História Psicho Mind - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Emoções, Psicopata, Sentimentos
Visualizações 16
Palavras 547
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Adultério, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


História baseada em fatos reais. Afinal, aconteceu comigo...

Capítulo 1 - Feelings...


Olá.

Primeiramente, sou Matheus. E estou aqui para contar a minha história de como acabei atrapalhando um caso. Fazendo uma história a três... Ela, o namorado e... Eu.

 

Em 13 de dezembro de 2014, tive minha ultima participação em um RPG de Harry Potter via Whatsapp. Onde conheci uma garota legal, uma ótima amiga. Mas nunca senti nada por ela. Então depois de um tempo, ela me apresentou a um amigo. Que também não senti nada por ele, embora ele fosse um cara bem legal. Esse amigo me apresentou uma amiga e foi ai que começou o problema...

 

Tenho 18 anos, ela 16.

Somos amigos há dois anos e recentemente nossa amizade tem evoluído. O que nunca devia acontecer. Já que o normal sou eu não sentir nada por ninguém.

Retrocedendo um pouco a história.

No começo do ano, fui me tratar em um psicólogo, devido a uma fobia que eu tenho. Após dois meses de tratamento, descobrimos que eu sofro de psicopatia.

Alguns exames foram requisitados e foi constatado que a parte do meu cérebro, responsável por assimilar e interpretar sentimentos e algumas sensações não foi formado durante a gestação. O que descarta qualquer probabilidade de eu ter empatia, remorso ou culpa.

Ainda assim, concordei com o psicólogo quando ele sugeriu que eu estudasse e tentasse entender alguns sentimentos. Pelo menos os mais básicos (alegria, tristeza, orgulho e inspiração), mas que seria realmente difícil tentar entender o amor. Já que o mesmo é o sentimento mais complexo da mente humana. Aceitei e em 4 de março de 2018 começamos a rotina de aprendizado.

De uns dias para cá, eu tenho mantido um contato mais regular com ela e não entendo o que está acontecendo. Estou sentindo coisas que não estão de acordo com o que eu aprendi.

Sinto orgulho de tê-la como amiga. Mas acho que o nome é ambição, quando quero mais do que tenho, certa? Sinto medo de perdê-la. Embora já esteja mais que acostumado com pessoas vindo e indo. Que sem deixar um adeus, somem da minha vida, e ainda assim não sinto nada por eles. Amigos de infância, parentes que morreram. Nunca senti nada por ninguém. Mas agora, tão repentinamente...

O que está acontecendo comigo. Já tentei matar esses sentimentos dentro de mim e focar em continuar a rotina de aprendizado para tentar simular sentimentos pequenos... Mas o que sinto é grande e mexe comigo, brinca com a minha mente. Torna turvo o meu modo de ver a vida...

Hoje, perguntei a ela o que sou ela disse que um amante... Não sei se isso é bom, mas acredito que seja errado!

Bom... Apenas gostaria de deixar isso registrado, para que futuramente eu ou meus futuros sobrinhos possamos ler e entender o quão complicado é sentir...

Agora vou à cozinha, tomar um café, olhar os pássaros cantar e atirar em um para através do remorso que não existe me dizer que os demais sentimentos também não. Voltar e começar a aprender todos do zero.

E talvez então, aquele casal possa ser feliz se eles se preocuparem mais com eles e eu voltar a ser um bom psicopata e me preocupar somente comigo.

"Zhklik... Click click... PAHFFFF".

Hahahaha... Mas que patético. Se um morre os outros vão para longe. Ninguém escapa a morte!


Notas Finais


Agora vocês sabem quem sou... até breve!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...