História Psycho || Jeon Jungkook - Capítulo 55


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Youngjae, Yugyeom
Tags Jungkook, Psicótico, Você
Visualizações 92
Palavras 1.790
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Survival, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 55 - Baby Innocent


— Aonde que a senhora pensa que vai? — Questionou, e eu senti um desespero tomar conta de mim... 


— É proibido querer ir no mar agora? — Perguntei. 


— Não, mas sei exatamente que mar você estava querendo ver. "Jeon Jungkook", (S/N) não brinque comigo.. Você não me conhece. — Disse, segurando meu braço. 


— Te conheço o suficiente! — Me soltei do mesmo, e retornei para o meu lugar. 


— (S/N) está tudo bem? — Mamãe questionou. 


— Vai ficar.. — Dei um sorrisinho. 


— Discutiu com Yoongi? Não é por nada não, mas eu percebi o clima dos dois.. 


— Tivemos uma pequena discussão.. Mas qual casal não tem desentendimento? 


— Realmente, você tem razão.. Mas mudando de assunto, eu já vou embora aproveitar que Taeyang deu um cochilo. 


— Tá bom mamãe, qualquer coisa você ligue. 

— Pode deixar querida, divirta-se na sua lua de mel. — Me despedi da mais velha, e do meu Taeyang. Em seguida comprimetei alguns convidados chamados por mim, eu tinha que agir como uma esposa feliz. 


— (S/N) (S/N)! — Kaori começou a gritar, e logo fui até a mesma. 


— O que foi? — Questionei. 


— Eu já ia esquecendo de lhe dá isso aqui. — Falou que entregando um pontinho transparente. 


— Kaori, para que eu vou querer esse pontinho? — Revirei os olhos. 


— Além de ser lerda não enxerga direito.. Isso é "boa noite "cinderela".. Uma maneira que você não venha se entregar para Yoongi, mas se você não quiser... 


— Não! — Puxei da sua mão. — Eu quero, e muito obrigado. — Abracei a mesma, e caminhamos até o pessoal. 


— (S/N) eu lhe desejo toda felicidade desse mundo.. — Pronunciou Hope. 


— Obrigado, te desejo o mesmo.. Porque eu sei que logo vocês vão se casar, e obviamente eu serei a madrinha. — Ri. 


— Exatamente. — Sorriu Kaori. 


Agradeci à Kaori pelo remédio que ela havia me dado, eu realmente não iria conseguir me entregar de corpo e alma para aquele homem.. "Min Yoongi"... E não teria forças alguma para enfrentá-lo, eu tenho a melhor amiga que eu poderia ganhar. 


— Não esqueça. — Piscou Kaori, entrando em seu veículo, e eu falei um "pode deixar". 


Depois da festa de casamento, procurei trocar de roupa e coloquei um vestido azul escuro rodado até os joelhos, e de repente veio Jungkook em minha mente.. Eu sei que era ele naquele momento que a vi naquela praia... Porque isso é tão difícil?…


                                   (••••)


Finalmente estávamos indo para a lua de mel, Min Yoongi estava atento na estrada.. — Às vezes no decorrer da viagem pegamos trânsito, mas pelo que Yoongi me disse já estamos próximo ao local. 




Quando chegamos em nosso destino, percebi que estávamos em frente à um hotel bem popular de Seoul.. — E eu não esperava menos que isso.. Min Yoongi gosta de popularidade, de ser o centro das atenções, e não passa de um policial ridículo. 


O mesmo fez questão de abrir a porta do carro para mim,— já ela está querendo bancar o príncipe encantado, deixei que ela levasse as duas malas, que no caso era uma minha, e uma dele. — Eu caminhava em grande estilo, como uma esposa estaria, "feliz" em ter se casado com quem você tanto desejou... — Mas esse não era o meu caso. 


— Você está abusando da minha boa vontade. — Reclamou Yoongi, após chegámos no nosso quarto.. Vamos se dizer "suite". 


— Seja cavalheiro. — Ri, entrando no quarto. 

O quarto estava bem organizado, com rosas vermelhas espalhadas ao redor.. — Senti duas mãos me tirar do chão, dando-me um baita susto com seu ato de me carregar. 



— Yoongi!! — O repreendi. 


