História Psychopath (JIKOOK) - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Bts, Bunny, Coelho Branco, Jeon Jungkook, Jikook, Jimin, Jungkook, Killer, Kook, Manicómio, Park Jimin, Psicopata, Psychopath, Rabit
Visualizações 102
Palavras 695
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Terror e Horror, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ola piçoas tudo bom?eu só consegui atualizar a fanfic hoje porque eu não fui pra faculdade... bom....espero que gostem e boa leitura ;)
me sigam,comentem,compartilhem,favoritem e deem uma olhadinha nas minhas outras fanfics e mil desculpa pelos erros

Capítulo 18 - 17


"Não precisamos de uma assinatura?" Jimin diz castamente

"J + J dentro de um coração é a nossa assinatura?" Jungkook brinca

"É J + J esculpido dentro de um coração" Jimin murmura com um beicinho fofo

Jungkook apenas olha para ele com um sorriso quando ele se lembra do olhar animado no rosto de Jimin quando ele usou uma faca para esculpir o J + J, no corpo do homem morto. Ele ainda podia sentir o nó de excitação na boca do estômago depois de recordar tudo o que havia acontecido. Tudo o que ele precisava fazer agora era descobrir mais sobre Min Yoongi. Não só porque ele teve a súbita vontade de matá-lo por ter Jimin, mas também porque o pensamento de um ex-policial espreitando no mundo do mercado negro o deixava inquieto

Ele já teve problemas anteriores com Yoongi, um em que ele estava perto de ser pego, mas se livrou da pessoa mais importante para Yoongi. Ele tinha desaparecido de Seul e continuou seus urgências em outro lugar. Quando ele voltou, ele descobriu sobre a queda de Yoongi e voltou a aterrorizar Seul novamente.
Yoongi, por outro lado, ainda estava pensando em Jimin. Em certo sentido, ele lembrou de alguém que ele costumava querer dar ao mundo inteiro. Ele ficou surpreso quando viu Jungkook arrastando-o para longe naquela noite do clube. A pessoa que ele estava procurando há tanto tempo estava na sua frente e ele não podia fazer nada.

Ele queria tirar a arma dele e matá-lo ali mesmo, mas as memórias do passado invadiram sua mente e ele estava congelado no lugar. Quando ele tinha Jimin naquela tarde em sua cama, ele pensou que poderia deixar Jungkook ir apenas se Jimin permanecesse ao seu lado. Mas quando ele acordou e viu que Jimin tinha ido embora sabia que era bom demais para ser verdade. Além de se apaixonar por um sociopata, ele também se apaixonara pela única pessoa que Jungkook mantinha tão perto. Essa súbita centelha de interesse se transformou em raiva, e ele decidiu que não descansaria até que ele pegasse Jimin de Jungkook e o quebrasse como se ele tivesse sido quebrado por Jungkook.

Quando ele foi chamado para a nova equipe de investigação em emergência, ele sabia que estava fodido. Ele já podia ver as consequências negativas de não ter Jimin. A coisa que todos mais temiam aconteceu. Ele sabia que Jungkook estava apaixonado por Jimin agora e não havia como eles se separarem. A excitação repentina de matar só os tornaria mais próximos e o risco de mais vítimas acabara de aumentar. O chefe de polícia deu-lhe um mês. Um mês para pegar Jungkook e sentenciá-lo a apodrecer na prisão. Um mês para se livrar de Jimin.

Yoongi precisava de novas pistas, novas informações, um novo plano. Mas, tanto quanto ele pensava sobre isso, nada aparecia em seu cérebro. Ele desistiu de pensar durante a noite e adormeceu com as lembranças do sorriso  que ele costumava ver todos os dias, as carícias leves que ele amava sentir, o desejo de tê-lo de volta voltou. ele enlouqueceu. Ele ia arruinar a vida de Jungkook no momento em que ele o fez assistir seu amado morrer antes de seus próprios olhos.
-
No momento em que Jungkook e Jimin chegaram em casa, decidiram tomar um banho juntos. Eles encheram a banheira com água e os dois sentaram-se no interior, com Jimin sentado entre as pernas de Jungkook e suas costas pressionadas contra o peito de jeon .Eles se sentaram em silêncio, relaxando e sentindo-se confortáveis um com o outro.

 

Jungkook se sentiu apaixonado por Jimin, e ele estava tentando entender essa nova emoção que agora obscureceu sua mente. Ele se sentia possessivo, ele não queria Jimin fora de sua vista, ele não queria que ele se envolvesse com mais ninguém, ele não sabia o porquê. Seu ouvido ainda o consolava, de certo modo dizendo que não havia problema em se sentir assim. Mas sua cabeça estava dizendo o contrário. Ele sabia que estava fodido, agora sabia que nunca seria capaz de viver sem Jimin.
Ele mataria qualquer um que tentasse levá-lo embora, ele mataria qualquer um que ousasse.


Notas Finais


espero que tenham gostado e kissuss de toddynho da tia lee e eu prometo que na proxima att o cap vai ser mais longo :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...