História Psicopata Fora De Controle - JungKook - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Namjoon Jin Psicopata, Suga, Yoongi
Visualizações 159
Palavras 3.362
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


GENTE, NÃO SEI SE VOCÊS JÁ OUVIRAM I NEED U DO BTS, NO PIANO, MAS É MUITO BOM. VAI TER UMA PARTE DO CAPITULO, QUE O JUNGKOOK TOCA, E RECOMENDO QUE VOCÊS OUÇAM, PARA ACOMPANHAR AS EMOÇÕES. QUEM NÃO GOSTAR, É SÓ OUVIR A VERSÃO ORIGINAL MESMO.

Capítulo 14 - Dor


Fanfic / Fanfiction Psicopata Fora De Controle - JungKook - Capítulo 14 - Dor

Alice On*

Peguei minhas roupas e as vesti, depois saí andando com Jimin para um passeio. Sua companhia é agradável, apesar de nossa discordância a respeito de Jungkook e Kylie. Seus pensamentos perto de mim são intensos. Ele nota cada movimento meu e parece fazer uma pequena lista mental.

Sorri ao ler seus pensamentos confusos, e intensos. Ele me fitou sem entender. Jimin não sabe que posso ler seus pensamentos, e prefiro deixar assim, quero saber o que ele pensa sobre mim. Não gosto que as pessoas escondam seus pensamentos de mim, mas quando sabem do meu dom, é o que elas mais fazem.

Jimin: podemos passar na minha casa?-perguntou um pouco baixo.

Alice: claro, mas por quê?-perguntei ainda admirando a paisagem, antes que pudéssemos chegar ao seu carro.

Jimin: você quer dar uma volta, não quer?-perguntou e eu apenas o fitei. –não vou desse jeito!-apontou para as próprias roupas. Ele não estava feio, apenas não estava como sempre costuma estar. Esbanjando Luxo.

Alice: se insiste...-digo sem dar muita importância e entro em seu carro com minha velocidade sobrenatural.

Os olhos de Jimin se arregalam e ele fica confuso. Seus pensamentos se embolam, mas logo ele lembra a si mesmo o fato de que sou vampira.

“Ela é uma vampira! Sempre me esqueço! Isso é normal...”

Ele entra no carro e seguimos para sua casa. Espero um pouco, sentada no sofá, observando cada mínimo detalhe da casa de Jimin. O que Kylie diz ser, mansão, por conta do tamanho. É um pouco maior que a minha. Não entendo porque ele tem uma casa tão grande, se mora sozinho, mas como eu disse anteriormente, Esbanjando Luxo. É assim que ele gosta de ser.

Devo confessar que a decoração é muito bonita. Nada muito mórbido e velho. Tudo é muito moderno. A tecnologia está presente em todo lugar.

Sorri ao lembrar do pensamento que Kylie teve, ao entrar em minha casa pela primeira vez. Ela imaginou que tudo seria mórbido e velho. Imaginou uma casa de vampiros dos filmes, mas aquilo é pura idiotice, comparado a realidade. Os vampiros sempre gostaram de coisas novas e são muito ambiciosos. Dinheiro é o que não lhe falta. Como fui abandonada naquela clinica, ao sair eu não possuía dinheiro nem para comprar um refeição humana de baixo preço. Eu não tinha dinheiro para nada, mas com as minhas habilidades, construí um lugar do qual tenho muito orgulho e que me dá muito lucro. Uma Escola De Artes, chamada Morgan Artes.

A escola não é apenas meu sustento, é um lugar que eu quis criar para ser minha fonte de renda. Muitos vampiros escolhem investir em empresas e ser empresários. Mas, o motivo para eu escolher ter uma escola de Artes, era para que as crianças pudessem ter uma alegria, pudessem desenvolver seu lado artístico e não pensar em problemas de adultos. Não quero que as crianças sofram por um mundo que conhecem superficialmente.

Eu desapareci para construir o meu império. Minha escola é uma das mais famosas de Seul, apesar de tudo, muitas pessoas não sabem que eu sou a dona. O BTS mesmo, não sabe de quê eu vivo, eles não me viam há um bom tempo.

Ouço passos na escada. Jimin. Ele já está pronto. Observo um quadro na parede, o que me faz não ter a visão de Jimin, mas percebo que ele senta no sofá e me viro para fita-lo. Pensamentos estranhos se passam em minha cabeça, ao vê-lo. Ele está incrivelmente sexy. Veste uma calça vermelha colada, uma blusa preta e um casaco bege com algumas estrelas discretas. Ele está com lente, o que leva meus olhos a encararem os seus. Depois meu olhar desce para o seu pescoço, onde consigo sentir mais profundamente o cheiro de sua pele. O pescoço. Uma área frágil. Aprendam uma coisa: nunca deixem seu pescoço à mostra para um vampiro. Ele pode te matar apenas por ali.

