1. Spirit Fanfics >
  2. Protectors of the World - Exo >
  3. Chapter Fourteen

História Protectors of the World - Exo - Capítulo 14


Escrita por:


Capítulo 14 - Chapter Fourteen


Luhan- Além de mim, mais alguém teve esses sonhos?

Chen- Eu tive.

Lay- Eu também.

Chanyeol- O que pode ser isso?

Suho- Não sei, mas até descobrirmos, mantenham-se atentos.

[ ... ]

Hyungwon- Bom dia para todos. Eu sou o novo professor de história de vocês, Chae. Eu e alguns familiares nos mudamos a algumas semanas, acredito que boa parte de vocês já conhecem o meu irmão caçula, Wonho. Ou talvez não, ele nunca falou com ninguém ou levou um amigo para nossa casa.- o garoto no fundo da sala afundou a cabeça na carteira, tentando se escondera após ele apontar para ele.- Olá maninho.

Ele levantou a cabeça sorrindo envergonhado, alguns risos baixinhos pela sala surgiram.

Sehun- São eles...quando chegaram aqui?

Luhan- Eu não sei, mas pretendo descobrir.- disse sério.

Ele lançou um olhar para Wonho que sorriu de canto antes de voltar sua atenção para a lousa.

[ ... ]

Luhan encarava o cadeado do armário, não conseguia entender a combinação então decidiu usar seus poderes e abrir. D.O não estava prestando atenção nele, olhava para o outro lado do corredor, Kai sorria e conversava com um garoto loiro que nenhum dos dois haviam visto antes mas Kai parecia conhecer muito bem.

O garoto loiro segurava o braço do moreno como se já fossem bem íntimos. D.O não conseguiu disfarçar a cara de irritação.

Luhan- Bom...ficou sabendo dos dois novos seres que estão...

D.O- Quem é aquele loiro?- não deixou Luhan continuar a falar.- Aquele ali conversando com Kai.

Luhan- Ah?- se virou analisando o garoto. Bem menor que Kai, magro e usava uns óculos mas era de uma armação mais moderna e sua pele era bronzeada. Ele estava segurando alguns cadernos e ele usava um moletom enorme que fez Luhan o achar fofo.- Olha...não faço ideia, mas ele é fofo.

D.O- Ele não é fofo!- bufou irritado.

Luhan- É claro que ele é! Uma graça eu diria. E parece que Kai sabe disso também.- voltou a encarar o cadeado destravado.- Por que eu não consegui ler isso?

Luhan arregalou os olhos, D.O estava ficando vermelho de raiva, seu pulso apertava o metal do armário e começava a amassá-lo. 

Luhan- O que você está fazendo?!- tirou a mão do baixinho do armário.

D.O- Como assim?- o encarou confuso.

Luhan- Olhe só.- apontou pro armário um pouco amassado.- E sua marca está brilhando.

D.O- Agora?

Luhan- É! Pare com isso!

D.O- Eu não estou conseguindo...- a mão esquerda de D.O foi coberta por algo metálico e esverdado, sua armadura estava querendo aparcer.

Luhan- Vem comigo, esconde essa mão.- o levou para uma sala vazia.- Está tudo bem.

D.O- Fica longe Lu...não quero te machucar.

A respiração do baixinho começou a ficar acelerada, sua armadura começava a cobrir o restante do seu corpo. D.O começou a socar o chão com força, o piso afundou e quebrou até que começou a encarar sua mão com um pouco de sangue, socou até sua armadura desaparecer.

D.O- Eu estou bem...Lay me disse que quando eu não conseguisse controlar, era para socar algo até eu me acalmar.

Luhan- Tem algo muito estranho acontecendo.- se sentou ao seu lado.- E se começar a afetar todos nós? Esses pesadelos...eu preciso gritar para poder acordar, literalmente. Falei para Sehun que tenho medo de saber se estou ou não de fato acordado.

D.O- Como assim?

Luhan- Normalmente em sonhos, você não consegue ler. E eu não estou conseguindo, nada. Nem nosso idioma materno.

[ ... ]

D.O estava sentado em sua cama encarando aqueles problemas de matemática, por que os terrestres faziam algo tão complicado? Aquela matemática não era como em Exoplanet, tinha mistura de letras com números.

D.O- Eu não preciso disso, só finjo estar estudando.- disse irritado e a porta metálica se abriu.

Kai- D.O?- o chamou.- Você viu meu livro de história?

D.O- Aquele ali?- apontou.

Kai- Obrigado.- folheou algumas páginas.- Vou indo.

D.O- Kai, espera!- disse.- Ah...sabe...aquele cara que você conversou hoje mais cedo no corredor?

Kai- Quem?

D.O- Ele é loiro, segurava alguns cadernos, moletom maior que o corpo.

Kai- Ah sim, Luis.- sorriu.- Um amigo.

