1. Spirit Fanfics >
  2. Psicóloga pervertida >
  3. Capítulo 2

História Psicóloga pervertida - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Volteii gente.
Boa leituta biscoitos😙❤❤

Capítulo 2 - Capítulo 2


Será que se eu disfarçadamente desabotoar os botões ele vai perceber? Não! Foco Miah. Foco! Tadinho do rapaz, ele está todo tímido e você aí dando uma de pervetida.

-Jungkook, não precisa ter medo de falar eu não mordo -mas se você quiser eu deixo você me morde.

-e-eu...- ele respira fundo e solta- EU TENHO MEDO DE MULHER!

Medo? De mulher? Meus planos de transar com ele foram por água abaixo.

Eu preciso parar, preciso ajudar ele. Não ficar me imaginando sentando nele.

-está querendo me dizer que você não gosta de mulher, é isso?-não , ele não pode ser gay. 

--n-não. Eu gosto de mulher. Veja bem, terminei recentemente com minha ex. Ela disse que eu não tinha pegada. Por mais que eu estivesse excitado, eu não conseguia toca-la. Eu sou muito tímido. E medroso. É. Eu tenho medo de mulher.

Estou ouvindo tudo atentamente. 

Ótimo. Eu só pedi um homem pra transar. E o senhor me manda um gostoso pra cacete, que tem medo de tocar em uma mulher.

Aí está o problema: eu quero ser tocada!

-bom, Jungkook. Isso é comum em alguns homens. Seu caso não é tão difícil assim. Você só precisa da parceira certa, com ela você irá descobrir coisas, e também perde seu medo. Você é firgem?- não menti sobre a parceira. Em nenhum momento, pensei que eu poderia ser a parceira. Agora eu estou pensando em ser.

-oh não! Eu não sou mais virgem-diz ele um pouco tímido com um sorriso no rosto. 

Maldita hora de colocar essa lingerie vermelha. Fico imaginando ele babando só de me ver com ela. 

Ah meu good! Estou excitada.

-se não é virgem, porque tem medo de tocar em mulheres?- pergunto voltando com a minha postura de psicóloga.

-perdi minha virgindade aos meus 17 anos. Acho que depois disso eu fiquei com medo de tocar em mulheres.

-você quer me contar sobre isso?

-não. Eu não me sinto pronto pra falar. É algo...algo que....só não me sinto pronto.

Ele fixa o olhar em algum canto da sala. Nessa primeira vez dele tem coisa.

-Jungkook.-ele volta o olhar pra mim.- não precisa ter medo de falar. Sou sua psicóloga, mas também posso ser sua amiga. Oque você falar aqui vai ficar aqui. E no que precisar pode vir se consultar comigo. Estou aqui para ouvir seus problemas,  e achar soluções para ele- 

Nossa. Eu realmente falei isso? Não tive nenhum pensamento impuro. Relmente estou disposta ajudá-lo. No que for preciso.

-obrigado doutora. Com o tempo eu posso me acostumar com isso-ele sorrir de canto.

Ok. Para se não eu vou ter um ataque. Estou mesmo desesperada por sexo e você faz isso? Ficar me atiçando não dar certo não. 

-não ah de que. Bom, sua consulta acabou, se quiser volte amanhã.-me levanto indo em direção a porta.

-doutora espere- diz ele parando na minha frente. 

-obrigada-e me abraça. Meu Deus, que braços forte. O calor do seu corpo está me fazendo ter pequenas faíscas. Retribuo o abraço. 

-obrigada pelo oque? Eu sou sua psicóloga estou aqui para entender você.

-sinto que posso confiar em você. Mais uma vez obrigada- ele beija minha bochecha, quase encostando no canto da minha boca.

EU TÔ COM UM FOGO QUE NÃO É MEU! Estou molhada, que efeito é esse. Eu preciso transar com esse homem.

Ele sai da sala com uma expressão diferente da que chegou. Ele está mais animado.

Estou parada na porta e vejo ele cumprimentando Cyda, minha secretária.

-menina me conta tudo. Não esconda N-A-D-A.- deixo ela entrar e sentar no sofá em que Jungkook estava.

-que HOMEM cyda!  Ele falando dá até vontade de gozar. Quase que eu pulo em cima dele. Me arrependi da não desabotoar os botões. 

-eu disse. Homem assim não é pra deixar escapar. 

Ele deu em cima de você?

-não. Em nenhum momento ele olhou  os meus peitos, não insinuou nada. O tempo todo ele estava olhando no fundo dos meus olhos. E ele tem um olhar.....cyda, nem me concentrei direito com aqueles olhos. Fiquei imaginando ele me olhando enquanto eu gozava com ele dentro de mim

-uuuuu eu disse que ele é gostoso cara. Devia tentar né doutora peituda.

-pior que não.

-por que? 

Pensei em contar pra ela sobre seu medo de tocar mulheres. Mas eu prometi que não ía. Também,  se eu contasse ela ía dizer dizer apenas para duas pessoas: Deus e o mundo. Conheço a língua dessa garota.

-esquece. Bom preciso ir.- digo pegando a minha bolsa.

-ué? Não vai almoçar comigo?

-depois dessa consulta com o gostosão, eu vou no sex shopping compra brinquedos.

-finalmente. Pensei que você nunca ía. Vai naquele que eu te disse?

-sim eu vou. Quer me acompanhar? Depois a gente pode almoçar.

-ok peituda. Vou com você. Até porque eu estou precisando de brinquedos novos.

Rimos. A gente super combina. Graças a aquele babaca do ex dela eu a conheci.

Ela veio se consultar comigo quando estava passando momentos difíceis no relacionamento. Depois de tantas consultas, nos tornamos amigas. 

Dei coragem à ela para terminar com o ex. Depois à convidei para trabalhar comigo.

Ela sempre me ajudou em questão de homens. Ficava puta da vida quando ela jogava algum pra cima de mim. Mas agora sinto vontade de beijar seus pés por colocar Jeon Jungkook em minha sala.

Vou comprar uma lingerie nova pensando nele, um ou dois brinquedinhos pensando nele, e, vou usá-los pensando nele.



Notas Finais


Uuh gente. Ela é surper eu.
Não sejam leitores fantasmas. Comentem se gostam ou não.
Se quiserem dar ideias, estou aceitando.
Beijos da Mia😙❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...