1. Spirit Fanfics >
  2. Psycho Love (Reescrevendo) >
  3. Decisão

História Psycho Love (Reescrevendo) - Capítulo 15


Escrita por:


Capítulo 15 - Decisão


Fanfic / Fanfiction Psycho Love (Reescrevendo) - Capítulo 15 - Decisão

Justin Drew Bieber.

O despertador tocou às oito,  ky ainda dormia, sua perna estava jogada em cima da minha e seu quadril mantinha distância do meu, provavelmente ela ficou preocupada de me machucar. Acariciei suas bochechas e cheirei o perfume doce do seu cabelo, ela se moveu e murmurou algo inaudível.

-Levanta preguiçosa! - eu murmurei e Kylie se moveu 

-Eu estou exausta. 

-Temos que levantar! Vamos! - ela se sentou na cama 

- Como você está? Não te machuquei a noite neh? 

- pode ficar tranquila! 

- Eu vou tomar um banho e você vai se arrumar e me espera na cozinha. 

- Tá bom mamãe! - roubei um selinho antes que ela levantasse e depois saiu do quarto catando as roupas jogadas no chão. 

Na cozinha

-Justin senta logo nessa bancada! 

- Você pode muito bem agachar! - debochei da sua cara. 

- Deixa de ser teimoso! 

-Você é boa nisso vai!

- Justin Bieber eu vou meter bala na sua cara, senta logo na bancada. 

-Ridícula! - eu murmurei e ela me lascou um tapa no braço. - Doeu! 

- Era pra doer! - bufei e sentei aonde ela queria, o que a fez sorrir satisfeita, desinfetou o lugar e começou a colocar os adesivos do curativo. - Pronto! Puxei ela pra perto e toquei seus lábios, sua língua envolveu minha a minha agarrei sua cintura e fazia um carinho ali, ela explorava meu corpo com suas mãos. Macia e quente como sempre ela me envolvia em tudo, as carícias suaves tornavam o beijo excitante e encaixado. Por fim nos separamos para recuperar o fôlego. Ela beijou meu rosto e meu pescoço, lambeu subindo novamente, agarrei seu cabelo e a beijei novamente sua boca era viciante, seus braços abraçaram minha cintura colando nossos corpos, um beijo voluptuoso, cheio de tesão, estávamos tão envolvidos que não tínhamos vontade de parar eu puxava seu cabelo com força e ela brincava com sua língua. Se afastou lentamente com beijos. 

- Eu sou viciado em você! - falei ofegante. 

-Eu sei, você é o tesão em pessoa! - ela se afastou e guardou as coisas no armário debaixo, aproveitei a oportunidade para dar um tapa bem dado na sua raba. 

- porra Bieber! - ela acariciou a região e eu sorri safado. - Cachorro! 

- Safada gostosa! 

- Vamos logo o pessoal tá esperando. E eu vou revidar esse tapa! - eu ri da audácia dela e fomos até a sala de reunião, como esperado todos estavam ali. Principalmente a filha do Mendes com uma cara nada boa. 

- Fala seus puto! - cumprimento meus amigos. 

- Qual patricinha vai dar espaço para o rei aqui sentar? - zombei das meninas. 

-Hoje é um daqueles dias que o Justin tá insuportável de chato! - Ariana disse revirando o olho e eu dei uma risadinha, Kylie já estava sentada na ponta da mesa. 

-Kyliezinha! 

-Nem vem! 

- Você é insuportável mesmo em cara! - ouvi uma voz desconhecida por mim e olhei pra trás de mim vendo a gostosinha da Graziela. 

- Quem te chamou na conversa garota, abaixa bola aí! - eu disse e fui até a ponta do cômodo. - Vamos falar do que hoje? 

-Desistiu de sentar? - Jenner zombou e eu lhe dei dedo do meio. - Vamos saber qual é da mini patricinha do outro lado da mesa! - a garota apontou pra si mesmo e todos afirmaram com a cabeça. 

-Qual é a minha? Eu fui sequestrada pelo meu próprio pai, minha virgindade ia ser vendida pra um daqueles velhos nojentos e vocês ainda me perguntam qual é a minha...eu só quero sumir! Ah e sem contar que eu fui sequestrada de novo por vocês. 

- Sem querer ofender mas já ofendendo só estamos te usando por vingança! - Roman disse e eu ri. Kylie olhou feio pra gente e demos de ombro. 

- Na verdade lindinha queremos saber o que você quer da vida, se você vai fazer vingança com a gente ou se vai vazar! 

- Se eu vazar estarei em perigo do mesmo jeito! - ela disse chateada. 