Consigo ouvir o coração de Jimin. Ele não está muito nervoso, mas parece ansioso com algo.

Alice: vamos?

Jimin: onde quer ir?-perguntou me analisando.

Alice: não sei, quero simplesmente andar por ai e respirar um pouco. Podemos ir a um café!-dou a sugestão e ele sorri.

Jimin: você é bem confusa! Mas, ok! Vamos a um café!

Ele finalmente levanta-se para irmos e eu o sigo.

Chegando ao centro, Jimin e eu saímos do carro para andar um pouco pela praça, antes de chegar ao café. Enquanto estamos andando pela praça, minha vista capita duas pessoas conhecidas. Cristian e Luke.

Sinto o Sol, um pouco quente, de Seul, bater em meu rosto. Meus olhos estão um pouco cegos pela claridade, mas mesmo assim, consigo ler os pensamentos deles. Paro bruscamente e Jimin não entende. Eu apenas faço sinal para que ele se cale.

Observo os dois e me aproximo mais um pouco, ainda assim, em uma distancia segura, apenas para conseguir ler seus pensamentos. O que leio, é o suficiente para sair dali às pressas, para poder pensar em um plano.

Jimin corre atrás de mim, sem entender o que está acontecendo. Ele grita por mim, mas eu continuo. Até cair em mim.

Jimin: Alice!-ele grita. –Alice! Espere!-eu finalmente paro e ele se aproxima. –o que aconteceu? Eu fiz alguma coisa?-pergunta confuso. Me sinto mal por ele pensar que o problema é com ele. Quando na verdade, não é.

Alice: eu preciso ir!-digo e quando me viro, ele segura meu pulso. Olho para o mesmo rapidamente, ao sentir o toque da sua pele.

Jimin: por favor! Me diga o que foi!-seus pensamentos ainda continuam o amaldiçoando. Ele pensa mesmo que é algo com ele.

Em um impulso, junto meus lábios com os seus e depois de sentir o tremer de seu corpo, e o afrouxar de sua mão, saio mais veloz que um piscar de olhos. Sabia que isso deixaria Jimin confuso e em choque, mas eu só queria que ele me soltasse rapidamente e sabia que ele ficaria desse jeito, por isso fiz.

Cheguei o mais rápido possível em casa, invadindo o quarto de Kylie, onde a mesma estava deitada, assistindo séries e bebendo sangue de uma bolsa. Olhei para ela, ainda eufórica. A mesma não me fitou de imediato.

Kylie: você sabe que eu prefiro fresco, mas não queria matar ninguém hoje!-disse ainda com os olhos na televisão.

Enquanto tentava controlar minha respiração, seus olhos vieram de encontro aos meus.

Kylie: Alice? O que aconteceu? Você está bem?-perguntou levantando e em piscar, estava em minha frente.

Ao ler seus pensamentos, descobri algo que atrapalharia ainda mais meus planos. Merda!

Alice: você falou com o Jungkook hoje?-perguntei com a voz firme e já começando a ficar irritada.

Kylie me encarava sem entender, e com um enorme ponto de interrogação em seu rosto.

Kylie: sim, eu falei!

Alice: discutiram?-perguntei com os dentes cerrados. Ela apenas assentiu.

Em um movimento rápido, e de raiva, fui até a instante que ficava perto da janela, pegando um vaso de vidro e jogando o mesmo contra a parede. O que fez um enorme barulho de vidro quebrado, que ecoou em nossos ouvidos.

Kylie já estava assustada e me fitava nervosa.

Kylie: ALICE! POR FAVOR!-gritou desesperada. –me diga, o que aconteceu?-perguntou já com a respiração irregular.

Alice: VOCÊ TEM IDEIA DO QUE FEZ? VOCÊ TIROU SUA CHANCE DE PROTEÇÃO, KYLIE!-disse e ela arregalou os olhos. Fui em direção a mesma e agarrei seu pescoço, jogando-a na cama e subindo em cima dela, para mantê-la quieta. –VOCÊ CONVERSOU COM O CRISTIAN, MAS SABE QUAL É A GRANDE NOVIDADE? ELE NÃO TE OUVIU E NÃO SE IMPORTA COM O QUE DISSE A ELE, ELE AINDA TE QUER! E VAI FAZER O QUE PRECISAR PARA TE CONSEGUIR! ELE TEM UM PLANO, KYLIE! E SE ELE CONSEGUIR EXECUTAR, NÃO VAI SER TÃO FACIL ASSIM DE TE SALVAR!-disse olhando em seus olhos. Ela tremia com a velocidade e ferocidade da minha voz.

