História Psycho Love - Jeon Jungkook - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 64
Palavras 804
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, LGBT, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Yup! Eu voltei meninaxxxx e meninoxxxx {vai que tem) kkk

Capítulo 16 - O Demônio com cara de Anjo - HOT


Fanfic / Fanfiction Psycho Love - Jeon Jungkook - Capítulo 16 - O Demônio com cara de Anjo - HOT

Jungkook - casa - 01:25

Vê-la daquele jeito, tão submissa fazia meus pensamentos impuros fluírem, imaginando cada vez mais até aonde ela aguentava. Claramente eu já estava duro até porque seu corpo não ajudava a me concentrar, parecia que a minha única vontade era admirar seu corpo que logo logo estará cheio de marcas.

S/n estava com suas mãos amarradas na cabeceira da cama com uma fitinha vermelha. Ela parecia tão curiosa em saber o que farei. Mas mesmo assim ficou quieta e atenta. 

—Vou tentar pegar leve com você, mas não acho que vou conseguir... — me aproximo do lado da cama e deslizo meus dedos entre seus seios — até porquê seu corpo me deixa mais insano.

Ela fecha os olhos ao sentir eu apertar de leve seu seio, mas volto a deslizá-lo por quase todo seu corpo até sua calcinha ainda não removida.

—Lembra do ocorrido na delegacia, certo? — assim que digo começo a acariciar seu único tecido querendo retirá-lo o mais rápido possível. — como eu te "salvei" daquele tédio... — me aproximo de seu ouvido e deslizo minha mão por debaixo da calcinha a sentindo úmida. Logo sussurro — espero que retribua o favor gemendo alto meu nome. 

Me afasto um pouco vendo ela morder os lábios de olhos fechados. Isso me incentivou a estimulá-la devagar. S/n que antes estava com seus olhos fechados, logo fixa seu olhar em minha ereção, e acaba por morder o lábio inferior, com certeza tentando me provocar. Ela joga tão sujo...

Eu sentia meu pênis pulsar querendo atenção, e eu já estava duro por completo e aposto que se não fizesse algo estaria dolorido. Assim que retiro minha mão de dentro da calcinha parando de estimulá-la ouço S/n soltar um som de reprovação.

—P-por que parou? — S/n fala manhosa.

—Como pode ver, eu preciso me aliviar, baby. — digo isso enquanto me sento em uma poltrona no quarto que dá de frente para a cama a fazendo me olhar.

Começo a abaixar a calça até minhas coxas e logo a boxe também. Olho para ela na cama que estava vidrada em meu pau completamente duro, sem demoras começo a me aliviar devagar e olhando o quanto isso iria torturar a menor em minha cama. E acertei, ela se contorcia na cama tentando se soltar o que me fez sorrir cínico.

—Bunny, me solta?... — fico surpreso ao ouvi-lá dizer isso tão manhosa. Ela é um demônio com cara de Anjo tentando me manipular com esse jeito que eu amo ver. 

Sorrio maliciosamente e continuo a olhá-la enquanto me masturbava.

—Você é um demôniozinho, sabia? — paro o que estava fazendo e só subo a boxe e deixo no chão a calça. Começo a me aproximar tirando minha camisa e logo fico por cima dela semi nu.

—Eu sou?... — ela pergunta tão inocentemente olhando para minha boca.

—Aham... — roço meus lábios nos seus a provocando, e assim deço beijos e mordidas em seu pescoço.

A ouço arfar se entregando a mim e me deixando louco aos poucos. Sem demorar deço mais os beijos até sua barriga, para provocá-la beijo a calcinha a olhando, vendo sua expressão de ansiedade. Sorrio travesso a ouvindo gemer manhosa e vou até seu ouvido sussurrando as coisas mais sujas que eu queria fazer.

—Bunny... — a ouço pedir gemendo e dessa vez foi meu limite. Meu pau queria tanto que ela o tocasse e queria de novo estar dentro dela.

A solto e seguro seu quadril o apertando de leve, ela me puxa pelo pescoço e me beija, um beijo necessitado. Sem reparar eu o retribuo, logo interrompo o beijo para retirar sua calcinha e minha boxe deixando um chupão em seu pescoço, depois em sua clavícula e em seguida seu ombro enquanto a penetro devagar, ouvindo ela gemer fraco. S/n me puxa mais uma vez para marcar meu pescoço e morder ao redor. Começo a me movimentar devagar mas ao mesmo tempo fortemente, a vejo jogar a cabeça para trás e arquear as costas, a ouvindo gemer a cada estocada, vou mais rápido sentindo meu orgasmo chegar.

—B-bunny ~! — S/n geme mais alto agora. Mas não estou satisfeito.

—Eu tinha dito meu nome, baby — sussurro em seu ouvido e começo a desacelerar os movimentos mesmo que eu não tenha gostado.

—J-jungkook ~! — ela geme  mais alto e acabo sorrindo e volto a ser rápido.

Depois de minutos nós dois chegamos ao ápice e acabei por gozar fora dela, mesmo querendo preenchê-la. Me deito ao seu lado ofegante e fecho os olhos, logo sinto algo por cima de mim me fazendo abrir os olhos e vendo S/n suada em cima de mim e desacordada.

—Da próxima vez irei lhe punir de verdade... —sussurro olhando o teto, mas logo fecho os olhos e durmo. 


Notas Finais


😚Bjssss💋 para;
×Kimmieh×
×Expensive2017×

Pqp é muita vergonha quando eu escrevo esse tipo de capítulo :P


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...