História Psicopata 2 - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Candice Swanepoel, Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Candice, Jenna, Justin, Psicopata
Visualizações 117
Palavras 1.149
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus amores! Não consegui postar no fim de semana como havia dito porque saí todos os dias, tentando aproveitar meu último fim de semana de férias. Mas estou de volta agora com um capítulo, que, mesmo que pequeno, seja uma introdução ao que vai acontecer em breve. Justin e Jenna vão começar a se desenrolar. Enfim, é isso. Espero que gostem, boa leitura!
Agradeço à bitchcraft (fairy edits) pelo bc <3

Capítulo 7 - Company


Fanfic / Fanfiction Psicopata 2 - Capítulo 7 - Company

"It ain't about the complications, I'm all about the elevation. We can keep it goin' up, oh, don't miss out on us. Just wanna have a conversation, forget about the obligations. Maybe we can stay in touch, oh that ain't doin' too much. You ain't gotta be my lover for me to call you babe. Never been about no pressure, ain't that serious no. Can we, we keep, keep each other company. Maybe we, can be, be each other's company." (Justin Bieber  – Company)

Justin’s Point Of View

New York, NY

March, 2016

Assim que deixo Jenna, volto para casa, sentindo-me extremamente cansado, mas feliz que tudo deu certo. Subo para meu quarto e encontro Amanda deitada em minha cama, vestindo apenas um conjunto de calcinha e sutiã.

▬ Isso tudo é pra mim? – dou um sorriso sacana, vendo ela sorrir de volta.

▬ Sim, mas você vai tomar um banho primeiro, porque eu já estou bem cheirosa pra você.

Dou-lhe um selinho demorado e vou em direção ao banheiro. Como não quero demorar muito no banho, ligo apenas o chuveiro, não me importando em encher a banheira. Tomo um banho rápido e me seco, vestindo apenas uma cueca.

Saio do banheiro e vejo que Amanda ainda está deitada na cama. Vou em sua direção, beijando sua boca lentamente. Em pouco tempo, a intensidade dos beijos aumentam e logo nossas pequenas peças de roupa estão jogadas no chão.

Fazemos amor por algumas horas e depois a garota deita no meu peito. Faço carinho em seus cabelos e ligo a televisão para que possamos assistir a um filme. Antes que eu possa escolher um na Netflix, Amanda chama minha atenção dizendo:

▬ Sabe no que eu estava pensando quando você foi levar Jenna? – nego, curioso para saber o que ela dirá em seguida. – Parece que a relação de vocês dois não é muito forte. O que foi que aconteceu entre vocês?

▬ Nós brigamos e foi por isso que ela foi embora. Apenas uma briga exagerada entre irmãos. – minto. – Acho que ela ainda tem ressentimentos.

▬ Eu acho que sim. Mas não acho que isso seja bom pra vocês. Você sabe o quanto eu valorizo a família e acho que você deveria se manter sempre perto da sua, para não deixar a fama lhe subir à cabeça. – eu assinto, tentando entender aonde ela quer chegar. – Você deve colocar a família sempre acima de tudo. Por isso, acho que vocês dois deveriam viajar. Talvez levarem seus pais, eu não sei. Mas ficarem mais tempo juntos para se aproximarem novamente. O que você acha?

▬ Eu não sei. – reflito um pouco sobre o assunto. – E você, não vem com a gente?

▬ Você sabe que eu preciso trabalhar, baby. – ela me dá um selinho. – Além do mais, seria uma viagem em família e eu não quero impedir vocês de se reconectarem.

Se Amanda soubesse o que realmente aconteceu comigo e com Jenna, ela não estaria falando isso. Entretanto, isso nunca mais vai acontecer e eu preciso me reconectar com Jenna. Por isso, eu acho que talvez seja uma boa ideia. O difícil vai ser convencer Jenna disso também.

Jenna's Point Of View

Entro em meu quarto e me dispo rapidamente, entrando em baixo do chuveiro. Sentindo a água morna cair em minhas costas, lembro-me da grande banheira de Justin e rio, pensando em quão diferentes são nossas vidas.