D.O- Amigo? Nunca vi você conversando com ele e nem que...eram amigos.

Kai- Nós somos, por que a pergunta de repente?

D.O- Nada. Então...vão sair? Tipo sei lá...quinta ou outro dia?- falhou miseravelmente tentando agir naturalmente.

Kai- Bom, nós vamos fazer o trabalho de história.- mostrou o livro.- O que Hyungwon passou, aliás, acredita que ele e Wonho estão aqui?

D.O- Sim, Suho já está investigando, não quer dor de cabeça. Bom, boa sorte com o tal trabalho, nini.- fez uma voz enjoada e fina.

Kai cruzou os braços.

Kai- Usou sua audição para escutar minha conversa?

D.O- Não! Eu passei por lá e escutei sem querer.

Kai- Ah claro.- fingiu acreditar.- Não sei como ele usa o mesmo apelido que você me deu...talvez ele tenha uma cabeça muito boa...mas é o Lu é legal.

D.O- Lu? Deu o apelido do Luhan para ele?

Kai- Não é isso! É que...- não sabia o que fazer.- É que...nós dois...

D.O- Quer saber? Eu vou tomar meu banho. Pode sair por favor?

Kai- Ok.- decidiu não contrair o baixinho.

[ ... ]

Lay não sabia a quanto tempo corria, ou como estava ali naquele lugar ou porque haviam monstros o perseguindo. Precisava achar seus amigos o mais rápido possível. O guerreiro da cura parou de correr para respirar um pouco, seus músculos doíam e seu coração cada vez mais acelerado. Olhou em volta, tinha certeza de que já tinha passado por ali, as árvores pareciam iguais e a falta de luz não ajudava, pelo menos não chovia. Nem se lembrava de ter ativado sua armadura, mas não podia pensar nisso agora, precisava encontrar Suho e os outros. Gritos altos começaram a surgiu, parecia com a voz de Suho. Não importava o quanto corria, parecia que aqueles gritos só aumentava, e não eram só de deu namorado até que ele parou ao ver aqueles seres se afastando, não o notaram.

Lay começou a se aproximar, mas sei deixá-los nota sua presença até que começou a seguir algumas pegadas para uma direção oposta da qual estava indo. Não havia mais nenhum som, talvez isso fosse bom mas na realidade sabia que o silêncio em uma situação dessas, nunca era algo bom. Então ele viu.

Sentiu seu coração se despedaçar, assim como todo o seu corpo. Uma dor enorme invadia ele por dentro que só conseguiu gritar, na sua frente estava a alguns metros dele, Suho. O namorado tinha cordas de energia elétrica segurando seus pulsos em um dos galhos, uma enorme lança dourada atravessa o seu peitoral, consequentemente sua armadura também. O sangue pingava no chão. Aquilo era horrível, havia muito sangue e quando se aproximou ainda mais, viu que estava sem um dos pés, ele tinha que chegar mais perto. Cada passo era como uma lança daquela atravessando seu corpo, o limite da dor parecia não existir mais. 

Quando conseguiu se aproximar o suficiente, ele viu algo gravado no cabo daquela lança. Engoliu seco quando pisou na poça de sangue abaixo do corpo do namorado e travou ao ver a palavra gravada: Lay.

Por que seu nome estava ali? De repente sentiu algo em suas mãos, a parte metálica e branca que cobria suas mãos, estavam vermelhas com sangue.

- Por que me matou Lay? Por que?

Ele se virou desesperado para correr para longe mas aquilo estava lá novamente, aquele tronco. Lay gritou, gritou como nunca havia gritado antes na vida.

[ ... ]

Lay se levantou assustado, estava em sua cama. Olhou em volta e viu que era o seu quarto, olhou novamente procurando por qualquer coisa indiferente, mas estava tudo normal. Olhou para seu corpo, vestia seu pijama, nada de armadura e mãos ensanguentadas. Aquilo era real. Suho saiu do banheiro.

Suho- Amor? Está bem?

Lay- Você está bem?

Suho- O que?

Lay- Você está bem?

Suho- Estou ótimo, o que aconteceu?- se aproximou da cama.

Lay suspirou aliviado.

Lay- Não foi nada, desculpe.

Suho- São duas e meia da manhã, o que aconteceu Lay?

Lay- Não é nada, sério. 

Suho- Outro pesadelo?

Lay- Sim, mas estou bem agora. Melhor voltarmos a dormir.

Suho- Boa noite.- sorriu se ajeitando na cama ao lado do namorado.

Lay- Boa noite.- lhe deu um rápido selar antes de abraçar sua cintura.

 

 


Notas Finais


Voltei!
Tem gente nova no pedaço em kkkkk
Já aviso que o próximo capítulo terá lemon mas não sei de qual casal fazer. Gostaria de deixar vocês escolherem^^
Desculpem qualquer erro e até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...