História P.S. Ainda Amo Você - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Delfina, Gaston, Jazmin, Jim, Luna Valente, Matteo, Miguel, Monica, Nico, Nina, Pedro, Ramiro, Rey, Simón, Yam
Tags Ámbar Benson, Ámbar Smith, Chiara Parravicini, Gastón Perida, Jorge Lopez, Mambar, Matteo Balsano, Michael Ronda, Simbar, Simón Álvarez, Sou Luna, Soy Luna, Valentina Zenere, Yamila Sánchez, Yamiro
Visualizações 72
Palavras 822
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


4/7

Capítulo 8 - Tente ver o lado bom


Fanfic / Fanfiction P.S. Ainda Amo Você - Capítulo 8 - Tente ver o lado bom

Na manhã seguint, antes do início das aulas, estamos arrumando o carro para o papai poder levar a Yam para o aeroporto, e continuo olhando para a janela do quarto de Ramiro, querendo saber se descerá para dar adeus. É o mínimo que ele pode fazer.

Mas suas luzes estão apagadas, por isso ele ainda deve estar dormindo.

A sra. Rothschild sai com seu cão enquanto Yam se despede de Jamie Fox-Pickle. Assim que ele a vê, ele pula dos braços de Yam e faz uma corrida até o outro lado da rua. Papai vai atrás dele em seguida. Jamie está latindo e pulando em volta da sra. Rothschild e da pobre e velha cadela Simone, que o ignora. Jamie está tão animado que faz xixi nas galochas verdes da Sra. Rothschild, e papai pede desculpas, mas ela está rindo.

— Tudo bem, eu lavo — ouço-a dizer.

Ela parece bem, seu cabelo castanho está em um rabo de cavalo alto, e ela veste calças de ioga e uma jaqueta acolchoada que eu penso ser igual a uma de Jazmín.

— Depressa, papai! — Yam chama. — Preciso estar no aeroporto três horas antes.

— Três é um pouco demais — eu digo. — Duas horas é o suficiente.

Nós assistimos enquanto papai tenta pegar Jamie e Jamie se esquiva. A sra. Rothschild o alcança com um braço e planta um beijo na cabeça peluda.

— Nos voos internacionais, você deve estar no aeroporto três horas mais cedo. Eu tenho malas para verificar Ambar.

Kitty não diz nada; está apenas olhando para o outro lado da rua onde todo o drama com o cão se desenrola. Quando papai retorna com Jamie se contorcendo em seus braços, ele diz:

— É melhor sairmos daqui antes que Jamie provoque mais problemas.

Nós três nos abraçamos forte, e Yam me sussurra para ser forte, e eu aceno e, em seguida, ela e papai se foram para o aeroporto.

Ainda é cedo, mais cedo do que eu teria acordado em uma manhã de aula, assim faço para mim e Kitty panquecas de banana. Ela ainda está perdida em seus pensamentos. Duas vezes eu tenho que perguntar se ela quer uma panqueca ou duas. Faço algumas extras e as envolvo em papel de alumínio para compartilhá-las com Simón no caminho para a escola. Lavo os pratos; até mesmo envio um e-mail para Juliana sobre Belleview, e ela escreve de volta imediatamente. A moça que substituía Yam saiu um mês atrás, por isso a hora é perfeita, diz ela. Venha no sábado e conversaremos sobre as suas responsabilidades.

Sinto que finalmente consegui, e me cumprimento. Eu posso fazer isso.

Então, quando entro em escola no frio da manhã de janeiro, segurando a mão de Simón, cheia de panquecas de banana, com um novo emprego e vestindo suéter Fair Isle de Yam que ela deixou para trás, estou me sentindo bem.

Maravilhosa, mesmo.

Simón quer parar no laboratório de informática para imprimir um trabalho de inglês, de modo que é a nossa primeira parada. Ele faz login, e eu suspiro alto quando vejo o papel de parede.

Alguém pegou uma imagem do vídeo do ofurô, de mim no colo de Simón vestindo a camisola vermelha, a barra arregaçada em torno de minhas coxas, e na parte superior se lê AMASSOS MOLHADOS. E na parte inferior – VOCÊ ESTÁ FAZENDO ISSO ERRADO.

— Que diabos? — Simón murmura, olhando ao redor do laboratório de informática. Ninguém olha para cima. Ele vai para a próxima imagem do mesmo computador, com uma legenda diferente. ELA NÃO SABE QUE ENCOLHE no alto. ELE FICA FELIZ COM O QUE CONSEGUE na parte inferior.

Nós viramos um meme.


* * *


Durante os próximos dois dias, a imagem aparece em todo o lugar. No Instagram de outras pessoas, em seus murais no Facebook. Há uma com um tubarão dançando feito no Photoshop. Outra onde nossas cabeças foram substituídas por cabeças de gato. E então aquele que apenas diz BIQUINI AMISH.

Os amigos de Simón do lacrosse acham divertido, mas eles juram que não têm nada a ver com isso. Na mesa do almoço, Pedro protesta:

— Eu nem sei como usar o Photoshop!

Simón coloca a metade de seu sanduíche na boca.

— Tudo bem, então quem está fazendo isso? Jeff Bardugo? Carter?

— Cara, eu não sei — diz Nico. — É um meme. Um monte de gente poderia estar fazendo isso.

— Você tem que admitir, o da cabeça de gato ficou muito engraçado — diz Pedro. Em seguida, ele se vira para mim e diz: — Foi mal, Ámbar.

Eu fico quieta. As cabeças de gato foram do tipo de engraçado. Mas, em geral, não é. Simón tentou rir do primeiro, mas agora estamos há alguns dias nisso e posso dizer que está incomodando. Ele não está acostumado a ser o alvo da piada. Acho que eu também não, mas só porque não estou acostumada com pessoas dando tanta atenção a qualquer coisa que estou fazendo. Mas desde que estou com Simón, elas fazem isso, e eu queria que não fizessem.


Notas Finais


Voltamos com a maratona apesar da Internet não está ajudando muito.
Esse capítulo foi curtinho mas o próximo capítulo compensará. Então me contem, o que acharam? Ámbar não é a única que está tendo dificuldades para lidar com a repercussão que o vídeo está dando. Será que o Simón vai conseguir mesmo deixar essa confusão toda passar em branco?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...