Saio do banho e visto um top com uma saia curta, calçando um sapato de salto alto. Bennett me entrega a chave do quarto e eu vou, surpreendendo-me ao ver Michael sentado na cama.

▬ Pensei que não voltaria mais. – se ele não estivesse completamente focado em mim, não teria entendido o que eu disse.

▬ Eu sempre volto para você, Jenna. – ele se levanta e segura minhas mãos. – Me perdoa, eu sei que eu fui um idiota.

▬ Você foi mesmo. Mas eu fico feliz que tenha voltado.

Michael me levanta e me prende em seu abraço. Eu me sinto amada novamente, como se o mundo voltasse a se colorir. Já não penso mais em Justin beijando Amanda. Nesse momento, Michael é tudo que eu preciso.

Começamos a conversar sobre inúmeros assuntos e, quando eu vejo oportunidade, digo algo que tenho vontade desde que fui na casa de Justin pela primeira vez:

▬ Michael, eu quero ir embora daqui.

Fiquei anos presa nesse lugar, saindo apenas para comprar roupas e ir resolver pendências. No dia em que dormi na casa de Justin pela primeira vez, me lembrei como era ser livre e desejei ter essa vida de volta. Mas não quero ficar na casa de Justin alimentando sentimentos por ele. Michael é minha única opção.

▬ Você quer? Eu posso te tirar daqui agora. Você pode ficar na minha casa quanto tempo quiser, sabe que é bem vinda.

▬ Eu sei, e te agradeço por isso. – beijo sua bochecha. – Mas preciso de um mês para poder resolver o que preciso aqui. Você sabe como Bennett é problemático e não vai me deixar sair daqui tranquila.

▬ O tempo que você precisar, Jenna. Eu só quero te ver longe daqui.

[...]

No dia seguinte, acordo pensando em como sair desse local sem arrumar briga com Bennett. Essa ideia ocupa meus pensamentos a manhã inteira, até que eu recebo uma mensagem de Justin dizendo que precisa me ver. Peço para que ele marque um horário comigo à noite, já que eu não posso ficar saindo sem dar satisfações para meu chefe.

Às sete da noite, entro no quarto e encontro Justin sentado na cama, parecendo nervoso. Ele me dá um abraço rápido e fica em silêncio até que eu diga:

▬ Então, o que te traz aqui?

▬ Bom, eu estava conversando com Amanda e ela teve uma ideia muito boa. Ela disse que precisamos nos reconectar, o que eu concordo, e sugeriu que fizéssemos uma viagem juntos. Talvez junto com nossos pais. Eu liguei para eles e perguntei o que eles achavam e eles disseram que preferem não ir. Acham melhor que façamos uma viagem entre irmãos, para resolver todos os nossos conflitos.

▬ Você sabe que eu não posso viajar, Justin. Bennett não me deixa sair daqui sem que ele esteja recebendo por isso.

▬ Você sabe que dinheiro não é problema pra mim. Não que eu queira te comprar, não me entenda mal, mas eu não ligo de gastar dinheiro para ter bons momentos com a minha irmã. Posso dar a ele duzentos mil para que possamos viajar por duas semanas. E então, o que me diz?

Reflito um pouco sobre o assunto. Eu não quero o dinheiro de Justin, mas seria uma boa maneira de fazer Bennett me deixar sair daqui sem confusão. E até que não seria ruim passar algum tempo com meu irmão, por mais que eu ainda me sinta dividida sobre meus sentimentos por ele.

▬ Vamos viajar, Bieber. 


Notas Finais


E então, o que acharam? O que acham que vai acontecer nessa viagem? Sei que o capítulo ficou pequeno e meio chatinho, mas o próximo vai ser melhor, eu prometo. Pretendo postar na próxima quinta, talvez antes se eu conseguir escrever. É isso, espero que tenham gostado, não deixem de comentar. Beijos e até mais <3
Cronograma: https://docs.google.com/spreadsheets/d/14W69a27Bx-KODNY_U2K8qVzb8HMqcSntqaqjG1nnsI8/edit


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...