1. Spirit Fanfics >
  2. Psiquê >
  3. Capítulo V

História Psiquê - Capítulo 5



Capítulo 5 - Capítulo V


"Você pode contar comigo como 1 2 3

Eu estarei lá

E sei que quando eu precisar, posso contar com você como

Quatro, três, dois

E você estará lá

Porque é isso que os amigos devem fazer"

– Count on Me 


Em algumas semanas a relação entre os dois estava muito melhor, infelizmente a relação entre Lee e Neji estava mais instável que nunca. 


Desde a vez que se viram na cafeteria não se falaram mais. O Hyuuga se sentia traído por descobrir da boca de outro que seu amigo confidente sabia onde ela estava e nem sequer o falou.


Tenten insistia que a culpa não era de Rock Lee, que ela havia pedido para que ele não falasse nada, mas isso não mudava nada para o moreno, ainda se sentia traído e para fazê-lo mudar de opinião seria difícil.




Estava em seu horário de trabalho, estava prestes a começar o atendimento de um novo paciente, o que era raro em uma tarde de sexta. 


Antes que o paciente entrasse, recebeu uma mensagem de Tenten dizendo para que a encontrasse em um bar às sete da noite.


Mesmo surpreso ficou feliz, a presença da morena nunca era demais para si.


Quando enfim o novo paciente entrou se surpreendeu. Era Ino e o fato dela estar ali para ser atendida com certeza era um choque.


Senhorita Ino. Sorriu. Você é minha nova paciente? Estou surpreso.


Não é por um motivo especial na verdade, eu marquei esse horário pois precisava conversar com alguém que pudesse me dar bons conselhos.


Pois bem, podemos começar. Se ajeitou na cadeira.


Ai, sabe, a vida anda muito corrida, eu sou enfermeira e também trabalho na floricultura da família, o cansaço vem de vários lados. Neji prestava atenção em tudo o que a mulher dizia. – E bom, acho que me apaixonei há pouco tempo.


Isso para você é algo ruim?


Sim, pois aparentemente ele gosta de outra.


Realmente temos um problema aí, mas se você realmente o ama, deveria continuar tentando.


Ino sorriu com a resposta.


Se você está dizendo que eu devo tentar, vou continuar insistindo.


A consulta continuou seguindo o mesmo assunto até terminar o horário. Após a consulta, Neji preencheu o prontuário com todas as informações e arquivou.


Quando terminou seu horário de serviço, foi calmamente para sua casa, onde aproveitou o tempo livre para lavar e hidratar seus fios que já estavam quase que implorando por um pouco de atenção.


Por volta das seis da noite começou a se arrumar definitivamente, optou por uma camisa lisa branca, uma jaqueta jeans por cima, com uma calça jeans simples e um tênis branco.


Depois de tanto se encontrar com a morena, não ficava mais tão nervoso, então se sentia confortável o suficiente para se vestir mais casualmente.


Quando faltava meia  para as sete, o jovem psicólogo chamou um uber, que logo chegou e pôde sair de sua residência rumo ao encontro da noite.


Assim que chegou, olhou seu relógio, 18h59, entrou sem enrolar e avistou os coques duplos da morena de longe.


Se aproximou e se surpreendeu ao encontrar Rock Lee na mesa junto a ela.


O que exatamente eu perdi? – Questionou o Hyuuga sem cerimônia.


Boa noite, Neji. Tenten o olhou e sorriu. Eu chamei vocês dois aqui, pois tenho um assunto sério a tratar com vocês.


Mesmo já deduzindo qual era o assunto, a curiosidade era maior que tudo, por isso se sentou ao lado da Mitsashi.


Olhou fixamente para Lee, o sentimento de quem foi traído pulsou nas veias do Hyuuga, tinha vontade de sair dali, porém sabia que um dia teriam que conversar de novo.


Como eu sei que você não é bobo, já sabe o porquê de estarmos aqui, certo?


Sim, eu sei, e sem querer ofender, mas esse assunto não diz respeito a você. Quem tomou a decisão de não me dizer nada foi ele.


Então você queria que ele não cumprisse com a palavra que ele fez a mim? Se virou para o mais alto cruzando os braços.


Não iria matar me dizer que você ao menos ainda estava na cidade.


Como eu me sentia não importava para você?


Não venha colocar palavras na minha boca, você sabe que eu me preocupo com você desde aquela época.


Os dois se encaravam seriamente. Já Lee apenas observava tudo calado, aguardando apenas uma brecha para entrar no assunto. 


Estava achando que seria quase impossível já que pareciam um casal discutindo o relacionamento e uma lição que sempre levou desde a infância, era, não se meta em briga de casal.


Na verdade nem sabia como aceitou aquilo, a única coisa, que pra si, justificava essa decisão, foi a oportunidade de recuperar sua velha amizade.


E você? Veio aqui apenas para ver a gente brigar? Perguntou Neji já levemente furioso. 


Lee respirou fundo.


Sabe Neji, quando eu tomei aquela decisão de não contar nada, eu levei em consideração os sentimentos dela, pensei inúmeras vezes em te contar, mesmo sabendo da busca, eu preferi não falar nada. Sabia que se ela não queria ser encontrada, tinha seus motivos. – Suspirou. – Eu entendia esse sentimento de só querer se afastar para não afetar ninguém, você sabe muito bem que eu vivi isso na época em que me assumi bissexual para minha família, foi uma das épocas mais difíceis, já que de início não aceitavam, mas você estava lá comigo.


O coração do Hyuuga doeu, se sentia um monstro no momento, havia esquecido que o amigo tinha passado por algo parecido. Apenas havia pensando em si e no que queria.


Rock Lee deu a entender que iria continuar, contudo Neji o impediu.


Me desculpe, Lee. Soltou tão de repente que os dois na mesa se assustaram. Eu tenho sido um péssimo amigo, apenas pensei em mim, um babaca de nariz em pé, olhei apenas meu próprio umbigo. Me desculpe mesmo.


Eu sempre vou te desculpar, entendo o que sentiu, mas agora que comecei a falar tudo o que sinto, vou terminar. Colocou um sorriso no rosto e voltou a falar. Quando eu quis fugir de tudo você me abrigou na sua casa, sempre me apoiou e graças ao seu apoio, hoje estou em um quase relacionamento com Gaara, se não fosse por você, eu não seria o que sou hoje, eu tenho que agradecer a você por tudo. Você é pessoa mais importante da minha vida.


Neji soltou uma leve risada e o olhou.


Se eu não o conhecesse, acharia que está dado em cima de mim. Brincou. Prometo não ser mais babaca com você.


Oh, Jesus. Tenten começou, chamando a atenção de todos. Se eu soubesse que seria tão fácil assim não teria preparado todo um discurso.


Os três riram.


Vamos comemorar! – Grita Lee, que fez sinal para o garçom ir até eles. Um latão bem caprichado… Olhou os amigos para que dissessem o que querem.


Para mim também. Pediu Neji. Tenten?


Uma dose de vodka. Todos a olharam surpresa, que apenas sorriu em resposta.


Então troca as latas por um litro. Afirmou Lee.


E três copos. Completa Tenten.


Vai aguentar? Pergunta Neji.


Você vai se surpreender com as coisas que eu aguento. Piscou para ele.


A noite estava apenas começando, o Hyuuga tinha essa certeza.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...