História Pseudolalia - Capítulo 8


Escrita por: e Anonimundo

Postado
Categorias Kuroshitsuji
Personagens Alois Trancy, Bardroy "Bard", Ciel Phantomhive, Claude Faustus, Condessa Rachel Durless-Phantomhive, Mey-Rin, Personagens Originais, Sebastian Michaelis, Vincent Phantomhive
Visualizações 31
Palavras 502
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Um pedido de desculpas e um pedido de compreensão.


Olá, queridos! Aqui quem fala é Aoyagi, o autor principal da fanfic.
Como alguns já devem ter adivinhado pelo título, eu vim dizer que vim fazer uma pausa.
"Mas de novo?"
(Há algum tempo eu também fiz uma pausa, até expliquei o motivo)

Sim! De novo! Por isso, eu peço desculpas. Mas é pelo mesmo motivo de antes e, pra você que é novo aqui e não viu na época, a primeira pausa oficial que fiz foi pelo seguinte motivo: esta fanfic é uma mistura do que me aconteceu por volta de 2016-2017, um pouco de fantasias, expressões artísticas e um toque de fuga. Ou seja, muita dor e dificuldade de encarar tudo de novo, de certa forma.

Quer a real? Ciel sou eu, Sebastian são duas pessoas pela qual eu tive fortes obsessões na mesma época (2016-2017) e Elizabeth (que iria entrar no próximo capítulo) são duas amigas que tenho até hoje, que representaram coisas fortíssimas para mim, desde o 'sadismo' até o encanto e conforto; enfim, muita gente, muitas lembranças, muitos sentimentos... é coisa demais!!!

Além disso, o maior intuito de toda essa geringonça é passar um aprendizado. Desde o conhecimento que eu já tinha e passei a ter depois da desgraçalhada toda até o conhecimento que se passa a ter depois de todas as circunstâncias que passei a apresentar nesta trágica estória que criei. E, para um bom aprendizado, é necessário uma boa disciplina. E se tem uma coisa que combina com disciplina é estabilidade. E se tem algo que não sou, é estável!

Espero que tenham entendido o que eu quis dizer. Se não, lá vai (de novo): Pseudolalia tem uma química muito difícil de se reproduzir, de expressar sempre de forma clara ou secreta o que quero dizer, o que quero passar, o que eu e todas as personalidades que criei passaram/passarão no decorrer das palavras. É difícil ainda relembrar tudo isso, de verdade mesmo. É desgastante, apesar de ser uma boa terapia depois de terminar de escrever e postar. Pra funcionar, eu acabo jogando sal na ferida pra relembrar o que passei na cena que estou a escrever. E olha... dói! Arde feito o inferno. Já chorei muito depois de cada postagem, é ainda muito fresco na memória.

Eu também andei passando umas situações complicadas, mas quando isso for de fato relevante, talvez eu diga ou transforme em arte.

Quer saber? Eu conto: estou criando um projeto. Uma nova fanfic. Algo leve, gostoso e visualmente bonito.

Ainda tem o meu lance, minha marca registrada: complexidade humana e polêmica (?), caso isso tenha lhe interessado.

Bem, cá estou eu e talvez você que pulou todo esse lenga lenga: eu vou dar uma pausa e perder o compromisso com Pseudolalia. Mas se gostou do meu trabalho até aqui, fique ligadinho em minhas notificações que talvez nas próximas semanas (ou dias, tirei folga prolongada) eu já poste um prólogo!

Quem gostou, bate palma. Quem não gostou, paciência! Caixão e vela preta pra você, amadx.

Beijão grego e até mais!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...