História Proximidade - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, amores!

Nessa noite chuvosa na capital federal, decidi postar logo o capítulo três. Ele é curtinho, mas tem uma profundidade que acho que vocês vão gostar. Principalmente porque é pela perspectiva do Jon haha

Boa leitura!

Capítulo 3 - Resolução


Fanfic / Fanfiction Proximidade - Capítulo 3 - Resolução

 

Capítulo três - Resolução

 

A carta de Ramsey o havia deixado furioso. Entretanto, diante de Sansa e dos demais, Jon tentou aparentar controle sobre as próprias emoções. Por dentro, seu sangue nortenho fervilhava. Ele queria se vingar do homem que havia tomado seu lar e machucado profundamente a única pessoa de sua família que ele tinha por perto. Queria resgatar Rickon e trazê-lo para os cuidados dele e de Sansa, porque sabia que Sansa seria capaz de ajudar Rickon a superar o que quer que ele tivesse passado nos últimos anos.

Sansa era uma mulher forte. Apesar dos olhos assustados que o haviam encarado quando ela chegou na Muralha, não demorou muito para que Jon enxergasse coragem e determinação nas feições de Sansa. Ela era, afinal, filha de Ned e Catelyn Stark - duas das pessoas mais destemidas que Jon havia conhecido. Mesmo tendo sido maltratado por Lady Stark, Jon não podia negar a força que havia dentro da mulher nascida em Riverrun. Agora, a força dos rios Tully corria pelas veias de Sansa. Ela era como as águas, que moldavam o relevo com sua força discreta, mas que se apresentava com intensidade quando necessário.

Agora, Jon estava sendo guiado por Sansa, era a coragem de Sansa que despertava seu coração para a vida. Ele havia hesitado quando ouviu o final da carta de Ramsey Bolton, pois sabia que não possuíam homens o bastante para vencê-lo. Entretanto, no instante em que Sansa atravessou a mesa com o braço e o pegou pela mão, Jon se sentiu içado de volta para a realidade.

Os dedos dela estavam frios, mas não tremiam - havia firmeza ali. Ela apertou a mão de Jon dentro da sua, a pele macia contra os dedos ásperos. Jon não pôde negar a Sansa o contato visual que aquele aperto demandava e, no instante em que repousou os olhos sobre os dela, soube que não poderia negar o pedido que ela havia feito. Por isso, em nome do instinto mais visceral que o habitava naquele momento - o de protegê-la -, meneou a cabeça afirmativamente.

Iriam à guerra. Iriam derrubar Ramsey Bolton e retomar Winterfell.

Tudo porque os olhos de Sansa, de aparência Tully e determinação Stark, haviam-no convencido de que eram capazes de fazê-lo.


Notas Finais


E então, gostaram?

Como a @Deezee bem sabe (e frisou no comentário do capítulo anterior), eu amo um slow burn e gosto de trabalhar o desenvolvimento da relação nos pequenos detalhes. É por isso que, apesar de seguir a linha cronológica e os acontecimentos da série, eu estou apenas passando por cima, sem detalhar muito.

Pequeno? Sim. Gostoso de ler e de acalentar o coração? Também.

Novidade: decidi mudar a classificação indicativa pra +18. Já sabem o que esperar hehehe

Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...