1. Spirit Fanfics >
  2. Psychedelic - Ticci Toby, Hoodie e Masky >
  3. Lilly - Prólogo

História Psychedelic - Ticci Toby, Hoodie e Masky - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Lilly - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Psychedelic - Ticci Toby, Hoodie e Masky - Capítulo 1 - Lilly - Prólogo

Lilly ( 29/junho 2020 ) - Timmins, Canadá


Era segunda, um dia chuvoso e sombrio, e eu iria sair com Oliver, meu melhor amigo, para uma floresta aleatória, do lado da cidade. vivíamos em Timmins, uma pequena cidade canadense, na verdade, era tão minúscula que eu nem sabia se podia chamar de cidade.

Eu e Oliver éramos amigos a muito tempo, e tínhamos muitas coisas em comum, em especial um gosto; Creepypastas. Eu era uma investigadora, e ele, um invocador, era normal ver ele cheio de cortes causados pelos assassinos, e as vezes eu aparecia machucada também, com olheiras por não conseguir dormir por causa dos barulhos e atordoada pela noite anterior.

Felizmente, hoje não era um desses dias, e eu acordei novinha em folha, meu ‘irmão’ não havia vindo me encher o saco, nem meu primo, quanto acordei do meu sono da tarde, eram 14:00, então fui ao banheiro, tomei aquele banho com direito á turnê especial para os mosquitinhos, vesti aquela primeira roupa que apareceu na frente, e fui para a sala, esperar meu best friend chegar para irmos atentar algum espírito na floresta, éramos doentes mesmo.

Toc Toc - ouvi a porta ser batida, com certa brutalidade.

- já vaaaaaai!! - berrei, mesmo estando na frente da porta, com um saco de velas na mão, já que o doente do Oliver havia pedido.

- Bom dia, pequena brabuleta - falou Oliver, com aquele sorriso galanteador, ele era loiro dos olhos pretos.

- Ridículo - mostrei a língua, saindo de casa e trancando a porta.

- vamos logo, temos que chegar antes que anoiteça - falou, colocou as mãos nos bolsos e saiu andando.

Ele parecia meio desanimado, mas eu ignorei, e o segui.


Quando chegamos na floresta, estava anoitecendo, e Oliver estava calado demais.

- Chegamos - falou, no meio da floresta, parando, então dei mais alguns passos, parando na frente dele.

- chegamos? - eu ia olhar para ele, se não tivesse sentido sua mão segurar meu cabelo brutalmente e me forçar contra uma árvore - Mas que porra! - senti minha bochecha sendo rasgada pela árvore.

- Então é isso que o senhor queria? Que eu matasse a pessoa mais especial para mim? - perguntou, olhando para cima.

- Não achei que realmente teria essa coragem - ouvi uma risada, junto da voz macabra que vinha de um canto qualquer. - Mas devo lamentar, que isto é impossível, você não vai conseguir matar ela - senti um sorriso na voz. 

Oliver encostou algo em minha nuca.

- Oliver seu filho da puta - falei, me sacodindo - Se tu tentar me usar de sacrifício, eu juro que te mato seu... - ouvi um gatinho, e um barulho de tiro, seguida de uma dor insuportável na cabeça.

- desculpa - ouvi sua voz embargada, e ele me largou, e eu não conseguir resistir, e caí no chão. - Agora me aceite como seu servo! Slender! -.

Foi a última coisa que ouvi, antes de fechar os olhos e uma onda de ódio e adrenalina tomarem conta de mim.

Levantei do chão, e ouvi aquela risada macabra de novo. Chutei Oliver nas costas, segurando seu pescoço em seguida.

- L-Lilly!! - tentou me parar, mas já era tarde, eu estava louca.

Eu arranquei sua cabeça, ouvindo a risada ser seguida por um ruído insuportável, e desmaiei.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...