1. Spirit Fanfics >
  2. Psycho (Markhyuck) >
  3. The Last Order

História Psycho (Markhyuck) - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Opa tutu bão?

Sinto que a fic está em sua reta final.

Enfim, vejo vocês lá embaixo

Espero que gostem^^

Capítulo 9 - The Last Order


-Olá, detetive Lee. Meu nome é Huang Renjun, eu sou jornalista investigativo, e tenho um suspeito para o caso HC.

E essa foi a melhor noticia que Mark escutara no último ano. Finalmente teríamos um interrogatório! Ele estava tão feliz quanto uma criança que havia ganhado o presente que tanto queria no natal.

-Pois sente-se!- Disse o detetive.- Tem algo que comprove sua acusação?

-Sim!- O Huang seguiu o conselho do policial e se sentou em  sua frente.- Não são provas físicas, mas a maior delas é: O sequestro de Na Jaemin.- Ele estava sério enquanto encarava o Lee.- E pelas minhas pesquisas, HC trabalha em uma das boates no subúrbio de Busan. Infelizmente, ainda não soube qual.

Mark anotou tudo o que lhe foi dito. Iria a fundo mais tarde.

-E quanto ao suspeito?- Ele estava ansioso.- Tem um nome? Retrato falado? Uma foto?

-Eu o conheço!- Cortou o detetive.- Não tenho certeza se é ele de fato, mas aquele garoto é estranhamente suspeito. Na Jaemin também conhece ele.

O detetive Lee já não aguentava tanta enrolação. Estava a ponto de gritar para que o Huang desembuchasse logo.

Mas quando o chinês estava pronto para dizer o nome de quem tanto desconfiava, a porta foi aberta.

Renjun ficou branco ao ver de quem se tratava. Era ele.

Donghyuck demonstrou estar envergonhado por ter atrapalhado a conversa. Mas Renjun notou o sorriso lançado para si.

Ele tinha o escutado.

-Detetive Lee, me perdoe por lhe interromper assim!- Ele se curvou.- Mas recebi outras mensagens de HC. Você disse para contata-lo caso isso acontecesse novamente.

-Sim, claro!- O detetive se voltou para o chinês pálido.- Pode vir amanhã de manhã, senhor Huang? Poderemos conversar com mais calma.

-Tudo bem!- Ele recolheu suas coisas com pressa, afim de sair daquele lugar o mais rápido possível. Sentia o olhar de Donghyuck sob si e aquilo era sufocante.- Nos vemos amanhã, detetive!

E antes de cruzar a porta, sentiu uma mão em seu ombro.

-Até logo, Huang!- Ele sorriu de maneira amigável. Doentio.

Renjun nunca rezou tanto por sua vida.

Agora ele tinha certeza.

Lee Donghyuck era HC.

-Se conhecem?- Questionou o detetive surpreso.

-Ele é o melhor amigo de Jaemin. Um cara legal, mas não bate muito bem da cabeça.- Donghyuck sentou-se no lugar antes ocupado pelo chinês em questão.- É um bom jornalista!

-Bom, mas você não veio falar sobre o Renjun, certo?- Mark o interrompeu.- O que diz a mensagem em questão?

-Bem...- Donghyuck engoliu seco.- Foi uma ameaça. Ele disse que se não arquivarem o caso, ele matará Jaemin.- Ele abaixou a cabeça.- Também matará você, detetive!

-Isso está fora de cogitação!- Mark ficou furioso.- Já trabalhei em casos parecidos. Não se preocupe, Donghyuck! Ele está blefando para ter o que deseja.

-Mas já vimos do que ele é capaz, detetive! Estamos subestimando ele.

-Já disse: Não precisa se preocupar! Pegarei ele antes que faça qualquer mal a Jaemin.

-Muito obrigado, detetive!- Se levantou e se curvou levemente.- Preciso ir, tenho um compromisso importante.

-Se acontecer qualquer coisa, sabe com quem contar!

-Sei sim!- Saiu da sala e sorriu.- Agora eu preciso cuidar de um fofoqueiro.

 

 

 


Renjun se deliciava com uma bela caneca de chocolate quente enquanto digitava em seu computador. Anotava tudo o que achava de extrema importância em sua caderneta de unicórnio. Presente dado por Jaemin.

Lá ele colocava todas as informações cruciais que não poderiam cair em mãos erradas.

Ao terminar o trabalho, decidiu relaxar e assistir alguma série aleatória que foi recomendada por um colega de trabalho. Sua paz durou pouco, visto que algum mal amado passou a apertar sua campainha incontáveis vezes.

Estava pronto para xingar quem quer que fosse o individuo, mas perdeu o ar segundos depois de abrir a porta.

-Olá, Renjunnie!- O que agora Renjun tinha certeza ser o próprio demônio, disse simpático.

-Donghyuck.- Renjun tentou ser sério e não transpassar o medo que sentiu. Deu certo, em partes.

-Vi que também está atrás do sequestrador de Jaemin. Sempre foi um amigo tão atencioso, Huang! Admiro você por esse motivo.- Ele se encostou na porta.- É uma pena Jaemin nunca te-lo notado do jeito que queria, não é?

-Desculpe, não entendi.- Renjun ficou confuso. Do que aquele maluco estava falando?

-Não se faça de bobo, Renjunnie! O único lerdo o bastante para não perceber, é o Jaemin. Ou vai negar que é apaixonado por ele?

E mais uma vez naquele dia, Renjun ficou branco como um fantasma. Mas dessa vez, suas bochechas eram a unica parte de si que não seguiram o padrão. Estavam vermelhas.

-Eu já sabia, Huang! É por esse motivo que desconfia de mim, não é? Acha que sequestrei Jaemin e que ao me entregar, vai sair ganhando e com o Na nos braços, não é?- Deu risada.- Sabe o que mais admiro em você? Sua inteligência! Eu poderia sentir inveja de você por isso!- Riu um pouco mais. Renjun já não conseguia se mexer, mesmo que todo seu corpo o mandasse correr até suas pernas caíssem de cansaço.- Acha que eu sou HC, não acha?

O chinês engoliu seco. Rezava para todos os deuses possíveis. Não queria morrer!

-Saiba que está certo!- Donghyuck sorriu de uma maneira doentia e revelou seu braço esquerdo, que até o momento, estava escondido atrás da parede.

Um taco de basebol.

Renjun não teve nem mesmo tempo de gritar por algum vizinho.

Donghyuck foi rápido em acertá-lo em sua cabeça. Usou força o suficiente para ter certeza de que um único golpe seria o suficiente.

E a última coisa que o pobre jornalista pode ver, foi os olhos e o sorriso de seu assassino.

Agora ele sabia que a morte havia chegado para si. Mas não seria o suficiente para cala-lo.

Na gaveta ao lado de sua cama, seu caderno descansava. E enquanto seu corpo era jogado da ponte em direção as águas geladas daquele rio, Renjun fez seu último pedido.

Por favor, detetive! Abra aquela gaveta.


Notas Finais


Renjun mais um na lista dos fantasminhas?

Donghyuck não se daria bem com a minha família. O tanto de fofoqueira que tem aqui o deixaria doidinho.

Mark perdeu uma pista, coitado!

Perceberam que esse foi o único capítulo em que o Woo não aparece? Já to com saudade do nosso anjinho!

A partir daqui, o bagulho vai ficar doido. Mais doido que o Hyuck. Preparados?

Bem-vindos a reta final de Psycho, meus amados leitores.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...