Kylie: o-o quê?-perguntou ainda processando tudo. –ele não vai parar?

Alice: NÃO!-sinto a raiva sair e uma pequena tranquilidade me invadir. Kylie estava usando seu poder em mim. estava funcionando perfeitamente.

Saio de cima dela e começo a andar de um lado para o outro do quarto, passando a mão em meus cabelos.

Alice: me conte! Me conte exatamente o que aconteceu! O que você e o Jungkook conversaram?

Kylie: ele estava me seguindo. Ele me queria de volta. Queria que eu voltasse para a casa dele. Eu falei mais do que devia e...acabei chamando-o de psicopata. –meus olhos se arregalam e eu sinto o ódio querer me invadir novamente, mas Kylie me controla.

Alice: PARE DE ME CONTROLAR!-grito tentando fazê-la parar, mas não sou ouvida.

Kylie: eu não sabia que ele ficaria daquele jeito, tá bom? Eu não sabia que ele se ofenderia tanto! Não sabia que ele se sentiria mal! Achei que psicopatas não sentissem!-disse rápido e nervosa.

Alice: E QUAL REAÇÃO VOCÊ PENSOU QUE ELE TERIA? ELE TEM SENTIMENTOS POR VOCÊ, KYLIE! APENAS POR VOCÊ! TUDO O QUE VOCÊ DISSER É LEI E PODE FERÍ-LO INCRIVELMENTE!-gritei e ela passou a mão em seus cabelos. Vi seus olhos ficarem marejados.

Kylie: não me faça me senti ainda mais mal, do que já estou!-disse e passou as mãos no rosto.

Alice: você o magoou! Jungkook é imprevisível! O que faremos agora? Você provocou a ira e a tristeza dele!

Kylie: você disse que ele não me machucaria!

Alice: VOCÊ ACHA MESMO QUE ISSO VALE AGORA?-vi uma lágrima cair de seus olhos, ao me ouvir gritar.

Kylie: o que o Cristian vai fazer?-perguntou com a voz fraca.

Alice: ele vai tentar recuperá-la!-falo em um tom mais normal, mas ainda firme. –vai fazer de tudo para consegui-la de volta! A única chance que teríamos, era de você sair daqui e ir para a casa do Jungkook! Ele sabe onde você está agora e vai tentar te pegar!

Kylie: quando?

Alice: não sei! Mas deve ser breve!

Kylie: ainda devo ter algum tempo para me redimir com o Jungkook....

Alice: você acha que é fácil assim? Você não o conhece! É o Jungkook! Ninguém o magoa e depois...-paro um pouco e penso. –mas, por ter sentimentos por você...pode ser que...ele aceite. –digo pensando melhor.

Me aproximo dela e me abaixo ficando um pouco menor que ela, que está sentada na cama. Pego suas mãos geladas como as minhas.

Alice: Kylie, preste atenção!-digo olhando em seus olhos. –você vai precisar se aproximar do Jungkook agora. E estar disposta a conhecê-lo de coração! Você entende, não é?

Kylie: sim! Eu farei!-ela diz e um sorriso se forma em meus lábios.

Alice: ele vai tentar te proteger!

Kylie: mas o Jungkook não é um vampiro!

Alice: por isso eu disse “tentar”!-suspiro. –infelizmente, sendo um humano, o Jungkook não pode fazer muito por você. Embora seja um psicopata, ele não é tão forte quanto um vampiro! Por isso, você precisa da proteção dele, mas também precisa protegê-lo. Trate-o como se fosse seu. Seu Jungkook. –ela olha em meus olhos, processando atentamente, cada coisa que digo.

Preciso me alimentar, então saio do quarto de Kylie e vou procurar alguma bolsa de sangue para poder beber.

Alice Off*

Jimin On*

Depois que Alice me beijou, eu fiquei completamente em choque. Não sabia o que fazer. Meus pensamentos sobre ela já estavam estranhos, mas depois do beijo, se tornaram mais intensos. O que é isso?

Jimin! O que está acontecendo com você? Você só fica com as garotas! Só fode com elas e depois as larga! Você não é de se apegar! Você não gosta de relacionamentos! O que essa garota vampira está fazendo com você?