— É a nossa noite.. Uma noite que sempre desejei, e finalmente você está diante de mim. — Suas palavras ditas dava-me um certo arrepio, o mesmo me deitou na cama, e logo lembrei do "Boa noite cinderela".


— Então.. Você está tão apressado, vamo devagar. — Falei, pegando a taça de champanhe levantei para pegar as taças, e de costas coloquei o remédio. 


— Tá fazendo o que aí hein? — Questionei Yoongi.

— Nada demais.. — Falei, entregando a taça. — Vamos fazer um brinde. — Sugeri, e ele concordou. 


Observei o sujeito bebendo sem parar, e já eu não estava nem um pouco afim de ingerir esse champanhe em minha garganta.. — O cheiro de alguma forma me deixa enjoada, e eu não faço idéia porque esse "enjôo".



— Vem cá.. — Ele disse me puxando para si, e começando a tirar o vestido do meu corpo. — Não vai beber? Eu bebo. — Ele simplesmente bebeu o champanhe por completo, e agarrou os meus lábios, e não demorou muito para que o efeito se tornasse presente, fazendo com que ele apagasse completamente. 


Não perdi tempo algum, e comecei a tirar seu terno, logo em seguida a calça, e depois o sapato. — Eu tinha que fazer com que ele acreditasse que tivemos uma noite "maravilhosa".


Fiquei apenas de lingerie, e deitei ao seu lado. — O mesmo dormia tranquilamente.. Não vejo a hora desse pesadelo acabar. 

"Horas depois"...


Quando eu acordei Yoongi ainda dormindo,aproveitei e levantei. — Coloquei o roupão, e a campainha começou a tocar. 


Abrir a porta, dando de cara com quem eu menos esperava.."Jeon Jungkook".Imediatamente fechei a porta. — Caminhamos pelo corredores, virei à esquerda, e abri uma porta entrando logo em seguida, percebendo que era um local de limpeza. 



— O que está fazendo aqui? — Questionei, ligando a luz. 


— Talvez o destino, que nós faz se encontrar a todo momento. — Brincou. 



Eu não estou brincando. — Falei séria. 



— Foi uma coincidência..Eu vi encontrar um amigo, eu juro… 



— E veio tocar justamente a campainha justamente no quarto onde eu estava? 



— Não está feliz em me ver? Questionou, mudando totalmente o seu semblante para sério.



— É perigoso Jeon...



— Você não respondeu a minha pergunta.. Mas tudo bem. — Ele abriu a porta, e eu o puxei. 



— Eu estou feliz em vê-lo sim Jungkook, satisfeito? Agora faça o favor de parar o "draminha"..



— Uhum.. — Riu. — Você se deitou com ele?



— Não.. Jamais faria isso. — Respondi. — Dei boa noite cinderela.



— Porque está de roupão então?— Me olhou desconfiado. 



— Porque eu estava indo tomar banho Jungkook.. — O mesmo se aproximou mais, e calmamente retirou o meu roupão, deixando-me apenas de lingerie.


                    Ele me colocou contra a parede, começou a deslizar suas mãos sobre meu corpo, — senti o sujeito apertar o meu bumbum, e juntando nossos corpos cada vez mais. 


Jungkook.. — O repreendi, me afastando do mesmo. 



— Desculpa.. — Beijou a minha testa. 



Aqui não é um lugar adequado para isso.. E eu não estou bem. — Fale, ao lembrar que desmaiei no altar.. 


 —O que aconteceu?  — Percebi o olhar de preocupação. 


— Tive um mal-estar.. Sei lá. — Respondi, colocando o meu roupão. 


— Essa situação é angustiante, não poder cuidar de você é tão sufocante. 


— Eu sei, eu sei.. Poxa, você acha que é fácil conviver com Min Yoongi? — Cruzei os braços, esperando uma resposta. 



— Você tem razão, e eu já vou indo, para não acabar em uma discussão. — Ele abriu a porta, deu um beijinho na minha testa, e foi saindo.. Mas eu o puxei, e o beijei. 


— Às vezes você é difícil.. — Debochei, após encerrar o beijo. — Concordo em ter que ir embora.. Mas é uma pena, não poder aproveitar.. 


