História Provocação. - Thiam - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Teen Wolf
Tags Thiam
Visualizações 64
Palavras 1.146
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - 1 - vamos jogar então.


Liam Dunbar era um garoto de 17 anos, um lobo beta de Scott Mccall. o loiro era fascinante mesmo com seus problemas de raiva o consideravam um anjo mais as pessoas estavam tão enganadas sobre o Dunbar.

- provocações a parte Liam. - Isaac falou encostando sua cabeça no armário enquanto vi o loiro menor tirar suas roupas do time de lacrosse.

- eu não fiz nada. - responde com um sorriso após tirar sua camisa suada jogando a contra o banco.

- você não me engana pequeno beta. - fala o Lahey. - não o provoque.

Liam olhou para Isaac incrédulo mais virou o rosto fazendo um biquinho fofo então direcionou seu olhar para Theo que tinha as sobrancelhas arqueadas e um olhar maldoso. Liam sentiu seu coração acelerar, os dentes branquinhos de Theo num sorriso era uma coisa linda de ver, mais não diria nunca jamais isso em voz alta afinal de contas mesmo Scott aceitando Theo em sua matilha ainda eram inimigos.

- você vai comigo para a casa? - Liam ignorou seus sentimentos e focou em Isaac que mexia em seu celular, com certeza falando com Scott pensou o Dunbar.

- a não, o Scott irá me buscar mais eu acho que o Theo pode ir com você. - o beta sorri sacana então sai do vestiário sobre os xingamentos do garoto menor.

- e ai lobinho, vai querer compania até em casa? - Theo pergunta quando vê que só dias os dois ali dentro.

- não tente nada Theodore. - fala o Dunbar ajeitando sua mochila em suas costas e saindo sendo acompanhado pelo quimera.

Os dois adolescentes então saem do colégio e vão andando até a casa de Liam, Theo cantava uma música e as vezes assobiava apenas para provocar liam que revirava os olhos pela infantilidade do quimera. as vezes era algo engraçado de ser ver, ambos viviam brigando porém moravam juntos desde que liam descobriu que Theo estava vivendo em seu carro, e o lobo certamente ficou se sentindo mal pelo quimera então depois de vários socos e xingamentos convidou Theo de uma maneira "gentil" para morar com sigo já que seus pais tinham ido embora e o deixado morar sozinho.

- você faz o almoço hoje. - Liam diz após abrir a casa e jogar suas coisas sobre o sofá logo acomodando seu corpo no mesmo.

- você é folgado, sabia? - Raeken diz após trancar a porta e colocar de forma cuidadosa sua mochila ao lado de Liam. - eu fiz a janta ontem! - exclama indignado e o Dunbar bufa pelo drama do quimera.

- ah para de ser chato vai, eu vou subir e tomar banho e quando eu voltar quero minha comida pronta. - ele diz e então sobe as escadas, Theo dá um suspiro indo para a cozinha sabendo que aquilo não tinha sido um pedido e sim uma ordem.




[...]






Liam deslizava o sabonete devagar por seu corpo aproveitando a água morna escorrendo por seu pescoço até os pés. o lobo estava sentindo coisas estranhas, estranhas coisas relacionadas a Theo. Liam era confiante em si, sabia que se quisesse poderia fazer o quimera beijar seus pés e fazer o que ele quissese, não que ele não fazia Theo de gato e sapato mais de uma maneira um pouco cruel. o garoto desligou o chuveiro e então se enrolo numa toalha branca indo para seu quarto, um arrepio desceu por sua coluna e chegou em sua virilha, excitação. isso sempre ocorria quando pensava em Theo, o loiro maior o prensando sobre algum móvel e o fodendo até que não aguentasse mais gozar dentro de si.

- porra! - o Dunbar xingou se não se importante se o quimera lá embaixo ouviria. - eu poderia o manipular eu posso ter qualquer coisa, eu posso ter Theo mais minha maior vontade é jogar e o controlar.

Ele se jogou sobre a cama deixando sua toalha cair ao chão, Liam levou suas mãos sobre seu membro que se encontrava duro e pingava pré gozo e começou a se masturbar soltando leve gemidos, os cabelos bagunçados e as bochechas coradas o deixavam parecendo um anjo pecando sobre prazeres humanos mais o Dunbar era um demônio sexual, um abusado pervertido.

P.O.V'S. Theo Raeken.

Eu não consigo eu juro que não consigo. Liam estava me matando aos poucos, ele sempre fazia isso, e eu gostava na verdade eu amo ouvir seus gemidos pedindo por mim. a boca entre aberta, seu corpo escultural tudo nele me chamava a atenção, o jeito que ele dava seus comentários sarcásticos, o jeito que ele rebola a bunda quando está de frente pra mim. porra! a minha maior vontade é de subir lá encima e o foder até ele implorar para ele parar mais eu não vou fazer isso, porque não é apenas isso que me fascina. Liam tem cara de anjo, os olhos azuis brilhando enquanto suas bochechas ficam vermelhas quando está envergonhado, eu o considero um garoto muito meigo porém abusado.

- você vai me pagar seu desgraçado. - digo a mim mesmo abaixando minhas calças e minha cueca deixando meu membro a mostra.

- THEO!!!

Escuto meu anjinho gemer lá encima e não me seguro, começo a me tocar de maneira rápida e precisa conforme os gemidos de Liam. minha mão deslizava pela base e subia de volta, joguei minha cabeça para trás enquanto gemia baixo e mordia meus lábios, logo meu ápice chega sujando minhas mãos.

- você está acabando comigo. - sussurro baixo começando a limpar a pequena "bagunca" da cozinha pois sabia perfeitamente que logo o meu 'anjinho' pervertido ia descer com fome após sua "brincadeirinha"inocente.




[...]






- isso está muito bom! - Liam dizia enquanto levava a boca a deliciosa macarronada que Theo tinha feito.

- claro fui eu quem fiz. - Theo diz convencido de si mesmo. - o que vai fazer depois?

*Me trancar no meu quarto e bater uma pensando em você* pensou o loiro.

- ver um filme talvez. - Liam da de ombros voltando a comer. - e você?

- trabalho de Química. - apontou para alguns livros espalhados sobre a mesinha de frente para o sofá.

Química? - Liam pensou nem percebendo um sorriso malicioso formar se em seus lábios. Química era o que ambos tinham.

- podíamos fazer algo melhor né? falta muito para as provas. - o Dunbar fala terminado de comer então fita o quimera. - sei lá jogos talvez.

- não sei..que tipo de jogo você quer jogar Liam? - Raeken diz ficando de pé e colocando os pratos sobre a pia.

- um que eu controle você. - Liam fala deixando o maior boquiaberto então sai correndo enquanto ria, Theo acompanha os movimentos do baixinho olhando sua bunda mover se conforme corria.

- vamos jogar então Dunbar.. mais só  que dá minha maneira.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...