História Prostitution - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Espero q gostem!!

Capítulo 3 - O Errado


Fanfic / Fanfiction Prostitution - Capítulo 3 - O Errado




-Ooi?...Peter?


MJ chama a atenção do moreno abanando a mão magra na frente dos olhos do mesmo fazendo Ned se atrair à conversa durante a preciosa aula de química.


-Estar tão disperso em uma de suas matérias preferidas é algo que eu tenho que me preocupar...


O melhor amigo de Parker comenta chegando mais perto do distraído prostituto.


-Não eu... Eu só dormi tarde ontem...


Peter responde cansado dos comentários exaustivos de seus amigos.Não estava mentindo,estar até tarde da noite em um prostibulo exigia muito de sua energia adolescente e cuidar de May era uma obrigação depois da morte trágica de seu tio assassinado,valeria apena no final,sabia disso, podia se achar meio desagradável aos olhares mas após ter sido aceito pelo cafetão já podia se sentir um pouco mais de confiança em relação ao desempenho em seu novo trabalho.


-Ok,vamos para o intervalo...


A morena exprime tomando seus materiais pelas mesmas mãos que abanara na frente de Peter.


-Hãm... Ok...


Logo Parker, ao notar o termino da aula,faz o mesmo rapidamente afim de acompanhar os dois companheiros de escola até os armários dos corredores.


-Espero que não esteja se metendo em coisas erradas novamente Parker....


Ned fecha o próprio armário após ter guardado os materiais nele,os olhos preocupados de Ned e a expressão desconfiada de MJ se tornavam pesados para Parker cada vez que os sobrepoiam no adolescente indeciso, essa ação de exprimir amor sobre Peter fazia o mesmo ocultar muitas áreas de sua vida,como a venda de drogas no ano passado na qual acabou em mais um prejuízo para sua tia viúva.


-Não estou dessa vez,confiem em mim.


Longos segundos se passaram até o outro se convencer com aquela frase dita.


-Então tá,confiamos em você!


Seu amigo diz animadoe concernido com aquilo,já a morena não tomara essa mesma atitude enquanto não pudesse prova-la ao contrário.


-Vamos comer que já estou com fome...


A mais alta corta o assunto passando entre os dois e indo em direção do refeitório lotado.


Em um momento posterior à seu almoço e suas aulas vespertinas, Parker já saía da escola desacompanhado se deslocando para o encontro planejado pelo Stark.


-Espero que eu me dê bem com esse novo emprego.


Antes que pudesse adentrar o estabelecimento ,um carro Bugatti preto estaciona perto de si ,o fazendo se esquivar rapidamente do veículo. Do próprio automóvel,Loki Laufeyson sai portando um terno negro,sua aparêcia exótica chama a atenção de muitos da rua inclusive a de Parker.


-Hum... Você tem cheiro de pureza,pena que logo logo vão dar fim à isso.


O mais alto comenta malicioso ao entregar a chave para um manobrista e brevemente passar pelo menor perturbado com aquela frase rara de um desconhecido.


-Em Nova York você encontra qualquer tipo de coisa


☀🌹☀🌹☀🌹☀🌹☀🌹☀🌹☀🌹☀


A moto antiga dilacerava as ruas frias de Nova York com velocidade ,mostrando a pressa que o loiro tinha em cruzar a cidade pouco movimentada por conta do horário incomum.


As preocupações de Rogers moviam-se no ar considerando seu desemprego e as faltas de pagamento do aluguel baixo. Tinha que encontrar um emprego melhor que o Fury tinha lhe oferecido antes que a tarde chegasse,prostituição era errado e sabia disso, por esse motivo que não aceitara o serviço antes do amanhecer,o salário é de US$7.000,00 alto o que era mais que o suficiente em ter que apenas levar e proteger alguém que se proclamava Homem de ferro, tais codinomes serviam para que não ouvessem perseguições por parte dos clientes mas compreendia que certas pessoas não se cansam até descobrirem as verdadeiras identidades de seus ídolos sexuais.


O veiculo para em frente à uma empresa chamada S.H.I.E.L.D e logo o loiro desce da moto focado em seu objetivo, o mesmo atrai olhares curiosos e invejosos de muitos da rua, porém, por mais que malhasse e zelasse pelo seu corpo,Rogers não tinha o objetivo de se tornar bonito e ,sim, saudável, "Uma mente saudável significa um corpo saudável" não é?


Passos longos se dirigiam ao centro da empresa encontrando uma loira e pelo crachá que portava em seu peito esquerdo se chamava Sharon.

-Escritório do vigésimo andar

A mulher esbelta informa sorrindo para o mais alto,o deixando sem reação.


-O que foi?Minha tia disse que viria um homem loiro e digamos...chamativo...


-Hãm...Obrigado pelo elogio,ficaria mais mas já devo estar atrasado,com licença.


O loiro se despede e encaminha para o grande elevador esposto ao exterior do prédio.


Pessoas introduziam-se na grande caixa metálica deixando o espaço entre os corpos insuficientes para todos dali enquanto isso várias pessoas analisavam seu corpo alto e por coincidência,quase todas eram mulheres cansadas,não que desprezasse isso nelas mas era um fator importante a se somar.Perguntava para si mesmo se esse era o perfil de pessoas que o "Homem de Ferro" atendia em seu trabalho,mulheres e homens cansados do dia árduo prontos para se afundarem em prazer e conforto.