Me insinuei para o moreno, retirando o meu roupão calmamente.. E comecei a retirar a alça da lingerie vermelha. 




— (S/N)... — Ele sorriu,mordendo o lábio inferior. 




— Eu tenho dois humor. — Ri, pulando em cima do mesmo, e logo depois comecei a beijá-lo ferozmente, eu tinha que ter minha lua de mel, ou ao menos "fingir que eu realmente tive, porém, com a pessoa que eu quero. 


Aquela clima estava se tornando cada vez mais quente, — eu percebia o suor se escorrer sobre meu corpo, quando eu sair do seu colo, tirei sua camiseta social, e quando eu percebi que havia uma mesa naquele ambiente, não esperei tempo algum e o empurrei para aquela direção. — Assim que ele sentou, retirei sua calça com tudo, revelando algo tão desejo por mim.. 


Eu retirei minha calcinha, e sentei em seu membro pulsante, sentindo uma pequena ardência após o meu ato. — Comecei a cavalgar freneticamente em seu membro, Jungkook gemia como nunca.. Suas mãos passearam pela extensão do meu corpo, o mesmo tocou em meu seios cobertos pela lingerie, e quando menos esperei ele rasgou, e começou a massageá-los.. Quando eu senti sua língua passar pela aquela região,e o meu movimento começar a perder o controle, os nossos gemidos se tornaram mais altos.. E estávamos nos arriscando, porque o nosso desejo era maior que tudo.. — Comecei a cavalgar mais rápido, eu sentia minhas pernas bambas, e as minhas forças se diminuindo, e quando chegamos ao apìce sair do seu colo. 


 — Eu tenho que ir. — Falei, com minha respiração acelerada, e o calor absurdo. 




— Tome cuidado.. — Ele disse, arrumando sua calça. 


Eu assenti, e coloquei meu roupão novamente, peguei minha peças íntimas que estavam jogadas pelo chão, e antes de sair dei um "selinho no mesmo".


Assim que entrei no quarto, percebi que Yoongi ainda estava dormindo.. — Esse boa noite cinderela está fazendo ele dormir demais… Aproveitei essa situação que ele se encontrava, e tomei um banho. 


Após terminar, coloquei meu biquíni azul.. E um vestido amarelo de praia. — Quando eu sair do banheiro, Min Yoongi estava acordando. 


Já que era uma lua de mel, eu tinha que fingir que estava tudo bem.. Fiz um coque simples em meu cabelo, enquanto Yoongi observava o seu aparelho celular. 


 — Eu apaguei..  — Pronunciou. 



 — Percebi..  — Ri fraco. 



 — Aonde vai assim?  — Disse, se levantando. 



 — Tomar meu café da manhã, e aproveitar a piscina.. Porque? Não posso? 


— Vamos juntos.  — Falou, pegando a toalha e caminhou em direção ao banheiro. 



O que aconteceu comigo e Jungkook.. Foi um ato no qual eu não tive como me segurar,para não me entregar.. E não tivemos o "tempo" necessário para que pudéssemos conversar melhor, Jungkook parecia esconder algo mas eu não faço idéia do que seria. 



Depois que Yoongi terminou o seu banho, saímos do quarto. — Se ele soubesse o que aconteceu… Eu já fico imaginando tantas coisas ruins que pode acontecer, penso no Taeyang.. Que de algum modo eu acho que ele jamais machucaria uma criança,na verdade um "bebê" inocente. 



                            



Notas Finais


Olá pessoal, espero que tenham gostado do capítulo de hoje.. Imagino que vocês já sabem oque aconteceu com a "tia giih, para quem conhece ela fez recentemente uma conta nova, ai vai fulano e faz merda.. Isso está se tornando chato. .mas não vamos desistir.

Bom pessoal, o que falar do capítulo de hoje? Bem quente não é? Kkkk (S/N) e Jungkook se arriscando... E apesar de eu não ser boa em fazer hot, eu tento KKKKK

Comentem muito para tia milly, e lembre-se que seu comentário é importante 💕

Até a próxima..💞 E aproveitando deixarei o link do grupo, caso alguém queira entrar, fique a vontade.

https://chat.whatsapp.com/H8QtzOOpv4c3d6XCWFpbCy

Obrigado pelos 804 favoritos 😍 vocês são demais ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...