História Protect Me - Ruggarol - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Sou Luna
Tags Ruggarol
Visualizações 107
Palavras 1.011
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Tenham uma ótima leitura nenês 🌊

Capítulo 11 - Chapter eleven - Do not make sense


Mais tarde 18:00

 

Ligação ON:

 

- Eu vou pro clube hoje, vai ter uma festa de 20 anos da empresa.
- Então ok, amanhã a gente se vê ?
- Eu tava pensando em te levar...
- O quê ? 
- Senhorita Karol Sevilla! Quer ir comigo ?
- Ruggero! - nós dois rimos.
- Eu tô falando sério, quero que todos te conheçam! Que conheçam o amor da minha vida.
- Tá eu vou! 
- Eu passo pra te buscar 20:00 então se arruma!
- Ok bjs! 

 

Ligação OFF: 

 

No hospital:

 

- Karol! 
- O que é Sebastián ? 
- A gente precisa conversar...
- Olha eu preciso sair, tô atrasada já.
- Eu fui um babaca! 
- Disso todo mundo já sabe.
- Eu ainda te amo.
- Desculpa Sebas... eu tenho que ir.
- Me liga mais tarde, preciso mesmo falar com você.
- Vou pensar...

 

POV Karol S. 

 

Eu não tinha nada o que pensar, eu ia ligar com certeza, quando o Sebastián coloca uma coisa na cabeça, não tira nunca mais; mas o que será que ele quer tanto falar ? Bom, não preciso me preocupar com isso agora, agora vou pra casa me arrumar e me encontrar com Ruggero mais tarde. 

 

De noite 20:00

 

Estava esperando Ruggero quando senti uma dor de cabeça enorme e uma tontura tomou conta de todo o meu corpo, me apoiei na estante e ouvi a campainha, porém acabei caindo e derrubando um jarro de flores no chão...

 

POV Ruggero P. 

 

Já estava na frente da casa da Kah quando toquei a campainha e percebi que tinha algo de errado, ela estava demorando muito pra atender, foi quando escutei um barulho muito forte de algo caindo no chão, corri pra janela e tentei ver se via ela, a janela estava aberta aproveitei pra entrar, o barulho certamente veio de um vaso que estava todo quebrado no chão, e a Kah no chão, ela tava acordada mas sentindo dores na cabeça.

 

- Como isso aconteceu amor ? 
- Eu não sei...
- Vamos pro hospital agora.
- Não quero fazer você perder sua festa de 20 anos da empresa...
- A festa terão varias, mas não existem varias Karol Sevilla, então vamos no hospital.
- Sério ? Não vai ficar bravo ? 
- Não, juro pra você, vem. - ele pegou Kah pela cintura.
- Obrigada - falei em um tom quase inaudível.

 

No hospital:

 

- Depois de dois exames chegamos a um resultado provável. 
- O que é então ? - perguntei nervosa 
- A Karol teve uma queda de pressão devido à falta de ferro, uma possível anemia.
- O quê ? - Ruggero se assustou.
- Calma não é tão perigoso assim, estava no início, já vou receitar algumas vitaminas, ela vai melhorar.

 

POV Karol S. 

 

Precisamos ficar mais uns 40 minutos pra receber alguns exames e pegar a receita pra comprar os remédios e vitaminas, então fomos uma farmácia e compramos tudo o que precisava, dps fomos pra casa do Rugge pois ele disse que não ia deixar eu ficar sozinha. 

 

Na casa do Rugge: 

 

- Toma logo isso. - Ruggero riu ao me ver fazer careta pra vitamina.
- Eca 
- Kah, como você tá ? - ele largou a vitamina e focou totalmente em meus olhos.
- Como assim ? 
- Sua autoestima, depois daquele dia... você tá tentando mudar ? 
- Rugge..
- Você não tá comendo direito né ? 
- Tô! 
- Não tá não, seus exames mostraram o contrário, então agora você vai ficar aqui pra poder se alimentar direitinho! 
- Então tá masterchefe! - nós dois rimos.
- Quero seu bem, e quero você saudável. - ele falou ao pegar o copo com a vitamina novamente - agora bebe.

 

Bebi a vitamina e fiquei esperando Ruggero terminar de lavar os copos, ele até que era bastante prestativo, Sebastián nunca fez algo assim por mim em 8 meses de namoro, acho que achei meu príncipe encantado.

 

- No que você tá pensando ? - ele perguntou ao me ver olhando pra ele.
- Tô pensando que... eu sou feliz por ter você.
- E eu por ter te achado
- Ninguém nunca tinha se preocupado tanto assim comigo
- Eu me preocupo, e eu te amo - Ruggero foi interrompido por uma ligação.

 

Ligação ON: 

 

- Alô?! 
- Ruggero ??
- O que você quer Candelária?
- Abre a porta que eu tô aqui! 
- Eu não vou pra festa de 20 anos! 
- Mas abre!! 

 

Ligação OFF:

 

- quem era ? 
- Era a Candelária, ela tá aqui na frente, não sei como ela soube...
- Tudo bem, abre lá.

 

POV Ruggero P. 

 

Fui abrir a porta e Candelária estava com a cabeça baixa segurando alguns papéis, então a mandei entrar, ela continuava com uma expressão triste e sentou no sofá.

 

- O que foi Cande ? 
- Ruggero eu... tô grávida.
- O quê ?!
- Você vai ser papai!

 

“Você vai ser papai” aquela frase foi um furacão de pensamentos na minha cabeça, olhei pra Karol que estava com um olhar confuso, e a vi sair correndo de casa.

 

- Amor espera!!!! CANDELÁRIA OLHA O QUE VOCÊ FEZ!!
- Não me culpe.
- Todo mundo já sabe do que você é capaz! Tá forjando uma gravidez pra me afastar da Karol! 
- Que bom que você já sabe né, agora vai lá e convença a Karol do contrário - riu sinicamente.
- Você é um monstro, não sei como eu pude ser apaixonado por você um dia!  Um tolo. - Falou Ruggero enquanto pegava o celular.
- Você não vai ligar pra ela!
- Sai da minha casa CANDELÁRIA!!

 

POV Karol S. 

 

A Candelária tá grávida do meu namorado... eu não aguento mais tantas decepções! Tantos desaforos, tudo em vão, não aguento mais ter que lidar com esse tipo de relacionamento! Assim que ouvi aquilo não pensei duas vezes e corri até minha casa, entrei e tranquei a porta, nada ia tirar meu sossego por pelo menos algumas horas.


Notas Finais


Cande é uma cobra mesmo, Deus me free.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...