Jungkook o virou de frente para si, não deixando de expressar sua alegria, em ter ouvido aquilo do menor. Sentia seu lobo agitado e muito alegre, como se fosse algo que ele estivesse esperando a muito tempo, na verdade era verdade.  Digamos que, dês de que descobriu que tae seria seu prometido, vivia olhando o menor de longe, se apaixonando cadê vez mais.


- mas...ainda me sinto estranho. – abaixou o olhar. – não me sinto tão próximo de você, eu..eu não sei nada sobre, o que você gosta ou não. Isso me deixa frustrado, porque como “seu” ômega, eu deveria saber ou pelo menos já saber.   –  disse tudo de uma vez, encarando jeon em seguida, que o encarava com um largo sorriso no rosto. – ah..não pense que eu não te via me espionado no colégio. Você não tem vergonha não.


- espera você me via. – o encarou surpreso.


- é claro..você não sabe disfarçar. Principalmente quando eu estava sozinho... você é péssimo em espionar as  pessoas. – riu.


- talvez..mas agora eu queria muito terminar o que começamos a minutos atrás. – ficou sobre o corpo do menor. – e agora sem interrupções desnecessárias. – disse selando seus lábios ao do menor.


Os lábios de tae eram macios e adocicados como uma cereja, deixando jungkook cada vez mais viciado em seu gosto. Jeon sentiu seus cabelos serem puxados levemente por tae, que agora tinha as pernas envolvidas na cintura do maior, a procura de mais contado e calor do maior.

Era engraçado o modo como jeon deixava seu corpo cada vez mais necessitado de seus toques naquele momento. As mãos de jungkook que antes estavam na cintura de tae, desceram para suas coxas, onde fez questão de apertar, ouvindo alguns gemidos abafados por causa do beijo, vindos de taehyung.


- o que foi.. – tae perguntou ofegante, quando jeon se afastou rapidamente de si. 


- tenho que no banheiro. – disse rápido, saindo de cima do menor, correndo para o andar de cima. – droga..agora não. – exclamou, não era uma boa hora para ele ter ficado assim. Jeon se trancou no banheiro, encarando o volume abaixo. – você estragou tudo.

 

Jeon levou a mão ate seu membro o massageando, arrancando um gemido baixo de si. Não era como se ele não ficasse exitado, mas  nunca tinha ficado tão exitado como estava naquele momento. Taehyung estava meio que testando sua sanidade ou pelo menos era isso o que sua mente pensava.


  O que deixava jeon mais frustrado era que seu cio estava próximo e pela idade de tae ele ainda nem deve ter tido o seu primeiro cio,  isso de certa forma era uma preocupação para si. Já que eles estão começando a se aproximar agora e qualquer erro seu, acabaria com tudo, de certa forma. Ele teria que avisar, ou melhor, conversar com tae sobre isso depois, ou melhor, agora.


[...]


Tae estava confuso, realmente confuso com o fato de jeon ter saído correndo. O que  o fez  pensar se tinha feito algo de errado, ele não questionaria se tivesse feito,  pois tudo aquilo era novidade para si e a curiosidade de descobrir outras coisas era maior. 


- eu fiz algo errado.. – questionou ao alfa, assim que ele apareceu na sala novamente.


- n-não. – respondi nervoso, me sentando ao seu lado. – eu queria conversar com você.


- sobre o que.. – cruzou as pernas, de frente para o alfa.
- sobre o nosso cio....

- o q-que tem. – encarou o jeon.

- é que... – coçou a nuca sem  saber o que dizer, na verdade era ate fácil falar, mas o nervosismo atrapalhava. O queo fez se perguntar o porque do nervosismo. – você completou 16 agora. – tae assentiu. – bem... como você completou agora ainda não deve ter tido o seu primeiro cio, isso me deixa de alguma forma em alerta, pois você pode entrar em qualquer momento e..

- quer.. que eu te de a permissão para passar comigo. – o alfa assentiu de certa forma um pouco aliviado, pois já era meio passo andado. – você é o meu alfa... não vejo problema nisso.

- serio.. – assentiu, não era como se, ele fosse procurar outra pessoa afinal, ele e jeon agora estavam juntos e a qualquer momento seu cio viria e ele não negaria a ajuda do alfa.

- e você...

- o que tem eu...

- seu cio..eu posso te ajudar se você quiser. – jeon sentiu o nervosismo de novo. Não que ele não queira a ajuda do menor, mas já foram muitos messes adiantando seu cio por causa da empresa e de certa forma se ele deixasse seu ciclo voltar ao normal, viria mil vezes pior, que um cio regular. – não..na verdade eu quero é só que..eu estou a muito tempo sem.. – mordeu o lábio inferior. – sem.. sexo entende e por isso eu tenho medo que eu te machuque quando meu ciclo voltar ao normal.

- ah...não tem problema, eu quero te ajudar. – jeon sentiu seu interior se esquentar.

A forma como tae falava tão “inocente”, deixava jeon maluco. Talvez fosse a sua mente louca por sexo querendo voltar a tona, mas ele teria que manter o controle, pelo menos ate o cio do menor.

- aish..não fale assim. – agarrei uma almofada. – então..tudo bem pra você.

- sim..nos estamos juntos, não vejo problema nisso. – o jeon quis se matar internamente.

- você esta me deixando agitado.. – exclamou vendo tae abaixar a cabeça corado. – aish, tão fofo. – bagunçou os cabelos do menor.

[...]

O inverno estava começando a marcar presença, levando o verão embora. Tae gostava do inverno – muito pra falar a verdade -, mas não era um mês muito apropriado assim para si, já que sua temperatura abaixava muito. Fazendo com que, o ômega adoecesse  muitas vezes na estação. A sua sorte era que ainda não era marcado por jeon, então não precisaria de seu calor enquanto estava no colégio.

A sim... sobre isso taehyung, implorou para jeon o deixar terminar o colegial, o que foi uma peleja de conseguir, já que o maior ficou fazendo drama.

- vamos ao shopping. – perguntou enquanto acariciava o cabelo de tae .

- eu também quero ir. – junhoe apareceu na porta do quarto. – por favor. – juntou as mãos fazendo um bico fofo, nem parecia que ele era mais velho que kook naquele momento.

- ta bom..mas você paga o sorvete. – piscou para o irmão, que assentiu animado. – vá se arrumar. – bateu na coxa do menor.

- kook. – exclamei corado, indo para o banheiro.

 [...]

- você esta bem..- já fazia algumas horas que eles perambulavam no shopping, jeon havia feito tae escolher varias peças de roupas, o que para o menor era desnecessário.

- e-estou. – tae respirou fundo, se agarrando mais ainda em seu moletom. – vamos pra casa, estou cansado. – pedi vendo kook assentir.

- junhoe vamos... AH pare com isso, parece ate uma criança de 5 anos. – junhoe estava brincando naqueles jogos infantis, o que arrancou uma pequena gargalhada minha , também  por ver jeon tentar tirar o irmão mais velho de lá.

- você é chato..ninguém mais pode ser criança perto de você. – um bico se formou em seus lábios.

- pare de drama e vamos logo pra casa. – bufou puxando o irmão pro carro. – tae você.. – olhou para trás vendo o vendo o menor caído no chão. – TAE...


Notas Finais


O que será que aconteceu com tae...ou será que fizeram algo com ele e jeon não percebeu.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...