1. Spirit Fanfics >
  2. Protoestrelas em seus olhos >
  3. Constelações em formação

História Protoestrelas em seus olhos - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Texto bem boiola porque hoje é aniversário da minha estrela...!

Capítulo 1 - Constelações em formação


Apesar de imperar um quê de fragilidade nesses momentos, você gostava bastante das madrugadas que passava com Jiwoo. Fosse para compartilhar qualquer tipo de coisa — mandar um vídeo aleatório que te lembrou dela; simplesmente mencionar que você ouviu, mais cedo, aquela música que ela tanto amava; contar mais uma história mirabolante sobre algo que aconteceu durante o seu dia, talvez com uma ou outra dose de exagero devido à empolgação que você nunca conseguia conter. E ela sabia, sabia bem, conhecia esse lado seu que tentava deixar tudo extraordinário e fazer a vida valer a pena de ser vivida, mas ainda assim não puxava gancho algum para comentar a respeito dessa mania. Você suspeitava que, no fim, ela preferia o conforto que residia no seu tagarelar animado.

Vocês duas se conheciam muito bem, afinal. Eram anos e anos e anos de amizade — ainda que fisicamente longe, nunca estiveram tão perto. A saudade ainda batia, impossível de não bater, sobretudo quando você chegava pertinho da janela e conseguia ver um punhado de estrelas para além das nuvens — Jiwoo sempre gostou de estrelas, e essa memória pulsava em você. Aí vinha a vontade incontrolável de contar a ela sobre cada um daqueles pontinhos, de mostrá-los, também, de apontar para o universo e despejar todo tipo de informação que possuía acerca daquela imensidão. E você tentava imaginar a beleza de ter Jiwoo por perto nesses momentos, queria muito, muito adivinhar o que, então, encontraria nos olhos dela.

Mas se tivesse de deixar um palpite, diria que adora imaginar que era nos próprios olhos de Jiwoo que as estrelas nasciam, prontas para brilharem e fazerem cair, sobre você, vários pedaços da energia típica dos momentos em que ela te fazia rir. 

Imaginava que as futuras constelações naquelas íris desenhariam tudo o que queria dizer a ela, não só com palavras, mas na forma daquele contentamento genuíno que crescia em seu peito quando estava na companhia dela. Constantemente, você se perguntava como seria alcançar esses sentimentos, esticar bem as mãos até receber a sensação que tanto almejava. Seria um frio refrescante? Um calorzinho carinhoso? Ou algo análogo àquela vontade crescente de escancarar mil sorrisos cada vez que Jiwoo lhe mandava uma mensagem? Podia ser uma mistura de tudo.

De tudo o que já viviam, e de tudo o que passariam a viver.

Havia uma infinidade de corpos celestes e materiais intergalácticos entre Jiwoo e você, e possivelmente isso até que servia um pouco para tornar a distância menos vazia, mas, no fundo, você desejava demais poder sair desbravando, fosse um oceano de estrelas ou qualquer outra coisa, o caminho que te levaria a ela.

Só que, por enquanto, as estrelinhas insistiam em sussurrar-lhe que isso não seria possível. Então você suspirou, contemplando todos esses "e se…" que se acumulavam feito poeira no chão de seu apartamento. Mas ficaria tudo bem, sim. Ficaria. Bastava continuar carregando consigo a certeza de que aquela promessa sempre permaneceria lá, bem guardada, em algum cantinho do universo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...