1. Spirit Fanfics >
  2. Psychopathic passion. ( Imagine jungkook) >
  3. 29. I didn't expect this.

História Psychopathic passion. ( Imagine jungkook) - Capítulo 29


Escrita por:


Capítulo 29 - 29. I didn't expect this.


Fanfic / Fanfiction Psychopathic passion. ( Imagine jungkook) - Capítulo 29 - 29. I didn't expect this.

[10:45 PM]


Já estava de noite, eu encarava o Relógio de ponteiro fixamente, procurando uma forma de pegar no sono. Cogitei por bater a cabeça na parede, mas eu nunca mais ia acordar.

Zoeira.

Soeyon queria dormir comigo aqui, acreditam? Não deixei, ela tinha um namorado para mimar haha

Ela mora com um garoto chamado junhoe. O garoto é…perfeito, pensa. Relaxem, não sou talarica, só achei ele bonito mesmo.

Me virei passando a mão na parede com pequenas rachaduras, Suspirei ao lembrar do Jungkook. Estou com saudades de sua voz, por mais que ele só usasse pra me magoar.

— Eu prometo, que quando eu sair daqui…— Deixei que uma lágrima caísse.— Vou te deixar em paz, mas não antes de pelo menos conversar com você, ver o seu rosto pela última vez…— Sorri mínimo fechando os meus olhos.

Eu te amo, Jeon JungKook.

⟨ . . . ⟩

— (S/N)…— Abri os meus olhos tentando me acostumar com a claridade. Estranho, não tem janelas no quarto.— Quanto tempo…— Espera…

Eu conhecia essa voz de qualquer lugar.

Jungkook…

Me sentei de uma vez, vendo o menino me olhando com um sorriso. Passei minhas orbes por todos os lugares, eu me encontrava em uma praça. Mas…o'que?

— Jungkook?— Ele se sentou do meu lado.— Eu…era tudo um sonho?— Ele ficou confuso, todavia não tirou o sorriso do rosto.

Minhas vestes eram diferentes da Camisa de longas cumpridas e brancas e a calça Tactel da mesma cor. No lugar dessas duas peças, estavam um casaco branco, um cachecol preto, uma calça jeans vermelha e uma bota preta. Meus cabelos estavam impecáveis, andulados e…brilhantes. Lindos como nunca esteve.

— Como vai a vida?— Ignorou minha pergunta, fazendo outra por cima.

— V-Vai bem, Jeon.— Ele se aproximou mais.

— Você está mais linda do que antes.— Acariciou meu rosto. Aquilo realmente estava acontecendo?— Bem, você não respondeu minha pergunta. Por que dormia no banco da praça? — Soltou uma risada.

— Eu…Não sei.— Disse ainda em choque. Aquilo não poderia estar acontecendo.— Jeon…— Ele me cortou e tirou sua mão do meu rosto.

— Omo, não me chame assim.— Apertou minha bochecha de leve.— Me chame de Gukkie.— Arqueei uma sombracelha.

Se isso for um sonho, tem ao menos que aproveitar essa ilusão. Abro um dos meus melhores sorrisos.

— Okay, Gukkie.— O mesmo pareceu ficar feliz.

— O'que ia dizer?— Me olhou com interrogação, sua cabeça estava tombada para o lado, me dando um visão fofa de você.

— N-Nada, Nada…— Me levantei animada.— Que tal andarmos por aí, Uh?— Ele se levantou assentindo. O mesmo ficou do meu lado.

— Posso segurar sua mão?— Ahhhhh, claro.

— Pode sim.— Ele entrelaçou nossos dedos. Começamos a andar pela praça, aquele ar fresco me acalmou tanto.

— Jungkook?— Girei em cima dos meus calcanhares, acompanhando o movimento que foi feito primeiro por Jeon. Ela…Ela estava bem ali, na nossa frente, nos olhando com aquele maldito sorriso que roubou o coração de Jeon.

— Brithney?— Foi na direção da garota, ficando em uma aproximação ameaçadora.— Nossa…Oi.— Sorriu.— Quanto tempo, o'que faz aqui? — E eles iniciaram uma conversa, me deixando completamente de lado.

Fiquei perto dos dois, tentando chamar a atenção, mas era como se eu não…existisse. Toquei no Jungkook, ele me encarou furioso, o'que me deixou perdida. Fui empurrada com força por ele, tudo se passava diante dos meus olhos em câmera lenta. Quando me choquei com o chão, ele se distanciou, ele nem saiu do lugar, só…se distanciou enquanto me fitava mais aquela garota. Os mesmo ficaram de costas pra mim, andando pra longe sem dar a mínima.