O barulho agudo do elevador indicando a chegada no vigésimo andar desperta a atenção de Rogers e o faz dar um passo a mais que os outros empregados.


O andar ,diferente dos outros, continha um ar mais antigo como os anos 40 tendo como um fator importante para isso a música clássica que soava na imensidão de vermelho naquele local sofisticado, as paredes eram efeitadas com estantes de madeira dando espaço aos preciosos livros de administração mas antes que pudesse analisar mais o escritório,Steve pousa seu olhar na mulher morena que o esperava sentada atrás de uma grande mesa de vidro que a cercava,portando vários equipamentos de trabalho que a mulher continha para realizar tal trabalho,Peggy Carter aparentava ser uma mulher bem dedicada ao trabalho.


-Então você é o Steve Rogers ,não é?


A mulher formal pergunta cruzando as pernas levantando um pouco a saia longa e apertada, o que chama a atenção do loiro deixando o mesmo sem jeito em responder.


-Ah! Sim, sou o homem que veio para a vaga de segurança...


-Claro, sente-se.


A mulher de lábios rúbis convida o mesmo e se aproxima do grande homem , após tomar o assento, Rogers se concentra em um ponto fixo da sala afim de não soar nervoso na segunda entrevista de emprego do dia.


-Então,você já tem um especialização nessa área?


-Tenho ,já trabalhei como investigador e me formei na Universidade do Brooklyn.


Peggy o olha desconfiada com tal informação dada pelo o loiro.


-Poderia me dizer o motivo do afastamento?


A interrogação deixada no ar por breves instantes deixa Rogers pressionado à falar mas sabia que Carter não tinha pressa para a resposta.


-Encobri um amigo por achar certo a se fazer, há muita corrupção na polícia e você sabe do que eu estou falando.


Steve comenta a última parte seriamente afim de encurtado a distância que continha entre a mulher de lábios rúbis, tal ato podia ter mudado alguma coisa pois dispertou a atenção da melhor detetive de Nova York.


-Quem é seu amigo ?


-Bucky Barnes.


Ao responder ,Steve passa sua mão nervosa em seu ombro oposto flexionando um pouco de seus músculos mas que era o suficiente para aguçar os sentidos da agente feminina.


-Bucky...


Carter se levanta e desvia lentamente da mesa transparente afim de compartilhar mais daquele calor humano e principalmente ,masculino.


-Barnes. Um dos maiores assassinos dos Estados Unidos...


A mulher ansiando por prazer continha suas vontades através de atos formais ,um feitor de suas insatisfações sexuais.


-Está em meu conhecimento a importância de um afastamento para um policial de grande porte,em uma escola normal chamamos isso de "Suspensão"...


A mulher de porte atlético fala mais baixo aproximando se do homem alto,as mãos femininas acariciam levemente os ombros tensos mas nada que leves toques na pele pálida, nada significativos.


-Por quantos anos?


-Nove anos.


-Hum...


A morena já se atinava na frente de Rogers que começara a entender o que poderia resultar aquele jogo incerto.


-E quanto tempo já está nisso?


Vagarosamente seu quadril se ajusta no colo do loiro o fazendo o rosto pálido do mesmo esquentar e apegar uma cor carmesim,comparada à uma cereja pronta para ser mordida.


-Seis meses apenas...


-Mas logo terá que pagar seus aluguéis ,contas,comida...


A mesma diz arrastado encurtando a distância entre seus lábios e o pescoço redolente do loiro.


-Eu posso dar tudo isso à você , e se fizer tudo certo , te darei muito mais...


Abruptamente, a morena de lábios arriscados  levanta e o força à fazer o mesmo, ficando de pé ,Steve encaixa sua ereção ocultada pela calça jeans no meio da bunda carnuda de Carter por cima de sua saia preta e fina.


-Não...


-O que?...


-Desculpe,não posso aceitar...


Mil pensamentos se passavam na cabeça direita de Steve , era antagonista à prostituição mas o que estava prestes à fazer não era nada diferente daquilo tudo que era adversário,rapidamente o homem alto pega sua jaqueta de couro e a coloca entrando no elevador depressa, poderia morrer de fome mas nunca voltaria em sua palavra.


-Hum... Vou ter que ligar para Fury e pedir um puto pra mim novamente.


Carter diz para si mesma lamentando a perda do corpo lindo que acabara de sair de seu escritório.


Após passar rapidamente pela secretária loira ,Rogers se volta novamente a estrada e para em uma lanchonete qualquer afum de passar o almoço, o dinheiro estava acabando e o tempo também, após aquele almoço e mais algumas horas já teria que tomar uma decisão em relação ao seu emprego de motorista e segurança de um homem de programa,certamente não estava em posição de escolher então teria que aceitar o pior emprego que tivera em sua vida, não era apenas um serviço normal,era um trabalho ilegal e sabia disso."Servir e Proteger" já não estava em sua meta de vida hà seis meses então vai ser agora que atribuiria à sua vida nada profissional,muitas coisas eram contra a lei e já tinha cansado de lutar contra isso.


Depois de algumas horas,Steve Rogers já se encontrava na frente do prostibulo entregando as chaves da moto para o manobrista desocupado no momento.


-Vamos lá...







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...