- Não vai estar não, consigo te colocar no programa de proteção a testemunha- ky disse e completou dizendo - E você também vai ter a gente do seu lado.

- Aprendi a nunca ficar devendo pra bandido, mesmo assim vou estar com vocês! - me surpreendeu achei que novinha ia pular fora. 

- Primeiro gata, não somos bandidos, somos Os bandidos dessa porra então você tá bem colocada aqui dentro. - Ryan disse. 

- Então o próximo passo vocês já sabem, teremos uma semana de descanso, Mendes e o meu pai vão vender as meninas e agilizar tudo por aqui nos próximos dias, vamos voltar para Los Angeles e fazer com que Kendall pegue prisão perpétua, meu pai seja executado e Mendes e Nicolas a gente resolve depois que a justiça estiver consolidada. 

- Quem é Kendall e quem é o seu pai? - a doidinha perguntou. 

- Meu pai ajudou a te sequestra, Kendall consegue as meninas para serem vendidas. 

- Que bagunça!

- Ih menina tu não viu nada! - Caitlin disse. 

Continuamos naquela falação até a hora do almoço, a filha do Mendes decidiu que deixaria os detalhes com a gente e que iria fazer outra coisa e saiu da sala. Nós bolamos os próximos passos que damos para conseguir o julgamento dos dois. 

-Ainda não entendi como você vai fazer para executarem o seu pai? - Brian perguntou. 

- Ele não vai ser executado pelo governo, quem vai matar ele sou eu, mas a gente precisa de uma desculpa pra mídia. 

- E como você vai fazer isso, maluca? - Letícia perguntou. 

- Já falei que eu tenho contatos em todo canto, vocês não acreditam, como acham que eu consegui voltar a ativa? 

- Ah não mentira que você armou isso tudo, desde o começo? - Chris perguntou chocado. 

- Algumas coisas se complicaram mas deu tudo certo! 

- Que louca! - Justin comentou. 

- Eu quero comer, dormir e ir para uma baladinha a noite! - Roman disse. 

- As Brasileiras são as melhores! - Collin comentou. 

- Concordo! - Justin disse. Decide sair daquela conversa antes que desse merda. Peguei meu celular e sair da sala indo até a cozinha comer o que Joana tinha feito. Sentei na mesa sozinha e fiquei pensando em algumas coisas. Até o toque do meu celular me despertar, limpei as lágrimas que escorriam e atendi a ligação. 


Pattie: Kylie, pelo amor de Deus aonde vocês estão? 

Ky: Calma Patrícia, estamos no Brasil, o que houve? 

Pattie: Jeremy teve uma parada cardíaca, está no hospital em estado delicado! 

Ky: Justin não disse que íamos vir pra cá? 

Pattie: Não querida, me diga que vocês já estão voltando. Jeremy quer ver o Justin urgente. 

Ky: Vou preparar o avião o mais rápido possível até amanhã estaremos aí! - ela agradeceu e desligou a ligação. Corri até a sala de jogos de onde vinham as vozes do pessoal. Peguei no braço de Justin e puxei ele para um canto. 

-O que foi? Não quero brigar agora! - ele disse impaciente, puxei seu braço de volta. 

- Para de pensar que o mundo gira ao seu redor e me escuta, seu pai foi internado, teve uma parada cardíaca. - ele me olhou assustado. 

- Tá zoando? - ele disse sério. 

- Eu queria estar, mas é verdade. 

-Já preparou o avião? 

- Já! Daqui 15 minutos estamos indo. - ele apenas assentiu e subiu correndo para o quarto. 

- ok pessoal diversão adiada, precisamos voltar saímos daqui 15 minutos, agilizem.  


Justin se manteve calado e distante, o Jeremy era o melhor pai para os filhos, Bieber o via como um rei desde pequeno. Ele me olhou com os olhos vermelhos e movimentou a cabeça para a outra cabine. Eu me levantei e fui primeiro, segundos depois ele apareceu e se sentou ao meu lado de frente para a janela, encostou a cabeça no meu peito e ficou assim o resto do vôo até pegar no sono. O clima não estava favorável passarmos por várias turbulências uma delas causada por uma forte tempestade. Enfim chegamos, nossa viagem atrasou 20 minutos e eu dava graças a Deus que o loiro estava dormindo se não estava uma pilha de nervos, ele despertou quando o avião estava pousando, puxei seu rosto e depositei um selinho demorado em seus lábios, em retribuição ele deixou um beijo na minha testa e saiu pelo corredor juntando suas coisas. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...