— Não…Não posso te perder de novo.— Me levantei, tentei correr mas eles só se distançiavam mais ainda a cada passo meu.— Jungkook!— Gritei vendo uma escuridão tomar conta do começo daquela praça. Me levantei assustada tentando fugir, mas fui pega sentindo uma dor fora do normal.— AHHHHHHHHHHHHHH

⟨ . . . ⟩

— (S/N)!— Me sentei com a respiração acelerada, senti as gotas salgadas caírem sobre minhas bochechas. Olhei pra pessoa vendo que era uma das enfermeiras, ela me abraçou e eu retribui, estava necessitada de um contato carinhoso naquele momento.

— Eu quero ir embora…— Disse em meio as lágrimas.— Eu quero ir pra casa, eu…eu…— Não podia negar que queria aquilo, então…— Eu quero os braços da minha mãe…

— Calma querida, você vai se curar disso tudo, e quando isso acontecer, você vai receber o carinho dela.— Passou suas mãos nos meus fios.

— Você é a segunda Enfermeira que entra aqui, e faz isso…— Me distanciei olhando pra ela.

— "Faz isso"? Como assim?— Se sentou do meu lado.

— Que…que me ajuda, que chega perto de mim sem ter medo.— Ela sorriu.

— Eu te conheço dês de que entrei aqui, nunca falei com você porque eu cuidava e ainda cuido de outras pessoas com problemas igual ao seu. Mas, eu sempre achei você uma pessoa boa.— Acariciou minha mão.

— Obrigada. Mas você não é a única. A antiga novata também…vem aqui, ela é como uma irmã pra mim.— Ela sorriu.

— Também podemos ser próximas, sou uma pessoa muito legal.— Deu uma pequena cotovelada no meu ombro.— Meu nome é Jisso.

— Prazer, Jisso.— Apertei sua mão.— Jisso, você já viu muitas pessoas daqui se curarem dos transtornos mentais e surtos psicóticos?— Ela ficou pensativa.

— Bem, poucas saíram daqui, mas eu tenho esperança que essas que continuam com esses problemas, vão ficar bem. Inclusive você.

— Que bom que acha isso.— Suspirei.— Você…Já amou?

— Não, mas eu aposto que um dia isso vai acontecer, Hm. Espero me apaixonar por um médico bonitão.— Rimos.— Olha, eu já tenho que ir. Eu passei aqui porque ouvi você gritando um nome.

— Jungkook…— Fitei a parede atrás da morena.

— Isso! Esse mesmo. É o seu namorado?— A olhei.

— Não, mas eu queria que fosse…— Ela expremeu os lábios assentindo.

— Entendo. Fica bem, okay? Eu aposto que esse tal de Jungkook vai correr atrás de você e implorar pra te ter nos braços dele.— Fez uma atuação Engraçada, tirando uma risada de mim.— Boa noite. Durma bem.— Selou minha testa e saiu do cômodo fechando a porta. Me joguei na cama encarando o teto.

— Eu prefiro virar a noite. 



— Acorda, frozinha.— Alguém Balançou o meu corpo, abri meus olhos tendo a visão da Soyeon.— Credo, que cara é essa?

Bufei afundando minha cara no travesseiro.

— Não acredito. Levanta preguiça amazônica.— Ri me levantando ainda mole por conta do sono.

— Preguiça amazônica?— Neguei com a cabeça, com um sorriso torto.

— É. Bicho Preguiça mais amazônia.— Rio prendendo meus cabelos em um coque despojado.— Vai escovar seus dentes, um cara que não quis se indentificar veio lhe visitar.

Droga! Espero que não seja o meu tio.

— Ele disse que queria fazer uma surpresa, e eu disse que poderia me dizer seu nome, só que ele falou que tenho cara de fofoqueira. Mal educado.— Me empurrou pra fora do quarto.

— Você tem cara e é.— Ela botou a mão no peito Indignada.— Desculpa aí, mas sou bastante sincera.

— Você é chata quando fala a verdade.

— Então você concorda comigo?— Entrei no banheiro mais ela, ela sempre me companhava para mim não poder "atacar" ninguém.

— Fica quieta se não eu enfio a escova de dentes você sabe onde.— Rio pegando a pasta.

— Agressiva.





— Como ele é?— Fiz a décima pergunta a ela, que revirou seus olhos impaciente.

— Os cabelos dele são meio que loiros claros, ahhhh chega de perguntas.— Chegamos perto do refeitório, que era onde recebia as visitas, pois é.

Ela descrevia ele de um jeito difícil, parecia que ela não queria que eu soubesse quem era. Talvez estivesse guardando o segredo que ele disse que era.

— Estou…nervosa.— Eu falei balançando as mãos.

— Relaxa. Agora vai antes que acabe o seu tempo.— Assenti. Entrei ali de cabeça baixa, andando até a mesa onde o homem estava. Me sentei de frente pra ele, o mesmo olhava para trás com seus óculos escuros tampando seus olhos.

— Hm…Oi.— Ele virou seu rosto, sorrindo.— Quem seria você…?

— Não se lembra de mim? Só se passou um ano.— Espera…

Ele tirou seus óculos mostrando seus olhinhos.

— Jimin?


Notas Finais


Me desculpem por qualquer erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...