História Promises - The corporation. - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Ação, Fantasia, Heroes, Luta, Magia, Poderes, Push, Romance, Sexo, X-men
Visualizações 3
Palavras 1.006
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Ficção Científica, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Mais um capítulo para vocês, espero que gostem.

Boa leitura !🦋

Capítulo 2 - Nervos à flor da pele


Elena on

SONHO ON

 Te matar… Te matar…. Te matar….

SONHO OFF

Acordo assustada e suando frio, ter o poder que eu tenho de poder acessar e controlar a mente dos outros é uma benção e uma maldição, quase todas as noites tenho pesadelos relacionados aos sonhos de outras pessoas já que não tenho controle enquanto durmo.
 Olho o relógio e são 5:50, não vou mais conseguir dormir como todas as noites.

Maravilha. Digo a mim mesma.

 Levanto e vou no banheiro, jogo uma água no rosto e quando vou seca-lo escuto um barulho na cozinha e por um milésimo pareci sentir uma consciência. Pego minha arma na gaveta do lado da minha cama e vou em direção à cozinha, está escuro mas estou atenta, não consigo sentir consciência alguma, quando chego na cozinha vejo meu gato.
 
Então foi você né seu danadinho. Digo e faço um carinho nele, bate uma brisa gelada, me viro e vejo que a janela está aberta. - Ué juro ter fechado essa janela ontem. 

 Vou até a janela e tem alguém do outro lado da rua não consigo ver direito, eu apenas pisco e a pessoa some, penso estar ficando louca e volto pra cozinha.
 Não, não acho que estou ficando louca eu tenho uma hipótese para explicar tudo isso.

É senhor biscoito, vai ser um dia corrido hoje. Digo colocando comida pro meu gato.

 Bom eu moro em um apartamento em NY e trabalho de fotógrafa, campanhas, revistas, jornais, fotos tiradas por mim estão em muitos lugares, já até fotografei o presidente para uma revista de política.
Mas enfim, como vou ter que passar em um lugar antes de um ensaio que vou fazer hoje, decido já me arrumar e sair.
 Tomo um banho e coloco uma roupa mais quente já que faz frio, pego minha mochila, tranco a porta pego o elevador e desço até a garagem, dou partida no carro e sigo para o meu destino, o esconderijo da irmandade.
 Já chegando, me certifico de que ninguém está me seguindo, estaciono e desço do carro, entro no porão do velho casebre e desço no elevador secreto.
 As portas se abrem revelando centenas de mutantes andando pra lá e pra cá com seus afazeres. Avisto Julian, com quem eu vim falar então o chamo:

Julian! Aceno e ele me olha logo sorrindo e vindo em minha direção.

Ah Lena, como é bom te ver! Diz ele ia me abraçar mas eu o corto.

Não vem com essa, você mandou alguém me espionar. Quem foi? E porque? Digo cruzando os braços.

Lena, me desculpe, eu só estava preocupado você sumiu. Ele diz e eu dou uma risada.

Sério? E não existe celular por acaso? Ou telepatia ou se esqueceu que é esse meu poder.

Tá eu vou falar logo de uma vez, a corporação está te caçando. Ele diz apreensivo e me puxando pra sua sala fechando a porta. - Eu não sei porque, mas eles te querem, por isso mandei alguém para te proteger. Agora que eu dei risada mesmo.

Isso é ridículo! Não tem ninguém que possa me proteger melhor do que eu mesma! Digo enfurecida por ele me desvalorizar. - Quem você acha que é.

Sou alguém que se preocupa com você, e quer o seu bem assim como o Jor…

Nem termine essa frase, nem por um segundo se compare a ele, você só me protege porque sou valiosa demais, filha de uma pessoa importante da corporação.

Lena..

Nem mais uma palavra, eu to caindo fora! Eu vou salvar ele por conta própria, e não ouse mandar ninguém atrás de mim ou eu manda a cabeça de presente pra você! Digo saindo enfurecida de sua sala, ando para saída cega de ódio e acabo esbarrando em alguém, rapidamente a pessoa me segura pra eu não cair e eu sinto um calor estranho.

Você tá bem? Uma voz rouca atinge meus ouvidos e eu olho pra cima, quem me segura é um homem com belos olhos mel, fico perdida neles. - Elena?

E…eu to bem. Digo me soltando dele, mesmo que quisesse ficar em seus braços fortes. - Como é que sabe meu nome? Digo e tento ler sua mente, mas uma dor me atinge e eu fico tonta, ele me segura novamente dessa vez mais perto.

Você tá bem? Ele diz com um olhar extremamente preocupado. - Eu tenho telecinésia e criei uma barreira de auto defesa na minha mente.. O seu nome.. eu sei lá acho que escutei por aí. Ele diz me soltando e desviando o olhar disfarçando.

Eu to bem… Pera.. Era você! Ontem do outro lado da rua, por isso não consegui ler sua mente. Digo batendo minha mão em minha testa.

Elena! Julian grita e eu olho pra trás.

Foi ele que você mando me espionar não foi! Eu digo entrando em sua mente. - Vê se é legal ter sua privacidade invadida. Digo fazendo com que ele pegasse a sua arma e aponta-se pra sua cabeça. 

Elena para! O cara dos olhos cor de mel diz. E usa seu poder pra tirar arma da mão do Julian.

Não se mete! Digo indo pra cima dele, mas ele faz um movimento rápido e me imobiliza, eu não esperava por isso, ele fica por trás e eu sinto sua respiração no meu pescoço e me desconcentro saindo da mente de Julian. - Me solta! Digo tentando me soltar, mas ele segura mais forte.

Só se você prometer não fazer nada. Ele diz calmo e sua voz rouca me arrepia e ele parece notar isso porque da um sorrisinho, coisa que me irrita e eu faço um movimento ágil me soltando.

Eu não prometo coisas que não vou cumprir. Digo o olhando no fundo dos olhos. - Eu vou embora, e espero que não me siga mais.
 
 Eu saio andando e escuto ele murmurar algo mais eu já estava longe, subo o elevador saio do casebre, entro no carro e dirijo pro lugar do ensaio, o dia mal começou e começou mal.


Notas Finais


Gostou? então ajuda com ❤️ E comenta oque achou vou ficar bem felizona !

Até a próxima amores.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...