Saio do meu transe, ao sentir meu celular vibrar no bolso. Olho e vejo o nome de Jungkook no visor. Ao atender, nossa conversa é breve e ele avisa que hoje, eu e os hyungs iremos dormir na casa dele. Ele convidou todos nós.

Ao desligar a chamada com Jungkook. Ando pelas ruas ainda meio sem jeito e perdido. Meus pensamentos não saem da garota dos olhos claros, que acabou de me beijar. Por que estou pensando tanto nela?

Balanço minha cabeça, na tentativa de expulsar os pensamentos, que insistem em permanecer. Preciso ir em casa e buscar minhas roupas, não posso ficar aqui pensando nisso!

Entro em meu carro e vou para casa, pegar algumas roupas para ir a casa de Jungkook.

Chego a casa de Jungkook e a empregada abre a porta. Adentro e sigo para o corredor dos quartos, até que ouço o famoso piano. Sim, Jungkook sabe tocar piano. Paro encostado na porta, olhando ele tocar uma música triste. Conheço bem a mesma, é do nosso grupo, BTS. A música se chama I Need U. Acho que resume bem o que Jungkook está sentindo no momento. Ele precisa da Kylie. Nunca o vi assim. Ele toca como se colocasse todos os seus sentimentos naquilo. É emocionante de ver. Confesso.

Fico observando ele tocar. Ele ainda não me viu, mas a melodia me faz lembrar do beijo que recebi de Alice. Até seu nome em meu pensamento, soa doce. O que estou pensando?

I Need U - Eu Preciso de Você

Caindo (tudo está)

Caindo (tudo está)

Caindo (tudo está) desabando

 

Caindo (tudo está)

Caindo (tudo está)

Caindo (tudo está) caindo

 

Você me destrói assim

Eu vou parar, não quero mais você

Eu não consigo mais fazer isso, que merda

Por favor, não me peça mais desculpas

 

Você não pode fazer isso comigo

Cada palavra sua é como um tapa-olho

Escondendo a verdade e rasgando-me

Me corta, me faz louco, eu odeio tudo

Leve tudo embora agora, eu te odeio

 

Mas, você é o meu tudo, você é o meu

Tudo, você é o meu

Tudo, você é o meu

 

Por favor, vá embora daqui, huh!

Desculpa, eu te odeio

Eu te amo, eu te odeio

Me perdoe

 

Eu preciso de você, garota

Por que eu me apaixono e

digo adeus sozinho?

Eu preciso de você, garota

Por que eu preciso de você mesmo sabendo que vou me machucar?

 

Eu preciso de você, garota, você é linda

Eu preciso de você, garota, você é fria

Eu preciso de você, garota, eu preciso de você, garota

Eu preciso de você, garota, eu preciso de você, garota

 

Isso vai e volta, por que eu continuo voltando?

Eu vou baixo e baixo, eu sou um completo idiota

Eu tentei de tudo, mas não consigo ajudar

Isto está em meu coração, mente e emoção

 

Mas, eu não escuto as minhas palavras

Murmuro de novo, eu murmuro de novo

Murmuro de novo, eu murmuro de novo

Você não diz nada, eu irei te tratar bem, por favor

O céu está azul novamente, o céu está azul novamente

 

O céu está azul, o sol brilhante está

Então, você pode ver, claramente, minhas lágrimas

Por que eu amo você? Por que você?

Por que eu não consigo te deixar?

 

Eu preciso de você, garota

Por que eu preciso de você mesmo sabendo que vou me machucar?

Eu preciso de você, garota

Por que eu preciso de você, mesmo sabendo que você me machuca?

 

Eu preciso de você, garota, você é linda

Eu preciso de você, garota, você é fria

Eu preciso de você, garota, eu preciso de você, garota

Eu preciso de você, garota, eu preciso de você, garota

 

Garota, me diga adeus de vez

Garota, me diga que não era amor

Eu não tenho coragem

 

Por favor, me dê um ultimo presente

Me deixe, nunca mais voltarei de novo

Eu preciso de você, garota

Por que eu preciso de você

Mesmo sabendo que vou me machucar?

Eu preciso de você, garota

Por que eu preciso de você, mesmo sabendo que você me machuca?

 

Eu preciso de você, garota, você é linda

Eu preciso de você, garota, você é fria

Eu preciso de você, garota

 

Eu preciso de você, garota (eu preciso de você, garota)

Eu preciso de você, garota

Jungkook para de tocar e ao se virar, ele me vê, levando um susto.

Jungkook: há quanto tempo você estava ai?

Jimin: o suficiente para ouvir a música!-digo saindo do meu transe. –por que nos chamou de repente?

Jungkook: só faz tempo que não nos reunimos...-disse passando por mim, mas eu conheço quando ele está mentindo.

Jimin: eu sei que você não me ama tanto assim, Kookie, a ponto de fazer isso!-coloco um sorriso sarcástico no rosto. –conta o verdadeiro motivo, logo!

Jungkook: melhor você parar de beber!-disse e foi em direção ao seu quarto. Eu o segui. –já deixou suas coisas no Clube do BTS?

Jimin: não!-disse saindo e me dirigindo ao quarto em que sempre nos reuníamos. O qual Jungkook chama de Clube do BTS.

Voltei ao quarto de Jungkook, onde o mesmo pegava alguns jogos para jogarmos mais tarde.

Jimin: vou comprar algumas bebidas! Já volto!-disse e saí sem esperar resposta. Ele não iria me contar o que aconteceu e eu precisava esfriar a cabeça, não ficar calado e pensando no que não devia.

Jimin Off*

Jungkook On*

Fiquei constrangido por Jimin me ver tocando I Need U, no piano. Sei que é o Jimin e sempre me sinto a vontade com ele, mas desta vez, me senti desconfortável como se ele pudesse ter visto minha alma, enquanto tocava. Porque eu estava tocando com ela. Uma parte minha, a parte que gostava de Kylie, chego até a arriscar que a ama, estava tocando e chorando pelas palavras que ela me disse. Coloquei meus sentimentos, mesmo poucos, naquela música no piano.

Tocar aliviou minha dor. O som da voz dela se repetia em minha cabeça, me chamando de psicopata.

Decidi tocar novamente. Dessa vez fui interrompido por uma voz conhecida.

Suga: por que tanta dor?-ele perguntou com sua voz meio suave, de sempre. Enquanto me fitava parado na porta. Diferente de Jimin, ele não ficou só observando. Ele quer saber.

Talvez por Suga ser mais velho que eu, me sinto mais confiante com ele. Mas não é só isso, ele me transmite confiança.

Suspiro enquanto olho para o hyung, que espera paciente minha vontade de explicar.

Jungkook: me sinto mal, hyung...

Suga: tem a ver com a garota, não é?-balanço a cabeça positivamente. –o que aconteceu?

Jungkook: ela me disse umas coisas cruéis...-não esperava aquela reação do hyung. Ele apenas arqueou uma sobrancelha, mas não colocou nenhum sorrisinho debochado no rosto, como eu sabia que qualquer outro faria se eu falasse aquilo. Esse é um dos motivos para eu confiar tanto nele. –sabe hyung, não esperava que aquilo fosse me afetar tanto quanto afetou. Não sabia que uma garota, apenas uma, poderia me fazer sentir tanta...-não consegui dizer.

Suga: dor. –mas ele completou. –não é normal você se afetar tanto com as palavras de alguém. Agora sei o nível de importância que ela em para você. –disse enquanto sentava ao meu lado no banco do piano. –o que exatamente ela disse?-perguntou tocando algumas teclas.

Jungkook: ela me chamou de psicopata. Ela me perguntou o que me fazia pensar que ela voltaria para cá, para a casa de um psicopata. –nesse momento, Suga para instantaneamente. Imprenso meus lábios, olhando para baixo.

Suga: você a ama. –ele afirma. –por isso te afetou tanto. –ele olha para mim.

Jungkook: eu pedi desculpas por prendê-la no inicio, hyung! Você sabe! Eu não peço desculpas a ninguém! Nem aos meus pais! Eu...eu...

Suga: está doendo?-olho para ele, sem entender. Ele leva sua mão, suavemente até seu peito. Por fim, entendo.

Jungkook: nunca senti essa dor antes...

Suga: é incrível como essa garota meche com você!-ele da um pequeno sorriso, mas logo ele some. –se afaste dela, Jungkook!

Jungkook: o quê?-olho para ele com os olhos arregalados.

Suga: deixe-a pensar um pouco! Será bom para você também. Poderá tentar esquecê-la!

Jungkook: eu não vou conseguir esquecê-la, hyung!-digo desesperado. –eu já gosto muito dela!-baixo a cabeça. –mais do que eu consigo descrever...

Suga: apenas tente, Jungkook! Deixe-a de lado um pouco e foque em outras coisas. Tenho certeza de que Alice vai ajudá-la a gostar de você e logo ela vai estar aqui!

Jungkook: você acha?

Suga: não posso afirmar, mas posso supor!

Sorri de canto para ele. Logo a campainha tocou e soube que todos haviam chegado.

CONTINUA...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...